5 de outubro de 2011

Importante estudo revela: é possível mudar a orientação sexual

Importante estudo revela: é possível mudar a orientação sexual

WHEATON, Illinois, EUA, 29 de setembro de 2011 (Notícias Pró-Família) — Terapeutas que favorecem a normalização da homossexualidade dizem que é impossível mudar a orientação sexual, e que a tentativa de mudar é inerentemente prejudicial. Contudo, os resultados finais de um estudo de longo período publicado na Revista de Terapia Sexual e Conjugal (revisada por outros especialistas) se juntou às centenas de outros estudos ao concluir que tal terapia é tanto possível quanto potencialmente bem indicada para muitas pessoas.
Os psicólogos Stanton L. Jones, da Faculdade Wheaton, e Mark A. Yarhouse, da Universidade Regent, são os autores do estudo longitudinal, que rastreou pessoas que buscaram mudança de orientação sexual por meio do envolvimento com uma variedade de ministérios cristãos ligados ao Exodus International.
Os autores notam que o estudo vence uma crítica principal dos dados de terapia de atração do mesmo sexo (AMS) — que os resultados não são adequadamente documentados durante um período de tempo — ao avaliar seus 98 candidatos por um período de seis a sete anos depois que a terapia terminou.
Os resultados de Jones e Yarhouse mostram que a maioria dos candidatos teve êxito em sua meta de mudar a orientação sexual, e que a tentativa não foi prejudicial em média.
Dos 98 pacientes originais que participaram do estudo, 61 foram com êxito categorizados para resultado geral na última avaliação. Cinquenta e três por cento foram categorizados como resultados bem-sucedidos; especificamente, 23 por cento relataram sucesso na forma de uma mudança essencial para a orientação e funcionamento heterossexual, enquanto um número adicional de 30 por cento relatou que não mais se identificava como homossexual enquanto mantinha uma castidade comportamental estável. Na marca dos seis anos, 20 por cento relataram plenamente adotando uma auto-identificação gay.
Enquanto isso, os autores dizem que a medida do sofrimento psicológico não refletiu, em média, aumentos de sofrimento psicológico ligados à tentativa de mudar.
“Os resultados não provam que a mudança categórica na orientação sexual seja possível para toda e qualquer pessoa, mas em vez disso que mudanças significativas ao longo de uma sequência contínua que constituem reais mudanças parecem ser possíveis para alguns”, declara uma nota à imprensa que anunciou o estudo. A nota também frisa: “os resultados não provam que ninguém foi prejudicado pela tentativa de mudar, mas em vez disso que a tentativa não parece ser prejudicial em média ou inerentemente prejudicial”.
O Dr. Jones disse para LifeSiteNews.com que o estudo provavelmente foi inclinado para gerar otimismo para com a terapia, já que não teve condições de fazer uma contagem dos candidatos que caíram fora no inicio. Contudo, o estudo ainda sobressai em meio a outros pelo seu valor como uma avaliação de período prolongado da viabilidade da terapia da atração de mesmo sexo.
“O ‘padrão de prata’ [dos estudos da terapia de AMS] é um estudo longitudinal que segue pessoas regularmente durante muitos anos e também um estudo prospectivo que avalia as pessoas desde o início da mudança. Até onde sabemos, o nosso é o primeiro estudo desse tipo”, escreveu Jones num e-mail na quinta-feira.
“O ‘padrão de ouro’ seria uma estudo longitudinal e completamente experimental que também ao acaso designaria os participantes para diferentes grupos de tratamento com tratamentos com definições elevadas; cremos que tal estudo realmente seria impossível de realizar”.
Uma meta-análise equivalente a mais de 100 anos de pesquisas em terapias para a atração indesejada de mesmo sexo publicada em junho de 2009 concluiu que a homossexualidade não era imutável, e que os indivíduos que buscavam mudança não conseguiam se beneficiar da terapia. O relatório, publicado pela NARTH, incluiu 600 relatórios de clínicos, pesquisadores e ex-clientes publicados principalmente em revistas profissionais avaliadas por outros especialistas.
Embora a Associação Americana de Psicologia desestimule os profissionais de saúde mental de oferecer terapia de reorientação sexual, a posição oficial da organização sobre tal terapia declara que há “evidência insuficiente” para aprovar ou desacreditar a prática.
A homossexualidade foi retirada da lista de desordens mentais em 1973 do Manual Diagnóstico e Estatístico de Desordens Mentais (MDEDM), o padrão universal para a classificação de doenças mentais, depois de anos de pressões de alto nível por parte de ativistas gays. A mudança provocou uma guinada nas normas em outras importantes associações profissionais, que agora uniformemente se opõem à terapia de AMS.
O Dr. Robert Spitzer, que estava encarregado da mudança no MDEDM, reverteu sua posição acerca da terapia para atração indesejada de mesmo sexo 30 anos mais tarde para apoiar tal terapia com base em sua própria pesquisa.
Artigos relacionados:
Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com
Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.
Artigos relacionados no Blog Julio Severo:

