19 de abril de 2010

Globo sai em defesa do PLC 122

Globo sai em defesa do PLC 122

Propaganda jornalística da Globo martela, de novo, lei anti-“homofobia” como proteção aos homossexuais

Julio Severo
No dia 15 de abril, o Jornal Hoje tocou no assunto do PLC 122, na tentativa de dar uma mão (ou pata) para a ditatorial lei anti-“homofobia” passar.



O jornalismo da Globo, numa verdadeira atitude de preconceito, arrogância e discriminação contra os fatos, apresentou o PLC 122 apenas como uma lei que protege os homossexuais contra o preconceito, frisando o tempo inteiro o PLC 122 apenas como uma lei supostamente benigna que combate crimes contra os homossexuais.
Em nenhum momento, a Globo revelou o fato de que o PLC 122 é uma grave ameaça aos cidadãos brasileiros, instituindo pela primeira vez na História do Brasil moderno o delito de opinião, tornando crime a expressão de toda e qualquer opinião moral, filosófica, científica ou religiosa contrária ao homossexualismo.
Para assistir ao vídeo inédito preparado pelo Blog Julio Severo expondo o jornalismo tendencioso da Globo, siga este link: http://www.youtube.com/watch?v=tO5-fSh0Mog
O que a Globo fez é perfeitamente natural. Para quem há anos defende o adultério, a prostituição (todo relacionamento sexual fora da aliança conjugal), o homossexualismo, a bruxaria e outras perversões em sua programação, seria de surpreender ver a Globo agora fazendo um “jornalismo imparcial” sobre o PLC 122?
A Globo já está fazendo sua parte para aprovar o PLC 122.
Faça agora a sua parte para enfraquecer a propaganda global que defende a ditadura gay mascarada de lei de “proteção aos homossexuais”.
Escreva agora mesmo aos senadores pedindo a rejeição do PLC 122/2006, o projeto da ditadura gay. Para ver a lista completa de emails dos senadores, siga este link: http://juliosevero.blogspot.com/2009/04/cientista-medica-escreve-aos-senadores.html
Ligue agora mesmo aos senadores pedindo a rejeição do PLC 122/2006, o projeto da ditadura gay, pelo telefone gratuito do Senado: 0800-612211
Divulgue esta mensagem para todos os seus amigos, especialmente aos pastores, padres e outros líderes.
E persista na rejeição da ditadura gay. Periodicamente, mande emails ao seu senador
“Ditadura gay às portas do Brasil” neste link: http://juliosevero.blogspot.com/2009/03/plc-122-ditadura-gay-as-portas-do.html
Para ler muitos artigos sobre o PLC 122, siga este link: http://juliosevero.blogspot.com/search?q=122
Para ler sobre a TV Globo e sua promoção da agenda homossexual:
É só a Globo que apóia a Globo, o aborto e o homossexualismo?

17 comentários :

Cldoaldo Brunet disse...

Caro Julio
Parabenizo sua pessoa por este excelente blog.
Já ouvi a frase que é muito prórpia para o momento "Hoje até os cães tem seus direitos" Isso é uma grande verdade. Vivemos numa época em que todo mundo tem direito. Os direitos humanos estão ai a defender o direito de todos. Agora, só há uma grupo que não está na lista dos direitos humanos, e, esse grupo é o daqules que pertencem a igreja. Como disse, todo mundo tem, menos a igreja. Aqueles que fazem parte da igreja são os sem direitos.
Contudo, algo nos conforta, Cristo é o Senhor da Igreja e ele disse que a defenderia.

Rosana disse...

OLá Júlio, como vai? Liguei para o senado e pedi que minha rejeição fosse encaminhada a todos os senadores e autorizei a publicação da minha decisão na mídia do senado. Esta luta também é minha, sempre comento aqui em casa que se esta Lei for aprovada terminaremos nossas vidas como o apóstolo João, na cadeia, mas não me importo. O importante é nos posicionarmos ao lado de D'us, para que "naquele" dia sejamos reconhecidos como aqueles que estarão do lado direito como ovelhas que reconheceram e seguiram a voz do Pastor.

Tenha uma ótima semana que D'us continue abençoando você.

willf disse...

Eu também assisti à matéria e, no início, fiquei sem saber o que estava acontecendo.
Na edição do Jornal, afirmaram que a Câmara dos Deputados "acabou" de aprovar uma lei contra o preconceito sexual. "Acabou" de ser aprovado? "É uma outra lei além do PL 122?" Pensei eu. Fiquei na dúvida no início. Só depois de matutar um pouco descobri que era uma chamada requentada, para dar uma forcinha à campanha gay pelo PL 122. Hehehe... Tá na cara que tem gente na Globo fazendo lobby pela aprovação do projeto!

