30 de maio de 2011

Gay mata família por discordar de sua orientação sexual e imprensa pró-sodomia abafa

Gay mata família por discordar de sua orientação sexual e imprensa pró-sodomia abafa

Comentário de Julio Severo: A notícia abaixo, que foi também disponibilizada pelo UOL, encontra-se agora fora do ar. Ao que parece o UOL foi tomado por remorso por ter saído dos padrões jornalísticos atrelados aos ativistas gays ao mostrar um assassino gay. A moda agora é mostrar gays apenas como vítimas. Esqueça que eles matam. Esqueça que eles estupram meninos. Contudo, a mesma notícia hoje rejeitada pelo UOL encontra-se disponível em outro site e divulgada aqui.
Matéria original do Giro pelo Piauí, que constava também no UOL:
Apesar de ter se apresentado horas após ter assassinado a mãe, a comerciante Maria Lita Pereira Gomes, 41, o irmão Alan Luiz Gomes da Silveira, 14, e ter tentado contra o próprio pai, o também comerciante Sidonor Pereira da Silveira, 35, o músico Alcinei Gomes da Silveira, 19, poderá não ser liberado após prestar depoimento sobre os crimes, praticado nesta terça-feira (5) à noite, na rua J, do bairro São José 2, Zona Leste de Manaus.
A informação é do delegado titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Mariolino Brito, que ouviu o depoimento de Alcinei na manhã de hoje (6).
“Mesmo ele tendo se apresentado espontaneamente após os crimes, isso não impede que ele não seja liberado e também seja pedida a prisão preventiva contra ele”, salienta Brito, que considerou o caso como atípico.
Segundo o delegado, a forma como Alcinei agiu demonstra que ele apresenta traços de psicopatia. Ele também não descarta a possibilidade de Alcinei ter premeditado os crimes.
Em depoimento prestado na manhã de hoje ao titular da DEHS, o pai do acusado disse ter escapado da fúria de Alcinei, por ter se fingido de morto, após receber o primeiro golpe.

Ataques

Os assassinatos ocorreram a partir das 18h45 de ontem, na casa da família.
O primeiro homicídio foi a do adolescente Alan Luiz, morto com três facadas no tórax e uma na cabeça. O corpo da vítima foi escondido debaixo de uma cama.
Minutos depois, a comerciante Maria Lita foi morta com sete facadas nas costas, uma na nuca e outra na cabeça, dentro do banheiro da casa.

Comoção

"Há três anos a mãe dele já sabie que ele era homossexual. Para mim essa não é uma justificativa lógica para ele ter feito o que fez", desabafa o tio materno do acusado, Geraldo Gomes, a respeito da hipótese de que o sobrinho teria matado a mãe e o irmão, devido a não aceitação de sua orientação sexual.
Os velórios de Maria Lita e Alan Luiz foram realizados na própria residência, onde familiares, amigos e vizinhos se aglomeraram para prestar as últimas homenages às vítimas.
Alguns dos vizinhos se mostraram indignados com o caso e chamaram a atenção para o fato de que a família parecia ser bastante unida.
Divulgação: www.juliosevero.com

6 comentários:

Ednei disse...

Julio, enquanto isso, mais uma vez o Pr. Paschoal insurge no seu dever de ser também atalaia para avisar a nação. Com a coragem de quando avisou para que cristãos NÃO PODERIAM votar no PT(alguns sites cristãos deturparam dizendo que ele disse para não votar em candidatos=MENTIRA, ele agora desarma o stf(minúsculo mesmo) da sua arrogância em destruir os valores de todos os brasileiros, aqui:
http://www.pibcuritiba.org.br/site08/index.php?option=com_content&view=article&id=2768%3Aalerta-a-nacao-brasileira&catid=1299%3Anoticias-destaques

Anônimo disse...

Cadê a globo, record, cadê os DIREITOS HUMANOS(para os direitos humanos só bandido é humano?onde fica direito das vitimas?), não vai demorar muito para que com o crescimento da cultura da injustiça em nosso país para que haja uma revolução como no egito e oriente, pois a coisa está insuportável, e a culpa maior é dos políticos quem em vez de criarem leis serias defendendo valores para melhoria da sociedade, ficam gastando dinheiro de nosso imposto para distribui kit para ensinar crianças a serem gays, não ví essa ditadura e anarquia em nenhum governo de direita, só em governo de esquerda cujos representantes saem em marcha da maconha(Minc), daqui há pouco só vai faltar dizer que para uma mulher ter direito nesse país terá de ser prostituta, pois só vejo a libertinagem sendo valorizada hoje!

Danuzia Varella

Anônimo disse...

Adorei o post. É muito importante o trabalho que você tem feito aqui no blog, não pare, não se cale!!!!
Parabéns!!!

Gilberto disse...

Irmao,Julio voce vai a Brasilia, amanhã, no Protesto ?
Deus te cubra de benção meu amado irmao

Anônimo disse...

Tenho notado uma mudança geral nas perspectivas sobre o movimento gay.Não são só evangélicos ou reiligiosos que compreender o absurdo que tem sido tal movimento, mas outras pessoas na sociedade também! O homossexualismo está perdendo terreno e isso sinaliza que devemos lutar mais para que golpes políticos ( como o que ocorreu com o STF) não tenham mais lugar.

Não se trata mais de apenas ser a favor ou contra a homossexualidade, mas de lutar pela liberdade!

Anônimo disse...

Infelismente nesse país não temos direitos humanos para inocentes e pessoas de bem.