15 comentários :

Anônimo disse...

Sou mulher, 40 anos, dois filhos, a princípio com uma sexualidade saudável e hétero. Nunca tive nenhuma experiência homossexual, mas durante um tempo em que me mantive viciada em olhar pornografias na internet (a princípio para investigar o que meu marido andava vendo), senti uma forte tendência homossexual, ou seja, passei a desejar mulheres, sonhar com elas, me masturbar pensando e olhando para o corpo delas e até mesmo no sexo com meu marido só conseguia sentir o orgasmo se penssasse em outras mulheres e não nele. Mesmo assim resisti aos impulsos e não tive uma experiência real com alguém do mesmo sexo, embora a vontade fosse intensa. Hoje, encontro-me em tratamento psiquiátrico, psicológico e farmacológico e tive o meu casamento completamente destruido por causa, a principio, da pornografia. Fica aqui minha contribuição para reflexão. Sou evangélica. Maior é DEUS do que todo o apelo do mundo e dos seus prazeres!!!

Anônimo disse...

As tv e rádios são os maiores indutores dessa tentativa de mudança de "orientação" sexual. Descobri a pouco que esses aparelhos podem também enviar informações, para medir em tempo real a reações dos telespectadores, sabem inclusive para que ponto da tela estão olhando com precisão. Eles nos vevem, assim como nós os vemos! Isso não é brincadeira, é um fato! O "BIGBROTHER" ja esta implantado em nossas casas. Procurem pelo projeto phoenix II, de manipulação mental por ondas de baixa frequência.

Anônimo disse...

O caso de pornografia é sério, graças a moralidade desse mundo, e o bombardeio ao hormônios dos jovens com filmes, e seriados envolvendo relacionamentos de personagens precoces, isso instiga muito mais os jovens a aderir a sensações mais fortes, a pornografia, é uma delas

se for fazer uma pesquisa, os jovens do Brasil, são os mais sexualmente ativos, pela cultura degradante tanto levada em salas de aula, quanto em televisão musica, seriados e como o amigo mesmo disse, de radio também.

eu mesmo tenho que pedir sempre a graça do espirito santo para segurar essa aflição emocional as vezes, que aperta e quer fazer pender para outros métodos de adquirir satisfação sexual
(o que não tem ligação com o homossexualismo)

que Deus abençoe cada um nesse blog
um abraço Julio

Ronie Peterson

Luan Cunha disse...

Pessoal, é o seguinte. (bandeira branca)

Primeiro, vocês precisam entender uma coisa. Orientação sexual é diferente de comportamento sexual.

Por exemplo, um homem pode se sentir atraído pelo mesmo sexo, mas nunca ter uma relação homossexual na vida dele. Ele pode forçar uma relação com uma mulher, ter filhos, constituir uma família, etc. Do mesmo modo que alguns heterossexuais forçam relações homossexuais por falta de parceiras sexuais (como acontece em muitos presídios). O que não quer dizer, em nenhum dos casos, que a pessoa "se tornou" homossexual ou heterossexual.

Portanto, comportamento sexual, todos nós escolhemos. Orientação sexual, com que sexo você sente atração física e emocional, não.

