19 de julho de 2011

Site Sertão Notícia sofre ataque gayzista após publicar artigo de Julio Severo

Site Sertão Notícia sofre ataque gayzista após publicar artigo de Julio Severo

Hackers gays atacam site do Nordeste em represália a artigo sobre PLC 122

Julio Severo
Depois de publicar meu artigo expondo os novos planos de Marta Suplicy sobre o PLC 122, o site secular Sertão Notícias passou a ser alvo frequente de hackers gays, conforme declarou o Sertão Notícias hoje em seu twitter oficial.
Esta não é a primeira vez que um site é atacado por causa de artigos escritos por mim.
Em 2003, com apenas uma página de artigos no JesusSite, revelo ao Brasil em primeiro mão que o governo Lula havia apresentado na ONU uma resolução classificando o homossexualismo como direito humano inalienável. Essa foi a primeira vez que esse tipo de iniciativa chega à ONU.
Depois da minha denúncia, um deputado federal pediu, da tribuna do Congresso, explicações ao governo pelo fato de que os representantes brasileiros na ONU estavam tomando atitudes sem o conhecimento do povo brasileiro e do Congresso. Houve também um abaixo-assinado contra a resolução do governo Lula e o site JesusSite sofreu ataques de hackers, chegando a ficar fora do ar. Apesar das muitas ameaças que recebeu para remover meus artigos, o JesusSite permaneceu firme.
O tempo passou, mas a hostilidade da militância gay continua em atividade.
Contudo, apesar dos ataques, o site Sertão Notícias me informou que prosseguirá publicando meus artigos.
Para ler meu artigo original que provocou a fúria dos ativistas gays, clique aqui.

10 comentários :

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

A Palavra de Deus diz com todas as letras:

"E não vos admireis disto, já que o próprio Satanás insiste em se transformar em um anjo de luz. Não é muito, portanto, que os seus ministros apareçam como ministros da justiça; e o fim deles será segundo as suas obras" (2 Coríntios 11:14-15)

Marta Suplicy e os homossexuais pensam que o povo cristão é idiota (e que vai ser facilmente enganado por mais essa manobra). Eles podem pintar o PLC 122 de outra cor ou colocar outro número, mas o conteúdo é rigorosamente o mesmo!

Não queria dizer isso, mas agora eu sou obrigado a dizer (e vou falar abertamente, sem nenhum medo de nada nem ninguém): A BANCADA EVANGÉLICA, QUE DEVERIA DAR O BOM EXEMPLO (OU MELHOR, QUE DEVERIA SER A LUZ NO MEIO DAS TREVAS DESSA NOSSA POLÍTICA), TEM SIDO OMISSA, CONIVENTE E IRRESPONSÁVEL EM RELAÇÃO A TODA ESSA SUJEIRA! E O PIOR É QUE TEM ATÉ DEPUTADO E SENADOR EVANGÉLICO QUE APOIOU LULA E DILMA! MUITOS DELES ESTÃO SE VENDENDO POR DINHEIRO, VANTAGENS, OU CARGOS OFERECIDOS PELO GOVERNO! SÃO VERDADEIROS LOBOS EM PELE DE CORDEIRO! SÃO PIORES ATÉ DO QUE OS ÍMPIOS MAIS PERVERTIDOS!

É justamente por isso que eu não acredito em nenhum político. Nem mesmo os da bancada evangélica não são dignos de confiança. É como bem disse o apóstolo Paulo: "Seja Deus verdadeiro e todo homem (principalmente político) mentiroso" (Romanos 3:4, o parêntese é meu).

O exemplo mais claro disso é a amizade de Magno Malta e Marcelo Crivella (que dizem ser homens de Deus) com Marta Suplicy (porta-voz dos homossexuais e do diabo). Alguém aqui já viu, em algum lugar da Bíblia, Jesus e Satanás sendo amigos (ou Jesus fazendo acordo com Satanás)?

