8 de outubro de 2011

Pastor presbiteriano lidera, juntamente com líder de feitiçaria negra, campanha governamental “antidiscriminação”

Pastor presbiteriano lidera, juntamente com líder de feitiçaria negra, campanha governamental “antidiscriminação”

Comentário de Julio Severo: A primeira vez que denunciei a participação de um pastor nessa campanha foi em 2008, neste texto. De lá para cá, quase nada mudou. O tal pastor continua firme no projeto do PT de acabar com a “discriminação”. E se alguém presume que o pastor não está aliado a um feiticeiro, consulte o Dicionário Michaelis de Língua Portuguesa, que diz sobre “babalaô”:
sm (ioruba babaláwo) Folc Sacerdote do culto iorubano, graduado em feitiçaria negra; é o pai-de-santo, a quem se atribui o dom de predizer o futuro, governador espiritual de um terreiro de candomblé. Var: ababaloalô, babalaó, babaloxá.
Em 2009, esse “babalaô”, com o patrocínio direto do governo Lula, denunciou na ONU os evangélicos do Brasil. Mesmo assim, ele conta com o apoio de um importante pastor da IPB.
A Globo, que sempre despreza um legítimo testemunho cristão, tratou o pastor presbiteriano com prestígio e carinho, dando atenção positiva na matéria e na foto — o mesmo carinho com que ele também é tratado no tabloide sensacionalista Genizah. Faça a vontade da Globo, do PT, do Genizah e da bruxaria, e a Globo apresentará você como um cara super-legal!
O artigo seguinte é do jornal Extra da Globo:

Pastor presbiteriano abandona preconceito e se torna uma das principais vozes contra a intolerância religiosa

Na primeira Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa em 2008, o pastor Marcos Amaral, da Igreja Presbiteriana de Jacarepaguá, aceitou o convite do babalaô Ivanir dos Santos, seu amigo dos tempos de articulação política, para representar os evangélicos. Foi na cara e na coragem, como diz. Ao ver a multidão em trajes afro, o pastor gelou. Até então, aquela imagem era associada ao demônio. Apavorado, Marcos Amaral buscou refúgio no alto do carro de som. Mas, ao descer, o pedido de uma senhora fez o líder mudar de rota e se tornar hoje uma das principais vozes em defesa da liberdade religiosa.
Prestigiado na Globo: Rev. Marcos Amaral
— Eu estava morrendo de medo. Nunca tinha estado em contato com “essa gente” porque, para mim, nessa época, não eram pessoas. Quando desci, pensei em ir embora. Quando estava saindo, uma jovem correu atrás de mim e me pediu para tirar uma foto com a mãe dela. Vi uma senhora negra com roupas de baiana. Ela me pediu: “O senhor pode orar por mim?” e botou a minha mão no turbante dela. Aquela velhinha me quebrou. Nunca mais a vi, mas ela nunca saiu de mim — lembrou o pastor.
Autor de livros como “De volta para casa” e eleito presidente do Sínodo da Guanabara, que congrega mais de 50 igrejas, Marcos Amaral realizará, nesta segunda-feira, reunião de lideranças com participação do reverendo Roberto Brasileiro, pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil, na Universidade Mackenzie, no Centro.
Um de seus objetivos é, por meio da união dos líderes presbiterianos, representar uma voz em defesa dos valores reais da religião, como a ética. Ele se assusta quando vê as atitudes desequilibradas feitas em nome de uma suposta fé por líderes de novas seitas que se dizem evangélicas. O verdadeiro cristão, ele ensina, tem outro comportamento.
— Cristo só foi intolerante com os líderes de sua própria nação, quando estes eram intolerantes com as pessoas. Jesus foi o primeiro a dar sinais de compreensão aos que seriam os umbandistas da época, como o centurião romano, que era politeísta (adorava vários deuses). Cristo nos ensinou o amor — encerra Amaral.

Entrevista com pastor Marcos Amaral

O senhor sofreu críticas dentro da igreja ao dialogar com outras religiões quando se aproximou da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa?
Ao longo desses quatro anos, sofri incompreensões. Mas fui me fortalecendo e, ao mesmo tempo, o movimento pela defesa da liberdade religiosa foi ganhando tanta transparência que hoje as pessoas percebem que aquele espaço não é para debate religioso. Mas para cobrar uma atitude cidadã de respeito.
Como o senhor avalia hoje essa experiência?
Eu só ganhei com isso, como se tivesse me despertado. O candomblé e a umbanda sempre foram execráveis, o demônio para mim. Com essa aproximação, fui construindo laços afetivos com as pessoas e desconstruindo minha leitura preconceituosa. Não me considero integrante efetivo da comissão porque não consigo acompanhar tanto os trabalhos, embora eles insistam em dizer que sou. Então, eu me sinto privilegiado e encho os pulmões para dizer que sou membro da comissão.
Como o senhor vê o preconceito religioso no Brasil?
Nós convivemos com um processo silencioso de discriminação e rejeição, amenizado e até caricaturado pelo jeito brasileiro de encarar as coisas. Os neopentecostais têm um projeto imperialista de supremacia política, baseada em um modelo de valorização dos países do hemisfério norte. Não é à toa que eles chutam a santa ou associam imagens de centros umbandistas a “endemoniados”. Há um projeto de aniquilação religiosa no Brasil.
É um perigo quando a discriminação é feita em nome da religião...
Existe uma armadilha, um discurso de que o “Estado religioso” está acima do “Estado civil”. Dentro dessa argumentação, se o estado é contra o que dizem ser o reino de Deus vou tentar aniquilar o estado e, então, vou fazer bem a Deus. É um discurso do século 12, 14, do tempo das Cruzadas. Quando os cristãos matavam os islâmicos, eles acreditavam estar fazendo a vontade de Deus. Quando os puritanos colocaram Joana D'arc na fogueira acreditaram que o fogo iria expulsar os demônios e fazer bem a ela.
E como combater esse discurso?
Espero reunir as lideranças protestantes éticas que digam à sociedade que o estado brasileiro é laico e que esse comportamento fanático não reflete o Reino de Deus. Reflete um desajuste e um projeto de poder. Vamos levantar nossa voz para a sociedade e dizer que todos têm o direito de escolher seu credo.
Fonte: Extra
Divulgação: www.juliosevero.com

32 comentários :

paulo_sergio disse...