A Exodus, como qualquer outro centro de "reversão", não conseguem afirmar plenamente que conseguem mudar a orientação asexual de alguém, apenas suas condutas sexuais, o que não é a mesma coisa. Aliás, alguns presidentes destes grupos, hoje homossexuais assumidos, já afirmaram que tais tratamentos são uma FARSA. Veja a entrevista de um deles:

http://www.todosdejesus.fr.gd/A-farsa-dos-grupos-de-terapia-para-gays.htm

Já conversei com vários ex-gays (que tentavam me convencer que estava errado) e todos afirmaram que ainda sentem atração pelo mesmo sexo. Logo, heterossexuais eles não são.

Não quero provocar a ira de ninguém. Só quero expressar minha opinião, meus argumentos e os fatos, quem quiser acreditar acredita.

Julio Severo disse...

Luan, eis você novamente.

No mundo ideal, ninguém seria ladrão, ou estuprador, ou vigarista, ou assassino. E ninguém seria homossexual. Não existe uma raça homossexual. Todo homem nasce homem. Toda mulher nasce mulher. Se um homem mais tarde acha que é um elefante, ou jacaré ou outro quadrúpede, uma sociedade ainda sã perceberia nele uma disfunção mental. No caso do vício homossexual não é diferente, especialmente quando envolve estupro de crianças.

Repito: todo homem nasce homem, e se mais tarde algum deles acha que é abutre ou outra coisa qualquer, está com problemas. Você, Luan, é o que Deus te criou, quer goste ou não, pois Deus te criou assim, a natureza de criou assim. Nenhuma revolta que você demonstre contra Deus, contra as pessoas, contra este blog vai alterar a verdade imutável da sua existência: VOCÊ É O QUE DEUS TE CRIOU.

Se uma inspiração vier a mim dizendo que sou isso ou aquilo contrariamente a Deus e à natureza, não vou me rebelar contra Deus. Vou me rebelar contra a tal inspiração.

Anônimo disse...

Luan precisa afirmar as sofismas dele sempre e sempre na frente do espelho, para poder acreditar nas próprias mentiras, usa linguagem pseudo-intelectual, com pesquisas furadas que até uma criança de berço rebate, e depois fica cheio de si achando que alguns aqui vão dar crédito as "anedotas" que ele quer que acreditemos, como o Julio mesmo pronunciou acima, Deus te criou o que você é, essa é sua natureza, ele não ta nem aí se vc não quer acreditar que foi feito para mulher, e a mulher para você para ter um relacionamento nesse padrão moral, e constituir família

quer alimentar seus vícios e lascivas, ótimo alimente, mas lembre-se das suas próprias palavras, e do quão ridículo satanás faz você passar, querendo usar pesquisas furadas, palavras fingidas para tentar sobre-sair a sabedoria de Deus.

Esse é vc Luan Cunha, um sujeito desesperado e desequilibrado que tenta a todo custo enganar a si mesmo de algo que você não é mas apenas deseja ser, seu único consolo serão sempre os remédios anti depressivos, sua única aceitação só pode ser baseada na mentira, e na imposição e na negação de si mesmo, o que é a resolução da própria infelicidade
Luan Cunha, tenha piedade de si próprio e que Deus possa curar sua alma antes que você além de se destruir com as próprias palavras, proferindo mentiras, dentro do seu coração, venha a destruir sua preciosa alma eternamente.

abraço Julio, lamento ter que mais uma vez ver o pobre Luan de novo tentando frustradamente vir aqui querer tentar fazer-nos enxergar uma verdade que só em Fabulas, de mentes perturbadas existe
abraço Julio e uma ótima semana

Ronie Peterson

Luan Cunha disse...

Sim, Severo, nasci homem sim. Nunca neguei isso. E pretendo continuar sendo homem até a morte.

E daí? Você já está confundindo orientação sexual e identidade de gênero?

E, claro, no meu mundo ideal também não existiria assassinos, ladrão, estupradores e outros criminosos. Mas utopia é utopia. E homossexualidade não é crime, nem doença, caso ainda esteja na Era do Bronze.

Se um homem achar que é um elefante... nossa, é o melhor que consegue fazer? Nem vou comentar essa parte.

