4 de março de 2011

“Estou pronto para morrer” diz ministro governamental cristão paquistanês assassinado em entrevista antes do assassinato

“Estou pronto para morrer” diz ministro governamental cristão paquistanês assassinado em entrevista antes do assassinato

3 de março de 2011 (Notícias Pró-Família) — O único ministro governamental cristão do Paquistão, que foi assassinado por extremistas islâmicos ontem, falou sobre sua possível morte e ofereceu seus sofrimentos em favor da proteção dos cristãos e outras minorias religiosas da nação, numa entrevista de vídeo feita antes de sua morte. (Para assistir à entrevista, siga este link: http://www.youtube.com/watch?v=4sege2g6SMQ)



Shahbaz Bhatti, católico e Ministro das Minorias do Paquistão, estava falando no final de uma entrevista numa data não especificada antes de seu assassinato, quando lhe perguntaram: “Sua vida está sendo ameaçada. Por quem? E que tipo de ameaças você está recebendo?”
“As forças da violência, organizações militantes, o Talibã e a Al-Qaida. Eles querem impor sua filosofia radical no Paquistão. E quem permanecer contra a filosofia radical deles, eles o ameaçam”, respondeu Bhatti. “Quando lidero esta campanha contra as leis xaria, para abolir a lei anti-blasfêmia e defender os oprimidos e cristãos perseguidos marginalizados e outras minorias, esses Talibãs me ameaçam”.
A “lei anti-blasfêmia” do Paquistão, à qual Bhatti se opunha publicamente, é usada como uma ferramenta pelos muçulmanos para intimidar e perseguir os cristãos e outras minorias religiosas.
“Mas quero compartilhar que creio em Jesus Cristo, que deu sua vida por nós. Sei qual é o significado da cruz, e estou seguindo a cruz, e estou pronto para morrer por uma causa”, continuou Bhatti.
“Estou vivendo por minha comunidade e povo que sofre, e morrerei para defender os direitos deles. Portanto, essas ameaças e esses avisos não poderão mudar minha opinião e princípios. Prefiro morrer por meus princípios e pela justiça de minha comunidade a fazer concessões a essas ameaças”, concluiu ele.
Ontem de manhã, a oferta de Bhatti se cumpriu quando ele dirigia seu carro para o trabalho, sem guarda-costas, apesar dos riscos que ele havia assumido ao se opor aos extremistas islâmicos no Paquistão. Ele foi morto a tiros por homens que deram uma rajada de balas em seu carro, então deixaram folhetos avisando que outros que se opõem à lei anti-blasfêmia teriam o mesmo fim.
De acordo com as reportagens, ao que tudo indica os atiradores estão ligados ao Talibã e à al-Qaida.
Num artigo publicado hoje, Orla Guerin da BBC recontou uma chamada telefônica que ela havia recebido de Bhatti, que havia sido informado por forças de segurança, logo antes de sua morte, que havia um complô de assassinato contra a vida dele. Ele disse que apesar da ameaça, não houve nenhuma aumento na segurança.
“Disseram que há um complô terrorista para me assassinar”, disse ele. “Disseram-me que eu tinha de tomar cuidado, mas não me disseram nada mais. Não me deram nenhuma segurança extra. Estou com a mesma segurança que tenho desde que me tornei ministro”.
Em sua reportagem, Guerin diz que “embora a voz dele parecesse cansada, o compromisso do ministro era inabalável”.
“Tenho lutado por um longo tempo por justiça e igualdade”, disse ele. “Se eu mudar minha postura hoje, quem abrirá a boca para falar? Estou consciente de que posso ser assassinado a qualquer momento, mas quero viver na história como um homem corajoso”.
Para se comunicar com o governo do Paquistão e expressar sua preocupação, dirija-se a:
Embaixada do Paquistão no Brasil
(República Islâmica)
SHIS QL 12 - conj. 2 - casa 19
71630-225 - Brasília/DF
Tel: (61) 3364-1632/1634
Fax: (61) 3248-0246
E-mail: parepbrasilia@yahoo.com
Embaixada do Paquistão em Portugal
Endereço : Rua António Saldanha, 46
1400-021 Lisboa
Tel : 213 009 070
Fax : 213 013 514
E-mail: parep.lisbon.1@mail.telepac.pt
Artigos relacionados:
Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com
Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.

3 comentários :

Anônimo disse...

Uso da reciprocidade no Ocidente, já contra esses vagabundos e primitivos muçulmanos. Se preferem a morte, morte devem ter.

Chamelly Sobreira disse...

''Aquele que achar a sua vida a perderá, aquele que perder a vida por amor de Mim a encontrará.''

marcia disse...

''Aquele que achar a sua vida a perderá, aquele que perder a vida por amor de Mim a encontrará.''

AMEM!