13 de maio de 2011

Evangélicos barram temporariamente PLC 122

Evangélicos barram temporariamente PLC 122

Julio Severo
De acordo com matéria do UOLNotícias de 12/05/2011, “A pressão da bancada evangélica impediu a votação do projeto de lei complementar 122/06 que criminaliza os atos de homofobia”, mas uma falha ou omissão do UOL não mencionou que o PLC 122 também reprime com igual violência legal as expressões e opiniões médicas, filosóficas, morais e religiosas contra a homossexualidade.
O projeto de ditadura gay deveria ter sido votado nesta manhã na Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Senado. Mas ao sentir a pressão contrária, Marta Suplicy optou por um adiamento, que acabou provocando confusão e tumulto quando a senadora Marinor Brito (do ultramarxista PSOL), chamou Bolsonaro de “homofóbico” e “criminoso” por causa de um folheto denunciando políticas pró-homossexualismo do MEC.



O UOLNotícias destacou a principal causa do adiamento: “Representantes da Frente Parlamentar Evangélica presentes à sessão pediram o adiamento alegando que devem ser realizadas audiências públicas, porque ele não teria sido suficientemente discutido no Congresso. ‘Precisamos debater à exaustão, sem privilegiar ninguém. Há pelo menos 150 milhões de brasileiros que não foram ouvidos’, disse o senador Magno Malta (PR-ES)”.
Malta, que é forte aliado de Dilma Rousseff, também declarou: “Se você não der emprego para homossexual, você vai preso. Se você demitir, vai preso. Se você não admitir, também tem cadeia para você. Se você não aceitar gesto afetivo, também tem cadeia. Estavam tentando criar um império homossexual, uma casta diferenciada no Brasil”.
O principal site homossexual de notícias do Brasil, A Capa, também atribuiu aos evangélicos a culpa das dificuldades de Suplicy e do PT para aprovar o PLC 122. Num artigo, escrito por um travesti, intitulado “Fanatismo religioso: um dia de fúria”, A Capa seleciona para deboches especialmente Julio Severo e Silas Malafaia.
O projeto de autoria da ex-deputada Iara Bernardi (PT-SP) tramita há dez anos no Congresso e somente em 2006 foi aprovado ardilosamente no plenário da Câmara, apenas com um punhado de deputados presentes. A senadora Marta Suplicy (PT-SP), que é relatora do PLC 122, queria tentar aprovar o seu parecer até a próxima semana, na data do Dia Nacional de Combate à Homofobia, no próximo dia 17.
Ao ver frustrada sua tentativa de avançar hoje o PLC 122, Marta suspirou para os jornalistas: “O Judiciário se pronunciou sobre um assunto que há 16 anos o Congresso não consegue se pronunciar”, disse a radical petista feminista e homossexualista, que tinha desde 1995 um projeto de parceria civil homossexual, que nunca avançou no Congresso, por pressão do povo. Mas o STF “resolveu” a questão.
Na verdade, assim como no caso da parceria homossexual, o PLC 122 é alvo de atenção e movimentação de evangélicos e católicos há anos.
Se o povo continuar fazendo pressão contra o PLC 122, a quem dona Marta recorrerá para “resolver” a questão?
Com informações do UOLNotícias e G1 da Globo.

13 comentários :

Anônimo disse...

Do jeito que o STF fez com a Constituição aprovando o Casamento Gay,será que eles não fariam o mesmo com a imprensa, com a igreja, com os donos de terra, com as crianças, e com o PL 122?

Paulo César

JT Ollemhebb disse...

Não duvido nada que essa questão "salte" para as mãos do STF e seja aprovado por eles esse PLC 122, e por unanimidade, mais uma vez!

Sobre a aprovação da união civil gay, vejam esse texto do juiz federal William Douglas (http://blogwilliamdouglas.blogspot.com/2011/05/dois-surdos.html) em que ele critica a forma com o STF tomou a decisão, mas também tenta, de certa forma, justificá-la dizendo que ela foi acertada em virtude das duas partes, religiosos e ativistas gays, não saberem chegar a um consenso, por pensarem mais em impor a sua ideologia aos outros.

Vinícius Moreira disse...

Jair Bolsonaro vale mais que toda bancada evangélica ,que aliás, na suam maioria, se uniu ao PT com o fim de eleger a Dilma.

Julio Severo disse...

Na questão homossexual, Vinicius, penso que Bolsonaro está satisfazendo um anseio conservador da população, mas preciso lembrar pelo menos três coisas. 1.Ele é a favor do controle populacional, e essa não é uma postura conservadora. 2. A luta contra o PLC 122 vem muito antes de Bolsonaro aparecer em cena. 3. Ele pode ser um novo Collor. Quando as elites veem que a população quer um candidato conservdor, elas preparam um, assim como prepararam Collor, que hoje é aliado do PT. Por que fazem isso? A fim de impedir o surgimento de um legítimo candidato conservador.

Que Bolsonaro continue lutando contra a agenda gay do jeito dele, mas sinto cheiro de um novo Collor no ar.

MARIA disse...