Penso que essa criatura que se diz pastor não representa o pensamento da maioria dos presbiterianos.Quanta vergonha não passaria o grande presbiteriano José Manoel da conceição se pudesse ver um pastor presbiteriano se prestando a um papelão desses.

E notem o discurso "oco" e hipócrita,pois fala em luta contra o preconceito mas é carregado de preconceito contra os evangélicos pentecostais.Um discurso afinado com a esquerdalha .

Somente o tempo pra revelar a verdadeira face das pessoas...

Anônimo disse...

Preconceito contra a Doutrina você quer dizer Paulo Sérgio, porque o infeliz passa por cima da doutrina pra ficar bem com outros grupos heréticos, que se até hoje ainda estão no mundo, e enraizado na nossa cultura, é porque satanás conseguiu manter intacta para o dia em que começasse a destruir os alicerces da doutrina, dentro de Igrejas convencionais, para que se misturassem a esse tipo de ecumenismo demoníaco doentio.

isso é só o começo já tivemos um grande e acalorado(literal calor dos infernos) de Evangélicos e Maçons, é mole.

http://pastordanielbatista.com/2011/09/23/maconaria-evangelica-reunida-pastores-e-deputados-federais-joao-campos-e-daniel-messac/


Eis o link falando dessa merda desse evento herético, esse vai ser o papel da Igrejas apostatas, e das megas Igrejas, calar-se diante do ataque do Gayzismo, integrar-se ao mundo, e sobre a falácia de promover a paz e a unidade, dar apoio e aceitar (negligenciando a doutrina) outras religiões cujo os dogmas e tradições, são doutrinas de demônios,e vão contra os princípios da fé Cristã

Ronie Peterson

Anônimo disse...

Se um Elias se levantasse hoje e zombasse dos falsos deuses e de seus profetas, seria taxado de preconceituoso e intolerante.

"E tomaram o bezerro que lhes dera, e o prepararam; e invocaram o nome de Baal, desde a manhã até ao meio dia, dizendo: Ah! Baal, responde-nos! Porém nem havia voz, nem quem respondesse; e saltavam sobre o altar que tinham feito. E sucedeu que ao meio dia Elias zombava deles e dizia: Clamai em altas vozes, porque ele é um deus; pode ser que esteja falando, ou que tenha alguma coisa que fazer, ou que intente alguma viagem; talvez esteja dormindo, e despertará." 1Reis 18:26 e 27

Pastor com medo de praticante de feitiçaria??? Essa não! Esse tá no ramo errado!!! Já jogou a toalha!

taniamcassiano@gmail.com disse...

Júlio,
Atualmente Johm Piper esteve em São Paulo para uma série de palestras, duvido que ele e os presbiterianos que estavam presentes, assim outros demais denominações, concordem com esse senhor.
Por que as pessoas não falam por seus próprios nomes em vez de se beneficiarem da Instituição.
Aff.
Abs.
Tânia

Anônimo disse...

Presbiterianos ordenam gays a pastores nos E.U.A e no Brasil fazem parceira com bruxos o que está acontecendo com a presbiteriana? Esse pastor trouxa acha que está defendendo a liberdade de religiosa? Ele esquece que todas as religiões hoje tem voz, mas querem calar a nossa voz a voz cristã. Pois tudo que as outras religiões falam e fazem é politicamente correto, mas o que nós falamos e fazemos segundo "Associação dos Inimigos de Cristo" é intolerante e preconceituoso, esse pastor trouxa deveria acordar e vê que nós cristãos é quem precisamos de defesa de nossa liberdade de expressão que vem sendo limitada pelas rotulagens impias que nos chamaam de intolerantes, não toleram nossa cultura mas querem tolerância para deles isso para eles é politicamente correto. Esse pastor é um apostata junto com seus companheiros dos E.U.A, acho que o pedido para tirar uma foto com ele mexeu com o ego dele, ele quer fama, trouxa. Chamar outras denominações evangélicas de seitas, seita é o meio que ele faz parte se aceitarem as ideias dele, parabéns aos "reformados" que condenaram a doutrina da prosperidade no meio pentecostal e fizeram pior agora agora, fazem parceria com gays e bruxos! Julio vc é um profeta de Deus nessa última hora não se cale pelo amor de Deus!!!!

Theodoro Leão

Anônimo disse...

Julio, esse pastor Marcos Amaral foi preletor num importante evento na igreja do Hermes Fernandes, aquele cara que atacou vc e o Olavo: http://www.hermesfernandes.com/2009/07/reinistas-fazem-sua-maior-convencao.html

Tom Alvim disse...

Ainda bem que ele não é branco, porque se fosse já iriam dizer também que seria também preconceito racial, etc. O que se esconde atrás da deturpação total da palavra preconceito é a esperteza do inferno de deixar a todos entorpecidos por suas mentiras.
Esse pastor precisa ler a Bíblia e deixar de querer ser o bom moço. Uma coisa é respeitar a religião dos outros e outra coisa é achar tudo muito normal e compactuar com elas.

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

A Palavra de Deus diz claramente:

"Não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, todo aquele que se faz amigo do mundo se constitui inimigo de Deus" (Tiago 4:4)

"Importa antes obedecer a Deus do que aos homens" (Atos 5:29)

Esse pastor, pelo visto, parece ter esquecido destas lições básicas. Só porque eu não quero ser mal visto pelos que praticam a feitiçaria (ou outra coisa abominável ao Senhor), eu tenho que ser amigo dessas pessoas? De que esse pastor tem medo se denunciar (ou combater) as práticas demoníacas desse pai–de–santo e de outros semelhantes a ele? Por acaso ele está sendo chantageado para não dizer nem fazer nada contra os enganos satânicos?

