20 de janeiro de 2011

Terapeuta cristã enfrenta perda de licença depois de operação secreta de jornalista homossexual

Terapeuta cristã enfrenta perda de licença depois de operação secreta de jornalista homossexual

18 de janeiro de 2011 (Notícias Pró-Família) — Em mais um exemplo do crescente conflito entre profissionais cristãos e o movimento homossexual na Inglaterra, uma psicoterapeuta cristã que ajuda indivíduos a vencerem inclinações homossexuais poderá ser “removida” ou proibida de exercer sua profissão.
Lesley Pilkington
Lesley Pilkington foi alvo de uma operação secreta de Patrick Strudwick, um jornalista disfarçado que a procurou para pedir ajuda com relação à sua sexualidade. Ele havia dito para Pilkington que queria deixar o estilo de vida homossexual e ela o informou que só trabalhava dentro de uma metodologia de aconselhamento cristão.
Strudwick, que foi a duas sessões de aconselhamento de Pilkington e publicou um texto escrito a partir das gravações das sessões no jornal The Independent, foi premiado como jornalista do ano pela organização homossexual Stonewall pela operação secreta. Depois das sessões, ele fez uma denúncia na Associação Britânica de Aconselhamento e Psicoterapia alegando que Pilkington não havia respeitado a “natureza inalterável” de sua homossexualidade.
Pilkington, que está marcada para aparecer diante de uma comissão de conduta profissional em 20 de janeiro e enfrenta a perda de seu credenciamento na Associação Britânica de Aconselhamento e Psicoterapia, disse: “Ele me disse que estava procurando um tratamento por ser gay. Ele disse que estava deprimido e infeliz e pediu-me que eu lhe desse alguma terapia. Eu lhe disse que só trabalho usando uma metodologia bíblica cristã e ele disse que isso era exatamente o que ele queria”.
Comentando acerca do caso, o parlamentar conservador Roger Helmer disse: “Por que um cirurgião tem total permissão de realizar uma operação de mudança de sexo, mas uma psiquiatra não tem permissão de ‘mudar’ um homossexual que deu consentimento?”
“Se, por algum motivo — quer moral, religioso ou pessoal —, um homem homossexual quer ter ajuda para curar isso, ele deveria ter a permissão para buscar tratamento. Não estou de forma alguma criticando a homossexualidade, mas se há pessoas que querem mudar, por que é que elas deveriam ser impedidas?” continuou Helmer.
O Centro Legal Cristão, que está lidando com a defesa de Pilkington, disse: “Aqueles que oferecem aconselhamento para homens e mulheres que querem mudar sua conduta homossexual estão cada vez mais se tornando alvos dos grupos homossexuais de pressão política, muitos dos quais não aceitam que as pessoas possam mudar sua conduta”.
Andrea Minichiello Williams, diretor do Centro Legal Cristão, disse: “Lesley é uma maravilhosa conselheira cristã que tem por muitos anos exercido sua profissão sem nenhum antecedente negativo. É chocante que ela tenha se tornado alvo de uma operação secreta, de mentiras e tenha sido descrita de forma deturpada por esse ativista homossexual e ainda pior que sua organização profissional esteja considerando suas ações dignas de investigação. Parece que a objeção da Associação Britânica de Aconselhamento e Psicoterapia é que Lesley Pilkington tenha a perspectiva profissional e pessoal de que a homossexualidade não é uma orientação fixa. Estamos do lado da Lesley e cremos que numa sociedade civilizada, a terapia deveria permanecer livremente disponível para aqueles que desejam mudar sua conduta homossexual, sem o medo de intimidação e ameaças dos grupos homossexuais de pressão política”.
Artigos relacionados:
Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com
Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.

4 comentários :

Batista tradicional. disse...

Caro Julio,

O site esquerdista Viomundo, do jornalista Luis Carlos Azenha publicou um texto, onde entre outras coisas, ataca você.
Diz que vc está "foragido".
Chama quem é contra a legalização do aborto de "extrema-direita".

O Link:

http://www.viomundo.com.br/denuncias/nicolelis-e-alvo-de-sites-da-extrema-direita-americana-contas-nao-ajustadas-da-eleicao-brasileira.html

Anônimo disse...

Li o artigo citado acima. Infelizmente. É assim mesmo, o cara, não lê, não busca, típico esquerdista. Como diria Olavo de Carvalho: Um analfabeto. E o nosso Brasil dá ouvidos a essa gente sem escrupulos, manipuladora. Quero ver analisar os dados do Júlio e falar que é manipulação! Tudo é baseado no bem estar da sociedade (Olha o MARXISMO aí gente). Parabéns pelo trabalho Júlio. Quem conhece sua história sabe verdadeiramente que tipo de "FORAGIDO" você é. Abs.

Cristian P.J.

Jorge Victor disse...

Os profissionais de psicoterapia que têm sido impedidos de tratar homossexuais por órgãos de classe não poderiam criar uma espécie de "psicoterapia alternativa"? Nos mesmos moldes de terapias alternatinas medicinas?

LÍRIO DOS VALES! disse...

esse jornalista é uma cobra traiçoeira isso sim.