19 de maio de 2011

PLC 122: prisão para quem abrir a boca contra a sodomia

PLC 122: prisão para quem abrir a boca contra a sodomia

Com o PLC 122 aprovado, haverá dois tipos de cristãos: os do testemunho, que abrirão a boca para falar mesmo sob ameaça direta de prisão. E os da mordaça, que esconderão seu testemunho por medo de serem presos.

Julio Severo
Recentemente, o Supremo Tribunal Federal desfigurou a Constituição — que reconhece oficialmente união estável apenas como homem e mulher — para favorecer as uniões civis com base na sodomia.
Com o governo federal e até o STF se prostrando diante das exigências da ideologia gay, só falta agora o Congresso e o povo. O Congresso não o faz por medo do povo. O povo não o faz porque ainda lhe resta alguns valores morais conservadores — espécies em extinção ou já extintas entre as autoridades.
Se o Congresso e o povo não se dobrarem, os ativistas gays e seus aliados contam com o “jeitinho” brasileiro para aprovar o PLC 122, quer a população do Brasil queira ou não. Não fosse por esse “jeitinho”, o STF jamais teria conseguido enxergar na Constituição algo que nunca existiu: a equiparação da união estável homem/mulher com a união estável homem/homem.
Se o rolo compressor gay conseguir passar por cima do Congresso, usando o STF ou outro órgão, o povo não terá a mínima chance de escapar de um atropelamento e esmagamento social — a não ser que encare o problema de frente em muitas manifestações nas ruas.
Com o PLC 122 aprovado, haverá duas opções para os cristãos e cidadãos preocupados que se defrontarem com a doutrinação estatal que impõe o incentivo à sodomia em crianças de escola. Quem abrir a boca para denunciar essa e outras agressões e estupros psicológicos, será preso e ainda multado. Quem tiver medo, ficará de boca fechada.
Para os corajosos, o PLC 122 representará prisão, pois eles não ficarão calados diante do mal da promoção e imposição da sodomia. Para os medrosos, mordaça, pois eles escolherão o silêncio a fim de evitar problemas.
A pergunta a ser feita agora diante do rolo compressor gay é: O PLC 122 deve ser enfrentado de forma delicada, como apenas uma mera ameaça à liberdade de expressão e opinião? Ou deve ser encarado como um perigo maior?
Há uma ideia equivocada de que o PLC 122 seja um projeto apenas de mordaça. Mas, como bem aponta o filósofo Olavo de Carvalho em vídeo editado por mim (http://www.youtube.com/watch?v=jIOOE0n2V5g), classificar o PLC 122 como mordaça é um eufemismo. A proposta do projeto anti-“homofobia” é impor punição e cadeia para todos os que discordarem da sodomia. Até mesmo pessoas não cristãs não escaparão se num momento de descontrole emocional disserem algo, como mostrou cena da novela “Insensato Coração” incluída no vídeo.



O vídeo também traz entrevista de Marta Suplicy, relatora do PLC 122, dizendo que com a lei anti-“homofobia” aprovada a crítica ao homossexualismo estará oficialmente banida da TV, rádio, internet, jornais e outros meios, sujeitando os infratores à cadeia e igualando-os a estupradores, assassinos, ladrões e outros criminosos. A única isenção que ela propõe é para críticas feitas dentro de templos religiosos. Os demais casos, mesmo de cristãos criticando em programas religiosos, serão tratados com todo o rigor da lei.
Portanto, Olavo de Carvalho está certo quando diz que a reação anêmica ao PLC 122 mostra que as pessoas estão “sendo vítimas da espiral do silêncio e hipnotizadas pela impressão da força do inimigo”. Dizer que o PLC 122 é um atentado contra a liberdade de expressão é uma maneira muito fraca, segundo ele, de se opor ao projeto de ditadura gay.
Atitudes cristãs aguadas acarretam consequências desastrosas e pavimentam o caminho das ditaduras. Basta ver o exemplo dos cristãos da Alemanha nazista e todo o sofrimento que lhes foi imposto por terem, em maioria esmagadora, reagido sem firmeza à ditadura do Partido Nazista, sigla que significa Partido dos Trabalhadores Nacional Socialista — um partido com elevado número de homossexuais. Homossexualismo e fascismo andam de mãos dadas.
Os cristãos mais famosos daquela época são o pastor luterano Dietrich Bonhoeffer e o católico Claus von Stauffenberg, que faziam parte de grupos que queriam matar Adolf Hitler, que havia sido democraticamente eleito pelo povo alemão.
Hoje, eles são exemplo porque não reagiram de modo fraco diante da ditadura nacional socialista.
Com o PLC 122 aprovado, haverá dois tipos de cristãos: os do testemunho, que abrirão a boca para falar mesmo sob ameaça direta de prisão. E os da mordaça, que esconderão seu testemunho por medo de serem presos.
Que exemplo esperamos deixar para as próximas gerações?
Divulgue o vídeo a todos os seus amigos.
Para enviar um email contra o PLC 122 para todos os senadores, clique aqui.