E lá vem você de novo fazer uma associação retógrada de pedofilia com homossexualidade. Já te falei que comportamento sexual é diferente de orientação sexual. Pedofilia é um desvio de comportamento sexual, e dos mais sérios. Homossexualidade é uma orientação sexual, comum e normal. Qualquer coisa além disso é balela de gente ruim da cabeça.

Aliás, pesquisas mostram justamente o contrário do que você "prega":

http://www.observatoriodainfancia.com.br/IMG/pdf/doc-92.pdf

http://jusclip.com.br/padrastos-e-pais-sao-maiores-abusadores-de-meninas-e-meninos-no-df/

Você e suas falácias do declive escorregadio... Seus argumentos, todos eles, são fracos demais.

Obs.: acredite no que quiser. Eu não sou religioso, nem quero ser. E argumentos religiosos, baseados em fé e crenças irracionais, não funcionam contra argumentos racionais, baseados apenas na razão. Portanto, não funcionam comigo. É inútil fazer proselitismo comigo.

E, Severo, eu só peço um espaço aqui. Não quero plantar discórdia, só quero ser crítico, quero abrir debate, um privilégio da liberdade de expressão. Meu blog está aberto para qualquer debate, e o seu?

Luan Cunha disse...

Ronie

Por favor, chega com seus ad hominems. Não é a primeira vez que você me ataca, mas não mostra argumentos. Nunca te ataquei, e se quer me rebater, use argumentos racionais, e não ataques gratuitos.

Não sei porque crente adora essa palavra, "sofisma"...

Abraços.

Julio Severo disse...

Luan, parece que você já se esqueceu, ou finge se esquecer, de que alguns pscologos já tratam a pedofilia como orientação sexual...

Se você é homem, você não pode se confundir com elefante, barata ou outra coisa. Homem é homem, não barata.

Anônimo disse...

É que sofisma descreve bem o que você é. eu já disse não vou usar argumentos científicos antropológicos sociológicos para te refutar, já que aqui como blog informativo, e outros profissionais da área tem abundante fonte de informação! alias, a ciência tem abundante fonte de informação que rebatem esse seu argumento furado
acontece que a gente mostra pra você, mas sua Incongruência não deixa você se ver livre dessa ignorância, tanto é que além da ciência por abaixo essa suas pesquisas viciadas que vc posta aqui alegremente achando que algum trouxa vai acreditar, Deus aquele que é acima de toda ciência deixa bem claro, e por pródigos filhos da ignorância feito vc, insistem querer jogar armas tão obsoletas cujos quais são essas pesquisas, que não da menor graça te rebater

se quiser refutações nesse sentido, com consistência, então pare de por essas pesquisas viciadas, e duvidosas, daí eu penso nos seu caso.

obsv: reparem como o Luan, quer ser uma copia de Julio Severo, primeiro ele não dizia ser militante gay
depois venho e declarou que era, antes ele não postava foto, mas depois que recebeu espaço para falar aqui (não merecido) postou foto e na mesma pose que Julio
acho que ele pensa ser o contra do Julio, o Julio mostra pesquisas racionais que além bem comprovadas, andam de acordo com a verdade Bíblica, e o Luan, mostra pesquisas viciadas, as mesmas que o Julio e outros intelectuais ajudam a rebater o tempo todo
o Luan, cruza os braços porque acha que como militante está no mesmo nível que o Julio de militância. isso faz dele um contra, agora da pra levar um cara a desse a sério


abraço Julio, se for desmentir toda essa sandice que o Luan disse, melhor postar em artigo, assim fica mais visível para todos os leitores, perder tempo só com ele não vale a pena

abraço Julio boa semana, e que Deus abençoe

Ronie Peterson

Anônimo disse...

E tem outra meu chapa! vc não abre espaço no seu blog para nos manifestarmos, então porque vou perder meu tempo mostrando pesquisas bem fundadas, (não viciadas feito as suas) para refutar vc e seu pesquisador mentiroso

depois vem dizer que é atacado injustamente é mole

Ronie Peterson

Anônimo disse...

O que essa mulher diz em cima sobre pornografia é sério e verdadeiro. Me deixa falar um pouco de mim.

