18 de maio de 2011

O estoque de pornografia de bin Laden é um alerta

O estoque de pornografia de bin Laden é um alerta

WASHINGTON, EUA, 16 de maio de 2011 (Notícias Pró-Família) — A descoberta de um “estoque de pornografia” no complexo de Osama bin Laden feita por comandos americanos serve como “alerta” para todos os cristãos não incorrerem na hipocrisia de justificar prazeres do pecado, de acordo com um famoso teólogo e colunista.
Osama bin Laden assiste televisão no complexo em que foi morto
“A hipocrisia não é nenhuma novidade, e estamos propensos a nos deleitar nela quando vista nos outros”, Dr. Albert Mohler, presidente do Seminário Teológico Batista do Sul, disse acerca da descoberta sobre bin Laden.
De acordo com as reportagens, os materiais pornográficos descobertos no complexo de bin Laden em Abbottabad, onde as tropas dos EUA o encontraram, incluíam “vídeos modernos gravados eletronicamente” e eram “razoavelmente amplos”, de acordo com reportagens exclusivas da Reuters.
Não se sabe se a pornografia pertencia a bin Laden ou era assistida por ele próprio.
Apesar disso, bin Laden, que frequentemente defendia uma moralidade religiosa islâmica estrita, havia sido amplamente acusado de hipocrisia. Como disse uma reportagem da Associated Press: “A divulgação de que os investigadores dos EUA encontraram pornografia… fomenta a narrativa dos EUA de que bin Laden não era a figura respeitável ou nobre que seus apoiadores adotaram”.
Mohler aponta para o fato de que Osama bin Laden “frequentemente acusava os Estados Unidos de imoralidade, com referência específica à pornografia e imagens sexualizadas”. Especificamente ele cita uma carta de 2002 que bin Laden escreveu intitulada “Carta para o Povo Americano”.
“Sua nação”, escreveu o líder da al Qaeda, “se aproveita das mulheres como produtos de consumo ou instrumentos de propaganda, instando os consumidores a comprá-los… Vocês rebocam suas filhas nuas em outdoors a fim de vender um produto sem vergonha alguma. Vocês fizeram lavagem cerebral em suas filhas, levando-as a acreditar que elas são liberadas quando se vestem com roupas explícitas, mas na realidade tudo o que elas liberaram é o desejo sexual de vocês”.
Mohler observa, porém, que apesar da verdade dessas declarações, o que é mais provável é que os americanos farão acusações contra bin Laden.
O líder batista observou que a possível hipocrisia de bin Laden pode advir de uma cilada teológica em que muitos cristãos poderiam também cair. “Antes de qualquer coisa, aqueles que se dedicam ao ascetismo e negação a fim de obter ou supostamente merecer a misericórdia e favor de Deus quase sempre se permitem alguns prazeres do pecado”, disse Mohler.
“Os cristãos são chamados para a santidade, não ao ascetismo por amor ao ascetismo. O Evangelho nos faz lembrar que não merecemos a nossa salvação e que não há nada que possamos fazer para merecê-la. Bin Laden e as pessoas ligadas a ele estavam convencidos de que Alá perdoaria os pecados sexuais deles por causa da fidelidade deles na execução de atos de terrorismo no nome do islamismo”, especulou ele. “Seria melhor os cristãos verem isso como alerta para que não aprovemos para nós mesmos o mesmo tipo de justificativa”.
Para ler o blog de Albert Mohler, clique aqui.
Artigos relacionados:
Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com
Veja também este artigo original em inglês: http://www.lifesitenews.com/news/bin-ladens-porn-stash-a-warning
Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.
Artigos relacionados no Blog Julio Severo:

3 comentários :

Jose Guilherme Schossland disse...

Não acredito em uma palavra desse artigo a favor dos verdadeiros assassinos mundiais pois terroristas são Bush e Obama.

Anônimo disse...

Bush ñ é lá flor q se cheire, mas é herói perto de Obama e Osama (os dois lados de uma mesma moeda).
Enquanto Obama esconde da opinião pública que ñ é cidadão nato dos EUA e ñ poderia ser presidente. Osama escondia sua outra identidade malígna, além de terrorista vagabundo, era um provável pornográfico. Sua máscara de santinho terrorista caiu vergonhosamente.
Perto desses dois personagens salafrários, Bush é santo, ao menos respondeu a altura ao ataque a seu país.

thehappydees disse...

Na verdade, toda essa história do Obama ter matado Bin Laden é uma grande farsa. Não aconteceu nada disso. Segundo diversas e confiáveis fontes, Bin Laden está morto há mais de 10 anos, ele sofria de mal de Marfan, uma síndrome rara que causa falência renal. O Obama criou esse espetáculo teatral para ganhar pontos com o eleitorado e se reeleger em 2012, além de articular outros interesses da Nova Ordem Mundial, como cercear cada vez mais os direitos dos cidadãos em prol de mantê-los "seguros" contra os "terroristas". Além disso, eles estão arrumando o palco para um novo "ataque terrorista" nos EUA, que representaria uma suposta retaliação da parte do Al Qaida pela "morte" de Bin Laden. Existem muitas peças nesse jogo de xadrez que nós não conseguimos enxergar ou compreender, mas uma coisa é certa: essa história de Obama ter matado Osama no Paquistão não passa de um grande espetáculo Hollywoodiano. Esse vídeo do qual aparece uma foto no artigo, por exemplo, mostra um homem que não é Bin Laden, mas segundo um paquistanês que mora na vizinhança do tal complexo, o velho é um de seus vizinhos. Há uma reportagem da BBC em que esse vizinho declara isso; além disso, a reportagem mostra entrevistas com 50 paquistaneses que vivem naquele bairro, e 49 deles afirmam categoricamente que esse "raid" dos soldados americanos para matarem Bin Laden não passou de um grande teatro.
Chequem os fatos. Pesquisem no YouTube. Não acreditem nessa farsa do Obama. Esse homem não sabe o que é falar a verdade. É um impostor absoluto, em todos os sentidos.