27 de outubro de 2010

Vítima de Kinsey desabafa: meu pai era pago para me estuprar

Vítima de Kinsey desabafa: meu pai era pago para me estuprar

Kathleen Gilbert
WASHINGTON, D.C., EUA, 21 de outubro de 2010 (Notícias Pró-Família) — Décadas depois de sua tribulação, uma mulher está desabafando. Ela diz que seu pai era pago por Alfred Kinsey, o “pai da revolução sexual”, para estuprá-la — quando ela tinha apenas sete anos de idade — como parte dos experimentos dele na conduta sexual humana.
Usando o pseudônimo de Esther White, a mulher falou com o jornal eletrônico WorldNetDaily na esperança de que seu testemunho ajude a convencer os legisladores a parar de financiar o Instituto Kinsey em Indiana, que vem perpetuando os “experimentos” de Kinsey como a fundamental escola filosófica por trás da revolução sexual.
White diz que se tornou vítima da pesquisa de Kinsey, a qual se tornaria o alicerce da moderna sexologia, depois que seu pai e avô foram pagos por Kinsey para abusar sexualmente dela e coletar dados sobre as reações dela. WND comenta que duas das obras de Kinsey sobre a conduta sexual humana contêm tabelas que descrevem reações sexuais até em crianças de apenas dois meses, inclusive informações sobre como conseguir múltiplos “orgasmos”.
“[Meu pai] estava me dando orgasmos e cronometrando com um cronômetro. Eu não gostava daquilo; eu entrava em convulsões, mas ele não se importava. Ele dizia que todas as menininhas faziam isso com seus papais; só não conversavam sobre isso”, White disse para WND. White comentou que recebia ordens de “não dizer para minha mãe porque eu provocaria um divórcio, e esse era o meu maior medo. Isso era horroroso naquele tempo, pois ninguém se divorciava”.
“Em 1943, quando eu tinha nove anos, encontrei uma folha de papel que tinha caixinhas de preenchimento onde meu pai estava marcando coisas que ele estava fazendo comigo. Ele arrancou a folha de mim e a colocou num envelope marrom”, disse ela. “Era um formulário com caixinhas de opções abaixo no lado esquerdo da página, e uma lista de declarações que descreviam atos sexuais. Ele tinha de selecionar coisas, se ele tinha ou não feito.”
“Uma das declarações incluía as palavras ‘orgasmo cronometrado’. Eu não sabia o que significava ‘orgasmo’. Por isso, perguntei a ele e ele me disse. É por isso que ele estava usando um cronometro”. White disse que seu pai também filmava o abuso e enviava as fitas para Kinsey.
Ela disse que sua mãe deixou seu pai depois de certa vez apanhá-lo no ato, sem entregá-lo à polícia. Contudo, ele mais tarde voltou, e continuou a tentar abusar sexualmente de White, até mesmo tentando dormir com ela depois que ela já estava casada.
Em outra entrevista de WND, a Dr. Judith Reisman, a crítica mais importante das obras de Kinsey, detalhou o imenso apagão dos meios de comunicação que vem há décadas sabotando as investigações na história sórdida e ilegal do Instituto Kinsey. Reisman descreveu sua surpresa quando descobriu que ninguém se importava em investigar a “pesquisa” patentemente pedófila de Kinsey.
“Eu estava pensando: ‘Será que todos eles eram loucos?’” recordou Reisman.
O legado profissional de Kinsey, disse ela, era “que o sexo não é nada, de modo que é certo com animais, com homossexuais, adultos e crianças de qualquer idade. Apenas tente obter o ‘consentimento’.”
“Um dos parceiros sexuais de Kinsey, Wardell Pomeroy, disse que até com bebês dá para captar que é certo pelo modo como eles olham para nós. Mas, pergunto eu, como é que uma criança pode dar consentimento para essa atividade? Kinsey disse que as crianças ‘dão seu consentimento’ quando lutam para escapar daquele que as quer estuprar!” disse Reisman. “Por definição, uma criança não tem maturidade e não consegue entender as consequências da atividade sexual. Nenhuma criança está em condições de dar consentimento”.
“O governo de Obama pediu desculpas pelos experimentos sexuais de cientistas americanos em guatemaltecos realizados de 1946 a 1948. No mesmo dia desse pedido de desculpas (4 de outubro) o Instituto Kinsey anunciou ainda outro de seus estudos sexuais tendenciosos e pedófilos acerca de crianças e orgasmos. Como é que eles conseguem escapar impunemente com o que fazem?” perguntou ela.
Reisman diz que agora espera que uma investigação parlamentar acerca dos crimes de Kinsey e seu instituto, depois de muitas tentativas que não deram certo, possa ir em frente.
Em sua reportagem, WND diz que há alguma esperança de se tomar providências a nível estadual: os deputados estaduais de Indiana Cindy Noe e Woody Burton estão de novo requerendo uma parada nos financiamentos ao Instituto Kinsey, que recebe verbas vindas dos contribuintes do imposto de renda do estado por meio da Universidade de Indiana — uma solicitação que, dizem eles, depende da possibilidade de candidatos do Partido Republicano serem eleitos como maioria na assembleia legislativa.
Burton disse para WND que ele fez uma visita ao Instituto, e o chamou “apenas de um covil de pornografia”. “Eles têm salas onde levam estudantes universitários e lhes mostram pornografia e fazem coisas com eles. É simplesmente nojento; e eles ficam ali supervisionando e tentando dizer a eles que aquilo tudo é apenas ciência”, disse ele.
O legislador disse que certa vez, ao tentar obter uma ordem legislativa para ver os arquivos do Instituto, ele foi informado de que “eles têm um sistema armado para destruir seus arquivos imediatamente se alguém tentar entrar para vê-los com uma ordem judicial”. Mas líderes conservadores esperam que novas informações sobre as origens horrendas do Instituto romperão o silêncio de uma vez por todas.
“O Instituto Kinsey moldou as políticas do Conselho de Educação e Informações Sexuais (SIECUS) e da Federação de Planejamento Familiar dos EUA [a maior rede de aborto dos EUA], e sua versão de educação sexual se infiltrou agora em nossas escolas”, Micah Clark, diretor executivo da Associação da Família Americana de Indiana, disse para WND. “O outro lado usa isso como distintivo de honra. Nós vemos isso como distintivo de vergonha”.
Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com
Veja também este artigo original em inglês: http://www.lifesitenews.com/ldn/2010/oct/10102106.html
Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.

