21 de dezembro de 2011

Magno Malta: Lei da Palmada é uma agressão à família

Magno Malta: Lei da Palmada é uma agressão à família

Julio Severo
Em nota oficial, o senador Magno Malta (PR/ES) disse que a chamada Lei da Palmada, projeto que prevê punições a pais que administram castigos físicos em seus filhos, é uma agressão à família que é responsável pela educação dos filhos.
Magno Malta, aliado de Dilma Rousseff, é totalmente contra a chamada Lei da Palmada
Presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Família Brasileira, Malta é totalmente contra a chamada lei da Palmada. “Sempre provei para população, que família estruturada reflete uma sociedade também estruturada. Filhos tem que ser educados pelos pais. Não podemos interferir na educação e nos bons costumes familiares. É lógico, que sou contra qualquer tipo de violência, mas Deus permitiu as mães corrigirem os filhos com palmadas. Este tipo de correção é também uma forma de amor. É melhor fazer uma criança chorar, do que ter que chorar no futuro”, explicou Malta.
Aliado do governo de Dilma Rousseff e conhecido pelo seu papel principal na CPI da Pedofilia e do Narcotráfico, o senador Magno Malta declarou que “não é correto penalizar uma mãe que corrigir o filho com uma simples palmada. Esta lei é um exagero” frisou.
O projeto, aprovado por unanimidade pela Comissão Especial da Câmara, especifica que crianças e adolescentes devem ser “protegidos” do castigo físico, como se a família fosse uma ameaça constante para as crianças. O projeto coloca o Estado como “protetor” das crianças contra a família, o mesmo Estado que vem gradativamente trabalhando para liberar a lei do aborto, que mata crianças, o mesmo Estado que permite programação imprópria de TV para crianças, o mesmo Estado que quer doutrinação homossexual para crianças nas escolas.
Como explicar que Malta, que é evangélico, é totalmente contra a chamada Lei da Palmada, mas a Frente Parlamentar Evangélica fez acordo com o governo para que o projeto fosse aprovado com unanimidade na Câmara dos Deputados?
Pelo acordo, o projeto deveria ir diretamente para o Senado, depois da aprovação na Comissão Especial da Câmara dos Deputados, numa votação que desrespeitou a maioria dos pais e mães do Brasil, contrários a essa invasão dos direitos dos pais.
Contudo, atrapalhando o acordo, o Dep. Jair Bolsonaro conseguiu coletar 51 assinaturas necessárias para fazer com que o projeto seja votado no plenário da Câmara dos Deputados, onde todos os deputados serão vistos votando num projeto que tem ampla antipatia da população.
Magno Malta disse: “Caso seja votada no Senado Federal, com certeza vamos mobilizar a Frente em Defesa da Família Brasileira para coibir este absurdo”.
Por que a Frente Parlamentar Evangélica (FPE) não teve semelhante atitude contra esse absurdo de lei? Por que a FPE não fez na Câmara o que Malta pretende fazer no Senado?
Para vergonha da FPE, Jair Bolsonaro fez o que uma bancada evangélica inteira não quis fazer.
Com informações da Assessoria de Imprensa do Senador Magno Malta.

9 comentários :

Viver o tempo disse...

Ah, ele é contra?
Então porque apoiou a candidatura petista? Ah, ele não sabia...
Cara de pau!

Marcia disse...

Matar pode, educar não!
Incrível este governo c/ suas "duplas mensagens"!!!!!!
Lei absurda e totalmente desnecessária!
Vão trabalhar politicos!
Deviam fazer seleção, texte de QI nos candidatos a serem "políticos", bem como uma rigorosa avaliação psicológica!
Sobraria algum!!!!!!!!

Anônimo disse...

Como Disse para uma amiga, que até cogitou a possibilidade do Magno ser um homem usado por Deus, falei para ela "Deus pode até usar esses oportunistas para barrarem na hora, mas o que adianta o magno se mostrar contra, se toda época de eleição ele vende a Dilma pros evangélicos, como se ela fosse a uma santa, que se regenerou?"