ASSIM COMO JESUS NUNCA TEVE NENHUMA AMIZADE COM O DIABO (E TAMBÉM NUNCA FEZ NENHUM ACORDO COM O DIABO), O VERDADEIRO CRISTÃO NÃO PODE (E NÃO DEVE) TER AMIZADE (E NEM FAZER ACORDO) COM OS DEMÔNIOS (COMO OS POLÍTICOS DESTE GOVERNO PODRE E IMORAL)!

Eu diria mais: assim como Jesus expulsou os cambistas do templo (João 2:14–16), nós também deveríamos expulsar do Congresso Nacional esses falsos políticos evangélicos que estão somente preocupados em defender os seus próprios interesses ou os interesses de certos grupos (ao invés da obediência às verdades da Palavra de Deus).

E a Palavra de Deus ainda diz mais:

"Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou amará a um e odiará o outro, ou há de se dedicar a um e desprezar o outro" (Mateus 6:24)

"Não vos coloqueis num jugo desigual com os incrédulos. Pois, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que união pode haver da luz com as trevas? E que aliança há entre Cristo e o maligno? E que parte tem o fiel com o infiel? E que concordância existe do templo de Deus com os ídolos?" (2 Coríntios 6:14-16)

Não há o que discutir: ou você está a favor de Deus, ou você está contra Deus. Em outras palavras: ou você serve a Deus, ou você serve ao diabo (não existe meio-termo)!

Para esses que se dizem cristãos (mas que, às escondidas, satisfazem aos desejos do diabo e dos homossexuais), Jesus dá uma advertência muito séria (gostaria que todos lessem e meditassem atentamente):

"Nem todo aquele que diz: Senhor! Senhor! entrará no Reino dos Céus, mas somente aquele que faz a vontade de Meu Pai que está nos Céus. Muitos dirão naquele dia: Senhor, não profetizamos em Teu nome? E não expulsamos demônios em Teu nome? E não fizemos obras grandiosas em Teu nome? Porém, Eu vos direi: Nunca vos conheci. Apartai-vos de Mim, vós que praticais a iniqüidade" (Mateus 7:21-23)

Só sei de uma coisa: quando Jesus voltar, toda essa bandalheira vai ter fim. E muito político que se diz cristão (e que compactuou com todas as sujeiras deste governo corrupto) vai ter que prestar contas a Jesus! Eu não quero estar na pele deles neste mesmo dia!

Para encerrar minha mensagem, deixo este versículo para a reflexão de todos:

"Cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus" (Romanos 14:12)

Neokoros (doravante) disse...

Presbítero Valdomiro:
O Congresso é uma casa para convívio político e debates de idéias.
Não seria bom que representantes cristãos agissem como radicais, sem convívio pacífico.
O extremo é que tem feito mal às promessas que estes senhores fizeram aos crentes que os elegeram: no afã de conseguirem mais poder -e manter a cota de benesses já adquiridas- eles trocam a própria fé por mais migalhas de status...

Anônimo disse...

Neokoros, acaso agora são os cristãos que agem extremamente?

Cristãos autênticos ou não, já habitavam as duas casas legislativas federais há décadas, mas nunca o extremismo foi tão acentuadamente covarde contra o posicionamento dos cristãos, como fazem os gayzistas.

Nunca houve atitude sequer parecida de congressistas e de governo cristãos contra a população homossexual.

Agora, os gayzistas encontram guarida no Congresso, atacam a igreja, os cristãos que querem se manter fiéis à Palavra de Deus, e são os cristãos que agora são tidos como extremistas?!?!?!
O senhor deve estar confundindo cristãos parlamentares "meia-boca", com cristãos verdadeiros que fazem defesa de princípios e valores como fez o presbítero Valdomiro. Diga-se de passagem, princípios e valores que habitam em milhões de lares neste país.
E se de muito longe há um radicalismo de cristãos, é devido ao recrudescimento dos esquerdistas e gayzistas para com eles.
Não pense que um país de maioria cristã (entre o povo) vá aceitar pacificamente esse levante do diabo contra a igreja.
Somente os fracos e covardes se curvarão!

SILVIO RICARDO disse...

