6 de julho de 2010

Pastor é preso por orar em frente de clínica de aborto em Washington

Pastor é preso por orar em frente de clínica de aborto em Washington

James Tillman e Kathleen Gilbert
WASHINGTON, DC, EUA, 9 de junho de 2010 (Notícias Pró-Família) — O Rev. Patrick J. Mahoney, diretor da Coalizão de Defesa Cristã, foi preso na terça-feira por orar em propriedade em que centenas de pessoas oraram antes — na frente da clínica da Federação de Planejamento Familiar em Washington, DC.
O gramado e a calçada entre a clínica e a rua têm muitas vezes sido o cenário de protestos pacíficos acompanhados de orações. No entanto, várias semanas atrás, a clínica levantou uma grade ao redor da calçada e colocou placas afirmando que a área é propriedade particular.
Mas de acordo com Mahoney e outros, essa afirmação é absurda.
“Thomas Jefferson disse que o preço da liberdade é a eterna vigilância”, Mahoney disse para LSN na sexta-feira. “Por isso, se você não defender os direitos de livre expressão, eles poderão ser desmantelados ou removidos. E é isso o que estaremos fazendo na terça-feira”.
Daí, às 11h30min na terça-feira, depois de informar à polícia sobre sua intenção, o Rev. Mahoney se ajoelhou na calçada que levava à clínica de planejamento familiar e começou a orar. Poucos momentos depois, a polícia o prendeu por entrada ilegal.
“Não estamos bloqueando o que eles querem dizer. Estamos impedindo-os de entrar ilegalmente em propriedade privada”, disse Diane Quest, porta-voz da clínica, de acordo com Congress.org.
Mas de acordo com Mahoney e seu advogado Jim Henderson, essa afirmação é apenas o mais recente dos muitos engodos da clínica na questão desse pedaço de terra.
Mahoney disse para LSN que na década de 1980, a clínica da Federação de Planejamento Familiar afirmou que a calçada era propriedade privada, de modo que os ativistas pró-vida deixaram de protestar e orar nesse local.
Mas depois que Mahoney foi acusado de violar a Lei de Liberdade de Acesso às Clínicas (LLAC) na década de 1990, ele descobriu durante o andamento do processo que a calçada era de fato pública.
Jim Henderson, do Centro Americano de Direito e Justiça (CADJ) explicou mais.
“A capital federal dos EUA é um lugar curioso. Coisas que em outras regiões poderiam parecer o gramado da frente de alguém são realmente propriedade da capital federal, não propriedade privada”, ele disse para LSN. Nesse caso, ele continuou, a capital é dona de tudo dentro de 15m da beira da calçada na rua — praticamente até a porta da frente da clínica da Federação de Planejamento Familiar.
Aliás, continuou ele, em anos passados a clínica tentou colocar um muro e foi intimada por construção ilegal. Dessa vez eles obtiveram de forma correta uma licença da prefeitura para levantar a grade, disse ele.
“O que eles não obtiveram foi o direito dessa propriedade dentro do que foi cercado”, explicou ele. “Mas eles estão agindo como se fossem donos dali”.
Antes de sua prisão, Mahoney disse que planejou decretar uma convocação nacional para que ativistas pró-vida viessem orar dentro do cercado. “Queríamos convidar as pessoas, cinco de cada vez, para vir na calçada e orar”, disse ele.
“Vamos lutar nos tribunais criminais, vamos considerar uma medida cautelar. Essa calçada estará aberta”.
Henderson disse que embora a polícia tenha afirmado simplesmente estar cumprindo leis contra entrada ilegal, ele havia falado com eles o suficiente que eles deveriam saber mais.
“Eles estão de posse de informações suficientes para saber que não deveriam estar prendendo ninguém por entrada ilegal nesse caso”, ele disse LifeSiteNews. “Não penso que isso seja conduta racional por parte da polícia”.
Veja notícias relacionadas em LifeSiteNews.com:
D.C. Prohibits Prayer and Free Speech on Sidewalk outside Planned Parenthood
http://www.lifesitenews.com/ldn/2010/jun/10060403.html
Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com
Veja também este artigo original em inglês: http://www.lifesite.net/ldn/viewonsite.html?articleid=10060911
Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família o LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.

Nenhum comentário :