30 de junho de 2010

Surgem indagações sobre rápida remoção dos aparelhos médicos de sustentação da vida de Gary Coleman e sua conseqüente morte

Surgem indagações sobre rápida remoção dos aparelhos médicos de sustentação da vida de Gary Coleman e sua conseqüente morte

Comentário de Matthew Cullinan Hoffman
31 de maio de 2010 (Notícias Pró-Família) — A morte de Gary Coleman provocou reações de surpresa e tristeza de americanos que conheceram e amaram o ator em seu papel na comédia popular Diff’rent Strokes (Minha Família é uma Bagunça) durante o final da década de 1970 e o começo da década de 1980.
Contudo, o que não está sendo debatido na grande imprensa, o que está sendo zelosamente evitado, são as perguntas óbvias: há certeza no modo como Coleman sofreu lesão na cabeça, levando à sua morte? Por que a esposa dele mandou desligar os aparelhos médicos só horas depois que seu marido estava neles, e só dois dias depois que ele entrou no hospital?
Coleman foi hospitalizado em 26 de maio depois de sofrer lesão traumática na cabeça que foi grave o suficiente para provocar hemorragia dentro do crânio. A lesão, segundo disseram, foi provocada por uma queda. Mas a gravidade da lesão, outras questões envolvendo sua morte e eventos no passado recente pareceriam ter requerido no mínimo uma investigação policial preliminar.
É de conhecimento público que Coleman e sua esposa mais forte e mais alta, Shannon Price, tinham um relacionamento tempestuoso e conflitivo que levou à prisão dela em 2009 por acusação de violência doméstica. Coleman, que também era irascível, foi também preso por acusações de abuso no começo deste ano.
Apesar de circunstâncias perturbadoras envolvendo a morte de Coleman, o delegado de Santaquin, Dennis Howard, disse para a revista People que “não há absolutamente nada de suspeito acerca da morte de [Coleman]. Não há nenhuma investigação [criminal] em andamento”.
Coleman havia sido apresentado na mídia como um homem cuja vida e saúde estavam em declínio. Contudo, seus problemas de saúde estavam fundamentalmente relacionados à doença dos rins, o que exigia diálise regular. As doenças dos rins não provocam lesões na cabeça — as quais exigem força bruta aplicada à cabeça. Essa força teria sido consequência de várias causas, de algo tão inocente como um escorregão na banheira, a algo tão sinistro como um golpe de um objeto duro e pesado.
Depois de sua prisão em janeiro deste ano sob acusações de abuso doméstico, Coleman apareceu no The Insider, um programa de fofocas de celebridades, para dar seu lado da história. Durante um acalorado diálogo com um dos convidados do programa, que insistiu em que ele respondesse à pergunta se ou não ele havia cometido abusos contra sua esposa, Coleman estranhamente apontou para uma lesão na cabeça e disse que havia sofrido a lesão numa queda da escada, e não queria que ninguém pensasse que sua esposa o havia ferido — um comentário que foi visto por alguns como indicando que ele estava insinuando o oposto numa tentativa de se defender.
Dias depois do incidente que acabou tirando sua vida, Price e sua família estão estranhamente silenciosos sobre os detalhes com relação à causa da lesão dele. Eles só afirmam que de certo modo ele “caiu”, sem nenhuma explicação adicional.
A evidente facilidade com que a vida de Coleman foi terminada suscita indagações especialmente sobre a cultura da morte que aparentemente se tornou norma nos hospitais dos EUA e Europa.
Uma pessoa em aparelhos médicos, até mesmo por poucas horas, é vulnerável a ser descartada como “vegetal” e sua vida findada sob o critério mais fútil. Tal padrão indica não só um preocupante desprezo pela santidade da vida humana, mas também abre a possibilidade de abusos graves por parte de parentes ou amigos, que poderiam ter um conflito de interesse em fazer tal decisão.
Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com
Veja também este artigo original em inglês: http://www.lifesite.net/ldn/viewonsite.html?articleid=10053109
Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família o LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.

Nenhum comentário :