14 de abril de 2010

Igreja Católica e pedofilia?

Igreja Católica e pedofilia?

Conheça as reais causas dessa questão lendo artigo de Julio Severo aqui.

5 comentários :

Roberto Domingos disse...

Parabéns Júlio, acredito que poucas vezes vi este assunto ser tratado com tanta seriedade por um não católico. Infelizmente, na maioria das vezes se percebe nos comentários uma falsa preocupação com a solução do problema, não se exige a retirada do fruto podre ou a poda da árvore, mas a destruição da árvore.
Depois do Vaticano dizer que estes casos devem ser denunciados a policia, uma declaração de um cardeal do Vaticano foi reproduzida por Jornais do mundo todo e o que não faltou foram as criticas de políticos e organizações homossexuais, ainda não vi ninguém sair em sua defesa apesar da lucidez de suas afirmações.
Reproduzo aqui parte da afirmação do cardeal Tarcisio Bertone "Muitos psicólogos, muitos psiquiatras, mostraram que não há relação entre celibato e pedofilia, mas muitos outros mostraram, e me disseram recentemente, que há relação entre homossexualidade e pedofilia. Isto é verdade, este é o problema", assegurou o cardeal.
Um fraterno abraço.

Docil 43 disse...

É a mentira que se revela como verdade, para a verdadeira verdade não se manifestar!

ઇઉ♥Ritinha♥ઇઉ disse...

Parabéns pela abordagem clara e sem preconceito religioso.
A Igreja tem que ser limpa, isso é fato, mas não só ela como toda sociedade.
A mídia manipula a população e faz achar a homosexualidade algo quase sublime. Ser hetero hoje é ofensivo.

Anônimo disse...

Queridos irmãos, isto é muito sério, mas vendo o exemplo da natureza, conclui.Quando planto uma linda roseira, quero que no tempo certo ela se abre com um lindo botão. Mas para isto, ela necessita de esterco de animal no caso o gado. Quando mais você coloca esterco, a rosa agradece não é verdade?Assim o que está acontecendo com a Igreja:para mim estas pessoas estão lançando esterco para que a Igreja floresça.
E com isto lógico sofremos, insultos, e nestes insultos florescerá muitas vocações sacerdotais. Este povo precisa muito de orações para se converter,Vamos juntos diante da Cruz dizer como Cristo: Pai perdoi-lhes pois não sabem o que falam.
Pensando bem cada golpe que eles dão florescerá vocações. Que lindo não é mesmo, Obrigado Jesus pois temos algo par Oferecer pela santidade da igreja,Com carinho Diene, Unidas Venceremos.

Espaço disse...

Senhores, senhores, cristãos e demais pessoas interessados na ética, na moral e na convivência, dos valores e princípios da dignidade quanto ao respeito à individualidade, sem ofensas ou invasões forçadas e impróprias ao direito de respeito à escolha.
Sou um cristão protestante, valorizo a individualidade e a liberdade de escolha. Respeito, por uma questão bíblica até, as escolhas comportamentais de quem quer que seja. Não vou discutir a questão da escolha comportamental moral, biblicamente é abominada por Deus, é pecado e fim.
De uma forma clara, se alguém escolhe pelo homossexualismo como estilo de vida, e a pederastia como opção sexual, é questão pessoal, está em questão a no Congresso Nacional a questão da PL 122 e que tem por objetivo dar legalidade a esta prática, já que a questão aqui é gerar um ambiente de escândalo e comoção, em seguida haverá (já está em andamento), uma campanha pela liberação e proteção diferenciada para estas pessoas.
A tentativa, de desvincular o homossexualismo da pedofilia é apenas uma estratégia para cobrir os efeitos deste estilo de vida não natural (de natureza artificial) e comprometido com a sedução inaceitável de crianças expondo-as a traumas, vergonhas e violências covardes. Então, o que deveríamos passar a observar é que tipo de interesse está por trás destas obras, ou manobras de manipulação e condução de massa para a aceitação deste triste exemplo de direito de cidadania. Assim, a exposição feia pelo autor do artigo (Júlio Severo), deixa claro o que é o que nessa questão.
Sabe onde vamos chegar? O uso de drogas também é uma questão de escolha, é questão comportamental, então será a próxima a ser proposta como aceitável. Daí, os dispositivos para qualquer bom senso serão deturpados e destruídos.
Cleber Aguiar - Rio de Janeiro.