14 de abril de 2010

Estudantes desordeiros da Universidade de Ottawa impedem palestra de Ann Coulter

Estudantes desordeiros da Universidade de Ottawa impedem palestra de Ann Coulter

Coulter: “Isso nunca, jamais aconteceu antes — até mesmo na universidade americana mais estúpida”.

Thaddeus M. Baklinski
OTTAWA, Canadá, 24 de março de 2010 (Notícias Pró-Família) — A enérgica conservadora americana Ann Coulter foi forçada a cancelar sua palestra na Universidade de Ottawa na noite de terça-feira depois que centenas de manifestantes estudantis aos gritos apareceram ameaçando quebra-pau e violência se ela recebesse permissão para palestrar.
“É bem fácil de entrar na Universidade de Ottawa, não é?” Coulter disse numa entrevista ao jornal Washington Times depois do evento cancelado. “Não tive nenhum problema nas maiores universidades americanas. O problema está sempre nas universidades caipiras”.
“Isso nunca, jamais aconteceu antes — até mesmo na universidade americana mais estúpida”, disse ela.
A equipe de segurança de Coulter a informou crer que ela correria perigo se fosse dar sua palestra, de acordo com o jornal Ottawa Citizen.
“Desde que cheguei ao Canadá, fui denunciada na tribuna do Parlamento — que, a propósito, está em minha lista de investimentos especulativos — meus cartazes foram proibidos, fui acusada de cometer um crime num discurso que eu nem havia dado ainda e fui banida pelo conselho estudantil. Então, bem-vindo ao Canadá!”, disse Coulter.
O ativista político conservador Ezra Levant, que está na turnê de três universidades com a senhorita Coulter, falou em favor dos organizadores do evento na terça-feira de noite, dizendo para a CTV, “Ann Coulter correria perigo físico se prosseguisse com esse evento”.
Na terça Levant disse que “foi um dia vergonhoso para a Universidade de Ottawa e seu corpo estudantil, que não conseguiram debater com Ann Coulter… que escolheram silenciá-la por meio de ameaças e intimidações, exatamente como fez seu vice-presidente”.
Levant colocou a culpa da baderna estudantil no vice-presidente acadêmico e vice-reitor da Universidade de Ottawa, Francois Houle, que na semana passada mandou um email para Coulter avisando-a para vigiar o que ela dissesse na universidade ou enfrentar possíveis acusações criminais de crime de ódio [preconceito, “homofobia”].
“Alguém em posição de liderança acaba contaminando os que estão abaixo dele”, disse Levant. “Francois Houle conseguiu o que queria. Ele revelou de antemão para a comunidade que a Universidade de Ottawa não é um lugar para debates livres”.
Coulter disse que o email de Houle, divulgado ao público na segunda-feira, deu o tom e estimulou os manifestantes.
“Tenho certeza de que Françoizinho A-Houle não precisa viajar com um guarda-costas”, ela disse para o Citizen. “Gostaria de saber quando foi que esse tipo de violência, esse tipo de protesto, foi imposto aos muçulmanos — que parecem, pelo que tenho lido sobre as queixas de direitos humanos, o único grupo protegido do Canadá. Acho que darei meu discurso amanhã de noite vestida de burka [túnica que encobre a mulher muçulmana inteira da cabeça aos pés, deixando de fora apenas os olhos]. Isso me protegerá”.
Na quarta-feira de manhã Levant falou com CTV’s Canada AM, denunciando a ameaça de violência por parte dos manifestantes na noite anterior.
“Na noite de ontem, visitei uma das páginas de Facebook de alguns dos manifestantes e havia claras convocações de violência. E não só de um modo abstrato; o que quero dizer é que havia instruções para trazer vegetais e ovos para jogar”, disse Levant.
Coulter disse para MacLeans que a polícia “vinha avisando meu guarda-costas o dia inteiro de que os manifestantes estavam colocando [mensagens] no Facebook: ‘Tragam pedras, tragam paus, vamos machucar Ann Coulter hoje à noite. Não a deixem falar’. E os policiais acabaram dizendo: Estamos com um mau pressentimento. E o evento foi cancelado”.
Levant disse que o espetáculo mostrou “de forma perfeita como os valores de livre expressão estão corroídos no Canadá — principalmente nas universidades.
“Acho que esse caso virou um momento para o Canadá inteiro aprender uma lição e se lembrar de que a liberdade de expressão é um valor canadense”, disse ele.
Conservadores pró-vida acusam que multidões de estudantes desordeiros estão cada vez mais se tornando um elemento comum nas universidades canadenses, onde a liberdade de expressão, principalmente no que se refere à questão do aborto, é cortada por irados manifestantes estudantis, às vezes com a cumplicidade da administração universitária.
Em outubro do ano passado, uma apresentação pró-vida organizada pelo clube pró-vida Escolha Vida da Universidade McGill foi abafada aos gritos dos manifestantes. A polícia foi chamada para a cena e, depois de repetidos pedidos de civilidade, dois manifestantes foram presos.
Depois do evento, o secretário do vice-reitor da Universidade McGill, Morton Mendelson, e outras autoridades da universidade condenaram o protesto.
Outro protesto estudantil foi feito na Universidade St. Mary (SMU) em Halifax, Nova Scotia, em fevereiro do ano passado, onde manifestantes pró-aborto atacaram uma apresentação pró-vida, atrapalhando o evento gritando e cantando bem alto. O apresentador pró-vida ficou pasmo que um representante da administração da SMU, em vez de parar o desordeiro grupo pró-aborto, ordenou que a apresentação pró-vida fosse encerrada.
Mary Ellen Douglas, coordenadora nacional da Coalizão da Campanha da Vida, disse que ela espera que sejam ouvidos os comentários de Ezra Levant sobre o “caso vergonhoso da Universidade de Ottawa virando um momento para o Canadá inteiro aprender uma lição”.
“O que aconteceu é realmente vergonhoso para o Canadá — apresentando-nos como uma sociedade intolerante e desordeira”, Douglas disse para LSN.
Veja a cobertura anterior de LSN:

Ottawa University Provost to Ann Coulter: Be Respectful or Else!
http://www.lifesitenews.com/ldn/2010/mar/10032309.html
See related LSN articles:
McGill Pro-Life Presentation Shut Down by Protesters - Two Arrested
http://www.lifesitenews.com/ldn/2009/oct/09100713.html
McGill University Officials Speak Out Against Silencing of Pro-Life Presentation
http://www.lifesitenews.com/ldn/2009/oct/09101608.html
Pro-Life Event at St. Mary's U Told to Disband after Protesters Disrupt
http://www.lifesitenews.com/ldn/2009/feb/09020906.html
Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com
Veja também este artigo original em inglês: http://www.lifesite.net/ldn/viewonsite.html?articleid=10032409
Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família o LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.

3 comentários :

Anônimo disse...

Caro Júlio, você poderia nos dar mais informações de quem é Ann Coulter?!

SILVIO RICARDO disse...

Estou pasmo com esse acontecimento. Não sabia mesmo que o Canadá se encontrava numa situação tão deplorável. Se uma palestrante é impedida de pronunciar seus pensamentos num país, então temos de convir que o princípio de liberdade de pensamento e expressão já acabou ou está em vias de ser extinto. E olha que o Canadá passa-nos a imagem de país "civilizado". Entretanto, ficou muito claro que isso o Candá não é.

O vice-reitor(!) da Universidade de Ottawa para onde foi programado o evento, mostrou que é sobretudo um covarde, o pior tipo de gente. Sem coragem para encarar de frente a bonitona Ann Coulter, mandou-lhe um e-mail.

Ora bolas, isso é coisa de VIADO!

Julio Severo disse...

Caro anônimo, Ann Coulter é uma famosa colunista social presbiteriana. Veja artigos dela no meu blog:

49 milhões a 5
http://juliosevero.blogspot.com/2009/06/49-milhoes-5.html

O preço da desintegração do casamento tradicional
http://juliosevero.blogspot.com/2009/01/o-preo-da-desintegrao-do-casamento.html

Obama: Lúcifer é da minha turma
http://juliosevero.blogspot.com/2008/09/obama-lcifer-da-minha-turma.html