9 comentários :

Anônimo disse...

Júlio, Essa é apenas mais uma das perversões patrocinadas pelo pseudo cientista Alfred Kinsey, um dos preferidos pelo movimento homossexual. A propósito, Júlio,para os que dizem por aí que homossexual é tudo pacífico e bacana, que deem uma olhada na seguinte reportagem: http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI4758081-EI5030,00-Rio+professora+e+presa+por+suspeita+de+fazer+sexo+com+alunas.html

um abraço,
Roque

Talita disse...

olá Julio!

Você já ouviu falar sobre Peter LaBarbera?
Ele é presidente-fundador da associação Americans for Truth About Homossexuality (Americanos pela Verdade sobre a Homossexualidade). Considerado o maior ativista em oposição à militância gay nos Estados Unidos.
A maioria de seus artigos estão em inglês, seria interessante você divulgar alguns textos do Peter, pois vocês estão juntos nesse combate.
Um abraço.
Talita

Julio Severo disse...

Cara Talita

No meu blog você encontra as seguintes referências ao LaBarbera: http://juliosevero.blogspot.com/2010/10/vitima-de-kinsey-desabafa-meu-pai-era.html#uds-search-results

Você sabia que ele já me citou no site dele? Veja aqui:

http://americansfortruth.com/news/asylum-for-brazilian-homosexual-perverts-u-s-policy.html

http://americansfortruth.com/news/homo-fascism-in-brazil-pro-family-advocate-julio-severo-targeted.html

Há outros no site dele. É só procurar.

Anônimo disse...

Irmão Julio, o Peter LaBarbera é evangélico?

Vagner

Julio Severo disse...

Sim, ele é evangélico.

Anônimo disse...

É realmente chocante quando lemos um breve histórico desse monstro no Wikipédia.
Um homem que nasceu em um lar cristão e virou inimigo dos princípios bíblicos.
É inacreditável que uma pessoa tão pervertida e cruel tenha influenciado tanto a cultura americana.
Foi por causa dos estudos diabólicos desse kinsey que a Associação Americana de Psiquiatria removeu a homossexualidade da lista de desordens mentais.E será que através dos estudos desse depravado que psiquiatria tentará remover a pedofilia da lista de desordens mentais?
Estamos vivendo realmente tempos difíceis, que Deus tenha misericórdia de nossas famílias.

Anônimo disse...

Meu irmão. Antes de mais nada, eu quero lhe dizer o quanto eu o admiro, por ser, de fato, uma testemunha do Senhor Jesus. Confesso, que há pouco eu tomei conhecimento da sua causa, mas já me sinto extremamente solidário com você e sua família. Lembrando, vou orar por vc, tenha certeza disso - não posso fazer mais do que isso. Quanto à Kinsey...eu já havia lido algo sobre as bizarrices deste homem, mas, agora, com mais calma e atenção, li e não estou muito bem, confesso. Me pergunto: como pode?! Somos cristãos, conhecemos o tempo em que vivemos, sabemos que a maldade humana já não encontra limites, mas ver essas atrocidades moldando a cultura da sociedade, e sendo aceita...é demais. O relato desta mulher, que na infancia foi abusada...meu Deus! Eu quando criança sofri um bocado, vi meu pai agredir mnha mãe, e hoje sinto que minhas emoções são 'instáveis', não sou absolutamente normal emocionalmente, agora, calcule esta mulher!
Um grande abraço meu irmão. A criação anseia pela manifestação da igreja como vc está fazendo. A paz!

BRUNO FELIX DE CASTRO disse...

PARABÉNS GUERREIRO DA FÉ.MUITOS NO BRASIL SE DIZEM APOLOGISTAS,MAS VEJO SOMENTE DOIS Q ESTÃO EM AÇÃO CONTINUA.E ARRISCANDO SUAS VIDAS PARA DEFENDER A FÉ.SEM DEMAGOGIA,VOCÊ E O PASTOR SILAS MALAFAIA.O MARCO FELICIANO TEM CORAGEM,MAS PRECISA APROFUNDAR SEUS CONHECIMENTOS.O Q VC ME DIZ? DEUS TE ABENÇOE.BRUNO

Anônimo disse...

Meu Deus tenha de misericordia de nós é o fim do tempos e muiitos inocentes estao sofrendo todos os dias com a violencia desses monstros desumanos. Me deu nojo e repulsa deles é dificil clasificar como os chamar pois nao tenho coragen de dizer que sao Gente.sao manipulados pelo demonio e so Jesus pode nós livrar de tdo isso. E espero que esteje proximo pra que esses probres indefesos saim das maos desses monstros retartados ordinarios e que vao pagar por tdo isso.
Cada dia que passa mais tenho nojo e repulsas dos seres humanos com mentes pervessas. Xega de tanto sofrimento.