10 de dezembro de 2010

PLC 122: “O preço da liberdade é a eterna vigilância”

PLC 122: “O preço da liberdade é a eterna vigilância”

Julio Severo
Ao serem pegos com a “boca na botija”, ativistas gays e parlamentares aliados da agenda gay desistiram de prosseguir com sua estratégia de aprovar o PLC 122 nos dias 8 e 9 desta semana, mas nada os impede de tentar mais uma vez nos próximos dias.
O terrível PNDH-3, por exemplo, foi lançado em 26 de dezembro de 2009, enquanto os brasileiros estavam ocupados com o Natal e a família. Não há dúvida de que foi uma intenção explícita de evitar a oposição.
No que depender deles, o PLC 122 poderia ser aprovado em pleno dia de Natal!
Os mesmos indivíduos que tagarelam sobre democracia e direitos humanos jamais hesitam em fazer tudo debaixo dos panos, sem respeito a ninguém. Mesmo que o comportamento de um homem enfiar o órgão sexual no orifício anal do outro não fosse nojento, os que defendem esse comportamento se utilizam frequentemente de manobras perversas e mentiras para alcançar seu alvo.
Um presidente americano disse: “O preço da liberdade é a eterna vigilância”. Pesquisa após pesquisa indica que o Brasil não aceita o PLC 122 e uniões civis gays. Mas se não vigiarmos, os ativistas gays não hesitarão em nos pegar de surpresa. Esse é o preço da liberdade.
Os ativistas gays e seus aliados governamentais juram de pés juntos que querem a aprovação democrática do PLC 122, mas estão sempre recorrendo a rasteiras e medidas que visam claramente pegar a população brasileira distraída e desprevenida. Eles afirmam, apenas publicamente, que o próprio PLC 122 é democrático. Mas frequentemente escrevem para mim e outros cristãos que logo que essa lei anti-“homofobia” for aprovada, iremos para a cadeia e meu blog será fechado. Aliás, em resposta ao Ministério Público Federal que pediu oficialmente o fechamento do meu blog, o Google respondeu que só lhes atenderá DEPOIS que o Brasil tiver uma legislação específica. E é exatamente aí que entra o PLC 122, que os ativistas gays reconhecem — pelo menos em suas ameaças a mim — que enquadrará como crime toda e qualquer opinião contrária à sodomia.
Não temos escolha. Temos de estar muito vigilantes. Mesmo sem o PLC 122 aprovado, o Pr. Ademir Kreutzfeld, da Igreja Luterana de Santa Catarina, foi intimado por “homofobia” em 2007. Ele só não passou um apuro maior porque, logo que recorreu a mim, mobilizei rapidamente pessoas em todo o Brasil e exterior. Essa mobilização foi extremamente necessária, pois em pouco tempo grupos gays do Brasil e até dos EUA estavam atacando o pastor luterano. Mas a vitória foi dos cristãos vigilantes.
Conseguimos também evitar a aprovação do PLC 122 nesta semana exclusivamente por causa da nossa vigilância. Meu alerta atravessou as fronteiras do Brasil, sendo publicado em quase todos os países da América Latina e até Espanha e uma TV católica dos EUA. Um dos maiores portais católicos do mundo, o ACI Prensa, fez uma reportagem sobre meu alerta: http://www.aciprensa.com/noticia.php?n=32054
Se cruzarmos os braços e permitirmos que a mentira prevaleça sobre a verdade, a sodomia será sacralizada e os cristãos serão criminalizados até se tentarem proteger seus filhos da generalizada influência pró-homossexualismo que o governo está impondo hoje nas escolas.



É a Senhora Tirania, disfarçada de Dona Democracia, com Idolatria em bandeja de ouro para os adoradores do ânus e Ódio para quem não se prostrar em adoração.

4 comentários :

Anônimo disse...

Julio, assim como Sadraque, Mesaque e AbedeNego convocamos a todos os brasileiros a estarem dispostos a entrarem na fornalha de fogo!Sou o primeiro!Nunca direi, desta água não beberei e não serei como Pedro que disse que jamais negaria ao Senhor, o Espírito pode até estar pronto, mas a carne é fraca, porém peço ao meu Deus: ME DÁ BOM ANIMO SENHOR PARA VENCER O MUNDO!Serei o primeiro da lista! Que matem meu corpo, porém minha alma é do Senhor Jesus!Amém?

Paulo César Cândido
QUERO SER FIEL ATÉ A MORTE E RECEBER A MINHA COROA DA VIDA!

Vane. disse...

"""É a Senhora Tirania, disfarçada de Dona Democracia, com Idolatria em bandeja de ouro para os adoradores do ânus e Ódio para quem não se prostrar em adoração."""

