29 de maio de 2011

Adolescente tenta deixar de ser gay e é morto por ex-companheiro gay

Adolescente tenta deixar de ser gay e é morto por ex-companheiro gay

A mãe de José Vanderlan Medeiros Barroso, Maria José, afirmou que o filho tentava 'deixar de ser homossexual' e rompeu o relacionamento com o namorado, identificado apenas como Varlei. De acordo com Maria, ele teria se convertido no Ministério Apostólico Gerando Vidas quando separou-se do companheiro. "Varlei passou a perseguí-lo desde então, o ameaçava de morte e chegou a esmurrá-lo, na semana passada", afirmou a mãe.
Ainda segundo Maria José, contou aos investigadores que ele e a vítima estavam na Ponta Negra foram assaltados. "O ex-namorado foi até a polícia dizer que os dois teriam sido roubados por um trio, mas que ele havia conseguido fugir. A questão é que ele só apareceu no domingo a noite, quase 24 horas depois do acontecido", assinalou.
José Vanderlan foi encontrado morto na Prainha da Ponta Negra, local conhecido como Garden e que seria usado por homossexuais. Próximo ao corpo, a polícia descobriu vários preservativos usados. Ele levou 10 garrafadas e estava completamente nu.
Divulgação: www.juliosevero.com

8 comentários :

Anônimo disse...

Agora venham dizer que é crime homofobico ¬_¬" o que não tem nada haver com opinião contrario a conduta até eu sei que homofobia é temor ao odio que gera assassinato e até pseudo-intelectuais nos jornais andam usando de forma inadequada ruum sera que a midia noticia acho que não que Deus continue abençoando julio e compania para podermos tardar essas maleficas doutrinações nas escolas e na sociedade...

Ednaldo disse...

Esse é mais um exemplo de algo que sempre afirmei, e que é escondido pela "comunidade Homossexual", maior parte dos caso de mortes violentas de homossexuais, é por conflito interno, é gay matando gay, e uma pequena parte disso é proveniente de "intolerância", e o resto não possui ligação alguma com a opção sexual.

Anônimo disse...

é essencial que alguém reúna as estatístivas VERDADEIRAS das mortes a homossexuais e analise quantos deles podem de fato ser atribuídos ao ódio aos gays.

Além disso, ninguém que não concorde com o homossexualismo( veja bem isto é diferente de homossexualidade, pois estou tratando da ideologia) pode ser responsabilizado por essas mortes, salvo em caso da pessoas incitar o ódio ou violência ao homossexual.

Ter a liberdade de expressão e liberdade regiliosa faz parte dos direitos humanos universais e não se deve passar por cima para priorizar alguma minoria.

Ungern disse...

Júlio, nos EUA tem algum jornal do mainstream denunciando o gayzismo e a sexualização precoce das crianças promovida pelo MEC e o PT no Brasil ?

Vieira disse...

Ei, esse crime praticado por um homossexual vai entrar para as "estatísticas" do Luiz Mott?

Anônimo disse...

Quando um gay assassina outro como deve ser rotulado ele e seu crime?

Anônimo disse...

Será que o Jean Wyllys, Toni Reis, Marinor Brito, Luiz Mott, Denilson Lopes...[a fila de hipócritas é grande] vão acusar o homossexual Varlei de "homofobia" por esse crime pavoroso?

Anônimo disse...

Ponta Negra não é aquela praia de Natal, capital do Rio Grande do Norte?