Eu ainda perguntaria a esse mesmo pastor: será que ele já viu, em alguma página da Bíblia, Jesus e Satanás sendo amigos (ou Jesus fazendo acordo com Satanás)?

Parece que esse mesmo pastor desconhece o que o apóstolo Paulo disse:

"Não vos coloqueis num jugo desigual com os incrédulos. Pois, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que união pode haver da luz com as trevas? E que aliança há entre Cristo e o maligno? E que parte tem o fiel com o infiel? E que concordância existe do templo de Deus com os ídolos?" (2 Coríntios 6:14-16)

Ou talvez ele não esteja lembrado das palavras de Jesus:

"Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou amará a um e odiará o outro, ou há de se dedicar a um e desprezar o outro" (Mateus 6:24)

Todo e qualquer engano demoníaco deve ser firmemente combatido (não importa o quanto pareça ser "inofensivo"). O diabo vem a todos de forma astuta para enganar os que não estão firmes na Palavra de Deus (como esse pastor). A respeito disso, o apóstolo Paulo disse com muita sabedoria:

"E não vos admireis disto, já que o próprio Satanás insiste em se transformar em um anjo de luz. Não é muito, portanto, que os seus ministros apareçam como ministros da justiça; e o fim deles será segundo as suas obras" (2 Coríntios 11:14–15)

Como cristão, eu não devo agradar aos homens. Muito pelo contrário: eu tenho que fazer o que agrada a Deus. É como bem disse o apóstolo Paulo:

"Porque procuro eu o favor dos homens, ou o favor de Deus? Ou procuro agradar aos homens? Se ainda estivesse agradando aos homens, não seria servo de Cristo" (Gálatas 1:10)

Que esta mensagem sirva de alerta para que muitos não se deixem enganar pelas mentiras de Satanás. Lembremos do que disse o apóstolo João:

"Amados, não acrediteis em todo espírito. Mas antes provai se tais espíritos são de Deus, porque muitos falsos profetas têm surgido em todo o mundo" (1 João 4:1)

Anônimo disse...

A bíblia na presbiteriana está sendo substituída pelo politicamente correto. Criticar erros de outros seguimentos religiosos como por exemplo os pentecostais e fazer pior indo contra a palavra de Deus, é ser estupido. Os erros dos pentecostais se tornam bobagem junto do que é apoiar bruxaria e homossexualismo, a teologia presbiteriana está em crise de apostasia. Parabéns Julio pelo compromisso com a verdade!

Ana Paula - Sou Presbiteriana e discordo desse pastor.

Anônimo disse...

E por falar em mentira e Falsidade, olhem a mensagem que a embaixada Iraniana me enviou, depois que participei do abaixo assinado para não execução do Pastor Youcef.

Embaixada da República Islâmica do Irã em Londres renuncia a notícia publicada sobre a pena de morte para o Sr. Yousof Nadarkhani e anuncia que o Tribunal de Recurso na República Islâmica do Irã não emitiu qualquer veredicto sobre seu caso. Assim, as alegações para a questão da pena de morte para os acima mencionados, são "infundadas"

Cumprimentos.

Embaixada da República Islâmica do Irã, London
16 Princes Gate
Londres
SW7 1PT
Tel. 0044 (0) 207 225 3000
Fax. 0044 (0) 207 589 4440


Eles mentem deliberadamente, pois o próprio advogado de Youcef disse que precisaria da intervenção, e da pressão de outros embaixadores porque seu cliente poderia ser executado a qualquer momento por decisão da corte do irã, essa carta porca da embaixada do Irã na Inglaterra, país maldito que jogou na lata de lixo suas raízes cristãs, para aderir ao pecado e ao politicamente correto só pode demonstrar uma coisa, se não continuarmos com a pressão logo a mídia ou melhor, a pouca mídia ( quase nenhuma) vai abafar o caso e não lembraram mais do caso, assim levando o público a esquecer e a pressão cessar a vida de Youcef, estará em perigo.

abraço Julio, repasse a informação, creio que isso ainda não terá tido um fim, só espero que possamos fazer alguma coisa, talvez que tenha participado na mesma petição recebeu o mesmo tipo de Email, se recebeu repasse também.


Ronie Peterson

Igreja Presbiteriana vai ordenar primeiro pastor abertamente gay disse...

A Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos recebeu de volta um pastor que teve de renunciar ao cargo por ser gay, segundo informações da agência de notícias Associated Press.

Após 20 anos de afastamento, Scott Anderson foi novamente ordenado neste sábado (8) em sua casa em Madison, Wisconsin.

Scott Anderson em seu escritório; ele foi nomeado primeiro pastor assumidamente gay da igreja Presbiteriana.

"Quem conhece Scott vê seu extraordinário dom de ministério, a sua capacidade de pregar a palavra, sua compaixão, sua humildade", disse Jennifer Sauer, 41 anos, que frequentava a igreja de Anderson.

Em entrevista recente, Anderson, 56, lembrou que escondeu sua sexualidade de 1983 a 1990, quando renunciou depois de um casal descobrir que ele era gay e tentar usar as informações contra ele.

"Esse foi realmente o melhor e o pior momento da minha vida", disse Anderson. "Foi o melhor porque eu era capaz dizer, pela primeira vez, quem eu era. Mas havia também a tristeza de deixar o que eu amava."

MUDANÇAS NA IGREJA

A Ordenação na Igreja Presbiteriana foi possível graças a décadas de debate se pessoas abertamente gays deveriam ser autorizadas a servir na igreja.

A concessão se deu graças a mudança na constituição da igreja que exigia do clero "na fidelidade dentro do casamento entre um homem e uma mulher, ou a castidade no celibato."

