31 de março de 2011

Escola católica bloqueia palestra de ex-homossexual por “homofobia”

Escola católica bloqueia palestra de ex-homossexual por “homofobia”

CABOOLTURE, Austrália, 31 de março de 2011 (Notícias Pró-Família) — Uma escola secundária católica da Austrália tirou sua permissão para a realização de um evento que apresentaria um palestrante ex-homossexual na escola, dizendo que o apresentador não está em sintonia com os valores cristãos e que “a Igreja Católica abomina todas as formas de homofobia”.
Ann Rebgetz, diretora do Colégio St. Columban, escreveu numa declaração que o Centro Cristão de Milagres, a organização que tinha a intenção de fazer o evento, pediu permissão para realizar uma “reunião” na escola secundária, sem informar a escola sobre a “natureza da ‘reunião’”.
O Centro Cristão de Milagres (CCM), uma organização ministerial mundial ligada a igrejas cristãs que tem como objetivo a “evangelização global”, fez anúncio do palestrante americano, Adam Hood, como, “Um homem heterossexual que costumava ser homossexual”.
Os anúncios de jornais diziam que Hood “daria seu testemunho de como ele foi liberto da homossexualidade e agora leva uma forte vida cristã com sua esposa e família”.
“Será que um homossexual pode ser livre de pensamentos, atrações e sentimentos de mesmo sexo? Adam Hood diz que ‘sim’”, diz o anúncio.
“Ver o anúncio nos jornais foi a primeira vez que o colégio ficou ciente da verdadeira natureza do evento”, disse Ann Rebgetz. “Tirei minha permissão para a realização da reunião na propriedade do colégio, e notifiquei os organizadores de que a natureza da reunião não estava em sintonia com os valores cristãos do colégio”.
A escola “agiu em boa fé” ao concordar em “fornecer um local para uma organização que se proclama como cristã realizar seu evento”, disse Rebgetz, mas o CCM “deliberadamente escondeu da escola a verdadeira natureza do evento”. Rebgetz ecoou as palavras do diretor executivo de educação católica, dizendo “a Igreja Católica abomina todas as formas de homofobia e não fornecerá um local para os homófobos realizarem seu evento e despejarem suas opiniões”.
O site do CCM declara: “Desejamos trazer a Boa Notícia do poder salvador, curador, libertador e restaurador de Jesus Cristo a todos os homens, mulheres e crianças, tanto em Palavra quanto na demonstração sobrenatural do poder de Deus”.
Rebgetz concluiu: “Não estamos de forma alguma ligados ao Centro Cristão de Milagres, não apoiamos as opiniões deles e não permitiremos que essa organização use nossas instalações”.
Informações de contato:
St Columbans’s College
100 McKean Street
PO Box 1254
Caboolture Q 4510
E-mail: Use this form.
Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com
Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.

6 comentários :

Francisco Neto disse...

Que diretora babaca, nem conhece sua própria Igreja... "A Igreja Católica abomina qualquer tipo de homofobia", meu Deus, e ainda dá suas próprias opiniões em nome da Igreja...

Guilherme disse...

Homofobia agora também vale pra qualquer coisa que contradiga os homossexuais (neste caso, que eles nascem assim, e nunca poderão mudar)?

Enfim, os últimos dias previstos no Apocalipse estão realmente chegando, quando até aqueles que dizem defender a Sua palavra nos aprontam essas...

Anônimo disse...

Júlio, será que o vaticano ainda não viu isso? porque o mesmo ainda não tomou atitudes chamando as autoridades católicas locais responsáveis por essa escola católica que mantém ainda essa esquerdista gayzista na direção? Será que tais autoridades eclesiásticas estão com medinho de ser consideradas politicamente incorretas?

Roque Bruno

Anônimo disse...

O medo de ser chamado de "homofóbico" (uma doença que sequer existe) contaminou muita gente até no meio cristão... Eu acho que os cristãos devem ter coragem para enfrentar isso, ou ficar eternamente amedrontados diante de pervertidos...

Yuri disse...

Esta escola é dirigida por ímpios travestidos de cristãos pois trabalham contra o verdadeiro cristianismo, que é aquele que prega "a Boa Notícia do poder salvador, curador, libertador e restaurador de Jesus Cristo a todos os homens, mulheres e crianças, tanto em Palavra quanto na demonstração sobrenatural do poder de Deus” sem envergonhar-se do que pensa o mundo.

Roberto disse...

Absurdo essa Júlio.
Ora, se o sujeito quer sair dessa vida e consegue, deve receber apoio.

Aqui abro um parênteses.
[Reconheço que homossexualismo é um assunto controvertido. Eu não conseguiria dizer que todos 100% dos casos o sujeito tem controle sobre sua condição. Ou seja, não é hereditário, mas aprendido, cultural.
Até onde o homossexualismo é genético ou aprendido?
Até gostaria de sua ajuda Júlio, algum artigo ou estudo que lance mais luzes nessa questão?]

Porém, pelo que vejo, muitos gays conseguem mudar de vida. Por vontade própria, então é um absurdo a igreja não apoiar nesse caso essa palestra.
Assim como um hetero quer se tornar gay, um gay pode querer voltar a hetero. Essas pessoas deveriam ser apoiadas nisso, se essa é sua vontade!
O Governo ao invés de só promover políticas homossexuais, também deveria promover ajuda a aessas pessoas que querem mudar de orientação.
É possível? Estou vendo muitos casos que sim!
Sou católico e achei absurda a postura da igreja.

Devemos amar o homossexual, mas não foi-nos concedido pelas pela palavra de Deus e pela igreja, amar o homossexualismo, pelo contrário.
Abraço Júlio.