Creio que o Sertão Notícias deve elaborar uma matéria de aviso aos leitores sobre esse ataque gayzista e a possibilidade de muitos outros. Assim, os leitores do Sertão passam a saber o que é o movimento gay, ou seja, que não é nada daquilo que as novelas da Globo ou os jornais pintam.

Clarice disse...

Julio Severo nos ultimos dias tenho recebido seus e-mails e ficado transtornada com tudo o que aconteça na nossa cara mas não ficamos sabendo ou nao queremos ver.
Fiquei sabendo do seu e-mail pela minha pastora que sempre leva seus artigos para agente estudar na escola dominical.
Com certeza o que falta na nossa sociedade é pessoas como você que dar cara a tapa para mostrar os abusos que nós como cristãos verdadeiros sentimos. Só queria agradadecer e lhe dizer que o Senhor se alegra quando encontra servos fieis como você.
Que a cada dia Deus possa lhe dar forças para continuar rompendo muralhas...
Abraços. Clarice

EVANILSON disse...

O presbítero Valdomiro disse uma coisa muito séria (faço questão de transcrever o que ele colocou):

"Não queria dizer isso, mas agora eu sou obrigado a dizer (e vou falar abertamente, sem nenhum medo de nada nem ninguém): A BANCADA EVANGÉLICA, QUE DEVERIA DAR O BOM EXEMPLO (OU MELHOR, QUE DEVERIA SER A LUZ NO MEIO DAS TREVAS DESSA NOSSA POLÍTICA), TEM SIDO OMISSA, CONIVENTE E IRRESPONSÁVEL EM RELAÇÃO A TODA ESSA SUJEIRA! E O PIOR É QUE TEM ATÉ DEPUTADO E SENADOR EVANGÉLICO QUE APOIOU LULA E DILMA! MUITOS DELES ESTÃO SE VENDENDO POR DINHEIRO, VANTAGENS, OU CARGOS OFERECIDOS PELO GOVERNO! SÃO VERDADEIROS LOBOS EM PELE DE CORDEIRO! SÃO PIORES ATÉ DO QUE OS ÍMPIOS MAIS PERVERTIDOS!"

Realmente, Valdomiro, você está certíssimo. Tem muito político que se diz evangélico que é cúmplice de todas as sujeiras deste governo (que o digam aqueles que ajudaram a eleger Lula, Dilma, e outros que agem a favor dos homossexuais)!

Eu diria mais: onde estão os verdadeiros servos de Deus para protestarem contra essa lei satânica (PLC 122 ou outra) que querem aprovar? Onde está a mobilização dos ditos "pregadores"? Enfim, o que os políticos da bancada evangélica (que se dizem cristãos) têm feito a favor do povo (e contra esta imoralidade)? Gostaria que esses mesmos políticos, que talvez tenham um pouco de vergonha na cara (se é que realmente têm!), respondessem de forma honesta a essa pergunta!

Assim como fizemos o protesto em Brasília contra o PLC 122 (e também a "Marcha para Jesus" em São Paulo), faremos quantas manifestações forem necessárias para defendermos a Palavra de Deus e a integridade moral das nossas famílias.

Está na hora de agirmos com firmeza contra a sujeira deste governo pró-homossexualismo! Não podemos mais ficar de braços cruzados, esperando a boa vontade dos políticos da bancada evangélica! Temos que fazer a nossa parte (só podemos contar com nós mesmos e com Deus)!

Vamos nos unir em oração e ação para enfrentarmos os nossos adversários, porque o momento é crucial (e exige uma decisão imediata): ou tomamos uma atitude agora, ou mais tarde pagaremos muito caro pela nossa omissão!

Que esta mensagem sirva de alerta aos cristãos acomodados!

"PARA QUE O MAL VENÇA, BASTA QUE OS HOMENS DE BEM NÃO FAÇAM NADA"

JORGE LUIZ disse...

O Neokoros está totalmente equivocado (ou melhor, ele está confundindo as coisas). Pelo que ele colocou aqui, convívio pacífico significa aceitar os ataques dos homossexuais (e não dizer e nem fazer nada contra). No entender dele, os cristãos, em nome de uma convivência pacífica, devem permitir que os homossexuais (e os políticos que agem a favor deles) fiquem totalmente à vontade.