8 comentários :

caetano da silva disse...

Está certo! O problema é que os gays querem leis não enquanto cidadãos do estado mas sim enquanto gays, ou seja a conduta sexual deles virou fonte de direitos. Ninguem pode ter direitos especiais só porque dá o orificio.
O pior disso tudo é que se a tal plc/122 for aprovada o kit gay será obrigatório neste país, e quem for contra será preso.
O governo ainda está, calado sobre o kit gay, a midia tbm está calada, vcs percebem o golpe por trás disso? Eles só estão esperando a lei plc/122 ser aprovada e o kit gay vai tomar conta das escolas e nós teremos que ficar calados caso contrário seremos "homofobicos" com péna de prisão.

Assim, julio severo se não for pedir demais e vc tiver um tempinho visite meu blog por gentileza, não é virus pode buscar pelo google vlw, abraço!

http://conflitofinal.blogspot.com/

livrexpress disse...

Por essas e outras é que é inútil e enganosa a "amaciada" no PLC 122/06 feita pela Marta Suplicy (e também a recente tentativa, proposta pelo Marcelo Crivella) para "garantir liberdade"(?) para religiosos falarem do homossexualismo, mas com muito "respeito" e cuidado.

Marta quer restringir essa "liberdade" só ao interior dos templos, e continuar punindo quem se manifestar contra o homossexualismo fora dali. Ao contrário dos gays e "simpatizantes", que podem discursar à vontade contra os religiosos e contra quem quiserem na TV, no rádio, na rua, nos jornais, na internet, em qualquer lugar.

Já a tentativa do Crivella, ainda que possa ser bem intencionada, de salvaguardar os direitos dos cristãos se manifestarem "respeitosamente" contra o homossexualismo é inútil. TODA manifestação que contraria a militância gay é por ela considerada "discriminatória" e "incitadora da violência". Pra gayzistas, não existe meio termo: simplesmente contrariá-los já é "homofobia", o crime mais grave que concebem. Cristãos não terão escapatória.

E devemos lembrar também que NÃO SOMENTE OS CRISTÃOS devem ser livres para poder dizer o que pensam ou sabem sobre o homossexualismo e tomar decisões quanto a isto, mas TODAS AS PESSOAS DEVEM TER ESTE DIREITO.

As donas de casa, os pais de família, os jornalistas, os humoristas, os médicos, os psicólogos, os cientistas, os advogados, cristãos ou não, TODOS devem ter o direito de se expressar. Ainda que isto incomode os ditadores gayzistas.

O PLC 122 gayzista não é um ataque apenas contra a liberdade de expressão e de escolha dos cristãos, mas contra TODA a sociedade!!

Tanto os cristãos quanto todas as demais pessoas devem acordar para isso.

Antes que seja tarde demais.

livrexpress disse...

Complementando:

A solução para o PLC 122 não é ficar tentando garantir pequenas exceções para pastores e padres pregarem "respeitosamente" sobre homossexualismo.

A solução é mandar o projeto inteiro para o lixo (de onde Marta e alguns senadores inúteis o retiraram recentemente), já que o PL 122 em quase sua totalidade é um instrumento de coerção ideológica para amordaçar a sociedade, de intimidação ditatorial, de terrorismo alçado ao status de lei.

DIÁCONO RAIMUNDO (Igreja do Evangelho Quadrangular) disse...

A verdade é a seguinte: tem muito crente covarde, tem gente que não quer sair do seu comodismo, que quer ficar somente na sua mordomia.

Crente que é crente de verdade vai à luta, faz passeatas de protesto, se organiza, mobiliza os outros em defesa dos princípios cristãos, convoca todos para orar e agir juntos, enfim, o verdadeiro crente dá a vida pelo evangelho (e pelas almas que precisam de salvação).