Esta frase, resume bem o tipo de "guerreiros gays" que tem a pretenção de mandar nas nossas vidas, porque nem todo gay é indecente, mas se tiverem a liberdade de o serem, que sejam entregues as suas paixões infames, nós nos calaremos e nosso Deus vai agir no rigos da Sua Justiça.
"Direitos humanos, o direito de prevaricar".

Anônimo disse...

O ex-coordenador do futebol de base do Grêmio, José Alzir Flor da Silva, está sendo investigado pelo Ministério Público por pedofilia. A denúncia foi revelada após o caso começar a ser apreciado pela Vara de Infância de Juventude de Porto Alegre. José Alzir, que durante 25 anos trabalhou no clube, passou a ser julgado pelos crimes de assédio sexual, maus-tratos e coação.

As investigações tiveram início após a participação das categorias de base Grêmio em um torneio no interior gaúcho. Segundo testemunhas, José Alzir Flor da Silva teria ficado no mesmo dormitório que os meninos, onde teria se valido de sua condição para abusos e maus-tratos. Após cerca de um ano de apuração, os promotores concluíram que o ex-profissional do clube gaúcho é o responsável pelos crimes cometidos.

– As crianças e os adolescentes estavam alojados e ele se utilizava dessa proximidade, desse acesso e até basicamente da condição de superior dentro da função que exercia. Isso sem dúvida facilitou a prática dos fatos – salientou o promotor Alexandre Spizzirri, em entrevista ao "Jornal da Globo".

Foram constatados abusos contra três meninos da base gremista, com idades entre 11 a 13 anos, mas a suspeita é que mais casos venham a ser comprovados.

– A gente sabe que não é incomum que ocorram fatos envolvendo violência sexual contra crianças e adolescentes em situação de futebol. Pelo período que essa pessoa trabalhou dentro da instituição e sabemos que a situação de pedofilia não surge de uma hora para outra. Ela vai crescendo e evoluindo com o tempo – frisou a promotora Denise Casanova Vilella.

Todos os casos apurados até o momento são de 2008 e 2009. Segundo a promotoria, José Alzir teria cometido abusos nos alojamentos do estádio Olímpico, onde moram cerca de 80 meninos do interior e de fora do Rio Grande do Sul.

O presidente do Grêmio, Duda Kroeff, que demitira o ex-coordenador, ressaltou que os futuros craques gremistas estão agora “blindados” e que toda a estrutura foi colocada em prática para preservá-los.

- Considero o caso gravíssimo. Lamento profundamente. As categorias de base são um setor sagrado aqui no Grêmio. Mas acho difícil isso acontecer. Eles (os meninos) estão altamente protegidos. Eu me interessei muito após isso, para ver como funciona tudo. Verifiquei pessoalmente e vi que a estrutura é muito boa – disse o dirigente.

Euclides disse...

Há algo que passa despercebido aos olhos da maioria: o termo homofobia. A palavra significa homo=igual e fobia=medo. Assim, o termo tem o significado de medo dos iguais. Ao tratarem os cristãos de homofóbicos, os homossexuais estão estabelecendo igualdade: cristãos são iguais a homossexuais.
Importante ressaltar que a palavra homofobia foi criada por um médico americano ao tratar de um serial killer que só matava homossexuais. Mais tarde veio à tona o motivo do ódio: o assassino era homossexual mas queria permanecer oculto, ou 'no armário' como dizem. Ele temia que, como ele, os homossexuais conseguissem detectar outros iguais e assim sua prática seria descoberta e revelada. Por causa disso, antes que o homossexual o descobrisse como um igual, matava-o na tentativa de continuar encobrindo sua condição. Por isso o termo medo dos iguais.
Quando homossexuais tratam cristãos de 'iguais' estão zombando do Senhor igualmente, e isso precisa ficar claro para nós.
Por este motivo o Senhor enviará juízos, pois os pecados da humanidade estão chegando aos céus e seu aroma tem contaminado o incenso das orações dos santos.
O Senhor tem permitido que muitas abominações ocorram porque fazem parte dos juizos: pais sentirão dobradas vezes a dor que permitiram aos seus pequeninos. Mas não pararão por aí. O mundo ficará de joelhos e os que tais coisas permitem e promovem serão humilhados. Antes, é preciso que alguns cristãos sejam perseguidos e a pressão aumente sobre a igreja. Há muito joio no meio do trigo que precisa ser tirado do meio e queimado. Mantenham-se firmes em Jer.23, principalmente o vs.20 - é o tempo desta profecia se cumprir.