27 de novembro de 2010

Famosa feminista pró-aborto chama bebês em gestação de “tumores”

Famosa feminista pró-aborto chama bebês em gestação de “tumores”

Matthew Hoffman
COLÔMBIA, 23 de novembro de 2010 (Notícias Pró-Família) — A famosa feminista pró-aborto e psicóloga Florence Thomas publicou um relato do aborto ilegal que ela fez com a idade de 22 anos, feito em meados da década de 1960 na França, no qual ela se refere a seu bebê em gestação como “tumor”.
No relato, Florence diz que sabia que havia “riscos” associados com seu relacionamento fora dos laços conjugais com seu namorado.
“Lembro-me das noites de calor humano e amor. Amor todas as noites, amor ao meio-dia e a euforia de ter o mundo em nossas mãos”, escreve ela. “E sim, enfrentávamos riscos. O amor era digno disso. O amor sempre é digno disso”.
Contudo, quando o “risco” se transformou na realidade de um bebê em gestação no útero de Florence, ela e seu namorado sem demora concordaram em acabar com a vida dele nas mãos de um médico renegado, “expulso e condenado pela Associação de Ginecologistas”, o qual realizava abortos secretamente em sua casa nos arredores de Paris.
Depois que o médico havia desmembrado o bebê em gestação dela, Florence diz que sentiu “um alívio. Um alívio imenso. Esse tumor foi embora, desapareceu. Eu poderia voltar a viver”.
Florence, que mudou para a Colômbia para seguir seu então namorado, é hoje psicóloga na Universidade Nacional da Colômbia e fundadora do Grupo Mulher e Sociedade (Grupo Mujer y Sociedad). Ela é famosa por sua afirmação de que as mulheres precisam da liberdade para exterminar a vida de seus bebês em gestação sempre que o bebê não for “desejado” pela mãe, porque o amor da mãe é o que “humaniza” o feto.
Embora Florence afirme que nunca sentiu nenhuma culpa depois do procedimento que matou seu bebê, ela confessa que depois “sabia que eu nunca mais faria aborto na minha vida. Passei por isso uma vez em minha vida, e não o repetiria de novo. Hoje, continuo a ficar pensando como uma mulher pode fazer um, dois, três ou mais abortos”.
Link relacionado:
Historia de mi Aborto (A história do meu aborto — em espanhol)
Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com
Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.

9 comentários :

Luana disse...

Não consigo imaginar como ela pode dormir tranquila , em relação a isso . Olha sinceramente eu rejeito pessoas que fazem aborto , sinto como se matasse uma pessoa na minha frente ..

Infelismente tem pessoas assim , que acham que realmente é um "tumor" em suas vidas ...

Anônimo disse...

Tumor. É isso mesmo que têm na cabeça dessa pervertida.

omapadobrasil.blogspot.com disse...

Esse tipo de crime não é combatido pelo governo do PT no Brasil.

Aliás a protagonista do terror no Brasil, Dilma Housseff, depois de CHEguevara e Carlos Marighella do Estado da Bahia, demonstrou em sua campanha presidencial, juntamente com seus irmãos de arma ZÉ DIRCEU E OUTROS, que é a favor da liberação do aborto e de sua popularização. Embora que quando viu seus votos indo de água abaixo, resolveu dizer que seria contra o aborto, mas NUNCA soube a resposta correta à pergunta:
"POR QUE É CONTRA?"

Fernanda disse...

Ela é doente. Como pode ser psicóloga? Acho que a mente dela é que é um tumor.
Não há humanidade, amor verdadeiro, respeito por si e pelo outro, nem por um filho,no caso um feto - uma vida, se não houver Deus, Jesus, Espírito Santo na pessoa, o caminho é um só.
Fora dele TUDO é possível. São os absurdos mundanos. Horrível.

Ibero disse...

São assassinas como esta que ditam valores ao redor do mundo. Pessoas como estas são, sim, "tumores" para qualquer sociedade que prima pela vida e pela dignidade dos seres humanos desde o início imediato da concepção.
Causa náuseas saber que existem pseudo intelectuais com ela, que posa de dona da verdade, mas que inspira nojo e indignação... Causa mais náuseas ainda saber que há quem admire e siga seus insanos ensinos.

pastor Aécio

Marco Teles disse...

A afirmação dessa psicóloga, ao que parece "defensora dos direitos humanos", me lembra muito argumentos nazistas, que reduziam a humanidade daqueles que desejavam exterminar.

marcia disse...

Como psicóloga que sou, digo que há muitos profissionais, como esta senhora, em todas as áreas profissionais, que são relativistas!
Que pregam a "felicidade" a qqr preço!
São pessoas vazias de valôres "humanos", que ironicamente os defendem!!!!!
Penso que a loucura, advinda da libertinagem comportamental,torna os humanos menos racionais guiados por um instinto, digamos, demoníaco.
Pessoas assim seriam um clássico caso de internação....porem o atual sistema os aplaude e os consideram "mestres",formadores de maior loucura ainda!!!

Chamelly disse...

Ela é doente, assim como todos que pretendem concordar, ou os que já são a favor desse absurdo. Tumor é o que ela tem na cabeça. Mas Deus a julgará, por ela considerar um tumor a criação mais perfeita de que Ele criou, não tenha dúvida.

Anônimo disse...

O grande tumor é esse mundo que é
uma aberração,inclusive a maioria
egoista que nele vive.
Essa senhora vivia sua vidinha egoista,sem compromissos e respon sabilidades e descarta a vida huma na como se nada valesse.
A madame como muitas outras defen dem gatos & cachorros e seus direi tos,pois como são sere superiores devem ser defendidos dos humanos que são os tumores.Inclusive o pla
neta Terra é superior aos humanos já que somos descartáveis,e já al
guns defendem o extermínio de milhões,coisa que nem Hitler foi
tão longe.Tudo isso é repugnante.
Esta profetizado que os últimos dias seriam tempos difíceis e que
muitas aberrações predominariam.
Alguém duvida que ainda ouviremos coisa igual ou pior?
Jesus voltara e todos(a maioria)se
lamentarão!