No que depender de mim, eu estou pronto: vou me aliar a Júlio Severo, Olavo de Carvalho, Rosângela Justino, Jair Bolsonaro e todos os que são contra essas sujeiras do governo do PT. Se eu tiver que morrer, eu morro com a certeza do dever cumprido.

Quem vê o pecado e não diz nem faz nada contra é tão ou mais culpado quanto o próprio pecador. É como diz a Bíblia: "Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado" (Tiago 4:17). Em outras palavras: aquele que sabe que deve pregar contra o pecado (inclusive o homossexualismo) e não prega (com medo de ser perseguido, preso, ou morto) é cúmplice do pecado (e é culpado diante de Deus)!

A Bíblia é bem clara: "Importa antes obedecer a Deus do que aos homens" (Atos 5:29). Eu não obedeço ao que os homens dizem. Eu obedeço ao que Deus diz na Sua Palavra. Jesus ordena: "Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura" (Marcos 16:15). Quem quiser aceitar a minha pregação, aceite. Quem não quiser, não aceite (todo mundo é dotado de livre arbítrio).

Muitos crentes talvez não saibam (ou talvez estejam esquecidos), mas O JULGAMENTO DE DEUS VAI COMEÇAR DENTRO DA IGREJA: OS LÍDERES, QUE DEVERIAM DAR O BOM EXEMPLO, SERÃO OS PRIMEIROS A PRESTAR CONTAS A JESUS! A respeito disso, a Bíblia diz com todas as letras: "Pois já é tempo de se começar o julgamento pela casa (igreja) de Deus; e se começa primeiro por nós (líderes, pastores e pregadores), qual será o fim daqueles que desobedecem ao evangelho de Deus (tanto os pecadores que não querem se arrepender, como os líderes que deixaram de pregar)? E se somente o justo se salva, onde aparecerá o ímpio e o pecador?" (1 Pedro 4:17-18, os parênteses são meus).

Que esta mensagem sirva de alerta aos crentes acomodados!

"PARA QUE O MAL VENÇA, BASTA QUE OS HOMENS DE BEM NÃO FAÇAM NADA"

Appio disse...

Desculpe não ser coerente com o tema acima, mas é que lhe acompanho a mais ou menos 2 aos, acho que postei 2 ou 3 vezes, mas tenho divugado esse blog para meus imãos na fé e amigos, pois o mesmo tem me ajudado a educar minha familia no Senhor Jesus.
Eu vim aqui é lhe passar essa noticia absurda que li agora no globo.com, espero que lhe sirva de material, para o bom trabalho que tem feito.
Deus o abençoe!

http://oglobo.globo.com/rio/mat/2011/05/18/novos-guardas-municipais-serao-treinados-para-lidar-com-turistas-gays-924493357.asp

BERNARDO disse...

Nos dias de hoje, tudo mudou: o errado é certo, o certo é errado, o mal virou bem, o bem virou mal, enfim, os valores morais da nossa sociedade estão completamente invertidos. Não será surpresa se, qualquer hora dessas, criarem uma lei nos impedindo de crer em Deus. Aliás, do jeito que existe tanta patifaria e tanta imoralidade na nossa política, eu nem me espantaria se uma lei como essa fosse aprovada.

Tem horas que eu penso que o nosso Congresso Nacional é uma verdadeira filial do inferno. Muitos políticos corruptos (aliados dos homossexuais) estão lá somente para atender aos desejos do diabo e de seus seguidores. Senão, vejamos alguns exemplos:

- Mesmo não havendo nenhuma lei anti–homofobia em vigor, o pastor Ademir Kreutzfeld foi, certa vez, intimado a prestar depoimento num tribunal simplesmente por ter se manifestado contra o homossexualismo;

- O irmão Júlio Severo teve que abandonar o país devido às denúncias de ativistas gays contra ele no Ministério Público de que ele prega o ódio aos homossexuais (já quiseram até saber o endereço dele, se é que já não o ameaçaram de morte);

- Jael Savelli, que mostrou a verdade sobre um artigo publicado por Luiz Mott (onde ele faz uma apologia aberta à pedofilia), teve que sair da cidade onde morava, temendo pela própria segurança (e pela segurança de sua família).

Eu pergunto: o que podemos esperar de bom de um Congresso Nacional que só favorece os interesses de determinados grupos para que façam coisas desse tipo? Absolutamente nada!

