14 de maio de 2010

Cristãos, juristas e ONGs gays divergem sobre união civil gay na Câmara dos Deputados

Cristãos, juristas e ONGs gays divergem sobre união civil gay na Câmara dos Deputados

Um debate bastante polarizado dominou o clima da audiência pública sobre o Estatuto das Famílias na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) nesta quarta-feira. O Estatuto engloba diversos projetos de lei (PL 674/07 e 2285/07, entre outros) e, em alguns deles, existe a regulamentação da união entre pessoas do mesmo sexo e da adoção feita por esses casais.
Críticos e defensores da união civil de homossexuais colocaram seus argumentos diante do plenário lotado, onde evangélicos contrários à união de pessoas do mesmo sexo estavam em maioria.
Para tentar chegar a um acordo, o presidente da CCJ e relator do Estatuto das Famílias, deputado Eliseu Padilha (PMDB-RS), disse que diante de tantas diferenças e dúvidas, vai tentar encontrar um meio termo.
Para o presidente da Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais, Toni Reis, não se trata de casamento, mas sim de garantir direitos civis. “Envolve essa questão da herança, de planos de saúde, de adoção. Nós queremos nem menos nem mais, queremos direitos iguais. Nós não queremos é o casamento, nesse momento não é a nossa pretensão. O que nós queremos são os direitos civis”, diz Toni.
Toni Reis citou declarações das organizações das Nações Unidas (ONU) e dos Estados Americanos (OEA) para defender o direito ao reconhecimento da união civil e da adoção entre pessoas do mesmo sexo. Ele destacou que o Governo Lula também apoia a reivindicação e mencionou o programa Brasil sem Homofobia, coordenado pela Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República. “O Brasil é um Estado laico e queremos o que a Constituição preconiza, direitos civis”, argumentou.
O pastor da Assembleia de Deus Silas Malafaia afirmou que conceder os diretos civis é a porta para depois aprovarem o casamento. Ele defendeu que a família é o homem, a mulher e a prole, sendo que a própria Constituição defende esse desenho familiar. Malafaia trouxe o debate para o contexto político das eleições presidenciais.

“Eu ouvi os homossexuais fazerem aqui pronunciamentos dizendo que o presidente os indicou para a ONU, que o presidente os apoia totalmente, então nós evangélicos, que representamos 25% da população, temos que pensar muito bem em quem vamos votar para presidente da República”, avisou.
Malafaia questionou se outros comportamentos poderiam, futuramente, virar lei. “Então vamos liberar relações com cachorro, vamos liberar com cadáveres, isso também não é um comportamento?” O pastor foi muito aplaudido durante sua exposição.
Na mesma linha crítica, o pastor da Igreja Assembleia de Deus Abner Ferreira afirmou que o Estatuto das Famílias seria, na verdade, o Estatuto da Desconstrução da Família. Segundo ele, ao admitir a união de pessoas do mesmo sexo, a proposta pretende destruir o padrão da família natural, em vez de protegê-la. Ele disse que todas as outras formas de família são incompletas e que toda manobra contrária à família natural deve ser rejeitada.
Divulgação: www.juliosevero.com
Leia também sobre o mesmo assunto: Estatuto de destruição

7 comentários :

Trindade disse...

Agora sera mais facil a vitória, pois o Pr. Silas descobriu o óbvio que ¨A HETEROFOBIA É UM PLANO DO GOVERNO", demorou, mas antes tarde do que nunca, mas os Pastores e lideres politicos evangélicos precisam "descobrir" é que ¨A HETEROFOBIA É UM PLANO DAS ESQUERDAS MUNDIAIS" e não só no Brasil, e ai eu pergunto onde está o nosso candidato, pois Pr Silas afirma que somos 25% da população, mas ele esqueceu que os Católicos
(72%) também são contra a heterofobia e vários outros valores que defendemos, e somados os percentuais chegaremos a miseros 97% da população brasileira, com esse percentual daria para eleger o Presidente e a maioria até no parlamento Chines. Que Deus continue te abençoando Julio Severo, demorou mas parece que posso dizer: teus olhos espirituais avistaram UMA NUVEM do tamanho de uma mão.

Trindade

Anônimo disse...

Amado irmãp no Senhor Júlio Severo.
É lamentavel o que esse presidente tem feito para beneficiar essa classe de desconstrutores da sociedade.É uma pena que muitos irmãos nossos na fé não consiga ver esse desatino que é cometido vez após vez. É como você diz até quando essa classe vai ter vez nesse país. Porque essa turma não vai procurar os seus direitos em Uganda,Sudão. Eles deveriam ir lá buscar os direitos deles. Só no Brasil é que somos obrigados a conviver com essa aberração. Que Deus nos livre do pecado de omissão. Não a Globo, não a o homossexualismo não a depravação em nome da lei!!!!!