A Assembleia Nacional Presbiteriana dos Estados Unidos aprovou retirar essa regra no ano passado.

VIDA DE SCOTT ANDERSON

Anderson sentiu o chamado para o ministério, quando ele estava no segundo ano na escola, vários anos antes de se tornar consciente de sua preferência sexual.

Na época, ele não estava convencido de sua decisão de carreira. Ele estudou ciência política na Universidade da Califórni e pensou em estudar direito. Finalmente, ele se decidiu pelo seminário.

"No meu primeiro ano lá, eu me apaixonei por outro homem", disse ele. "Naquele momento eu tive que tomar uma decisão: seguir o chamado e ficar no armário, ou sair e ser honesto sobre quem eu sou e deixar o seminário?"

Nesse ponto, o chamado foi forte o suficiente para que ele permanecesse. Mas quando ele foi forçado a sair, ele ficou em tumulto emocional.

O pastor esperava encontrar a raiva e rejeição, quando disse à sua congregação que iria sair, talvez para pós-graduação. Em vez disso, ele recebeu amor e afirmação -- juntamente com um cheque para cobrir toda a dois anos de escolaridade.

Ele passou um ano longe da igreja, conhecendo-se como homem gay. Seus pais ficaram chocados no início, mas se tornaram mais favorávei; à medida que perceberam que Scott era a mesma pessoa que sempre tinham conhecido.

Anderson permaneceu ativo na vida da igreja, e agora é diretor-executivo do Conselho de Igrejas Wisconsin em Sun Prairie, perto de Madison.

Sua ordenação significa que ele vai continuar fazendo exatamente o que le faz, mas oficialmente. A única mudança será administrar os sacramentos como a comunhão. Ele também poderia se tornar um ministro da paróquia -- ele disse que pode considerar a ideia em três ou quatro anos.

Fonte: Folha de São Paulo

Link: http://www1.folha.uol.com.br/mundo/987823-igreja-presbiteriana-vai-ordenar-primeiro-pastor-abertamente-gay.shtml

Anônimo disse...

Julio, parabens pelo seu blog. Sou contra a proibição do pay pal a você!

elton pamplona disse...

é o final dos tempos,como uma pessoa escolhida para liderar o povo de Deus,diz tantas besteiras,é fácil usar a Bíblia pra afirmar suas convicções distorcendo a verdade,se leigo faz isso,muito mais um teólogo,a parte que Paulo condena comunhão com as trevas ele pulou? é lógico que quando dizemos que essas falsas religiões que não prega arrependimento e salvação em Jesus,são do demônio isso não quer dizer que odiamos as pessoas que estão ali,e nada impede de ter contato com elas,mas a grande diferença é que através do Amor do Pai em nós,anunciaremos a verdade a elas,ficando a elas o direito de acreditar ou não.desde de quando isso é intolerância? vai orar Pastor,se fosse homem cheio do Espirito,não tinha ficado com medo,mas a simples presença sua ali os demônios seriam expulsos daquelas pessoas que Deus ama, e que pensam estar agradando a ele.

José rezende disse...

A Paz de Cristo para todos,irmãos sabe porque a Igreja de Cristo vai ser arrancada em Glória aqui desta terra, porque a apóstasia a falsidade e a hipócrisia estão em evidência nas "Igrejas" que se dizem cristãs, a cada dia que se passa. Lembram o que Jesus diz na Palavra Dêle. Quando Ele voltar por acaso achará fé na terra, nunca houve em qualquer outro tempo como agora se vê tantos "Pastores" negando a fé. Querem prova maior que essa de que a vinda do Senhor Jesus está próxima, infelizmente muitos de nós tristemente está querendo beber do cálice do Senhor e do cálice dos demônios, muitos querendo participar da mesa do Senhor e da mesa dos demônios (1º Coríntios 10:21) Como diz um conhecido Pastor nós fomos chamados para bombardear o inferno, e não deixar o inferno bombardear a Igreja, fomos chamados para fazer a diferença. Tem muitos "cristãos" que acha que precisa fazer sociedade com o mundanismo e se esquece que a palavra de Deus diz que somos sál e luz. Falou-lhes pois Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo: quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida (João 8:12). Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais está firmes contra as astutas ciladas do diabo (Efésios 6:11) Jesus está voltando Amém!

Paulo disse...

E agora, o Genizah - 'defensor da fé' vai repreender o líder presbiteriano, em nome de um evangelho genuíno?

É evidente que não.

O dono do Genizah é da Igreja Presbiteriana.

Em nome da tal defesa apologética ele só ataca líderes pentecostais e neopentecostais. Os tais 'reformadores' podem fazer o que bem entendem que o Genizah, não os incomodará. Afinal, um reino dividido não subsiste.

'Santa' hipocrisia.

Cristiano disse...

INVOCAR O SATANÁS PARA ATACAR PESSOAS CRISTÃS, NÃO É UM ATO DE TERROR CONTRA CRISTÃOS, NÃO É UMA PRÁTICA DE ÓDIO ALÉM DO EXTREMO AO PONTO DE FAZER PACTO COM O SATÃ E COM OS DEMÔNIOS DELE?

E NÓS QUE APENAS DIZEMOS NÃO, SOMOS OS MONSTROS... ESTÃO REVOLUCIONALIZANDO TUDO MESMO, ISSO É, VIRANDO DO AVESSO!

Julio Severo disse...

Gente, bastou eu denunciar este pastor presbiteriano e o Hermes Fernandes não perdeu tempo em defendê-lo: http://www.hermesfernandes.com/2011/10/pastor-abandona-preconceito-e-se-torna.html

Para conhecerem o Hermes e seu constante alinhamento à esquerda, vejam:
http://juliosevero.blogspot.com/search/label/Hermes%20Fernandes

Anônimo disse...

