27 de dezembro de 2011

Dr. Zenóbio Fonseca fala sobre a PEC da diversidade sexual da OAB

Dr. Zenóbio Fonseca fala sobre a PEC da diversidade sexual da OAB

Entre outras denúncias, O Dr. Fonseca revela que se essa PEC for aprovada, os documentos não mais constarão nome do pai e da mãe, a fim de beneficiar as famílias gays que o governo está construindo.



Divulgação: www.juliosevero.com
Dr. Zenóbio Fonseca enfrenta pesado debate pró-homossexualismo da MTV

8 comentários :

Anônimo disse...

Isso me faz lembrar aqueles filmes de ficção cientifica, onde um ditador e um partido entra em cena, e começa a robotizar os sentimentos dos cidadãos, para que eles não tenham qualquer anseio ou esperança, para que o foco seja manter as aparências e viver apenas do fluxo nulo dos sentimentos, não mostrando oposição alguma ao governo, que cria cidadãos sem afeição alguma, pessoas que entregam os próprios familiares caso alguns deles deixem de tomar sua dosagem diária de um medicamento para inibir emoções

O nome do filme todo mundo já sabe é "Equilibrium" o que o governo esta tentando fazer não é muito diferente, alias! a muito essa inversão de valores é uma meta a ser alcançada pela elite globalista, e pelos esquerdistas de todo o globo, fazer a vontade de satanás é a única razão de viver, para eles, qualquer pensamento ou sentimento contrário, ou questionamento racional, é tido com um padrão anti-natural que precisa ser inibido com dosagens de politicamente correto todos os dias, naquela maldita Lei da Palmada, não esta instituído que os pais recebam reeducação, e tratamento psicológico por agir de forma paternal, dando disciplina física ao seus filhos. essa lei além de ser uma afronta a constituição, ainda é uma zombaria da cara dos contribuintes. pois se eles ao ver dos profetas do politicamente correto são pessoa doentes por educar seus filhos de maneira branda, dentro de limites onde a disciplina física se faz presente, imagine o que para eles se caracteriza como normal e moral


A questão é que o bombardeio começou de todos os lados, a dosagem extra do politicamente correto para toda população, já podemos ver os peões se movendo em direção a meta, destruir todos os pilares da sociedade introduzir uma ditadura politicamente correta, na qual a sociedade estará apta e servil. lamento dizer aqui que a bancada evangélica recebe dupla dosagem, uma de apostasia, e outra do podre politicamente correto, criado diretamente no ambulatório da ala comunista, onde afagamos fiolhos das trevas, esses senhores pela sua dosagem diária de apostasia já mostraram que vieram para perder, e fazer perecer junto com suas mentes moribundas qualquer um que depositar um pouco de confiança neles, a OAB submissão total a corrupção petista, estará pronta para um plano B caso a PLC 122 teime a não passar por causa da resistência Cristã, que á por conta dos blogueiros, e outras aqui presente que dão amplo apoio a esse trabalho

Abraço Julio

Ronie Peterson

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

Ronie,

Eu concordo em gênero, número e grau com a sua colocação. E eu ainda diria mais: não temos mais a quem apelar. Só podemos contar com Deus (e com nós mesmos).

E o que você falou sobre a OAB é a mais pura verdade: ela está totalmente submissa à vontade dos homossexuais. Eu diria que não só a OAB, como também as demas instituições (Ministério Público, Polícia Federal, Congresso Nacional, e outras). Por que isso acontece? Por uma razão muito simples: quem dirige, preside ou comanda essas mesmas instituições são pessoas indicadas pelo próprio governo. Em outras palavras: prevalece o corporativismo (defesa dos interesses de quem os empregou). Enfim, não existe nenhuma instituição 100% imparcial (que seja merecedora da nossa confiança).

O nosso Congresso Nacional virou um verdadeiro balcão de negócios (um "toma lá, dá cá"). Não sei se seria exagero, mas eu diria que é um verdadeiro "prostíbulo político", onde só se vota em troca de dinheiro, cargos e vantagens. Perto de toda essa sujeira da nossa política, Judas (que traiu Jesus por apenas 30 moedas de prata) seria santo.

A nossa bancada evangélica, que deveria dar o bom exemplo, só tem nos decepcionado a cada dia mais. A maioria dos seus integrantes aceita "negociar" qualquer coisa com o governo (isso para não perder suas mordomias).