Não queria dizer isso, mas agora eu sou obrigado a falar (e vou falar abertamente, sem nenhum medo): A BANCADA EVANGÉLICA, QUE DEVERIA DAR O BOM EXEMPLO (OU MELHOR, QUE DEVERIA SER A LUZ NO MEIO DAS TREVAS DESSA NOSSA POLÍTICA), TEM SIDO OMISSA, CONIVENTE E IRRESPONSÁVEL EM RELAÇÃO A TODA ESSA SUJEIRA! E O PIOR É QUE TEM ATÉ DEPUTADO E SENADOR EVANGÉLICO QUE APOIOU LULA E DILMA! MUITOS DELES ESTÃO SE VENDENDO POR DINHEIRO, VANTAGENS, OU CARGOS OFERECIDOS PELO GOVERNO! SÃO VERDADEIROS LOBOS EM PELE DE CORDEIRO! SÃO PIORES ATÉ DO QUE OS ÍMPIOS MAIS PERVERTIDOS!

Eu diria mais: do jeito que a nossa política está tão podre, não seria exagero se alguém dissesse que o Congresso Nacional é um verdadeiro covil de oportunistas (e por que não dizer de demônios?), um balcão de negócios, um "prostíbulo político" onde só se vota em troca de dinheiro, favores, privilégios. Perto de toda essa nojeira da nossa política, Judas seria santo.

Assim como Jesus expulsou os cambistas do templo (João 2:14–16), nós também deveríamos expulsar do Congresso Nacional esses falsos políticos evangélicos que estão somente preocupados em defender os seus próprios interesses ou os interesses de certos grupos (ao invés da obediência às verdades da Palavra de Deus).

Para esses políticos que se dizem evangélicos e que compactuam com todas as sujeiras de um governo declaradamente a favor do homossexualismo, aqui vai uma advertência muito séria de Jesus:

"Nem todo aquele que diz: Senhor! Senhor! entrará no Reino dos Céus, mas somente aquele que faz a vontade de Meu Pai que está nos Céus. Muitos dirão naquele dia: Senhor, não profetizamos em Teu nome? E não expulsamos demônios em Teu nome? E não fizemos obras grandiosas em Teu nome? Porém, Eu vos direi: Nunca vos conheci. Apartai-vos de Mim, vós que praticais a iniqüidade" (Mateus 7:21–23)

Só sei de uma coisa: quando Jesus voltar, toda essa bandalheira vai ter fim. E muito político que se diz cristão (e que compactuou com todas as sujeiras do governo do PT) vai ter que prestar contas a Jesus! Eu não quero estar na pele deles neste dia!

Para finalizar, deixo um pensamento e um versículo bíblico para a reflexão de todos:

"É melhor morrer tentando fazer o bem do que viver como cúmplice do mal" (autor desconhecido)

"Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado"(Tiago 4:17)

Anônimo disse...

Deus tem seus mecanismos para separar o joio do trigo!
Assim como a própria existencia do inimigo é da vontade do Pai, pois ja é uma guerra profetizada e ganha. E pra que? Separar o joio do trigo!!!
Hitler Nasceu se criou e assumiu a alamanha.. foi vencido no final, e pq então Deus nao simplesmente nao evitou seu nascimento? Para seperar o joio do trigo!!
Nem todos que foram contra Hitler estavam certos e eram merecedores do reino. E os espanhois que disseminaram povos... os portugueses? A sangrenta, vergonhosa e infame inquisição, que se decaptava em nome de Deus e se oferecia a morte a ele no final?
Deus tudo vê!

Não se esqueça!
1-Não julgueis!
2-Não cai uma folha que não seja da vontade do Pai!

Podemos estar indo contra mais um simples mecanismo de separação do joio!!!!

Ou nós na verdade nao confimos em nosso Pai?
Acredite, não interessa o que vai acontecer, TUDO FICARÁ BEM! Está escrito!
Não vale a pena salvar esse mundo ele está condenado, o mundo reservado para os filhos será outro!

A não ser que nós queiramos interferir na vontade de Deus de deixar cair uma folha... e ainda assim achar que estaremos salvos...

A interpretação nada mais é que uma forma de julgamento.

Um abraço Julio, e que Deus abençoe a todos nós!

André Caregnato disse...

Resoluções do Conselho Federal de Psicologia restringem o direito ao livre exercício da profissão pelos profissionais da psicologia.

Por outro lado, projeto de lei pretende sustar dois pontos da resolução preconceituosa que impõe proibição o tratamento do homossexualismo aos profissionais da psicologia, confira: http://nacontramaodaalienacao.blogspot.com/2011/07/resolucoes-do-conselho-federal-de.html