9 de junho de 2011

Dr. Jim Garlow diz que a verdade da Bíblia e sacrifícios são as chaves para se renovar os Estados Unidos

Dr. Jim Garlow diz que a verdade da Bíblia e sacrifícios são as chaves para se renovar os Estados Unidos

WASHINGTON, D.C., EUA, 7 de junho de 2011 (Notícias Pró-Família) — O Dr. Jim Garlow, que é pastor evangélico, disse a uma multidão de conservadores de várias religiões e denominações que os Estados Unidos estão sofrendo de um câncer espiritual que requer sacrifício enorme e uma volta às verdades contidas na Bíblia para que possamos vencer.
Pr. Jim Garlow
Garlow, pastor presidente da Igreja Wesleyana Skyline de San Diego, revelou na sexta-feira na conferência da Coalizão de Fé e Liberdade na capital dos EUA que ele estava falando a eles porque a esposa dele havia insistido. Ele falou com tanta emoção e sofrimento que suas palavras mal saíam dos lábios quando disse para as centenas de participantes que ele e sua esposa haviam acabado de descobrir que ela está numa fase muito avançada de câncer agressivo.
“A fim de ajudarmos nosso país a ter um fim feliz, vamos ter de passar por tempos muito difíceis”, disse Garlow. Ele assemelhou os sacrifícios que os americanos devem fazer para restaurar seu país às dificuldades da quimioterapia e radiação no corpo humano. “No fim de 2012, quero poder dizer que minha esposa está ainda viva e também que meu país está ainda vivo”, disse ele.
Garlow culpou o Congresso dos EUA pela já estratosférica divida nacional (14,3 trilhões de dólares). Ele também disse que o Congresso está roubando das crianças americanas seu futuro ao acumular uma divida que poderá se tornar impossível de se pagar.
“Eles têm falta da verdade bíblica”, disse Garlow, acrescentando que a luta em Washington não é “direita versus esquerda, mas certo versus errado”.
Ele também condenou o presidente Barack Obama em sua omissão de não defender o casamento em favor do “casamento” de mesmo sexo. Ele disse que o “casamento” gay priva as crianças deliberadamente de seu direito de ter um pai e uma mãe — uma violação do mandamento “Não furtarás”.
Garlow teve um envolvimento muito forte em iniciativas para unificar pastores para se opor ao “casamento” de mesmo sexo na Califórnia. Ele fundou a Equipe Pastoral de Resposta Rápida, que coordenou com vários milhares de pastores no estado para apoiarem a definição natural do casamento como a união de um homem e uma mulher na Proposta 8.
“Estou falando sobre questões bíblicas que têm ramificações políticas”, disse Garlow, que também elogiou o Fundo de Defesa Aliança, uma organização de defesa dos direitos dos cidadãos, por desafiar os pastores a gravar pregações ousadas e enviá-las aos fiscais do governo como sinal de que eles não deixarão nenhuma intimidação estatal impedi-los de expressar suas convicções publicamente.
Garlow acrescentou que se os pastores “não assumirem uma postura firme na verdade bíblica” com relação ao aborto, ao casamento e ao afundamento dos EUA em dívidas, ele recomendou que os membros saíssem dessas igrejas e “procurassem outras igrejas”.
Ele disse que nossa época exige a coragem do tipo do “regimento militar” de pastores que incitaram os cidadãos americanos em suas igrejas a defenderem sua liberdade, Cristianismo e direitos na Guerra pela Independência dos Estados Unidos.
Artigos relacionados:
Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com
Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.
Artigos relacionados no Blog Julio Severo:

5 comentários :

Anônimo disse...

Grande Severo bom dia,

Temos visto o impacto que uma minuscula comunidade(LGBT)faz quando se unem, chegam ao ponto de ameaçar grandes comunidades(Cristãos).

Se o próprio Jesus disse que um reino divido é destruído porque será que os pastores não aprendem essa verdade e PRATICAM?Se gays unidos podem fazer barulho o que será que cristão unidos poderiam fazer?

Li no livro de Atos dos apóstolos que cristãos unidos tem poder de causar terremotos(Atos 4.31), cristãos unidos fazem a terra tremer, mas quando cristãos tremem? Não seria um sinal de desunião?

