5 de janeiro de 2011

Morre aos 92 anos padre pioneiro em assistência pastoral aos homossexuais

Morre aos 92 anos padre pioneiro em assistência pastoral aos homossexuais

ELKTON, Maryland, EUA, 4 de janeiro de 2011 (Notícias Pró-Família) — O movimento pró-família está de luto pela perda de um grande defensor da sexualidade autêntica. Em 27 de dezembro faleceu o Pe. John F. Harvey, fundador da organização Courage.
Pe. John F. Harvey
O padre, de 92 anos, morreu no Hospital Union em Elkton, Maryland; um funeral foi celebrado em 31 de dezembro em Wilmington, Delaware.
O Pe. Harvey fundou o apostolado Courage em 1980 a pedido do Cardeal Terrence Cooke, então arcebispo de Nova Iorque, e atuou como diretor até 2008. O ministério oferece um sistema de apoio espiritual para homens e mulheres que lutam contra atrações do mesmo sexo, e promove a castidade e o desenvolvimento de uma sexualidade integrada. Eles agora administram mais de 100 filiais numa dezena de países, e têm o apoio do Vaticano.
“Para o Pe. Harvey, a homossexualidade não era uma questão cultural ou um tópico para ser debatido”, disse o Pe. Paul Check, sucessor do Pe. Harvey no Courage. “Foi uma realidade na vida de pessoas individuais, que vieram para a Igreja com a esperança de encontrar alguma compreensão, algum amor maternal e interesse, alguma compaixão, alguma misericórdia e, é claro, a verdade”.
“Ele compreendia muito bem a condição humana tanto em suas vulnerabilidades quando em sua nobreza”, ele acrescentou.
O Pe. Check o chamou de um homem “extraordinário”, mas “subvalorizado”, e um “pioneiro” na autêntica assistência pastoral às pessoas homossexuais. Ele disse que o sacerdote falecido se caracterizava na maior parte pela “fidelidade à Igreja, humildade, alegria, grande generosidade de coração”.
“Não importa quanta resistência ou mal-entendido ele encontrasse — os quais foram muitos durante uma vida inteira lidando com um assunto bastante polêmico — ele era sempre benevolente”, disse o Pe. Check.
O padre nasceu na Filadélfia em 1918, e foi ordenado para os Oblatos de São Francisco de Sales em 1944. Ele tinha um doutorado em teologia moral, e era diplomado em psicologia. Ele começou a ensinar teologia em 1948 e continuou até janeiro de 2010.
Ele escreveu mais de 45 artigos para revistas teológicas e psicológicas relacionadas à sexualidade humana e aconselhamento, e era um frequente palestrante e comentarista nos meios de comunicação. Ele é o autor dos livros “The Homosexual Person: New Thinking in Pastoral Care” (A pessoa homossexual: novos pensamentos em assistência pastoral) e “The Truth About Homosexuality: The Cry of the Faithful” (A verdade sobre a homossexualidade: o grito dos fiéis).
Embora ele tivesse enfrentado grandes obstáculos até mesmo dentro da Igreja Católica, o trabalho dele recebeu apoio forte do Vaticano e da Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos. Nas palavras do falecido Cardeal John O’Connor, num prefácio no livro “The Truth About Homosexuality”: “Poucas pessoas nos Estados Unidos se dedicaram com mais generosidade ou de todo coração à assistência pastoral de pessoas homossexuais do que o Pe. John F. Harvey, O.S.F.S”.
Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com
Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.

5 comentários :

marcia disse...

Irmão Júlio, será que tem algum livro traduzido p/ português do padre J. Harvey? Ficaria imensamente agradecida pela informação.
Paz do Senhor

Julio Severo disse...

Não sei, irmã Márcia, mas o grupo dele parece estar operando também no Brasil. Veja: http://juventudecourage.blogspot.com/2010/08/homossexualidade-e-esperanca.html

Heider disse...

Exemplos de vida como o deste padre nos incentivam a continuar na caminhada contra a inversão de valores que o movimento homosexual está querendo "inculcar" na cabeça das pessoas.
Cada vez mais precisaremos de homens como este, uma vez que o movimento homosexual está avançando sobre nossa sociedade, infelizmente.

SR disse...

Julio, como o invejo por saber o inglês. Definitivamente, é um idioma necessário.

Pedro disse...

Júlio, sou fã do seu site no bom sentido da palavra fã. Concordo plenamente com você sobre suas convicções em relação a homossexualidade. Lendo John MacArthur ele é profundo ao afirma que a homossexualismo não é doença, por isso não há cura; não é uma condição psicológica e por isso não precisa de terapia. Eu me atrevo a ir um pouco além. Afirmo que ninguém é homossexual no sentido de um terceiro sexo. O Criador nos fez homens e mulheres. Fora isso é distorção do grande enganador. A bíblia fala de sodomitas, homens praticantes do sexo anal. Fala também dos efeminados, homens que se assemelham (tentam) ser mulheres. Coisa de fato que nunca o serão mesmo mudando o sexo, pois o Criador os fez machos. Acredito que ninguém é homossexual, mas admito que alguém esteja em algum nível envolvido com a homossexualidade. Entre "ser" e "estar" reside o ponto crucial nessa questão. Para eu não existe cristãos homossexuais. Existem homens ou mulheres que estiveram nessa prática e que pela graça de Deus voltaram ao seu estado criacional (mesmo casando ou não pois há eunucos por amor ao reino). Não estou teorizando ou subjetivando a questão, falo o que falo pela maravilhosa graça de Deus. Fico preocupado com a "psicologia dita cristã" que insiste em tratar essa questão de maneira a vitimizar as pessoas usando os "traumas" do passado colocando-as num ciclo interminável de dependência emocional e psicológica, criando até grupos de auto - ajuda, tipo um H.A. Homossexuais Anônimos para que elas continuem presas aos fantasmas da homossexualidade que as tormentam. Creio que como crentes precisamos de bíblia, ela é o manual do Criador para consertar nossas vidas. Sendo um homem adulto e responsável por minhas escolhas diante de Deus não posso justificar meus pecados culpando o passado, família, sociedade e etc. Creio que todo cristão precisa mesmo é admitir que tal desejo e prática é pecado consciente de que a unica forma de vencer diariamente o pecado é NÃO PECAR. Os meios da graça estão a nossa disposição nessa caminhada. Oração, Palavra de Deus, comunhão com Deus e com os irmãos, confissão de pecados e total dependência do Espírito Santo de Deus em nossas vidas. A nova vida em Cristo é um milagre que se vive pela fé um dia de cada vez. Muitos buscam poder para fazerem sinais, prodígios, maravilhas e milagres, porém não querem ou não buscam esse poder para transformar suas vidas, seu caráter a semelhança do de Cristo Jesus. Amém. No amor de Cristo. Pedro Augusto.