Há muitos anos venho lutando intimamente para me libertar do vício de ver pornografia na internet. A pornografia torna seu raciocínio e mente sujos, turvos, diabólicos, e você não pára de sentir aqueles desejos latentes de querer repetir as cenas que vê, por mais depravadas que sejam.

Quem acessa pornografia sabe que as mulheres que vivem esse vício são submetidas a todos os tipos de humilhações aberrantes, tratadas como simples objetos descartáveis, que estão ali para satisfazer as taras mais abomináveis. Passei a ter pensamentos homossexuais fortíssimos de tanto ver pornografia, fantasiando ser como essas mulheres. Sinceramente, eu sei que estou doente. Mas, como disse no começo: minha luta é de anos, e tem sido difícil.

Deixar de olhar para o mundo e para as pessoas com pureza de alma é um castigo que produz remorso. A pornografia é algo completamente doentio e degradante. Destrói famílias e vidas.

Tratamentos psiquiátricos e psicológicos são válidos e importantes. Mas só sei de Jesus que tenha tanto poder sobre o mal para libertar para sempre prisioneiros do pecado e da maldade como eu.

Não foi Ele quem disse, "aquele me segue anda na luz"?

Anônimo disse...

Até que enfim surge alguém sensível o bastante pra dar atenção ao meu relato (1º comentário), ao invés desse bate-boca que não leva a nada sobre homossexualismo e pedofilia... Prestem atenção: a raiz do problema é a PORNOGRAFIA. É ela a semente que leva a homossexualidade e, posteriormente, a pedofilia, a zoofilia, etc. A libertinagem explicitada descontroladamente nas mídias, indumentárias, músicas, danças, gestos, piadas, etc, torna banal coisas não banais. Sexo é algo saudável e gostoso de praticar, quando dentro dos parâmetros da moralidade, do amor. Qualquer desvio da ordem natural das coisas é, quer queiram, quer não queiram, aberração, pecado. A questão é muito mais complexa do que imaginamos. A PORNOGRAFIA é um câncer em estado terminal nas nossas sociedades. Sua metástase está acontecendo: libertinagem, desvalorização da mulher (que ora foi reduzida a um mero objeto), homossexualismo, pedofilia, zoofilia, etc. Que DEUS tenha misericórdia da nova "Sodoma e Gomorra" de proporções mundiais!!!

Anônimo disse...

Luan, entenda uma coisa: No final das contas, para pessoas sensatas, toda discussão sobre o comportamento humano deve girar em torno de uma questão: Deus existe ou não? Se Deus existe, Ele é o criador e, portanto, é o único que conhece perfeitamente sua criação, de forma que é a fonte mais confiável para qualquer questãos sobre ela. Deus nos dá inúmeras evidências de sua existência, mas vou destacar apenas duas: as profecias bíblicas e a ressurreição de Cristo. Sobre as profecias, Deus diz claramente em sua palavra:

"Lembrai-vos das coisas passadas da antigüidade: que eu sou Deus, e não há outro, eu sou Deus, e não há outro semelhante a mim; que desde o princípio anuncio o que há de acontecer e desde a antigüidade, as coisas que ainda não sucederam; que digo: o meu conselho permanecerá de pé, farei toda a minha vontade" (Isaías 46.9-10).

A própria História testemunha que essas palavras SÃO VERDADEIRAS; portanto, a existência de Deus é a verdade, porque na Bíblia existem inúmeras profecias cumpridas ao pé-da-letra. Sobre isso, você pode verificar nesse texto:

http://www.chamada.com.br/mensagens/razao_para_crer.html

E nessas séries de videos:

http://www.youtube.com/watch?v=IPmNvHK5WyA
http://www.youtube.com/watch?v=VTFLo0xTdBQ

A confirmação histórica das profecias e, por consequência, da assertiva em Isaias sobre as profecias não pode deixar dúvidas a respeito da existência de Deus.

Sobre a ressurreição de Cristo, essa foi uma afirmação do próprio Jesus: Sua ressurreição seria um sinal naquele tempo de que ele de fato era o enviado de Deus, o Cristo.