Observando a mobilização de algumas pessoas corajosas que tem se exposto de forma veemente e lutado contra a desmoralização da sociedade, é triste ver a covarde inércia da maioria dos líderes evangélicos e de crentes desse país. A desmoralização e o ataque a fé de uma sociedade são a primeira arma usada para dominação da sociedade pelo inimigo. E é triste ver como os cristãos de hoje estão acovardados diante do avanço violento do pecado. Ainda bem que Deus tem levantado alguns como o dono deste blog, o pastor Malafaia e outros para que haja voz do povo de Deus frente a essa luta!

MARIA disse...

O Juiz William Douglas editou um texto excelente do ponto de vista técnico, apontando com precisão as falhas da decisão do STF. Mas, do ponto de vista ideologico cristão, é o típico "em cima do muro" para não desagradar a ninguém. E mais, o texto coloca os evangélicos como intolantes igualmente como coloca os grupos que defendem o homossexualismo, esquecendo-se de que é justamente por causa da tolerância dos evangélicos para com as práticas imorais da sociedade que chegamos a esse ponto, de termos ameçada nossa liberdade de expressão; e também de que não é possível denunciar as práticas pecaminosas sem ser por isso ameaçado, prova disso é a própria história do Júlio Severo. Se nós fossemos mais intolerantes com o pecado, mesmo correndo riscos, o Evangelho prevaleceria na sociedade e evitaríamos a degradação moral que vemos hoje e que leva toda sociedade para um estado de putrefação. Afinal, Jesus disse: "sois o sal da terra". E não dá pra ser sal sem salgar, sendo leniente enquanto o pecado impera.

Fabiano disse...

Parabéns a JAIR BOLSONARO!!! Pois vejo que com relação ao homossexualismo é um homem de bem e justo, não concordando com essa horrível vergonha-imoralidade que querem impor à sociedade/criança. Há várias eleições que não voto em nenhum candidado, mas na próxima eleição eu e minha família VOTAREMOS em JAIR BOLSONARO, a fim de que, como José de Arimatéia(Lucas 23:50-51), ele continue não consentindo no conselho e nos atos desses pevertidos-degenerados-antinaturais-corrompidos, entre os quais está a Marta Suplicy e todo o PT(Partido das Trevas).

Fabiano - Itapecerica da Serra/SP.

Pr. Marcio Gil disse...

PARA NOS DESMORALIZAR,ELES NOS TACHARAM, MOLDARAM E NOS NOMEARAM COMO HOMOFOBICOS E DISCRIMINADORES. ISTO É MENTIRA E É UMA PROPAGANDA COM PROJEÇÃO DE MANIPULAÇÃO MENTAL DO PUBLICO PARA QUE NINGUÉM OUSE A QUESTINÁ-LOS. ELES QUE SÃO PRECONCEITUOSOS QUE QUEREM COLOCAR NA CADEIA AS PESSOAS QUE NÃO PENSAM IGUAL A ELES.

marcia disse...

Com tanta pressão gaysista, a população prófamilia está se sentindo acuada! Agora começou a luta entre os homofóbicos e os heterofóbicos!

Penso que é exatamente este o plano, criar uma batalha!
Enquanto isto, por baixo do pano, a agenda gay segue seu curso que é desconstruir a sociedade conforme conhecemos!
Façamos nossa parte enviando emails a todo o congresso mostrando a nossa representação contrária a esta PL122!

Guilherme Ferreira disse...

Um aviso importante:

Tem gente (políticos e blogueiros) que se dizem evangélicos, porém são Igreja Universal.

Ou seja: apóiam a Dilma e o PT em várias questões, inclusive a união entre homossexuais e a liberação do aborto.

Cuidado com eles!

Anônimo disse...

Guilherme Ferreira, vc está corretíssimo em seu comentário!
Há dias coloquei essa questão para um "irmão" da IURD: vocês se dizem cristãos, mas, por exemplo, fazem da Rede Record, um canal satanista à altura da globo, com o dízimo dos tolos! Ele ficou sem resposta, mas está bem anestesiado pela falta da leitura diária da Palavra, que é o alimento que nos liberta completamente das maõs do nosso inimigo.
O pessoal da IURD acredita que a solução está na igreja deles.
Um grande abraço!
Ednaldo Wagner

Anônimo disse...

Aconselho a padres e pastores a impedirem ou expulsarem de suas igrejas parlamentares, juízes, artistas e jornalistas que cooperam com a agenda anti-cristã no país; isso seria uma forma séria, concreta, de demonstrar a contrariedade das igrejas quanto a esse absurdo, expondo tais pessoas a vergonha pública.
Isso poderia ser posto em prática em dias de comemoração, como o 12 de outubro, grandes eventos evangélicos, etc.
Para fazer isso, os cristãos precisam aprender a coordenar essas ações, inclusive gravando em vídeo a expulsão e divulgando pela internet.

Anônimo disse...

Júlio, não sei se você já divulgou isso, mas o programa CQC da Band fez propaganda em seu blog http://cqc.band.com.br/post.asp?id=480030, de um beijaço gay na escadaria de uma igreja católica em Florianópolis. Imagens do ocorrido se encontram no link http://holofote.net/2011/05/14/ativistas-gays-promovem-beijaco-gay-nas-escadarias-da-igreja-catolica-de-florianopolis-na-hora-da-missa/.
Provocação total. Começo a suspeitar que esses movimentos querem mesmo que ocorra uma guerra civil no país.