Splanchnizomai abraçando o amanhã. disse...

Amado irmão Júlio,
Meu coração dói de tanta abominação:

http://acridoce-oil.blogspot.com/2010/04/sobre-o-onibus-307-o-onibus-de-nome.html

SVM disse...

Se essa lei sair mesmo, já virá com uma grande AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE tatuada na testa.

Entre os direitos humanos está, além de qualquer dúvida, a LIBERDADE DE CREDO E RELIGIÃO, por sinal CONSTITUCIONALMENTE garantida:

Art. 5o. (CF/88):
VI - é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias;

VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei [observar que a obrigação legal não se refere à própria negação dessas convicções, mas algo que eventualmente possa ir contra ela (como é o caso, por ex, do serviço militar) - e, ademais, se o poder público não fornecer alternativa a essa obrigação, não poderá cobrar do cidadão que a realize].

O PL 122 não agrega mais um direito humano à lista dos defendidos em nosso Ordenamento. Ele SUBSTITUI um pelo outro, o que é INADMISSÍVEL (o próprio art 60 da Constituição estatui: § 4º - Não será objeto de deliberação a proposta de emenda - muito menos lei!- tendente a abolir: IV - os direitos e garantias individuais. Ora, o art 5o da CF estabelece como direito individual a liberdade de crença!).

Esse PL pretente se intrometer à força na religião e decidir o que pode ou não ser professado!! Está indubitavelmente suprimindo a liberdade de opinião e crença! Portanto, é INCONSTITUCIONAL. É uma palhaçada sem precedentes em qualquer país que se diga democrático.

Os homossexuais JÁ TÊM DIREITO ÀS SUAS PRÁTICAS. E eles, como qualquer outra pessoa, têm direito a serem tratados com respeito, sem agressões e violência. Já existem instrumentos legais contra a injúria e difamação, contra agressão, contra despedida arbitrária etc, aplicáveis a TODOS - você, eu e o gay. Mas os homossexuais não podem, sem ferir a isonomia e a democracia, exigir que ninguém se manifeste contrariamente a seu comportamento. Num país livre, pode-se ser contrário à religião, a Deus, ao governo, ao heterossexualismo, pode-se ser contrário ao que se bem entender. Essa regra também deve se aplicar ao homossexualismo, sob pena de se positivar um tratamento desigual - o que vai contra o princípio da igualdade, tb constitucional.

Certamente enviarei um email aos senadores. E que vença a razão!

DARTH METRIUS disse...

Tive o desgosto de assistir esta materia no referido telejornal. Realmente a Globo deu um empurão no projeto de lei e divulgou-o como tendo sido aprovado "um dia destes aí."

Marcia disse...

Vamos orar para que o Espirito Santo toque nos corações endurecidos dos que nos representam no planalto!
Enquanto isto, façamos a nossa parte, entrando nos sites dos senadores exigindo que nos representem. Nós familias cristãs amamos a todos indistintamewnte, conforme orientação de nosso Deus, mas devemos lutar contra o pecado!
Oremos por nossos irmãos que estão atados a homossexualidade, eles serão as principais vítmas desta PL-122, sem dúvida alguma.
Deus conosco amem

Deby disse...

Caro Júlio,

Primeiro quero dizer q ti admiro, vc é forte e corajoso, continue nessa fé!

Minha opinião,e sse projeto de lei precisa ser mudado, tirem a palavra "filosofia", q pára de atingir as instituições religiosos e outras. É uma questão racional simples, mas pelo jeito os líderes homossexuais e os políticos estão endurecidos, parecem q estão propositalmente de má vontade e interesses preconceituosos.

Doris Amaral disse...

Sou totalmente contra esse blog, ele viola de forma explicita os direitos q todos tem de fazer o q quiserem. Homossexualidade ñ é doença que precise ser tratada. Quem precisa ser tratado são pessoas como essas q freguentam esse blog!!!!

Ô, Doris! disse...

Uau, essa Doris é o cúmulo da contradição: ela é contra o blog pq ele não aceita todo tipo de comportamento, mas, com isto, ela tb não aceita todo tipo de comportamento - no caso, que pessoas tenham um blog onde possam falar o que pensam! Que piada.

Herberti disse...