Para mudar todo este quadro, nós (cristãos comprometidos com a obediência somente à Palavra de Deus) temos que nos mobilizar em defesa das nossas famílias. Eu diria mais: chega de tanto político evangélico mentiroso e mercenário no poder. Se depender só desse tipo de gente, não vai haver nenhuma mudança para melhor.

Temos que agir o mais rápido possível, porque o momento é crucial e exige uma decisão imediata da nossa parte: ou tomamos uma atitude firme agora, ou mais tarde pagaremos muito caro pela nossa própria omissão.

Que esta mensagem sirva de alerta para muitos cristãos que ainda estão acomodados!

"PARA QUE O MAL VENÇA, BASTA QUE OS HOMENS DE BEM NÃO FAÇAM NADA"

Abraão Isvi disse...

Mandei um e-mail para os deputados e senadores, descrevendo oq acontece com as nações que aprovam estes tipos de leis e pedindo encarecidamente que rejeitem tais leis.

Anônimo disse...

Para se matar uma serpente é preciso cortar a cabeça. No caso, esse grupo que chegou ao poder está servindo ao seu príncipe, professando a mentira para iludir a população e distribuindo dinheiro com a promessa falsa de que vai acabar com a pobreza. O povo ignorante acredita nessa falácia. As promessas socialistas precisam ser desconstruídas na sociedade brasileira para desmascará-los. Assim como Europa e Estados Unidos quebraram, o Brasil mais adiante também vai quebrar. Com a crise econômica sem precedentes virá a insatisfação popular e a sociedade vai acordar tarde demais, porque se ninguém fizer nada agora eles já terão assumido todo o controle sobre os cidadãos. O que o socialismo de hoje faz é desarmar a população para que não resista e a destruição da família vai desorganizar a sociedade para enfraquece-la a fim que não interfira no processo do poder político. Em pouco tempo não haverá mais participação popular, voto nem democracia e os políticos e juízes vão nomear uns aos outros, segundo seus próprios interesses. Ou o Brasil acaba com o projeto socialista agora, ou o eles acabam com o Brasil, com você e com as nossas famílias.

Everaldo disse...

O Anônimo acima está certíssimo: ou o Brasil acaba de uma vez por todas com o projeto socialista, ou esse mesmo projeto vai acabar com o Brasil.

O irmão Júlio Severo já teve a oportunidade de publicar aqui neste espaço um artigo falando especificamente disso (eis o link de acesso):

http://juliosevero.blogspot.com/2010/01/por-que-nao-sou-socialista.html

Da mesma forma que o irmão Júlio Severo colocou no seu artigo (o qual eu já tive a felicidade de ler), eu também citaria aqui alguns dos meus motivos pessoais por que não sou socialista (e por que o Brasil não pode e nem deve ser governado por um sistema socialista).

10 RAZÕES POR QUE NÃO SOU SOCIALISTA (E POR QUE NÃO ACEITO O SOCIALISMO COMO GOVERNO PARA O BRASIL):

1 - Não sou socialista porque o socialismo tem suas raízes originadas em sociedades secretas. Há quem diga que certas sociedades secretas (como a Maçonaria) possuem uma forte ligação com o socialismo;

2 - Não sou socialista porque o socialismo corrompe e destrói todos os valores morais e cristãos da sociedade, além de promover e glorificar outras aberrações (como o homossexualismo e o aborto);

3 - Não sou socialista porque o socialismo combate Deus, a pátria e a família (ou seja, é um regime anti-cristão);

4 - Não sou socialista porque o socialismo recorre sempre ao argumento do sistema que se funda para atender a vontade de todos (isso para que seja possível somente o proveito de alguns poucos);

5 - Não sou socialista porque o socialismo só aceita a cultura politica socialista, daqui resulta um único padrão de orientação de massas, não de acordo com o bem, mas sim com o interesse de quem está no poder. É o chamado pensamento politicamente correto;

6 - Não sou socialista porque o socialismo é um totalitarismo disfarçado que deseja moldar o mundo à sua imagem. Diz ser democrático, mas não tolera quem se manifeste contra, todos são obrigados a aceitar as diretrizes socialistas sem questionar;

7 - Não sou socialista porque o socialismo produziu o feminismo, que é um movimento subversivo apoiado na luta de sexos, para o domínio da classe feminina. A consequência é o desequilíbrio e a instabilidade familiar, obrigando homens e mulheres a competirem (ao invés de se complementarem);

8 - Não sou socialista porque não compactuo com a mentira. Todos os governos socialistas sempre usam a mentira de defender os interesses povo somente com o intuito de se auto-promover;

9 - Não sou socialista porque não aceito o argumento de que Jesus foi socialista. Jesus nunca Se valeu de Seus milagres para fazer campanha política. É uma blasfêmia dizer que o nosso Salvador foi (ou ainda é) adepto de uma ideologia que matou mais mais de 100 milhões de pessoas;

10 - Enfim, não sou socialista porque não aceito que a Palavra de Deus seja substituída por filosofias ateístas, esquerdistas, subversivas e anti-cristãs.