O exemplo que o presbítero Valdomiro citou foi muito esclarecedor: a amizade de Magno Malta e Marcelo Crivella (que dizem ser representantes de Deus) com Marta Suplicy (porta–voz do diabo e dos homossexuais). Por que um servo de Deus teria amizade com um escravo do diabo?

Porque eu sou amigo de uma determinada pessoa, eu devo, em nome desta amizade, aceitar tudo de errado que a mesma pessoa pensa, faz ou diz (ou melhor, ser tolerante com o pecado)? É claro que não!

Infelizmente, algumas pessoas confundem amor (ou amizade) com permissividade ou tolerância. Devido a essa distorção (ou melhor, deturpação) de conceitos, muita gente acha que amar (ou ser amigo) significa aceitar o pecado (e não dizer nem fazer nada). Na verdade, quem faz isso (isto é, quem tolera o pecado e fica indiferente) é cúmplice do pecado, ou melhor, é tão (ou mais) culpado quanto o próprio pecador. Em relação a isso, a Bíblia diz claramente: "Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado" (Tiago 4:17).

A Palavra de Deus diz o que devemos fazer antes de termos amizades com certas pessoas (principalmente as de comportamento duvidoso):

"E não vos comuniqueis com as obras infrutíferas das trevas; antes, condenai-as. Porque o que eles fazem em oculto até dizê-lo é torpe" (Efésios 5:11–12)

"Todo aquele que prevarica e não persevera na doutrina de Cristo, não tem a Deus. Quem persevera na doutrina de Cristo, esse tem tanto ao Pai como ao Filho.Se alguém vem ter convosco e não traz esta doutrina, não o recebais em casa, nem tampouco o saudeis. Porque quem o saúda tem parte nas suas más obras" (2 João 1:9–11)

Se Magno Malta e Marcelo Crivella fossem cristãos autênticos (no verdadeiro sentido da palavra), eles não aceitariam fazer nenhum acordo com Marta Suplicy (ou qualquer outro defensor dos homossexuais) no sentido de "negociar" ou "amaciar" o PLC 122 (ou qualquer lei a favor dos homossexuais). Eles teriam que dizer com todas as letras: "Não tem acordo! Não aceitamos nada que seja contra a Palavra de Deus! Não vamos ser cúmplices desta sujeira! Não vamos aprovar nenhuma lei para benefício dos homossexuais! Não iremos ser tolerantes com o pecado!" Esta teria que ser a atitude deles como legítimos representantes do povo de Deus.

Só que eles estão dialogando com Marta Suplicy no sentido de fazer o PLC 122 (ou outra lei pró–homossexualismo) não parecer tão "demonizada". Eu pergunto: um verdadeiro cristão faria algum tipo de negociação com os demônios das trevas (ou com seus comparsas)?

A Palavra de Deus diz que Jesus veio para desfazer as obras do diabo (1 João 3:8). Por que um cristão agiria diferente de Jesus?

Jesus ainda disse que ninguém pode servir a dois senhores (Mateus 6:24). Eu perguntaria ao Neokoros de que lado ele está: de Jesus ou de Satanás?

Se ele puder, que ele responda a esta pergunta na primeira oportunidade!

Neokoros disse...

Senhor Anônimo e Jorge Luiz:

1= (Eu ainda acredito que não poderíamos ser chamados de cristãos se agíssimos -com qualquer gay- da mesma forma que eles agem contra nossa fé...
Eu nunca soube de um gay que tenha sido atacado por um cristão (Na rua ou no Congresso...)