Felippe disse...

Dá ate agua na boca so de pensar em JULIO severo voltando pro brasil e a policia dizendo "voce esta preso em nome da lei".

\õ/

Jacqueline disse...

Prezado Sr. Júlio Severo,
acho que a situação é muito mais grave, enquanto estamos lutando contra a lei da "mordaça gay"etc, em novelas da Globo já estão esboçando idéias ainda mais diabólicas como no final desta novela agora que aparece um casal gay (masculino) e uma mulher vivendo maritalmente, ou seja uma relação triangular. Acho que não há mais limites para a depravação.
A paz do Senhor!

Felippe disse...

hahaha!
Felizmente o Espiritismo é a religiao que mais cresce no Brasil e no espiritismo nao vemos trizimos, dizimos, ofertas, venda de bençãos, lavagem de dinheiro , formação de quadrilha e tantas outras coisas cuja a igreja evangelica é a igreja que mais sofre processos ao redor do mundo por estas coisas.

Chico Xavier teve tudo pra ser um dos homens mais ricos deste pais porcausa de seu dom, mas nao foi oportunistam, diferentemente dos evangelicos que acharam a melhor "mercadoria" de todas, Jesus cristo que vende como agua. Hoje a exemplo de SIlas malafaia é pastor com jatinho, pegando dinheiro para ter emissora de TV, de radio, editoras e tantas outras coisas.

E na verdade: Espiritas + umbandistas + camdomblé + mormons e tantos outros superam o numero de evangelicos.

Igreja evangelica deve ser combatida, eu ja estou fazendo a minha parte.

Campanha no Orkut, Twitter e blog.

Anônimo disse...

Amigo Júlio, boa tarde!
Como fico muito contente em saber que em nossa sociedade ainda existem pessoas como você e o Pr. Silas Malafaia. Agradeço a vocês por defenderem a honra e dignidade da FAMÍLIA. Não podemos deixar que a sociedade brasileira seja submetida a DITADURA GAY... MAS ERA SÓ O QUE NOS FALTAVA...! Essa minoria de ABERRAÇÕES ter mais direito do que os seres humanos. Vão procurar direitos no lá no Irã! O homossexualismo(detesto, e me sinto muito enojado em ter que escrever essa palavra) deve ser combatido em todo o mundo, a todo instante. Mas, o que muito me preocupa é o contraste que não entendo: existe no Senado Federal uma CPI de combate ao crime da pedofilia - para que doentes nojentos nunca mais digam frases como essa: "PEDOFILIA JÁ! ENQUANTO EU AINDA ESTOU COM TUDO EM CIMA" - e ao mesmo tempo a lei permite que gays adotem crianças... como se explica isto? Se para seres humanos a exigência é grande quando se quer adotar crianças(que eu acho certo...!)e porque essa mesma lei condena crianças a terem uma FAMILIA ANORMAL? NÃO ENTENDO MESMO! EU COMBATO GAYS EM TODOS OS MOMENTOS DE MINHA VIDA. O Pr. Silas me tirou um pouco de preocupação, eu pensava que já estava tudo perdido! Mas ainda temos homens de Deus lutando contra a "INVENÇÃO DO DEMÔNIO".
Como disse essa aberração chamada Felippe(...só em saber que isso é gay... me sinto enojado em escrever o nome...), eu também faço minha parte: passei e-mails para à "GROBO" e para "VEJA" PAPEL HIGIÊNICO protestando contra à apologia gay(pode não dar em nada, mas fiz o mesmo que o beija-flor no incêndio...). A revista "VEJA PAPEL HIGIÊNICO" em minha casa não entra nunca mais, nem como papel higiênico, prefiro o jornal, se muitos fizessem isso... Se 97% da população condenam a "INVENÇÃO DO DEMÔNIO" porque permitir leis para nos calar?
Agora uma critica a você Júlio: Você não deveria publicar nada que essas ABERRAÇÕES diz contra você. Tem um blog de uma ABERRAÇÃO chamada Laurenço Cavalcanti que só publica o que é em favor de gays. "ISSO" chamado felippe não deve ter espaço entre nós, ele não significa nada pra nós, ele é nada x nada = coisa nenhuma. Se existe homofobia, eles também têm HETEROFOBIA, só que nós somos NORMAIS, E CRIAÇÃO DE DEUS! É muitíssimo diferente!

Um abraço do amigo baiano,
Lúcio

Trindade disse...

Júlio, estou com o Lúcio vc deve filtrar seus comentarios.
Argumento: voce só publica o que honra a Deus no seu blog não é? Então meu amigo isso não é ser parcial é ser coerente com seu propósito, e também porque abrir espaço para "antas".

Trindade