Tomara que esta mensagem sirva de alerta para muitos não se deixarem enganar pelas mentiras do socialismo.

Carlinhos disse...

Muito bom este debate no programa CABEÇA PRA CIMA na rede BOAS NOVAS, com o Dr. Zenóbio Fonseca falando e debatendo sobre a PEC da diversidade sexual da OAB com a apresentadora Rebekah Câmara!
A politica e o STF tem tomados rumos perigosos para a família, e a sociedade cristã com leis nocivas por orientação sexual, e ter a liberdade seciada, perseguida, e até cadeia, por debater, opinar, e criticar dentro da família, nos colégios, nas igrejas, e nas mídias! Isso são leis do anti-cristo. Que absurdo?! Nós não podemos aceitar de forma alguma estas aberrações das autoridades constitucionais! Vamos reagir mandando emails e cobrando dos nossos deputados que nos representam.
Quem perseguir será perseguidos, quem julgar será julgado!
Deus abençoe a todos em nome de Cristo!

Anônimo disse...

Esse tipo de reação de protestar e mandar emails não funciona. Está na hora de organizar a sociedade porque essa é uma guerra de propaganda e informação.

Nossos filósofos, sociólogos e cientistas políticos devem estudar o modelo nazista reutilizado pelo PT e pelo governo para encontrar suas falhas.

Devemos travar uma guerra de contrapropaganda e contra-informação, encontrar o calcanhar de Aquiles da estratégia oficial e sabotar suas táticas, criar nossa própria estratégia e encontrar um mote poderoso de mobilização da sociedade.

Talvez a solução esteja nas raízes das famílias e nos sentimentos e instintos básicos da nossa população de proteção à prole e de sobrevivência do homem.

Numa análise totalmente superficial e empírica do modelo usado pelo Estado na expansão de sua doutrinação enganosa, podemos perceber que algo não se encaixa, falta alguma coisa, porque esse modelo cultural de reengenharia social que eles estão empregando no Brasil não funciona bem com a nossa cultura latina miscigenada com negros e índios.

Essa ideologia socialista alienígena nos é hostil e antipática, é algo como se russos e alemães estivessem tentando interferir com sua racionalidade na nossa cultura que é totalmente coração. Não vai funcionar.

Mas não adianta abusar do direito de espernear, porque esse pessoal não vai se intimidar. Eles estão fazendo uma campanha para mobilizar a militância do PT em todo o Brasil e querendo transformar o Lula em alguma espécie de ícone do culto à personalidade. Querem transformá-lo num mito, um tipo de pai do povo.

O PT não é nada sem o Lula e o Lula é um mentiroso, uma fraude que anda e fala, mas não por muito tempo, devido aos prognósticos desfavoráveis da sua doença que deverá calá-lo daqui por diante. Em poucos dias o PT estará órfão.

Este é um momento de COMUNHÃO, de congraçamento, de deixar as diferenças de lado e de reunir numa espécie de “Arca de Noé” todos os que são contrários a esse projeto de dominação que estão querendo impor ao Brasil para salvar a nossa sociedade.

Este o momento da RESISTÊNCIA.

Eles já estudaram o processo político convencional e estão seguros de que têm o controle da maioria dos congressistas e dos Tribunais Superiores.

É preciso inovar, surpreendê-los e não podemos nos esquecer dos meios de comunicação que são os veículos da propaganda oficial.

Alguém se habilita?

Lino disse...

Como o anônimo acima disse, é tempo de resistência.

Quanto ao que ele disse sobre ter que encontrar o calcanhar de Aquiles desses políticos pró-governo (e também dos homossexuais), acho que isso só seria possível se alguém desse uma de "Sherlock Holmes" e descobrisse todos os podres desse pessoal (e divulgasse em público).

A pergunta é: quem seria o "Sherlock Holmes" dos cristãos e do povo em geral?

Fica a pergunta no ar para alguém responder!