26 de junho de 2011

Marta Suplicy quer mudar nome e número do PLC 122 a fim de enfraquecer a oposição

Marta Suplicy quer mudar nome e número do PLC 122 a fim de enfraquecer a oposição

Se o Congresso não aprovar uma lei anti-“homofobia”, senadora recomenda recorrer ao STF

Texto do Portal Terra
A senadora Marta Suplicy disse neste domingo, antes do início da Parada do Orgulho LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) em São Paulo, que algumas mudanças devem ser feitas no Projeto de Lei (PL) 122, que criminaliza a homofobia. Segundo ela, a ideia é repensar o nome do projeto para fazer com que seu conteúdo seja aprovado.
“Estou tentando fazer um acerto para que não tenhamos tantos opositores ao projeto, mesmo que isso acarrete em algumas mudanças que não são boas. Estamos pensando em como fazer passar o conteúdo do PL 122, sem o número 122”, disse.
Segundo a senadora, a mudança do nome ajudaria a tirar a “imagem demonizada” que foi associada ao projeto. “O nome ficou muito complicado de se aprovar, o que, no conteúdo, não é mais complicado. Temos um conteúdo mais ou menos acordado. O que está difícil de acordar é o que fazemos com esse número, porque demonizaram tanto que eles não sabem o que fazer agora para dizer que o demônio não é mais demônio”, declarou Marta Suplicy, referindo-se aos opositores do projeto.
E se a estratégia de Marta para aprovar o PLC 122 com outro nome e número enfrentar dificuldades no Congresso? Marta recomenda recorrer ao STF:
“Se não for possível fechar um acordo no Congresso, a comunidade [ativista gay, que inclui ela e muitos outros socialistas] deveria buscar o STF”.
Divulgação: www.juliosevero.com

9 comentários :

Anônimo disse...

Falando em parada gay: http://familiabolsonaro.blogspot.com/2011/06/o-boneco-de-bolsonaro-na-parada-gay-de.html

Trindade disse...

Ola Julio.
Com a esquerda não existe acordo, pois eles quebra todos; Não tem como homens de bem e que prezam a verdade se misturar com eles, como tentam Magno Malta e Crivela, isso ficou claro com essa declaração da senadora ( candidatissima a prefeitura de São Paulo em 2012).
Aos Cristãos e aos homens de bem do brasil eu peço que fiquem atentos a politicos como o Senador Demóstens Torres, eu não sou de Goiás, mas passei admira-lo assistindo seus posicionamentos no senado e por último nas páginas amarelas da revista Veja da semana passada, onde ele defende idéias claras de um democrata nato, ou seja o governo existe para auxiliar e preservar o direito à liberdade e não para tutelar o cidadão como quer a esquerda, transformando os cidadãos em meros números dentro de "algum movimento social ou cooperativas" bancado pelo estado como é em cuba e na china.
Um verdadeiro governo democrata não dá liberdade ao cidadão, pois um governo democrata sabe que liberdade NÃO É UM PREMIO QUE UM GOVERNO BONZINHO DÁ, POIS A LIBERDADE É PARTE INERENTE À NATUREZA HUMANA.
Pois aliança com a esquerda é o oposto de tudo que é coerente para a maioria absoluta do povo brasileiro.
Abraços Júlio e que Deus continue te abençoando.

Anônimo disse...

Antes de mais nada parabenizo por esse belíssimo( e verdadeiro que é o mais importante) texto que voce apresenta.Ele deveria ser divulgado o máximo possível, para todos entenderem as diferenças entre erotismo, afetividade e sexualidade.

Nota-se que a confusão desses campos, inicia com Freud.Ele, apesar de valorizar a importância das leis da sociedade e da religião para formar pessoas mais saudáveis, também fez questão de fundamentar sua teoria com base no erotismo, sexualidade e afetividade.Ele , assim como o movimento psicanalítico, usou esses termos como perfeitamente intercambiáveis, inclusive, antes da segunda guerra mundial considerava-os como as forças que direcionavam o ser humano.Agora, note, para ele o ser humano no início da vida seria um POLIMORFO PERVERSO, ou seja, seria alguém que sentiria prazer,erotismo ou afetividade com qualquer atividade.Daí a teoria que a criança se sente erotizada em diversas partes do seu corpo ao longo do desenvolvimento(Percebam como isso abre as portas para a Pedofilia e homossexualismo ao mesmo tempo!)