E Julio, esse Hermes Fernandez não só tem alinhamento com a esquerda, mas com satanás também, pois só um cara porco desse que se diz Cristã pra apoiar um pastor desse, que se comunica com as obras infrutuosas das trevas, alias, isso favorece muito a esquerda Global porque colocando esses apostatas na linha de frente da tolerância religiosa, paz unidade, eles trazem o que tem de pior atona, unindo essa podridão eles conseguiram encontrar um senso comum para esses filhos das trevas, onde quem manipula os cordões é o governo, subserviente de satanás, e companheiro inigualável na deformação dos bons costumes, da soberania nacional, e do Cristianismo Bíblico.

esse pastor mostra todos esses sintomas de um grande filho da perdição, que junto ao Hermes Fernandez andam de mãos dadas com ONU e organizações de direitos humanos ( direitos escusos) agido assim logo com essa unidade, e essa harmonia entre os apostatas, a igreja destes aí terá um papel fundamental para aceitação do aborto, drogas, homossexualismo, e dentre outras praticas, e vícios vindos do poço do inferno.

como já vimos, uma boa parte das igrejas que eram tradicionais, como a própria presbiteriana, estão se vendendo para a nova ordem mundial como verdadeiros porcos, não a presbiteriana desse pastor iníquo não! fora do país sem ser esse caso, outras presbiterianas também sucumbiram aos ditames do mundo, não só ela, mas luterana, metodista, e por aí vai

que fique claro agora quem é hermes Fernandez, e esses pastores que usam de influência para conseguir se acomodar em uma posição privilegiada no mundo, passando por cima da doutrina do senhor Jesus Cristo, e mentindo descaradamente falando como se essa fosse a vontade do próprio senhor.

Ronie Peterson

JORGE LUIZ disse...

Ronie, você está certíssimo. E eu ainda diria mais: sabe o que está realmente faltando para alguns que se dizem cristãos (não só os políticos da bancada evangélica, como também alguns pastores e dirigentes de igrejas)? Está faltando um verdadeiro compromisso com Deus, ou melhor, está faltando obediência à Palavra de Deus!

Ser um verdadeiro cristão (como o nosso amado irmão Júlio Severo, que combate com firmeza o pecado) custa um preço muito caro. São muitas as provações, tentações e situações adversas. Mas é nessas horas que a gente vê quem é cristão de verdade (e não só de boca, como muitos que existem por aí)! É como bem disse o apóstolo Tiago:

"Bem–aventurado é o varão que suporta a tentação; pois, quando for provado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido para aqueles que O amam" (Tiago 1:12)

A falta de discernimento espiritual é uma doença contagiosa que já se alastrou no meio da bancada evangélica (e também em algumas igrejas). Só para que todos daqui tenham uma idéia disso, muitos dos políticos dessa mesma bancada estão se deixando levar pelo canto da sereia de muitas propostas diabólicas disfarçadas de inocentes ou bem intencionadas. É o caso, por exemplo, de políticos que aceitam "negociar" certas leis a favor de certos grupos (como alguns que são a favor do PLC 122, e outras leis para benefício dos homossexuais). E em algumas igrejas, o quadro não chega a ser diferente: muitos pastores e dirigentes aceitam um "convívio pacífico" com os escravos do diabo.

Isso que está acontecendo com a nossa bancada evangélica (e também com muitos pastores e dirigentes de certas igrejas) nada mais é do que a confirmação das palavras do apóstolo Paulo:

"Mas o Espírito expressamente adverte que em tempos posteriores muitos apostatarão da fé, e darão ouvidos aos espíritos enganadores e às doutrinas de demônios, pela hipocrisia dos homens que falam mentiras e têm a sua própria consciência cauterizada" (1 Timóteo 4:1–2)

Talvez esses "cristãos" de dupla personalidade estejam esquecidos do que a Bíblia ensina:

"Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou amará a um e odiará o outro, ou há de se dedicar a um e desprezar o outro" (Mateus 6:24)

"Não vos coloqueis num jugo desigual com os incrédulos. Pois, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que união pode haver da luz com as trevas? E que aliança há entre Cristo e o maligno? E que parte tem o fiel com o infiel? E que concordância existe do templo de Deus com os ídolos?" (2 Coríntios 6:14-16)

A Palavra de Deus não deixa dúvidas: ou você serve a Deus, ou você serve ao diabo (não há meio-termo)!

Quem vê o pecado e não diz nem faz nada contra é tão ou mais culpado quanto o próprio pecador. É como diz a Bíblia:

"Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado" (Tiago 4:17).

Em outras palavras: aquele que sabe que deve combater com firmeza o pecado e não age de forma decidida (e não diz nem faz nada contra, com medo de ser perseguido, preso, morto, ou de perder seus privilégios) é cúmplice do pecado (e é culpado diante de Deus)!

Muitos crentes talvez não saibam (ou talvez estejam esquecidos), mas O JULGAMENTO DE DEUS VAI COMEÇAR DENTRO DA IGREJA: OS PASTORES E LÍDERES (E, PRINCIPALMENTE, OS POLÍTICOS QUE SE DIZEM CRISTÃOS), QUE DEVERIAM DAR O BOM EXEMPLO, SERÃO OS PRIMEIROS A PRESTAR CONTAS A JESUS! A respeito disso, a Bíblia diz com todas as letras:

"Pois já é tempo de se começar o julgamento pela casa de Deus; e se começa primeiro por nós, qual será o fim daqueles que desobedecem ao evangelho de Deus? E se somente o justo se salva, onde aparecerá o ímpio e o pecador?" (1 Pedro 4:17-18).

Será que muitos que se dizem cristãos ainda se lembram disso?

Com a palavra, os políticos da bancada evangélica do Congresso Nacional (e também os pastores e dirigentes de muitas igrejas).

Casal 20 disse...

É, Julio, está tudo de cabeça para baixo. Resta esperar a palavra oficial do presidente da Igreja Presbiteriana do Brasil sobre esse reverendo. Aguardemos.

