3 de novembro de 2010

Por que a Igreja tem medo da modéstia?

Por que a Igreja tem medo da modéstia?

Randy Alcorn, Eternal Perspectives Ministry
1 de novembro de 2010 (OregonFaithReport.com/Notícias Pró-Família) — PERGUNTA: Meu marido e eu estamos felizes com o fato de que a igreja esteja finalmente falando do problema da pornografia e do assunto da pureza no Corpo de Cristo, e ajudando os homens a lidar com essa questão. Mas por que é que nunca ouvimos sobre pureza para mulheres no modo como elas se vestem? Estou falando sobre mulheres que professam ser seguidoras de Cristo. Elas se tornam uma pedra de tropeço para seus irmãos quando se vestem de maneira sedutora ou se vestem para ser sexy conforme a moda do mundo. Por favor, lide com a questão da modéstia.
RESPOSTA: Essa é uma pergunta importante, e é muito problemática. Pouco tempo atrás eu estava falando numa igreja, e constatei que eu não podia olhar para certa direção da congregação por causa do modo como uma mulher estava vestida. Isso ocorre frequentemente. Tenho estado em igrejas em que não dá para olhar para a equipe de louvor por causa do modo como uma mulher está vestida e fazendo balanços sensuais ao segurar o microfone. É algo que esperaríamos numa boate, mas está ocorrendo na igreja — o Corpo de Cristo.
Sou completamente a favor do sexo e penso que é bacana que uma mulher seja sexy com uma pessoa — seu marido. A ironia é que há casos em que as mulheres se acostumaram muito com uma aparência sexy em público, mas na realidade não têm nenhum relacionamento sexual com seus próprios maridos. Por isso, temos duas questões acontecendo com relação à questão da modéstia — modéstia em público e modéstia quando o Corpo de Cristo está reunido. E essa última questão é imensamente importante.
Quando eu era pastor de jovens muitos anos atrás, tínhamos dificuldade de aceitar roupas de banho — e esse problema é muito pior hoje para os grupos de jovens das igrejas por causa da mudança nos modismos. O modo como as moças vestiam seus biquínis, e até muitos maiôs, mostrava muita coisa. A realidade aí é que os rapazes num retiro de igreja olhavam para essas moças — suas irmãs em Cristo — e pensavam exatamente no que os rapazes costumam pensar, e assim estavam sendo conduzidos à tentação.
Não estou desculpando o modo como os homens pensam. É um problema, mas é também verdade — como indicou a pessoa que fez essa pergunta — que há responsabilidade aí para as moças, e certamente para seus pais e mães, de considerarem seriamente esse assunto.
Quanto à parte da pergunta que foi feita sobre o motivo por que essa questão não está sendo tratada nas igrejas do jeito que deveria, creio que a resposta é o medo. Penso que há muitos pastores e líderes de igrejas que, como muitos maridos e pais, têm medo de abrir a boca por receio de ofender as mulheres que sempre seguem a última moda. Algumas mulheres acham que para estarem na moda, elas precisam ter roupas que sejam sexy — inclusive saias abertas, principalmente saias e calças muito agarradas, e bustiê curtos. Todas essas roupas transmitem uma mensagem para os homens, e os pastores se sentem muito constrangidos de abrir a boca para falar porque pensam “Algumas mulheres vão achar que sou pervertido por chegar ao ponto de mencionar esse problema, dizendo: ‘Ah, então é nisso que o pastor fica pensando quando está lá no púlpito?’”
É uma situação difícil, mas é uma questão sobre a qual creio que os homens que são líderes de igreja e de grupos domésticos precisam de coragem para abrir a boca e tratar diretamente. Precisamos também de mulheres dedicadas a Deus (principalmente mulheres dedicadas a Deus que tenham moderação no modo como seguem a moda e sejam atraentes no sentido correto de ser atraentes — não sexualmente atraentes) que de forma carinhosa desafiem outras mulheres e as informem que elas estão enviando uma mensagem errada. E se elas não se importam com a mensagem que estão enviando, então algo está realmente errado e elas precisam se arrepender. Precisamos de conversas francas e claras sobre isso, de modo que as mulheres consigam se conscientizar e compreender a questão.
A Bíblia diz que nossos corpos são templos do Espírito Santo. Isso nos compele a honrar a Deus em tudo o que fazemos e dizemos. Lamentavelmente, muitos relacionamentos impróprios se desenvolvem na igreja. Às vezes começam em grupos pequenos; outros começam por meio de relações de trabalho entre os que trabalham na igreja. Há casos de relacionamentos de adultério que começaram durante retiros de grupos pequenos, onde mulheres e homens se vestiram e agiram de certa forma. Muitos desses relacionamentos poderiam ser evitados se prestássemos muito mais atenção no modo como nos vestimos, no modo como nos encontramos com os outros e no tipo de afeição que mostramos.
Adoro mostrar afeição física. Muitas vezes eu abraço só de lado as mulheres com quem me importo e conheço — se tenho uma amizade apropriada e maior de irmão com irmã — pondo minha mão no ombro delas e chegando-as a mim. Mas evito abraços de frente. As mulheres às vezes não estão conscientes de como esses tipos de abraços podem afetar seus irmãos em Cristo.
Nancy Leigh DeMoss tem um material excelente sobre modéstia e pureza. Ela tem um livreto maravilhoso intitulado “The Look: Does God Really Care What I Wear?” (A aparência: Deus realmente se importa com as roupas que uso?) bem como vários recursos sobre a liberdade da modéstia no site do ministério dela: www.reviveourhearts.com
Acredito de verdade que a modéstia é algo em que precisamos dar uma olhada muito profunda, cuidadosa e em espírito de oração no Corpo de Cristo. Precisamos evitar nos conformar com este mundo, mas sermos transformados pela renovação das nossas mentes.
Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com
Veja também este artigo original em inglês: http://www.lifesitenews.com/ldn/2010/nov/10110112.html
Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.