Depois seguiu-se o movimento Hippie, que com se lema Paz e amor, até hoje é lembrado com um Grande movimento, porém, o que se viu depois de 68 não foi nada agradável.Por Paz entenda-se o fim da guerra do Vietnãm, postura louvável, a princípio, mas existe claro, algo de perverso pois associa uma postura louvável com outra Diabólica.A parte do lema que quer significar Amor, é o "Amor livre", é novamente a confusão entre sexo e amor, iniciada por Freud.Ora, suruba nada tem a ver com amor, embora, já se sabe de programas que relatam a vida de casais que fazem suruba (com o nome enfeitado de menáge), tentando fazer parecer que são um casal ótimo e que as surubas até melhoraram a vida do casal.Outros programas do tipo são uns que querem fazer pensar que a prostituta é boa moça e que só está ganhando seu "dinheiro suado", inclusive, apontam que essas mulheres seriam mais corajosas que o normal.

Tenho cada vez mais reparado em certas relações entre a esquerda, o movimento anti-religioso e esses movimentos homossexuais.

O movimento comunista é anti-religioso(o que é um pouco diferente de ser ateu, pois o ateu não tem necessariamente ódio com os religiosos, a princípio), é de esquerda(Lembremos que a esquerda é sempre associada com o diabo) e apoia esses movimentos pró-minorias, justamente, para dividir a nação, é a estratégia de dividir para conquistar.Fique de olho, enquanto eles estão fazendo esse auê, eles podem estar avançando com outras coisas igualmente perigosas.

De qualquer maneira, se a lei for aprovada ou não, eles ganham dividindo a nação ou ganhando apoio de mais uma minoria que vai advogar em sua causa.

Os homossexuais, e não o movimento homossexual, estão sendo massa de manobra e nem percebem!

Anônimo disse...

Virou hábito a maioria da sociedade reprovar e o STF aprovar, nunca me senti tão bem com essa ideia de protestar, estávamos estagnados nessa nação, uma coisa devo aos gays, me devolveram o orgulho de ser cristão! Pois eu precisava de uma boa briga para despertar meu orgulho cristão e quando eles nos afrontaram despertaram meu DNA de filho do leão de judá. Um grande abraço Severo, e eles que venham, pois por nós não passarão!

Armando Sales

Rafael disse...

Isso mostra uma "liberdade mentirosa" imposta pelo Comunismo Ditador do PT Esquerdista... deixa o povo manifestar, o congresso acata a manifestação da população, mais o STF IMPÕE o mandato do Ditador supremo, o PT...

Chamelly Sobreira disse...

Julio, agora é assim, tudo que vai contra os valores cristãos e à família, o STF vai aprovar.

Vamos ver o que a Marta defensora dos pedófilos e ditadora vai conseguir com isso.

CSpilla disse...

Parabéns, Júlio, pelo seu trabalho. Não poderia ser diferente a atitude da Martaxa Suplicy: o diabo esconde as garras, muda o tom da voz, se transforma, até, em anjo de luz, mas, no fim continua um ser maligno. Precisamos ficar atentos contra esta horda. Abraços, Claudio Spilla

Peruibense rebelde disse...

A Marta Suplicy está tão DESESPERADA em conseguir uma vitória, que não está se dando conta do como corre o risco cair no ridículo, e até no ostracismo político.

Recorrer ao STF, depois a "união homoafetiva", terrorista italiano asilado e legalização da "marcha da liberdade, significaria, para MUITOS ELEITORES, a demonstração de que ela não tem muita apreciação pela democracia que afirma representar.

Alguém aqui tem dúvida de qual seria a decisão do STF nesse caso?

E ela acredita que mudando uma sigla, vai salvar esse famigerado projeto de lei da enorme rejeição que já sofre. Faça isso, Dona Marta, que blogs como este não deixarão o público se enganar.

Sandra M disse...

"...temos um texto mais ou menos acordado..." Acordado com quem?...
Com a Bancada Cristã, aquela que deveria fazer oposição ao projeto???

E que sigam pro STF, que liberou a Marcha da Maconha, pois como disse o Ministro Celso de Mello, na sessão tão interessante:
“Nada se revela mais nocivo e mais perigoso do que a pretensão do estado de reprimir a liberdade de expressão. O pensamento há de ser livre, sempre livre, permanentemente livre, essencialmente livre".
Espero que ele não mude de idéia!
Nem ele nem seus sábios colegas!!!
Porque assim euzinha vou continuar sendo livre, sempre livre, essencialmente livre!!!