16 de março de 2010

Hillary Clinton orienta o Brasil a considerar legalizar o aborto

Hillary Clinton orienta o Brasil a considerar legalizar o aborto

Repete afirmação sem base acerca de visita a hospital brasileiro

Matthew Cullinan Hoffman, correspondente na América Latina
SÃO PAULO, Brasil, 4 de março de 2010 (Notícias Pró-Família) — Hillary Clinton orientou os brasileiros ontem a considerar a legalização do aborto numa entrevista na Universidade Zumbi dos Palmares, em São Paulo. A entrevista foi transmitida via televisão para todos os EUA.
Em resposta a uma pergunta sobre a proibição do aborto no Brasil, apresentada por um dos estudantes, Clinton respondeu dizendo que legalizar o aborto “é algo que precisa ser atentamente analisado por causa do grande efeito que tem nos números de crianças que as mulheres pobres têm que não poderão educar, alimentar de forma apropriada, cuidar, o grande número de mulheres mortas que os abortos ilegais provocam e o problema de mulheres sendo proibidas de exercer tal fundamental direito pessoal”.
O aborto no Brasil é ilegal exceto em caso de estupro. Mais de dois terços dos brasileiros apóiam as leis de seu país proibindo a matança de bebês em gestação, um número que subiu em recentes anos.
A Secretaria de Estado também repetiu uma afirmação polêmica que ela havia feito no ano passado em audiências parlamentares com relação a uma visita que ela supostamente fez a um hospital brasileiro em que as mulheres estavam morrendo de abortos ilegais mal feitos.
“Visitei um hospital aqui no Brasil na década de 1990, e nunca me esquecerei de um dos médicos me dizendo que esse hospital que visitei era um hospital que tinha os melhores sentimentos e os piores sentimentos”, disse Clinton. “E eu disse: ‘O que você quer dizer?’ Ele respondeu: ‘Metade do hospital são mulheres tendo bebês, e elas estão muito felizes. E metade do hospital são mulheres que estão sofrendo de abortos ilegais, e elas estão muito tristes’. Nunca me esquecerei disso”.
As palavras usadas por Clinton foram quase idênticas às que ela proferiu numa audiência na Comissão Parlamentar de Assuntos Externos em abril de 2009, quando ela disse: “Estive em hospitais brasileiros onde metade das mulheres estava com alegria e entusiasmo recebendo seus bebês, e a outra metade estava lutando para sobreviver a abortos mal feitos”.
No entanto, quando questionada pelo jornal National Catholic Register depois da audiência, o Departamento de Estado confessou que não tinha como provar o que Clinton havia dito.
A porta-voz Laura Tischler disse para o Register que ela “estava sem condições de confirmar onde ou quando havia ocorrido a visita mencionada por Clinton em seu testemunho — onde especificamente no Brasil ela estava visitando ou quando a visita havia ocorrido”.
Links relacionados:
Hillary Clinton’s Remarks at Zumbi dos Palmares University, March 3, 2010
Cobertura anterior de LifeSiteNews:
Secretary Clinton Fails to Substantiate Claimed Brazil Hospital Visit with Victims of Botched Abortions
More than Two-Thirds of Brazilians are Against the Legalization of Abortion
Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com
Veja também este artigo original em inglês: http://www.lifesitenews.com/ldn/2010/mar/10030417.html
Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família o LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.

3 comentários :

Splanchnizomai abraçando o amanhã. disse...

Tinha que ser no Zumbi, né Júlio? Porque não fazemos um movimento dizendo que é para o Governo dar alimentção boa e tudo de bom para as crianças que nascem?

E.... manomigo, temos que levantar os discípulos de Jesus para juntos dizermos que vamos ajudar as mães de bebês até que elas, as mulheres aprndam que é melhor esperar.

Vou postar sobre isto. Convocar os jovens do BRasil a nos juntarmos em um cordão de três dobras... que não vai arrebentar jamais.

Que Jesus abençoe você, pois aqui recebo muito.
Vamos

Anônimo disse...

se a Hillary quer aborto

a mãe dela é quem tinha que ter abortado ela

Genilda Silva disse...

Me assusta o modo como a vida humana é tratada, como algo sem valor, como lixo, como se fosse descartável.

Ah, não quer ter o filho que está gerando? Tira e joga no lixo.

É assustador saber que o valor da vida humana decaiu tanto a ponto das pessoas acharem que estão exercendo um direito matando um filho, quando na verdade estão cometendo um crime.

Espero que a lei do aborto jamais seja legalizada no Brasil. Já há muito sangue inocente sendo derramado de modo ilegal.