6 de outubro de 2010

Pesquisa de opinião pública revela que maioria dos americanos não confia na grande imprensa

Pesquisa de opinião pública revela que maioria dos americanos não confia na grande imprensa

Peter J. Smith
WASHINGTON, D.C., EUA, 30 de setembro de 2010 (Notícias Pró-Família) — Uma nova pesquisa de opinião pública do Gallup mostra que uma maioria recorde de americanos tem pouca ou nenhuma confiança na grande imprensa para fazer reportagens “integrais, precisas e justas” das notícias. Aproximadamente metade citou “tendenciosidade esquerdista” nos meios de comunicação, os quais superaram levemente, em classificação, o Congresso dos EUA nos níveis de confiança do público.
O Gallup traz a informação de que 57 por cento dos entrevistados para a sua pesquisa anual de opinião pública sobre o governo, conduzida de 13 a 16 de setembro de 2010, disseram que “sua confiança” nos meios de comunicação de massas — jornais, televisão e rádio — era “não muita/nenhuma”. Esse é um ponto percentual mais elevado do que o recorde estabelecido em 2008.
Quarenta e três por cento disseram que classificaram sua confiança nos meios de comunicação como “muita/considerável”.
Os números representam uma reviravolta imensa no índice de confiança de três décadas atrás, quando o público tinha uma grande/considerável confiança nos meios de comunicação, entre 60 e 70 por cento.
Quarenta e oito por cento dos americanos disseram que a imprensa é “esquerdista demais”, enquanto 33 por cento dizem que é “totalmente esquerdista”. Só 15 por cento dizem que os meios de comunicação são “conservadores demais”.
A maioria dos entrevistados que se identificaram como socialistas ou simpatizantes do Partido Democrático [de tendência esquerdista] tendia a ter confiança nos meios de comunicação. Cinquenta e nove por cento dos simpatizantes do Partido Democrático tinham confiança nos meios de comunicação, enquanto 48 por cento tinham a opinião de que as reportagens dos meios de comunicação são “completamente esquerdistas”. Entre os esquerdistas, 54 por cento disseram que tinham confiança nos meios de comunicação, e 51 por cento não percebiam nenhuma tendenciosidade midiática.
Contudo, os simpatizantes do Partido Republicano e dos partidos independentes expressaram níveis semelhantes de desconfiança dos meios de comunicação. Sessenta e um por cento dos simpatizantes dos partidos independentes disseram que tinham pouca ou nenhuma confiança nos meios de comunicação, enquanto 67 por cento dos simpatizantes do Partido Republicano disseram a mesma coisa.
Os simpatizantes do Partido Republicano e dos partidos independentes estavam mais divididos no nível de esquerdismo que viam nas reportagens dos meios de comunicação. Os simpatizantes do Partido Republicano estavam muito insatisfeitos com as reportagens da grande imprensa, com 76 por cento dizendo que os meios de comunicação são “esquerdistas demais” e 15 por cento dizendo que são “totalmente esquerdistas”. Os conservadores tinham perspectivas semelhantes.
Entre os simpatizantes dos partidos independentes, 45 por cento pensavam que os meios de comunicação de massa são “esquerdistas demais”, enquanto 35 por cento não detectaram uma tendenciosidade.
Apesar disso, os meios de comunicação de massa recebem mais confiança do público do que o Congresso dos EUA, os representantes eleitos do povo americano. Em outra pesquisa de opinião pública do Gallup, exatamente 36 por cento dos americanos disseram que têm grande ou considerável confiança no Poder Legislativo.
Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com
Veja também este artigo original em inglês: http://www.lifesite.net/ldn/viewonsite.html?articleid=10093007
Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.

2 comentários :

José Roberto disse...

Aqui no Brasil, a Revista Seleções divulgou na edição de setembro de 2010 uma pesquisa muito interessante que contou com a participação exclusiva dos leitores e assinantes ativos da Revista.

O estudo analisou diversas "marcas de confiança" divididas em categorias específicas.

Na categoria “Instituições/Organizações”, o CORREIO ficou em primeiro lugar, a TELEVISÃO EM ÚLTIMO!

Na categoria "Profissões", o BOMBEIRO conquistou a primeira posição enquanto JORNALISTAS FICARAM EM ÚLTIMO!

A proposta desse estudo, segundo a Revista, é analisar a percepção dos brasileiros e, assim, ajudar empresas, instituições, políticos, etc., a se reposicionarem diante de sua imagem negativa.

Obviamente, é uma excelente proposta, porém, estudos paralelos como esse são completamente desprezados pela mídia. Os dados fornecidos pelo Ibope é o que importa, já que esses dados é que servem de parâmetro para compor o valor de venda do espaço publicitário.

Mudar a agenda que tem por objetivo "amolecer" a massa cefálica da população melhorando a qualidade e veracidade das informações, nem pensar!

Por incrível que possa parecer, esse objetivo do mal, descaradamente foi explicitado na propaganda disponível no seguinte endereço:

http://www.youtube.com/watch?v=Gy33PE6Rfs8

Anônimo disse...

Nem mesmo os esquerdopatas comfinam neste quarto poder "bildebergiano".
Curioso, não?!