23 de dezembro de 2010

Rabino ortodoxo prediz consequências mortais ao se permitir homossexuais assumidos nas forças armadas

Rabino ortodoxo prediz consequências mortais ao se permitir homossexuais assumidos nas forças armadas

NOVA IORQUE, EUA, 22 de dezembro de 2010 (Notícias Pró-Família) — Numa entrevista para LifeSiteNews.com, o famoso rabino ortodoxo Yehuda Levin predisse que as forças armadas dos EUA pagarão com “perda de vidas e integridade física” pela normalização dos atos homossexuais. Nesse fim-de-semana passado, o Senado dos EUA votou para revogar a lei de 1993 que proíbe os homossexuais assumidos de fazerem o serviço militar americano. O presidente Obama sancionou hoje a lei.
O rabino Levin, diretor da organização Jews for Morality (Judeus a favor da Moralidade) e porta-voz de aproximadamente 1.000 rabinos ortodoxos em toda a América do Norte, disse que a atitude de sancionar grave imoralidade remove a proteção de Deus. “Somos estudantes da história bíblica”, disse ele. “Vimos repetidas vezes na história da Bíblia quando os judeus e outros abandonavam o caminho da moralidade que pagamos — a sociedade pagou — um preço amargo em termos de perder a graça e proteção de Deus. Tem havido desastres naturais, tem havido derrotas em guerras”.
O proeminente rabino alertou: “É óbvio para mim que em tal tempo em que estamos envolvidos com várias guerras em várias frentes e há uma situação altamente inflamável na Coreia, no Oriente Médio e em muitas regiões. É dolorosamente óbvio para mim que até certo ponto nós — os Estados Unidos em geral e nossas forças armadas especificamente — estamos no perigo mais elevado de perder a graça e a proteção de Deus”.
Ele expressou sua preocupação com o fato de que “as pessoas religiosas que querem se alistar e servir seu país tenham de sentir que se demonstrarem de algum modo seus sentimentos religiosos elas vão sofrer corte marcial, serem disciplinadas e receberão, à força, aulas para aprenderem a ter tolerância. Tudo isso é imoralidade e maligno, e quando promovemos a imoralidade e a malignidade perdemos a proteção de Deus e pagamos por isso em perda de vidas e perda de integridade física. Esse é nosso medo”.
O rabino Levin, uma defensor público da vida e da família, exortou os líderes católicos e evangélicos a se unirem aos judeus ortodoxos em arrependimento e a assumirem com seriedade sua responsabilidade pelas ações dos políticos dentro de suas igrejas.
“Convoco os líderes religiosos da Conferência dos Bispos Católicos e a Convenção Batista do Sul a se unirem aos líderes judeus ortodoxos num chamado ao arrependimento e num chamado para que os deputados eleitos para o Congresso de algum modo revertam isso e nos salvem e salvem as nossas forças armadas”, disse ele.
Ele também convocou os líderes evangélicos e católicos a instruírem seus fiéis a nunca votarem a favor de políticos que apoiam o aborto ou a homossexualidade.
O rabino Levin deu um exemplo ao pedir perdão aos EUA pelas ações do Senador Joseph Lieberman, que afirma ser judeu ortodoxo. Lieberman foi um dos principais defensores da revogação [da lei que proibia o serviço militar de homossexuais assumidos].
“Como judeu ortodoxo, rogo o perdão de nosso país”, disse o rabino Levin.
O rabino Levin comentou que Lieberman foi oficialmente expulso por um grupo de rabinos ortodoxos devido à postura dele contra a vida e a família.
Para piorar as coisas, o voto de Lieberman a favor da revogação da lei DADT* ocorreu no sábado, o Sabá Judaico ou o santo dia da semana. Lieberman havia escolhido caminhar de sua casa até o Senado para dar seu voto, já que andar de carro é proibido.
Num ato que lembra o de Nancy Pelosi justificando seu apoio para medidas anti-vida e anti-família ao invocar o catolicismo que ela professa, Lieberman citou seu judaísmo como motivo para apoiar a revogação da lei DADT. Numa entrevista ao jornal The Daily Beast Lieberman comentou sua inspiração sobre a medida: “Sou um judeu-americano, membro de um grupo minoritário, criado desde a fase inicial da minha vida para ser profundamente grato por todos os direitos e oportunidades e liberdade disponíveis aos americanos”.
O rabino se referiu a Lieberman como “apóstata” e comentou que outros grupos de judeus ortodoxos que honraram Lieberman com condecorações e prestígio são culpados de dar para Lieberman um falso senso do que significa ser um judeu ortodoxo.
* Nota do tradutor: DADT, sigla de “Don’t ask, don’t tell” (Não Pergunte, Não Revele), é o termo comum para designar a política que não permite que os soldados homossexuais não se assumam nas forças armadas dos EUA. Essa política também proíbe as autoridades militares de perguntarem a um soldado homossexual não assumido se ele é homossexual.
Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com
Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.

3 comentários :

Anônimo disse...

É a decadênca total do ocidente. É o multicuturalismo de mão única ao extremo.
A civilização ocidental ainda pagará caríssimo por essa postura destrutiva, q propaga o desconstrutivismo civilizatório pela ideologia esquerdopata à moda de Gramsci, Marx, Obama, Lula e outros aloprados.
Disse Jesus: "...acaso quando vier o Filho do Homem, haverá fé na terra?"
Lc 18.8

massa sofrida disse...

Sr. Júlio postei hoje no le figaro, um comentario, nas reportagens sobre cristaos perseguidos, em resumo se diz que são 200 milhoes maior contigente de perseguidos pelo isla, hindus e comunas,. meu comentario é:
massasofridaChers amies françaises: Chez mon pays, le Brésil, il i a une project de loi au Congrés Nationale pour droits de gays, que interdict la eglise de comndaner le homoxessualisme. outre project cest de avortement libere. Tout les lois de droits de hommes e les bureau de DH de governament Lula sont ils contre le eglise catolique e ses verites. Chez bresil n´il a pas partis politiques de droit. Tout les partis sont ils anti eglise et pro-gays. Une homme seule lute contre les frappes des politiques contre les cristienes de bresil, son nom cest Julio Severo (prostestant). Il a disparu de bresil. il a besoigne de fuir. il ecrire son blog seule chez le outre pays. Le Eglise de bresil est ele meme omisse en defense de Jesus Cristo, les peres et eveques sont-ils communiste pour gouvernement lula et droits de Sem Terra, guerilla paysant. Nous le droit de Bresil, sommes nous seules, orphelins. Salut a vous.

LÍRIO DOS VALES! disse...

fico imaginando o que vai ser do mundo qdo Deus começar a pesar a mão sobre toda essa promiscuidade que o mundo está impondo a todos.

fico com medo