24 de junho de 2011

Vitória parcial na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro

Vitória parcial na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro

Mais uma vitória a favor da família. Não foi aprovada a PEC 23/2007 na segunda votação da Alerj, que aconteceu nesta terça-feira, 21 de junho. A emenda visava mudar a Constituição do Rio de Janeiro para beneficiar os homossexuais.

A proposta, porém, não foi arquivada. Para que a PEC 23 fosse derrubada definitivamente, era preciso 42 votantes, e havia nessa segunda votação 41 parlamentares votantes. Destes, 39 votaram contra a emenda e 2 a favor. O restante dos 26 deputados estava ausente do plenário, sendo que 5 saíram da sessão propositalmente com o objetivo de derrubar o quórum para não correr o risco de por um ponto final na discussão. O próprio autor do projeto, deputado Gilberto Palmares, foi embora e não votou.

“Apesar de a emenda não ter sido eliminada por falta de quórum, saímos moralmente vitoriosos, pois a maioria absoluta dos deputados expressou sua posição contrária à proposta. Será muito difícil os parlamentares tentarem retornar com essa emenda, pois foi um massacre de oposição a mesma”, declarou o pastor Silas Malafaia, que somou forças à bancada evangélica e manifestantes, pedindo aos seguidores do twitter para enviar e-mail aos deputados do Rio de Janeiro para não aprovarem a PEC 23.

Da mesma forma que os internautas se mobilizaram para pedir o apoio dos deputados contra a PEC 23, agora é hora de agradecer e parabenizar os 39 parlamentares que votaram contra a emenda e também para reprovar os dois deputados que votaram a favor (Cidinha Campos e Paulo Melo). Além disso, é importante enviar e-mail para chamar de covarde cada um que se ausentou propositalmente do plenário antes de terminar a sessão, como uma manobra para impedir o quórum exigido para legitimar a reprovação (Inês Pandeló, Janira Rocha, Luiz Paulo, Marcelo Freixo e Zaqueu Teixeira); e um e-mail específico para o autor da proposta, Gilberto Palmares (gilbertopalmares@alerj.rj.gov.br), que foi embora e não votou. “Vamos nos lembrar de cada um deles nas próximas eleições”, finalizou o pastor Silas.

Segue abaixo a lista com o nome dos deputados que votaram contra e a favor da PEC, bem como daqueles que se ausentaram do plenário, seguida dos e-mails.
Veja vídeo de deputada Miriam Rios condenando de forma espetacular o projeto gay do Rio: http://www.youtube.com/watch?v=1J_m0DLIEMc



Divulgação: www.juliosevero.com
Má conselheira: Discursar genericamente sobre o pecado, sem nada fazer contra o agente que o pratica, é transformar a moral numa questão de teoria, sem alcance prático

8 comentários :

Anônimo disse...

Julio ainda não terminou porque os tribunais ainda estão legislando a constituição,assim eles poderão apelar para o tribunal estadual como fizeram no superior tribunal federal, os cidadão do RJ tem ficar atentos para não serem supriendido. tem que tomar muito cuidado porque eles podem estar entrando em estratégia para aprovarem a alteração da constituição.


Laudemar

ronie disse...

Estamos vivendo nos tempos trabalhosos em que o Espírito Santo está gradualmente removendo seu poder de restrição, permitindo assim a autoridade sem precedentes das hordas demoníacas neste mundo atual e a melhor oportunidade para atacar os cristãos genuínos. Essa oportunidade sem precedentes para Satanás e suas hordas demoníacas atacarem os cristãos está ironicamente ocorrendo na época em que a igreja está fazendo o seu pior trabalho de preparar seus membros para lutarem nessa guerra espiritual sem precedentes; de fato, o treinamento espiritual atual é o pior de toda a história desde a ressurreição e ascensão de Jesus Cristo.
Texto

extraido da espada.eti.br
é o que parece irmãos lembrem-se que o mundo espiritual interfere nas ações humanas só ler a biblia
infelizmente o que o texto diz é verdade as igrejas estão fazendo um trabalho pifio precisamos orar para que Deus abra os olhos dessa cegueira espiritual

Daniel disse...

Glórias a Deus, que tem aberto os olhos de alguns governantes.

Não deixem de enviar e-mail para os deputados, não deixem de se manifestarem, pois nesta hora é necessário agir, fazer valer seu direito de cidadão. Nossa omissão ao longo dos anos permitiu que certos grupos radicais contrários a tudo que vem de Deus pudessem ganhar tanto espaço e influenciar o mundo mais que a maioria cristã.

Faça cada um conforme suas forças.

A paz de Cristo.

Anônimo disse...

Sou evangélico e quero parabenizar a deputada católica Mirian Rios, esse exemplo pro família cristã testemunhado por ela na câmara merece nosso respeito e nosso apoio, se continuarmos dando as mãos católicos e evangélicos contra esse movimento gayzista venceremos essa batalha, parabéns Julio, e se vc se candidatar a deputado federal meu voto é seu, precisamos de homens e mulheres de Deus no poder!

Sandro Xavier

SILVIO RICARDO disse...

Ora, ora, as minhas suspeitas se confirmaram mais uma vez. Os 5 deputados que votaram a favor desse PEC 23/2007 são de partidos gayzistas: PT, PSOL e PSDB.

2 deputados do PT.
2 deputados do PSOL.
1 deputado do PSDB.

Os três partidos que estão trabalhando unidos para impor a agenda gay no Brasil.

Anônimo disse...

Julio

Vai chegar a hora em que essa corja se cansará de tentar meios legais para promover suas atrocidades e tentará impor isso A FORÇA... Talvez seja hora de, desde agora, os cristãos se lembrarem das palavras de Cristo...

"Disse-lhes pois: Mas agora, aquele que tiver bolsa, tome-a, como também o alforje; e, O QUE NÃO TEM ESPADA, VENDA A SUA CAPA E COMPRE-A;"
Lucas 22 - 6

Sinto dizer isso, mas acho que está cada vez mais perto o momento de que teremos que recorrer as armas para defender nossos filhos e familiares de tarados...
Se voce achar que meu comentário é de alguma forma incitador de violência (mesmo não sendo essa minha intenção) vou entender se voce não publica-lo, mas eu entendo que recorrer as armas, mesmo não sendo algo desejável, é muitas vezes necessário...

Fique com Deus

sds

Sandro

paulo_sergio disse...

Parabéns a deputada católica pela coragem de dizer a verdade.

Contudo,ainda penso que apesar de sermos maioria(cristãos),poucos tem tido a coragem de aparecer e dizer aquilo que pensa.Dá para contar no dedo quantos se manifestaram contra essas propostas gaysistas .Eu espero muito mais da comunidade católica que não está dando a cara para bater como deveria.

Roberto disse...

Parabéns irmão Júlio! Precisamos de mais políticos católicos, evangélicos, cristãos.
O cristão médio tem certa ojeriza com a política, pois todos salientam suas sujeiras, corrupções, terra de ímpios. Isso é verdade. Mas pior fica sem representantes do povo de Deus. Cristão na política não significa necessariamente contaminação na sujeira, é possível sim, fazer politica de peito aberto e trajetória limpa, mesmo com as tentações e as oportunidades de se desviar, afinal, isso tem em qualquer atividade. Mas admito que devem ser pessoas bem preparadas!
Um abraço a todos!