6 comentários :

Alex disse...

Parabéns Júlio, por traduzir esse texto.

Alex disse...

Parabéns, Júlio por traduzir esse texto. Esse é uma questão controvertida também entre os católicos e que deve ser mais estudada ou melhor compreendida.

Alex disse...

Sobre modéstia, gostaria de recomendar a leitura uma interessante discussão que surgiu no blog católico Deus lo Vult sobre a modéstia (sobretudo dentro da igreja ou durante a missa).

Quem quiser pode também dar a sua opinião.

O link é

http://www.deuslovult.org/2010/07/15/dom-fernando-acolhe-e-apoia-catolicos-que-assistem-a-missa-tridentina/#comment-24370

Chamelly disse...

Ótimo texto, JULIO!

Por isso é bom as IGREJAS terem Culto de Mulheres, para este tipo de assunto ser discutido (como comportamento, sexualidade, santidade, namoro, casamento, e todos os outros assuntos e testemunhos pertinentes ao universo feminino), por uma pastora, ou diaconisa, sem o pastor nem os homens precisarem passar por qualquer tipo de julgamento e constrangimento. Na minha IGREJA tem e é uma benção!

E isso serve para homens também, que vão para a igreja de camiseta, ou camisa super apertadas. Assim como o homem sofre, as mulheres passam por isso também.

É luta de CARNE x ESPÍRITO.

“Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o ESPÍRITO, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca” (Mc 14.38).

Chega dessa demagogia dentro das Igrejas. Os jovens, homens e mulheres de DEUS precisam ser ministrados em todos as áreas de suas vidas, inclusive em relação à assuntos tão íntimos como esses. Como um verdadeiro Corpo.

Acho que é válido ter culto de jovens, culto de mulheres, culto dos homens, e cultos dominicais, todos de adoração ao Senhor.

Porque os jovens passam por situações diferentes dos casados, os homens passam por situações diferentes das mulheres.

E em todas elas temos uma Palavra de sabedoria e um DEUS para nos aconselhar e nos ajudar.

É isso. Fiquem com DEUS.

Salomão disse...

A questão de não se abordar a modéstia não é por causa da vergonha , não, pessoal... É UMA QUESTÃO DE PREGUIÇA! A "pastorada" de hoje tem feito de tudo pra manter a congregação cheia com grupo de coreografia, teatro, trabalhos comunitários sociais, sub-clero feminino e outras PORCARIAS mais. Igreja hoje virou um grande CIRCO. Lembra quando antigamente os crentes eram chamados de 'bíblia'? Hoje não o são mais por causa dessa bagunça que a PASTORADA tem deixado se instaurar no rebanho santo. Aceita-se de tudo pra se manter a congregação/denominação cheia!

marcia disse...

Paz irmãos,

Penso que os verdadeiramente convertidos passam pela ação tranformadora de Jesus em suas vidas!
Mudam sim, sua forma de expressarem seus pensamentos; suas atitudes incluindo aqui suas vestimentas.
Não só a boca fala do que está cheio seu coração, mas sua aparência tbm expressa o que vai no coração. Se está em Cristo nova criatura é...

Deus conosco