"Então alguns dos escribas e dos fariseus tomaram a palavra, dizendo: Mestre, quiséramos ver da tua parte algum sinal. Mas ele lhes respondeu, e disse: Uma geração má e adúltera pede um sinal, porém, não se lhe dará outro sinal senão o do profeta Jonas; pois, como Jonas esteve três dias e três noites no ventre da baleia, assim estará o Filho do homem três dias e três noites no seio da terra." (Mateus 12:38-40)

É claro que se Jesus era o Cristo e foi ressuscitado por Deus, segue-se logicamente que Deus existe. Óbvio. Sobre a ressurreição, indico essa série de Lee Strobel, um jornalista que se converteu pequisando as evidências históricas da ressurreição:

http://www.youtube.com/watch?v=DHX6uqtWHyE

Entende agora Luan? Se Deus existe - e Ele existe -, temos uma autoridade absoluta sobre todos os assuntos; autoridade muito maior e mais confiável do que qualquer estudo de qualquer cientista, psicólogo, sociólogo ou oque for. Mesmo porque sabemos que muitos desses estudos não subsistem ao tempo e constantemente são facilmente contraditados pela própria ciência, principalmente quando são viciados e tendenciosos, como bem disse o Ronnie.

Felipe.

Anônimo disse...

Quando o hipócrita Luan diz;Orientação sexual é diferente de comportamento sexual.Orientação

Ele certamente tirou daqui Escala Kinsey

para explanar essa afirmação se baseou nisso: é a explicação dele para tentar afirmar que não se pode vencer o Desejo da homossexualidade, apenas que a orientação é incutida o sujeito não vence esse impulso com tratamento, simplesmente escolhe não segui-la mas sim forçar-se a manter uma relação normal, e que a homossexualidade está dentro do padrão de orientação sexual e é tão comum quanto ter uma mulher, e ter filhos com ela, o que esse quazimodo ta querendo dizer é, que a orientação homossexual é da natureza inerente do ser humano, e não tem ligação alguma a um distúrbio (o que ocorre com ele) essa é a explicação nesta seguinte falácia do wikipedia

dele;O termo orientação sexual é considerado, atualmente, mais apropriado do que opção sexual ou preferência sexual. Isso porque opção indica que uma pessoa teria escolhido a sua forma de desejo, coisa que muitas pessoas consideram como sem sentido. Assim como o heterossexual não escolheu essa forma de desejo, o homossexual (tanto feminino como masculino) também não, pois, segundo pesquisas recentes esta orientação poderá estar determinada por factores biogenético

Muito bom Luan, você se mostrou um grande Aluno Kynsiano, mas seguindo esses princípios podres vejamos se á orientação sexual é inerente do ser humano, como a própria pesquisa furada que você mostrou diz
a imposição em cima do sujeito para ter relação na heterossexualidade, mas esse mesmo não encontra felicidade pois é o fator genético que pendura nessa questão.
lamento Luan, você além de mostrar um ponto de vista Kynsiano, você ainda mesmo que inconscientemente diz também, que a pedofilia é uma inerente orientação sexual para um ser humano, porque você e sua pesquisa afirmam

orientação poderá estar determinada por factores biogenéticos, sejam questões hormonais in utero ou genes que possam determinar esta predisposição.[1] É importante esclarecer que há grande imposição do modelo heterossexual para todos. Em alguns casos, pode não existir a preocupação em conhecer o nível ou qualidade de vida afetiva

a pesquisa é tão vagabunda que coloca o homem saudável numa posição de que sua relação natural com a mulher, é como se fosse a doença, e como se a doença fosse a cura? entenderam

Luan, eu tenho vergonha de vc, acho que seus pais devem não deveriam! mas DEVEM TER VERGONHA DE VC
e já, porque você quanto mais tenta limpar sua barra e dar beleza a sua sujeira, mais vc se suja e mais você se complica

que Deus tenha misericórdia de você, pra que não alcance o status da pedofilia, porque aí sim além do inferno de passar por essa doença homossexual, você vai descer pro abismo ainda mais fundo

Abraço Julio, que Deus te abençoe


Ronie Peterson