Sigamos salgando.

Abraços sempre afetuosos.

ELDO disse...

Pr. Júlio, a paz do Senhor.
Por um lado ficamos muito tristes em ver alguém que se diz cristão render-se ao ecumenismo e a Satanás. Por outro lado, ficamos felizes, uma vez que, todas as profecias bíblicas sobre a apostasia dos últimos dias estão se cumprindo e, logo-logo, Jesus levará Sua igreja para Si. É lamentável mas, é profético. Um Cristianismo apóstata se unirá aos místicos de todos os credos sob a liderança do falso profeta. Felizmente, quando isso chegar ao clímax, a igreja do Senhor Jesus não estará mais aqui. nMaranata!!!

Jonathan Fialla disse...

Como que as pessoas ainda em pleno o século XXI tem uma mentalidade como essas, como da maioria das pessoas que postaram aqui nesse blog dando a sua opinião com relação a esse pastor presbítero. Uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa. Um dos maiores dons que temos nessa pequena trajetória terrena é o livre arbítrio ou seja, temos em nossas mãos o que escolheremos. Esse disse me disse é lamentável desse povo. Gente no céu não existe placa nenhuma de igreja ou de nenhuma denominação. Igrejas apenas existem porque tal fulano interpreta a seu bel prazer algo que ele achou que fosse diferente e nessa idéia acaba levando muitos e funda sua própria igreja. Acredito que Jesus de Nazaré em sua jornada terrena pregou entre muitas as coisas o amor. Os dois maiores mandamentos que ele nos ensinou foi: Amar a Deus e amar ao próximo. É quase que impossível amar o próximo julgando pelas suas atitudes, atos, filosofia ou religiosidade. O julgamento compete tão exclusivamente a criador e Todo-Poderoso Deus e ao seu filho unigênito Jesus Cristo. É fácil julgar quando estamos apenas olhando de uma única forma. mas Cristo nos julgará num todo. Infelizmente é triste e muito triste ao ver nesses canais pessoas caindo nas armadilhas de lobos com vestimenta de ovelhas nesses igrejas, se é que pode ser chamado assim, enganando milhares de fiéis. A sujeira existe em qualquer religião, mas nunca em tanto tempo essa estapafúrdia enganação está tão presente nos dias de hoje e isso é visto nessas igrejas, templos etc.
A constituição Brasileira prevê que o estado é laico. Então temos o direito para apenas "escolher" a que religião seguir e "não" para condenar ou julgar as pessoas de outras denominações.
Aplaudo de pé esse presbítero. Ele tem toda minha consideração e apreço.

Anônimo disse...

E pelo fato mesmo de dizer amar ao próximo, mas não admoestar o individuo significa menos do que julga-lo. não adianta dizer que não compete ao Cristão julgar sendo que Bíblia assegura isso, isso é uma total falta de coerência pois como pode apoiar essa iniciativa, o que ele proclama é paz unidade, você como Cristão deveria saber muito bem disso, não pode haver consenso entre luz e trevas, ou se é luz, ou é trevas, essa falsa unidade maligna que ele proclama é a mesma que o Anti-Cristo e os seus agentes de mudanças, cujo qual trabalho é diminuir ou melhor, rebaixar as barreiras doutrinárias que existem entre nós, Hindus, umbandistas, e dentre outras religiões e seitas dos infernos.

se amasse mesmo eles, você não respaldava essa paz momentânea de unidade quebrando os limites da doutrina, para poder promover o bem social, e a paz fictícia que esse pastor agora aderiu, o candomblé é uma religião de raízes africanas, e esta incutida na nossa cultura, mas não interessa o motivo, paulo disse que quem não permanece na doutrina de Cristo, vai por qualquer vento de doutrina, doutrina de demônios
o que esse pastor fez foi aderir ao mesmo que aqueles fanáticos da nova era, existem vários caminhos, e todos levam ao mesmo lugar, ele não visa edificar alma e viver da doutrina apenas, ele visa um bem terreal, um senso comum onde todos podem viver no credo que quiser, e simplesmente trocar dele como se a doutrina não fosse um monte de palavras vazias, num amontoado de papel foi isso que ele fez.

para mim irmão você não é verdadeiramente um conhecedor, porque se se preocupasse em conhecer, você saberia que é exatamente esse tipo de êxtase e harmonia que o Anti-Cristo iria alcançar no fim dos tempos.

Não estamos falando da Igreja Católica, nem da Igreja mormons, ou Testemunhas de Jeova. seitas heréticas que são facilmente refutados e assim podem cair na real e aceitarem a Jesus, estamos falando de uma religião Afro, que tem suas raízes na adoração a deidades demoníacas tão explicitas, quanto adorar uma vaca ou um bezerro de ouro.

por essa religião estar enraizada em nossa cultura, por isso mesmo que temos que combater.
imagina só se os grandes pregadores protestantes dessem ouvidos a unidade, e a harmonia entre os homens negligenciando a doutrina, para prover essa falsa paz e essa falsa diversidade religiosa, digamos assim!
então um pregador protestante escocês teria que que advertir se deve pregar contra a antiga cultura de seu país, a cultura Celta, porque isso pode gerar ódio ou denegrir aqueles que aderem a antiga religião, onde ocorria sacrifícios humanos, onde haviam orgias em rituais de fertilidade e tudo isso dentro de uma religião enraizada na cultura, cujo qual ele não poderá combater, porque ele precisa preservar a unidade e diversidade.

seria uma calamidade, não meu amigo não tente enganar a si mesmo, se esse pastor zela por essa politica de tolerância, e de zelo pela bom estar comum, isso que esse falso profeta fez, foi promover o reino do anticristo, e saiba, se ele preza por esse lado tentando burlar a doutrina para promover a tolerância ecumênica com o pecado, e com demônios de outras religiões, com certeza, ele logo irá aderir a diversidade gay dentro da Igreja, pois aquele que atende aos ditames do mundo, pode muito bem aderir aos ditames do Governo, e as Igrejas liberais que agora aceitaram o pecado como normal, negligenciando até os ossos a doutrina de Cristo para adequar a Igreja ao mundo, isso mesmo ADEQUAR A IGREJA AO MUNDO

Foi essa a proposta que você nos fez senhor Jonathan, e é essa promessa que o Anti-Cristo tem feito através dos seus agentes de mudança, e vc caiu direitinho, parabéns, já é quase um apostata
não obrigado prefiro ser Cristão fundamentado na Bíblia, e não aderir as obras infrutuosas das trevas, igual o apostata aí fez

abraço Julio, sinto muito que tenha Cristãos com essa mentalidade, oremos para que Cresçam na graça, e não na UNIDADE.