2= Os Cristãos -também- sempre tiverem guarida no Congresso. A diferença dos nossos congressistas para os do movimento gay é óbvia:
os parlamentares eleitos pelo movimento gay se mantêm alinhados com seus propósitos, impreterivelmente.
Já alguns dos "homens de DEUS" -eleitos com o voto evangélico- preferem acordos que lhes garantam agradar a si mesmos, esquecidos de onde vieram os votos que os mantêm por lá...
Não os culpo. O voto de cada um em si mesmo não elegeria nenhum deles. Para que eles continuem -legislatura após legislatura- como representantes dos cristãos tem de haver colaboração. Precisam da ajuda de certos eleitores.
Não voto.
Mas quem o faz deveria escolher canditados que costumam cumprir suas promessas. Principalmente as que foram proferidas nos púlpitos/palanques das igrejas cristãs.
Algumas verdades são bem chatas. Principalmente as que estão aí pra nos atrapalhar. E nos
envergonhar...
(Será que se os cristãos se mantivessem mais informados, saberiam escolher melhor seus candidatos? Por isto indico este blog pra todo evangélico que se interessa pelo assunto em questão. O pessoal da minha igreja até decorou o nome. Por isto que...)

ROBERVAL disse...

Neokoros,

Eu assino embaixo o que o Jorge Luiz disse. E vou mais além: como cristãos, temos que conviver pacificamente com todas as pessoas (inclusive os homossexuais). Porém, isso não significa que, em nome de um convívio pacífico, nós teremos que aceitar o pecado (e não dizer nem fazer nada contra). É justamente aqui onde os homossexuais se equivocam. Amamos o pecador (o homossexual), mas não aceitamos o pecado (a prática do homossexualismo).

Apesar de não atacarmos física ou verbalmente os homossexuais, somos constantemente atacados por eles simplesmente por não aceitarmos o que eles fazem. Para você ter uma idéia disso, o deputado Jean Wyllys (que também é homossexual) censurou um cidadão (Carlos Vendramini) pelo Twitter simplesmente por este mesmo cidadão ter se manifestado contra o PLC 122, o "kit gay" e o homossexualismo. E o próprio Jean Wyllys ainda teve o despeito de dizer que os cristãos são homofóbicos, preconceituosos, e que iria tomar providência contra os seus "inimigos" (não só os cristãos como também todos os que são contra o homossexualismo).

Eu mesmo já senti na pele o ódio que os homossexuais têm dos cristãos. Recentemente, passei a receber, pelo meu telefone, ameaças de morte de alguns ativistas homossexuais. Isso simplesmente por eu ter falado que o homossexualismo é pecado durante uma pregação na igreja onde eu congrego. Sem contar um grande número de e–mails cheios de insultos, dizeres obscenos e outras coisas horríveis.

Quem está sendo atacado neste caso: sou eu ou são os homossexuais? Eu lhe pergunto: dá pra ter convívio pacífico com os homossexuais num caso como este? Será que a liberdade de expressão é permitida somente aos homossexuais? Que justiça é essa de 2 pesos e 2 medidas (tudo para os homossexuais, e nada para os cristãos e as outras pessoas que são contra o homossexualismo)? Será que os homossexuais são tão especiais ou privilegiados para só eles terem todo e qualquer tipo de direito?

Não estou dizendo, com isso, que devemos partir para a agressão física contra os homossexuais. Mas também não podemos aceitar tudo deles e ficarmos calados. Temos que reagir.

Como podemos reagir? Como verdadeiros cristãos: orando, fazendo pregações em público, organizando passeatas de protesto (de forma pacífica), convocando todas as pessoas para participarem de toda e qualquer manifestação pública contra o homossexualismo, enfim, mobilizando os cristãos para defenderem os valores da família (e a obediência à Palavra de Deus).

Os homossexuais não estão brincando. Eles estão nos atacando sem a mínima piedade. Eles não vão sossegar enquanto não for aprovado o PLC 122 (ou qualquer outra lei a favor deles). O que você faria: reagiria contra eles ou se renderia a eles? Na hora da provação é que se conhece o verdadeiro cristão!

Sou de Maués (Amazonas). Mesmo assim, estive presente na manifestação em Brasília contra o PLC 122 (e também estive na "Marcha para Jesus" em São Paulo). Por que eu, apesar de morar muito longe de Brasília e de São Paulo, fiz questão de estar presente pessoalmente a estes eventos? Para mostrar minha indignação contra este governo pró-homossexualismo. E também para estar com a sensação do dever cumprido. E se houver outra manifestação do mesmo tipo, eu garanto que vou estar presente (seja onde for).