Acredito que a autoridade máxima da igreja é a bíblia, não temos que esperar por líderes comprometidos com seus salários, com o luxo do estilo de vida promovido pelo dizimo e ofertas de suas ovelhas, e que estão pouco se lixando para o cristianismo, temos que dá um basta nesse Doutores Fritzs da fé evangélica, não precisamos de pastores Augusto Cury da fé, ministrantes de auto-ajuda gospel, precisamos de profetas que denunciem e confrontem o reino das trevas!

Chegou a hora do verdadeiro povo de Deus se unir de um canto a outro do planeta, e dá um basta no verdadeiro problema cristão, a DESUNIÃO! Devemos dizer não, não somente ao gayzismo, mas também dizer não aos mercenários da fé, lideres evangélicos que criam rebanhos apenas para se alimentarem dele, e não fazem nada em prol do reino de Deus, deixemos a teologia particular de lado, e nos unamos POR CRISTO E PARA CRISTO, EM FAVOR DO EVANGELHO E DA SOBREVIVÊNCIA DO CRISTIANISMO!

Paz seja contigo profeta Julio!

Apolo Demétrio

MARIA disse...

É muito triste constatar as conseqüências das sucessivas concessões ao pecado feitas gradadivamente ao longo das décadas nos Estados Unidos. Na verdade, essas concessões são resultado do afastamento progressivo das verdades bíblicas e ao mesmo tempo induções a um afastamento ainda maior. Nas últimas décadas satanás vem se infiltrando com consistência na sociedade americana, minando as bases daquilo que é exatamente a razão da prosperidade daquela sociedade. Ainda bem que, pela misericórdia do Senhor, restam muitos pastores como o Pr. Jim Garlow. Que Deus abençõe a America.

Anônimo disse...

Pois é Garlow, os pastores daí já deveriam ter percebido e agido contra isso lá nos idos dos anos 70. Tudo bem que antes tarde do que nunca, mas será que terão força para se oporem aos movimentos gayzistas e anti-família? E quanto à tal "primavera árabe", que serpenteia alguns países islâmicos?
Eles também querem uma volta ao modelo clássico islâmico. E os cristãos, também querem uma volta ao classicismo cristão?
Querem mesmo?

Ilson & Bia disse...

O mesmo está acontecendo no RJ. O RIO PRECISA DE ORAÇÕES.

Estamos presenciando dias de instabilidades em nossos governos federais e estaduais, no caso o Rio de Janeiro. Se fizermos uma rápida e superficial retrospectiva deste primeiro semestre vamos constatar que o estado tem sido sitiado, a população do Rio tem sofrido por conseqüência de seus próprios erros. Os políticos que hoje exercem seus mandatos foram eleitos com o voto do povo. Mas enfim... É tempo de orar e de interceder pelas autoridades, é necessário clamarmos por justiça, para que o povo possa viver de forma tranqüila e sossegada. Que os corruptos sejam removidos de seus cargos e que surjam verdadeiros homens de Deus compromissados com o bem-estar do povo. Não peço um líder para governar os crentes, mas um homem para governar sobre todos, independente de raças, credo, poder econômico, etc.
Logo no início do ano o Rio de Janeiro foi marcado pela forte chuva inundando vários pontos da cidade e por fim o trágico deslizamento na região serrana matando centenas de pessoas, sendo considerada a maior catástrofe natural do estado. Devido a isto houve uma mobilização generalizada em prol das vítimas deste desastre. No mês de abril acontece uma outra grande mobilização sobre o caso do assassino de Realengo que executa a sangue frio 11 crianças. Depois surge toda uma repercussão da passeata gay, onde o governador Sérgio Cabral diz que as autoridades militares civis, militares e bombeiros poderiam participar no manifesto com suas fardas e viaturas de serviços. O que gerou certa revolta das autoridades militares. O que dizer sobre os apoios absurdos do Governo pró-homossexualismo, e agora...a estúpida reação a mais do que justa manifestação dos bombeiros cariocas.
Em defesa do Rio parte o Deputado Federal Anthony Garotinho, que com coragem e determinação tem denunciado os abusos do Governador do Estado do Rio de Janeiro.
NESTA LUTA EU JUNTO COM OS REPRESENTANTES DE DEUS. http://conhecendoaigreja.blogspot.com

Anônimo disse...

Enquete

Vote SIM a favor do projeto (PDC 224/11) que anula a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de reconhecer a união entre pessoas do mesmo sexo, no link abaixo:

http://www2.camara.gov.br/agencia/