Ronie Peterson

Anônimo disse...

É sempre pregar o amor esse camarada sabe que até os ativistas gays, pregam que Jesus era só amor, mas do velho testamento, até o novo, ele deixou bem explicito a quem devemos adorar, pois pelo que eu sei aqueles mandamentos, seria usado na nação modelo que seria usado nas mãos de Deus para converter o mundo Israel, mas como Israel não se mantinham firme, o senhor Jesus Cristo venho para salvar a todos, inclusive aquela nação, ele mesmo disse."não pensem que vim para mudar as leis, eu vim para cumpri-las"

me me mostre um versículo Bíblico onde Cristo, ou os apóstolos, ou os antigos profetas, sob obediência direta a Deus, resolveram entrar em consenso com deidades de outros povos para poder se aproximar melhor deles senhor Jonathan, por favor, se conseguir, eu mesmo vou frequentar uma casa de umbanda todo santo dia para levar oferendas.

duvido muito que consiga.

Assn: Anonimo

EDMILSON disse...

Eu estive analisando algumas opiniões que foram dadas aqui, e aproveito para comentar algumas delas.

Um dos que me chamou a atenção foi o Tom Alvim. E ele disse precisamente isto:

"Uma coisa é respeitar a religião dos outros, e outra coisa é achar tudo muito normal e compactuar com elas."

Tom, você está certíssimo. Eu tenho o dever de respeitar a todas as pessoas (inclusive as adeptas de outras religiões). Agora, dizer que essas mesmas religiões são certas ou me aliar a elas (ainda mais sabendo que a maioria delas é demoníaca) é ser contra a Palavra de Deus. Como verdadeiro cristão, eu não posso agradar a Deus e ao diabo ao mesmo tempo. Sobre isso, Jesus foi taxativo:

"Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou amará a um e odiará o outro, ou há de se dedicar a um e desprezar o outro" (Mateus 6:24)

O presbítero Valdomiro disse algo muito sério (e eu faço questão de transcrever aqui):

"Todo e qualquer engano demoníaco deve ser firmemente combatido (não importa o quanto pareça ser 'inofensivo')."

Valdomiro, eu concordo plenamente com você. Se o diabo se mostrasse como ele realmente é, ninguém jamais iria querer aproximação com ele. Mas, como você mesmo disse, ele vem como anjo de luz para enganar os que não estão firmes na Palavra de Deus. É como disse o apóstolo Paulo:

"E não vos admireis disto, já que o próprio Satanás insiste em se transformar em um anjo de luz. Não é muito, portanto, que os seus ministros apareçam como ministros da justiça; e o fim deles será segundo as suas obras" (2 Coríntios 11:14–15)

A Ana Paula também disse algo interessante:

"A bíblia na presbiteriana está sendo substituída pelo politicamente correto."

Ana Paula, eu assino embaixo o que você colocou. E eu ainda diria mais: isso não é só na Presbiteriana. Nas demais denominações, está acontecendo a mesma coisa. O que hoje se denomina politicamente correto é, na verdade, o que chamaríamos de biblicamente imoral. Para que prova maior disso do que o homossexualismo (que é propagado em toda a mídia, e que é tolerado em algumas igrejas)?

Se Jesus aparecesse repentinamente em muitas dessas igrejas que adotam o "politicamente correto", com certeza Ele iria expulsar todos os que compactuam com isso. E com certeza Ele diria as mesmas palavras que disse ao expulsar os vendilhões do templo:

"Está escrito: A Minha casa se chama casa de oração; mas vós a transformastes num antro de malfeitores" (Lucas 19:46)

Eu pergunto: o que tem acontecido ultimamente com muitas das igrejas que se dizem cristãs não é confirmação destas palavras de Jesus?

O Eldo também disse uma coisa muito certa:

"... todas as profecias bíblicas sobre a apostasia dos últimos dias estão se cumprindo e, logo logo, Jesus levará a Sua igreja para Si"

Eldo, você foi perfeito na sua observação. E isso que você mencionou sobre a apostasia nada mais é do que a confirmação das palavras do apóstolo Paulo:

"Ninguém, de forma nenhuma, vos engane; pois não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, o qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de modo que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus" (2 Tessalonicenses 2:3–4)

Pra encerrar minha mensagem, eu só tenho a dizer o seguinte: a única verdade que temos que seguir é a da Palavra de Deus, porque somente ela nos dá a verdadeira segurança contra todas as armadilhas do diabo. É como bem disse o apóstolo Paulo:

"Revesti-vos da armadura de Deus, para vos manterdes firmes contra as astutas ciladas do diabo; porque temos uma luta que não é contra a carne e o sangue, mas contra os principados, as potestades, os príncipes das trevas deste século, e as hostes espirituais da maldade nos lugares celestiais" (Efésios 6:11–12)

Paulo disse...

Esclarecimento ao Casal 20 que opiniou, mais acima ...

Os prezados disseram: "Resta esperar a palavra oficial do presidente da Igreja Presbiteriana do Brasil sobre esse reverendo".

