1 de junho de 2011

Médicos ingleses prescrevem água de beber para impedir morte de idosos em hospitais

Médicos ingleses prescrevem água de beber para impedir morte de idosos em hospitais

LONDRES, Inglaterra, 31 de maio de 2011 (Notícias Pró-Família) — Médicos que desejam manter seus pacientes idosos vivos em meio às condições sórdidas de alguns hospitais da Inglaterra estão sendo forçados a prescrever água de beber para eles, revelou um relatório.
Conforme apurou-se, três dos 12 hospitais sob a administração do Serviço Nacional de Saúde — o sistema de saúde pública do governo da Inglaterra — cometeram negligência por não cumprirem nem mesmo os padrões básicos de assistência que a lei exige, de acordo com a Comissão de Qualidade de Assistência.
O jornal Daily Mail da Inglaterra fez uma reportagem sobre o uso que os médicos fazem de medidas drásticas para lembrar às enfermeiras que dessem aos pacientes fracos assistência básica, e a seção de comentários do artigo foi inundada de testemunhos que condenaram tratamento semelhante de parentes idosos.
O Daily Mail observa que sabe-se que a desidratação é um dos fatores que estão contribuindo para matar 800 pacientes hospitalares por ano, enquanto 300 morrem de desnutrição. A reportagem também revelou que os pacientes estavam sendo tratados de um modo “condescendente e indiferente”.
Wesley Smith, comentarista especialista em bioética dos EUA, chamou a notícia de “negligência grave numa escala inimaginável”, notando que o abuso nem mesmo envolveu o uso de sondas de alimentação, como foi no caso da morte por desidratação de Terri Schiavo in 2005.
Ativistas pró-vida da Inglaterra disseram que os dados não são de causar surpresa, chamando a deterioração dos padrões apenas de um pedaço de décadas de declínio ético em outras áreas, tais como aborto e eutanásia.
“Sucessivas decisões judiciais, leis e normas profissionais que consagraram a eutanásia por omissão, além do abuso contra os idosos e uma propaganda em massa em favor do suicídio assistido, criaram uma verdadeira cultura da morte”, disse Anthony Ozimic, gerente de comunicações da Sociedade para a Proteção das Crianças em Gestação.
Artigos relacionados:
Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com
Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.

Nenhum comentário :