Dizem que "uma andorinha só não faz verão". Mas se eu, mesmo sozinho, não fizer a minha parte contra o pecado, quem vai fazer por mim? Se depender somente dos políticos que se dizem cristãos, não vai acontecer nada! Eu tenho que contar somente com Deus (e comigo mesmo). Portanto, Neokoros, não pense que a solução cairá do Céu se você não fizer a sua parte.

Para finalizar (e para você refletir), cito as mesmas palavras que o Evanilson colocou no final da mensagem dele:

"PARA QUE O MAL VENÇA, BASTA QUE OS HOMENS DE BEM NÃO FAÇAM NADA"

EDSON disse...

Diz assim a Palavra de Deus:

Mateus 4:1-11

1 Então foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para que fosse tentado pelo diabo.
2 E, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois sentiu fome;
3 E, aparecendo o tentador, disse-Lhe: Se Tu és o Filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pão.
4 Jesus, porém, respondeu, dizendo: Está escrito: Não só de pão viverá o homem, mas também de toda a palavra que vem da boca de Deus.
5 Então o diabo O transportou à Cidade Santa, e colocou-O sobre o pináculo do templo.
6 E disse-lhe: Se Tu és o Filho de Deus, lança-Te daqui para baixo; porque está escrito: Aos Seus anjos dará ordens a Teu respeito; eles Te tomarão nas mãos, para que não tropeces com o Teu pé em nenhuma pedra.
7 Disse-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor teu Deus.
8 Novamente o diabo O levou a um monte muito alto; e mostrou-Lhe todos os reinos do mundo, e a glória deles.
9 E disse-Lhe: Tudo isto eu Te darei se, prostrado, me adorares.
10 Então Jesus respondeu: Vai-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e somente a Ele servirás.
11 Então o diabo O deixou; e, eis que chegaram os anjos, e O serviram.

Vamos agora "adaptar" esse texto bíblico para mostrar como um verdadeiro cristão deve agir (e reagir) diante de uma "proposta de negociações" vinda dos comparsas do diabo (e dos homossexuais):

1 E o cristão foi ao Congresso Nacional para enfrentar os políticos e ativistas homossexuais;
2 E estando lá durante horas, viu que o PLC 122 (ou outra lei a favor dos homossexuais) iria ao plenário para votação;
3 E vindo um ativista homossexual, disse-lhe: Se você é realmente um cristão, manda que os cristãos não digam nada contra esta lei (o PLC 122 ou outra lei a favor do homossexualismo).
4 O cristão, porém, respondeu, disse: Está escrito: "Importa antes obedecer a Deus do que aos homens" (Atos 5:29).
5 Então o ativista homossexual levou o cristão para perto de uma delegacia.
6 E disse: Se você é realmente um cristão, pare de se manifestar contra o homossexualismo para não ser preso (e nem morto), porque está escrito: "Não julgueis, para que não sejais julgados" (Mateus 7:1)
7 Mas o cristão respondeu dizendo: Também está escrito: "Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não faz, comete pecado" (Tiago 4:17)
8 Por fim, o ativista homossexual ofereceu ao cristão um cargo com um salário milionário, mil e uma mordomias, e incontáveis vantagens.
9 E disse: Tudo isto eu te darei se você ficar calado e deixar que nós (homossexuais) fiquemos à vontade para fazermos o que quisermos.
10 Então o cristão disse com firmeza: Vai-te, escravo do diabo, porque está escrito: "Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou amará a um e odiará o outro, ou há de se dedicar a um e desprezar o outro" (Mateus 6:24).
11 Então o ativista homossexual se retirou cheio de ódio do cristão; e eis que o cristão foi abençoado com as graças do Céu.

Diante desta "adaptação", eu pergunto: qual é político cristão do Congresso Nacional que, hoje, agiria assim (com fimeza) contra o homossexualismo?

Quem puder, responda de forma honesta a esta pergunta!