Acredito que não terá palavra oficial, pois segundo o jornal Extra, a IPB seria representada pelo reverendo Roberto Brasileiro, atual Presidente do Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana do Brasil. Ademais, a reunião, pelo que publicou o jornal, foi realizada nas dependências da Universidade Mackenzie que pertence à Igreja Presbiteriana.

Abs.

José Rezende disse...

A paz de Cristo para todos.

Júlio que as bençãos do nosso Deus Todo-Poderoso seja derramada sobre você e sua família. Amém!

Respondendo ao Jonathan Fialla.

Em primeiro lugar sem querer julga-lo ou julgando como queira entender, você nunca foi ou é cristão, porque se fosse não se incomodaria com os comentários feitos aqui contra as práticas desse "Pastor" em segundo lugar não estamos julgando ninguém porque não somos aptos a julgar quem quer que seja, só quem tem o direito de julgar as pessoas ou pastores é Deus. O que eu e outros irmãos sinceros em Cristo estamos fazendo é defendendo o que nós cremos e aprendemos com a Palavra da verdade que diz que a luz não se mistura com as trevas... alguém pode provar ao contrário eu desafio. Agora se você se melindrou e saiu em defesa do "pastor" em questão, sinto muito ter que dizer que você precisa nascer de novo, você precisa e urgente aceitar a Cristo como teu Senhor e Salvador. A Palavra de Deus diz que Deus procura verdadeiros adoradores que o adorem em Espírito e verdade.

"Mas vem a hora e já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade, porque são estes que o Pai procura para seus adoradores. Deus é Espírito; e importa que seus adoradores o adorem em Espírito e verdade". (João 4: 23,24.).
Jesus nosso Rei e eterno Salvador não divide a Glória dele com ninguém, nem com Aparecida, nem com Maria, nem com Pedro, nem com Paulo, nem com Buda, nem Padre Cícero, Allan Kardec... e muito menos com entidades seja ela de que origem for. O evangelho tem de ser pregado com verdade com autencidade o verdadeiro e genuíno evangelho. Portanto não pode haver mistura se não, deixa de ser verdadeiro e passa a ser um evangelho de fachada entendeu?
Deus não nos chamou para a imundícia e nem nos deu espírito de covardia. Goste você ou não, aceite você ou não somos verdadeiros soldados de Cristo prontos para combater as obras do mal e das trevas principalmente heresias como esta deste "Pastor".
Jesus está voltando qualquer hora a trombeta vai soar e os que forem deles subirá e os que não forem ficarão para render glórias ao anticristo. Você está preparado para a volta dele. Pense nisso! Jesus te ama e eu também

RICARDO disse...

O José Rezende está certíssimo na sua observação, principalmente quando ele diz que a luz não se mistura com as trevas. É como bem disse o apóstolo Paulo:

"Não vos coloqueis num jugo desigual com os incrédulos. Pois, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que união pode haver da luz com as trevas? E que aliança há entre Cristo e o maligno? E que parte tem o fiel com o infiel? E que concordância existe do templo de Deus com os ídolos?" (2 Coríntios 6:14-16)

E Jesus ainda disse:

"Eu sou a luz do mundo. Quem Me segue não andará nas trevas, mas terá a luz da vida" (João 8:12)

Como verdadeiro cristão, eu não posso agradar a Deus e ao diabo ao mesmo tempo. Sobre isso, Jesus foi taxativo:

"Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou amará a um e odiará o outro, ou há de se dedicar a um e desprezar o outro" (Mateus 6:24)

Diante desta afirmção de Jesus, não há o que discutir: ou você serve a Deus, ou você serve ao diabo (não existe meio-termo)!

Infelizmente, muitos que se dizem cristãos (como o Jonathan Fialla) estão se esquecendo destas lições básicas!

Em relação à amizade com o mundo, a Bíblia é bem clara:

"Não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, todo aquele que se faz amigo do mundo se constitui inimigo de Deus" (Tiago 4:4)

O que é melhor: ser amigo do mundo e perder a salvação, ou ser odiado pelo mundo e ganhar a vida eterna?

Se o Jonathan Fialla puder, que ele responda a esta pergunta de forma honesta na primeira oportunidade!

Anônimo disse...

Este senhor foi meu professor na faculdade de teologia. No transcorrer do curso em que era professor de homética, ficaram evidentes que seus pensamentos, comportamento, ações e atitudes eram paradoxo aos ensinamentos de Cristo e a ética cristã prescrita na Palavra de Deus. Para mim mais essa dele, não é nenhuma novidade, também não estou acusando de nada apenas minha modestia e passageira opinião de quem convivi academicamente ele como mestre e eu como aluno, onde em sua na matéria lecionada, graças a Deus fui e sou bem sucedido como professor, mas ele próprio desenhou seu perfil e sempre fez questão de soberanamente divulgar, mesmo contrangendo a muitos colegas.Sugiro que a denominação presbiteriana não deva ser acusada disso ou daquilo face alguns de seus vários líderes a contaminarem até porque entendemos que estamos mergulhados nos finais dos tempos... princípio dos acontecimentos finais.
Que Deus no seu infinito amor ágape continue tendo misericórdia de todos nós. Amém.

Leandro Matias Deon disse...

Ah, é aquele reverendo escolhido para representar a religião evangélicos nos programas de fim da madrugada da Globo.

Obviamente, é um pastor intelectualmente preparado, sensato, embora se julgue portador de uma mensagem quase exclusiva.
Contudo, ele fala à opinião pública. E gosta disso...

Robson Alves de Lima disse...

Puxa, este "pastor" dizer que foram os puritanos que mandaram queimar Joana D'Arc me deu um chute no estômago...
Ele jogou fora os livros de História?

Musicmariano Mariano disse...

Conheço esse homem (Marcos Amaral) Sei que é um homem de bem e conheço os projetos sociais que ajuda muitas pessoas.
Não tenho religião mas vejo coisas boas ainda dentro de algumas pessoas, esse home exala isso (coisas boas)