Infeliz do cidadão que se vale dos telejornais da Rede Globo para manter-se informado ou formar opinião. Aquilo é nada menos do que uma farsa cotidiana. Sandra Anenberg, Evaristo Costa, o casal Bonner, Renato Machado e demais "tele-jornalistas" da telinha global, fazem na maior parte do tempo, um trabalho de representação, mais ou menos convicente. Ele são capazes de passar das lágrimas (ao darem uma notícia triste) à mais esfuziante alegria e satisfação (ao noticiarem qualquer da ditas manifestações da apodrecida "cultura" brasileira) de modo instântaneo. O que é isso senão um trabalho de atores?
E o pior é que, nas outras emissoras, não é muito melhor.
Não fosse o fenômeno da internet, estariamos na mais completa escuridão, e sem precisar de censura!
Aliás, demorou para a Globo manifestar-se acerca do PL-122. E o fez estratégicamente no Jornal Hoje, que tem a função de aferidor de preferências. Mais algumas semanas e esta "notícia" no Jornal Nacional, na voz séria e marcante do ator-mór Willian Bonner.

Januário disse...

Boicotem a rede globo!

Eduardo Araújo disse...

Muito cômico esse comentário da sra. Dóris.

Ela, como boa relativista moderna, fala do direito "q todos tem de fazerem o q quiserem".

Mas, também como boa relativista moderna, não estende o alegado direito a quem QUER ser contra esse projeto de lei estúpido. O pseudo humanitarismo de deixar TODOS (o que inclui o dono deste blog e os que nele comentam) "fazerem o que quiserem" só vale se concordar com os pontos de vista dela. Lindo, não?

E vejam a ótica dessa gente: apressam-se em afirmar que homossexualismo não é doença. Mas ter uma opinião contra o homossexualismo é. "Belos" tempos estes em que opinar é considerado doença.

São uma piada, mesmo.

Herberti disse...

Com respeito a sra. Dóris, em seu perfil ela nos informa que é mãe de um lindo garotinho de 5 anos. Queria apenas perguntar, com toda a educação, se ela concordaria em deixar seu filho em uma creche administrada por homossexuais assumidos, para ser "educado" pelos mesmos.

paniejezuufamtobie disse...

Caro Julio, que a paz esteja contigo!!

Parabens pelo Blog!! Unidos pela verdade!!!

Pe. Mateus Maria
Prior do Mosteiro Menino Jesus

paniejezuufamtobie@terra.com.br
Visite o nosso site: www.mosteiroreginapacis.org.br
Visite a nossa página de espiritualidade Mariana http://rainhadapaz.blog.terra.com.br/
Twitter: http://twitter.com/Mosteiro_Gospa


Panie Jezu Ufam Tobie!

Januário disse...

O problema dessa Doris é a estupidez sem tamanho que habita a cabeça dela.

Anda muito enganada com relação aos ativistas homossexuais, e suas reais intenções.

APÓSTOLO TIAGO disse...

Doris,

Li o seu comentário, e, como servo de Deus, eu me sinto na obrigação de fazer algumas observações em relação às suas colocações.

Primeiramente, você disse:

"Sou totalmente contra este blog, ele viola de forma explícita os direitos que todos têm de fazer o que quiserem"

Doris, eu acho que você está deturpando determinados conceitos. Este blog não está impedindo ninguém de dar a sua opinião. Se fosse assim, você (que, pelo jeito, defende o homossexualismo) não poderia se manifestar aqui.

Quando pregamos contra o homossexualismo, não estamos interferindo na liberdade dos homossexuais fazerem o que quiserem. Apenas estamos alertando a eles que o que eles fazem é errado, é um grave pecado diante de Deus. Se eles não quiserem acreditar nisso (ou não aceitarem a nossa pregação), é um direito que eles têm. Agora, deixar de pregar contra o pecado (inclusive o homossexualismo) só porque isso incomoda algumas pessoas (como você), isso nós (eu e os demais servos de Deus) nunca iremos fazer.

Doris, se as pessoas parassem para pensar em todas as possíveis conseqüências antes de tomar uma decisão precipitada durante o uso da sua liberdade, certamente muitos problemas seriam evitados para elas mesmas. Mas o ser humano, por estar tão contaminado e tão corrompido pelo pecado, nem sempre consegue ter essa prudência. Infelizmente, muitas pessoas confundem liberdade com libertinagem.

Para que as pessoas pertencentes a um determinado meio social vivam dentro de uma certa ordem, é necessário que sejam estabelecidos alguns limites. Em outras palavras: é necessário que existam determinadas leis. Por exemplo: perante a lei, é errado eu roubar uma pessoa. Eu tenho plena consciência de que, se eu fizer isso, eu estarei desrespeitando a lei e, ao mesmo tempo, fazendo mau uso da minha liberdade (logo, eu terei que ser punido). Se não houvesse uma lei proibindo o roubo, qualquer um poderia se achar no direito de fazer a mesma coisa. Em virtude disso, é necessário se estabelecer alguns limites para a liberdade do homem. Se a liberdade do homem não tiver limites, o próprio homem poderá se destruir com as suas próprias mãos. Daí a razão de alguém ter dito com muita sabedoria: "O excesso de liberdade é uma porta aberta para o mal".

(continua na próxima postagem)