Todos nós sabemos que PLC 122 projeto a favor do aborto, tudo isso vai continuar pairando sobre nossas cabeças, enquanto o PT e outros partidozinhos continuarem seguindo a agenda socialista da ONU, E Magno malta por promover Dilma a santa do pau oco, não ajuda a combater essa agenda, pelo contrário ele fazendo campanha pra Dilma e o PT só garante que nossa luta vai continuar eternamente, ele não reconhece que o perigo vem de dentro, pois não tem vergonha na cara! verdade seja dita aqui!


É louvável que ele se levantou Contra, mas não pense que devemos deixar de cobrar e jogar na cara dele, que é por culpa dele por dar apoio ao governo que segue essa agenda, se não nunca vamos vencer, digam a ele por email "você quer lutar pela família, então desligue-se do PT

Ronie Peterson

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

A Palavra de Deus diz claramente:

"Porventura, pode vir de uma mesma fonte água doce e salgada?" (Tiago 3:11)

Esse texto bíblico se encaixa perfeitamente com a imagem da nossa política. É impossível acreditar que possa surgir algo de bom em um meio tão podre e tão sujo (como o nosso Congresso Nacional).

Infelizmente, muitos políticos (inclusive os da bancada evangélica) fazem jogo duplo: criticam o governo, e, ao mesmo tempo, dão apoio ao mesmo governo.

É justamente por isso que eu não confio em nenhum político (nem mesmo nos da bancada evangélica). É como bem disse o apóstolo Paulo:

"Seja Deus verdadeiro e todo homem (principalmente político) mentiroso" (Romanos 3:4, o parêntese é meu)

O senador Magno Malta é um bom exemplo disso. Ele se diz cristão e defensor da família, mas foi um dos que fez campanha para Lula e Dilma. Eu pergunto: como pode alguém que se diz cristão apoiar corruptos a serviço do diabo?

Talvez o nobre senador esteja esquecido do que a Bíblia ensina:

"Não vos coloqueis num jugo desigual com os incrédulos. Pois, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que união pode haver da luz com as trevas? E que aliança há entre Cristo e o maligno? E que parte tem o fiel com o infiel? E que concordância existe do templo de Deus com os ídolos?" (2 Coríntios 6:14-16)

"Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou amará a um e odiará o outro, ou há de se dedicar a um e desprezar o outro" (Mateus 6:24)

Não há o que discutir: ou você serve a Deus, ou você serve ao diabo (não existe meio-termo)!

Será que o senador Magno Malta ainda se lembra disso?

Gostaria que ele respondesse de forma sincera a esta pergunta na primeira oportunidade!

Paulo Teixeira disse...

Essa tal de Frente Evangélica não defende interesses da família, mas é um plataforma para aspirações políticas.

Por que a tal Frente não esclarece os bastidores do tal kit gay 2 ?

O kit gay 1, por exemplo, só foi abraçado pela Frente Evangélica quando lhes interessou e isto de seu 5 meses depois da denúncia de Bolsonaro.

Será que 70 deputados evangélicos equivalem a 1 Bolsonaro?

70 = 1.

ELISEU disse...

Estive observando as opiniões que foram dadas aqui, e aproveito a oportunidade para fazer alguns comentários.

Uma das opiniões que me chamou a atenção foi a da Márcia. E ela disse precisamente isto:

"...Deviam fazer seleção, teste de QI nos candidatos a serem 'políticos', bem como uma rigorosa avaliação psicológica..."

Olha, Márcia, se estes critérios fossem adotados na escolha dos nossos políticos, não sei se alguém seria aprovado. Só talvez 1 ou, no máximo, 2 candidatos (e olhe lá)!

Eu diria mais: o que teria que se exigir seria fidelidade total à Palavra de Deus, sob pena de cassação do mandato. Será que algum político da bancada evangélica aceitaria correr esse risco (sabendo que seria "deportado" no primeiro vacilo)?

O Ronie também disse uma coisa interessante:

"... você quer lutar pela família, então desligue-se do PT..."

