10 de abril de 2010

Homens gays têm 44 vezes mais probabilidade de pegar o HIV e outras doenças do que homens heterossexuais

Homens gays têm 44 vezes mais probabilidade de pegar o HIV e outras doenças do que homens heterossexuais

Líder gay reconhece que a conduta homossexual é extremamente perigosa e a principal causa do HIV/AIDS nos EUA

WASHINGTON, DC, EUA, 17 de março de 2010 (Notícias Pró-Família) — Uma análise de dados divulgada hoje pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CCPD) enfatiza o impacto desproporcional do HVI e sífilis entre homens gays e bissexuais nos Estados Unidos.
Os dados, apresentados na Conferência Nacional de Prevenção de DSTs de 2010 dos CCPD, revelam que o índice de novos diagnósticos de HIV entre homens que têm sexo com homens (MSM) é mais de 44 vezes o número de outros homens e mais de 40 vezes o número de mulheres.
A amplitude foi 522-989 casos de novos diagnósticos de HIV por 100.000 MSM contra 12 por 100.000 outros homens e 13 por 100.000 mulheres.
O índice de sífilis de estágio inicial e secundário entre MSM é mais de 46 vezes do que entre outros homens e mais de 71 vezes do que entre mulheres, diz a análise. A amplitude foi 91-173 casos por 100.000 MSM contra 2 por 100.000 outros homens e 1 por 100.000 mulheres.
Embora os dados dos CCPD tenham mostrado por vários anos que homens gays e bissexuais compõem a maioria de novas infecções de HIV e sífilis, os CCPD avaliaram os índices dessas doenças pela primeira vez com base em novas estimativas do tamanho da população americana de MSM. Pelo fato de que os índices de doenças explicam as diferenças no tamanho das populações que estão sendo comparadas, os índices fornecem um método confiável para avaliar as disparidades de saúde entre as populações.
“Embora o pesado preço do HIV e sífilis entre homens gays e bissexuais seja há muito tempo reconhecido, essa análise mostra exatamente como são nítidas as disparidades de saúde entre a população gay e as outras populações”, disse o médico Kevin Fenton, diretor do Centro Nacional de HIV/AIDS , Hepatite Virulenta, DSTs e Prevenção de Tuberculose dos CCPD.
Fenton insistiu em que “as soluções para jovens gays e bissexuais são especialmente decisivas, de modo que o HIV inadvertidamente não se torne um rito de passagem para cada nova geração de homens gays”.
Em 2008 o diretor da Força Tarefa Nacional Gay e Lésbica, uma grande organização de militantes homossexuais, confessou que a conduta homossexual é extremamente perigosa e a principal responsável pela propagação do HIV/AIDS nos EUA.
Referindo-se ao índice de AIDS entre homossexuais, Matt Foreman da FTNGL disse que “Internamente, quando esses números são divulgados, a classe de militantes gays parece reagir com indiferença em massa, como se isso não fosse nosso problema. Gente, com 70 por cento dos portadores do HIV deste país sendo gays ou bissexuais, não podemos negar que o HIV é uma doença gay. Temos de aceitar isso e enfrentar a verdade”.
Veja a cobertura relacionada de LifeSiteNews:
Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com
Veja também este artigo original em inglês: http://www.lifesitenews.com/ldn/2010/mar/10031715.html
Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família o LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.

3 comentários :

Anônimo disse...

Amigo Júlio, boa tarde!
Como já disse várias vezes: sou seu fã e desde que acessei seu site pela 1ª vez, que faço isso como rotina. Agora me desculpe, mas não gostei nem um pouco dessa tradução: "homens gays e bissexuais"? homens??!! como? isto não existe! me desculpe, mas me senti muito ofendido, muito mesmo!! o cidadão que é homem, é homem mesmo... não pode de forma nenhuma ser comparado a gay ou bissexual. Gays e bissexuais não são homens. A tradução deveria ser assim: "...o impacto desproporcional do HVI e sífilis entre gays e bissexuais nos Estados Unidos"... Agora com relação a notícia, não me causa muita surpresa, a promiscuidade dos gays não têm limites. E agora...? Quem condenou o Dourado, deveria pedir desculpas. É essa a "evolução" que os gays dizem que são, a propagação sem controle do HIV/AIDS.
Um abraço do amigo baiano,
Lúcio

Vitória disse...

Só quem tem permissão para falar sobre qualquer aspecto negativo da comunidade gay são os próprios gays. Dito por qualquer outra pessoa, é homofobia, por mais acurado que seja. Por exemplo: apesar de ser UM FATO MÉDICO que é extremamente difícil uma mulher transmitir AIDS para um homem via contato sexual, o BBB Dourado foi massacrado por mencionar exatamente isso, como se fosse um manifesto de ódio aos homossexuais.

Por outro lado, os gays podem livremente propagar sua mensagem de ira aos cristãos - e a quem quer que ouse se opor contra a sua agenda (mensagem essa que envolve ameaças, difamações, calúnias e pressões de todos os tipos, como você bem sabe, Julio), sem que nada seja feito contra isso. Pelo contrário: a sociedade tem que se dobrar aos seus ditames, e lhe ceder todos os privilégios almejados.

Feministas têm liberdade para defender a morte de filhos em gestação pelas próprias mães; antropólogos têm o direito de defender a morte de crianças índias por seus pais; pedófilos tem a prerrogativa de lutar pela nobre causa da liberação do sexo entre adultos e crianças, tudo sem que nenhuma medida seja feita contra eles. Mas ai de você se OUSAR se manifestar contrariamente ao ato da sodomia!!! Você é um ignorante preconceituoso e que merece nada menos que a execração pública e, possível fosse, o banimento do planeta.

Ah, os dois pesos e duas medidas desse mundo maluco, cego e contraditório...

Anônimo disse...

Um artigo parecido com este foi publicado neste mesmo Blog há quase um ano. Os homossexuais ñ tem somente 44 vezes chances de ter o vírus do HIV ñ, eles têm multiplas chances de serem violentados por procurarem viver e se prostituirem em zonas de alto risco de criminalidade, como zonas de prostituição, drogas, e todo tipo de coisas ruins.
Abs