Ronie, eu assino embaixo o que você colocou. E não só o PT, como também outros partidos pró-homossexualismo: PV (de Marina Silva), PC do B, PSOL (do deputado homossexual Jean Wyllys), e outros.

Eu ainda diria mais: quer ser um político evangélico defensor da família, e da Palavra de Deus? É muito simples: NÃO FAÇA ACORDO COM CORRUPTOS! NÃO SE VENDA POR CARGOS OU VANTAGENS OFERECIDAS PELO GOVERNO! NÃO FAÇA JOGO DUPLO (AGRADANDO A DEUS E AO DIABO)! OBEDEÇA SOMENTE A DEUS E À SUA PALAVRA (AINDA QUE ISTO LHE CUSTE A PERDA DO MANDATO)!

O presbítero Valdomiro também disse o que pensa:

"...É impossível acreditar que possa surgir algo de bom em um meio tão podre e tão sujo (como o nosso Congresso Nacional)..."

Realmente, Valdomiro, você disse tudo. Do jeito que tem tanta podridão na nossa política, fica realmente muito difícil confiar em alguém. E como você bem colocou, nem mesmo os políticos da bancada evangélica não são merecedores da nossa confiança (e muito menos do nosso voto). E o texto bíblico que você citou (Romanos 3:4) é mais do que apropriado.

O Paulo Teixeira também expôs o seu ponto de vista:

"Essa tal de Frente Evangélica não defende interesses da família, mas é uma plataforma para aspirações políticas..."

Verdade, Paulo, você foi direto ao ponto. Infelizmente, esses políticos da bancada evangélica só estão visando os seus próprios interesses. E até já se fala em lançar algum deles para a presidência em 2014. Não duvido de mais nada (ainda mais vindo desse tipo de gente)!

Eu só inverteria a sua comparação (70 = 1). A meu ver, seria 1 para 70, ou melhor, 1 só deputado (no caso, o Jair Bolsonaro) vale por 70 (ou mais) da bancada evangélica.

Não sei se o deputado Jair Bolsonaro é cristão, mas ele está agindo melhor do que muitos que se dizem cristãos (e que fazem parte da bancada evangélica). A bem dizer, ele, por enquanto, está sendo o único porta-voz a favor da família e dos bons costumes.

O verdadeiro servo de Deus sempre deve ter uma postura firme para dizer: "Não faço acordo com corruptos! Não compactuo com a sujeira! Não aceito o pecado! Não vou blasfemar contra o Deus a quem eu sirvo! Antes obedecer a Deus do que aos homens!" Eu pergunto: qual o político da bancada evangélica que age assim (com autoridade para combater os ataques do diabo e de seus seguidores)?

O que está realmente faltando para os políticos da nossa bancada evangélica é um verdadeiro compromisso, ou melhor, obediência à Palavra de Deus.

Muitos desses mesmos políticos talvez não saibam, mas o juízo vai começar na casa de Deus (ou seja, pelos evangélicos). A própria Bíblia confirma isso:

"Pois já é tempo de se começar o julgamento pela casa de Deus. E se começa primeiro por nós, qual será o fim daqueles que desobedecem ao evangelho de Deus? E se somente o justo se salva, onde aparecerá o ímpio e o pecador" (1 Pedro 4:17-18)

Será que muitos que se dizem cristãos (mas que, infelizmente, têm sido omissos no combate ao pecado) ainda estão lembrados disso?

Com a palavra, os políticos da bancada evangélica do Congresso Nacional.

Anônimo disse...

Não sei só desconfiada desse Magno malta, por vários boatos envolve o seu nome.
Olha, só essa foto ele lutou e defendeu tempo todo para essa Dilma ganhar a eleição para predidência. Ester!!!!!

Anônimo disse...

...amei a explicação da foto:
"Magno Malta, aliado de Dilma Rousseff, é totalmente contra a chamada Lei da Palmada".
Tsss, tsss, tsss...
Nem precisava do texto que veio a seguir...

Betopernambuco disse...

So' nos resta as Forcas Armadas,,,nao temos mais opcao. Esse pai's ta no fundo do poco