30 de março de 2010

A farsa integral de Ariovaldo Ramos

A farsa integral de Ariovaldo Ramos

“Nenhum mentiroso tem uma memória suficientemente boa para ser um mentiroso de êxito”. — Abraham Lincoln
O que dizer de alguém que, dizendo-se cristão, apoiou, defendeu e integrou um governo aliado em escala continental com terroristas e narcotraficantes, fazendo da corrupção, da chantagem e da arapongagem, método de gestão, trabalhando em prol do lobby gay, do aborto, e da ruptura do pouco que restou do legado judaico-cristão no estamento jurídico brasileiro?
E mais: foi até Caracas prostrar-se ante Hugo Chávez, calou-se a respeito das dezenas (tenho a lista) de escândalos lulo-petistas, e não disse um “a” contra estripulias totalitárias como o monstruoso PNDH-3, a Confecom, a Conferência de Segurança Pública, forjadas puramente para que os novos sovietes — as ONGs cooptadas e os tais “movimentos sociais” —, driblem as instituições e acelerem o processo de cubanização do Brasil.
Sim, excetuando a idolátrica visita ao psicopata venezuelano, este é o caso de muitos cristãos do Brasil. Mas agora refiro a um em particular, que usa a teologia para injetar velhos sofismas socialistas na mente de centenas de incautos: meus prezados, cuidado, pois agora estamos lidando com Ariovaldo Ramos.
E aí, já deu uma olhada no Google Images? Não, ele não é irmão do Jorge Aragão, ao menos até onde se sabe. O samba dele, como vocês já vão constatar, é o do comunista doido. Ou não é doido quem, quando encurralado por cristãos anticomunistas diz: “não sou pró aborto, não sou pró gayzismo, seja lá o que isso signifique”, mesmo manifestando-se satisfeito porque “cumprindo a lei, o aborto foi realizado”, no polêmico episódio do estupro da menina de nove anos em Pernambuco, em artigo publicado no site das “comunidades de base” de Minas Gerais?
Vamos a alguns trechos do artigo de Ariovaldo Ramos:
Aqui a questão: quem deve ser protegida, nesse caso, é a menina. Estamos diante do principio estabelecido por Jesus Cristo. Desta feita, o sujeito de direitos é a menina. O sagrado direito à vida por que luta a Igreja Romana e todos nós, agora, tem de ser invocado para proteger a menina aviltada em seu direito à infância e à dignidade. É à menina que está, primariamente, sendo negado o direito à vida.
Lamentavelmente, este é um caso em que não é possível proteger a todos. Choramos pelos inocentes que não puderam vir, mas Deus entende que estamos a resgatar a inocente que já está entre nós.
Perceberam o nível da “argumentação”? Para preservar a vida da menina, mata-se o filho vindouro. Não se cogita a hipótese de dar assistência psicológica à nova gestante, nem preservar o nascituro. Levar em consideração a biologia (pois só engravida que está apta fisicamente para gerar), nem pensar... Importante é que “cumpriu-se a lei”. Se matar um nascituro inocente para que a lei seja cumprida está correto, distorcer as Sagradas Escrituras para endossar o aborto não é nada demais, não é mesmo? E mentir no site dos conservadores, então, o que seria? Ora, os conservadores...
A trajetória burlesca de Ariovaldo Ramos ainda tem outros marcos lamentáveis. Ele foi presidente da Visão Mundial, uma ONG que recebe dinheiro da fina flor da máfia globalista: as bilionárias Rockefeller, Bill & Melinda Gates e Ahmanson Foundation. “Diga-me quem te patrocinas, e te direi quem és”. Bem, essas fundações patrocinam grupos abortistas, gayzistas, feministas, ambientalistas, indigenistas, etc. Fortalecer uma organização como a Visão Mundial, tida como cristã, para essa elite que sonha com um governo mundial, é um prato cheio: “oba, nada melhor do que cooptar cristãos, os que mais podem nos atrapalhar no futuro”. E lá estava Ariovaldo Ramos, peça chave no esquema todo.
A facção terrorista MST também mora no coração de Ariovaldo. Todo orgulhoso, ele conta num artigo que “foi convidado” para os 25 anos do braço armado do PT. Claro, é da turma. Também foi “conselheiro” da fanfarronada chamada “Fome Zero”.
Sem o menor pudor, cita o livro do profeta Amós como se estivesse citando Marighella. Como se uma ideologia com seus três séculos de matanças e mentiras fosse a mais pura expressão dos princípios milenares da fé judaica e da fé cristã. Como se não fosse o próprio Cristo quem tivesse comparado tantas vezes o Reino de Deus como uma vinha e seus lavradores, uma pedra preciosa pela qual um homem vende tudo o que tem para obtê-la, ou às dez virgens, das quais cinco prudentes, que não compartilharam seu óleo com as cinco incautas.
Se depois dessas analogias do próprio Senhor Jesus restar ainda alguma dúvida quanto à legitimidade do livre mercado, da propriedade privada, e das mútuas responsabilidades na relação entre patrões e empregados, na “parábola dos dez talentos” Jesus Cristo esclarece tudo, usando fatos do cotidiano, da vida econômica, para ensinar verdades espirituais mais profundas.
“Então você devia ter confiado seu dinheiro aos banqueiros, para que, quando eu voltasse, o recebesse de volta com juros. Tirem o talento dele e entreguem-no ao que tem dez”. (Mt. 25:27).
Como na época não havia ariovaldos para implicar com o intenso e livre comércio do império romano, logo o cristianismo foi se espalhando. Um pepino a menos.
Já a fé que Ariovaldo Ramos propaga incita a “luta de classes”. Duvida? Dá uma lida:
Eu quero o socialismo dos crentes que, em meio à marcha dos trabalhadores e, diante do impasse do confronto com as forças do estabelecido, grita ao megafone: companheiros, avancemos! Deus está do nosso lado!
Agora me diga qual é o adolescente que, após quatro horas diárias de exposição aos “paulofreirismos” e “vygotskysmos” da doutrinação imposta pelo MEC, não imagina, imediatamente, após ler uma asneira dessas, os tiros, os gritos, as foices, enxadas e picaretas levantadas pela massa que vai adentrando mais uma fazenda e destruindo tudo pelo caminho, em nome da “justiça social” ariováldica?
Este é só um exemplo do que podemos encontrar em seus artigos e pregações. Já tentei dialogar com um discipulinho de Ariovaldo Ramos, membro do EPJ e da tal Rede Fale, patotas para as quais Ariovaldo é ídolo e mentor. A figura chegou a dizer que comércio é pecado, cheio de si. A quem mostrei trechos do “debate”, ouvi conclusões similares: “Ele é doente. E burro demais”. São os frutos cognitivos do socialismo. Nem por isso, Ariovaldo deixa de passar em seu blog o número de sua conta no Bradesco, para receber contribuições.
Amigo de sofistas rasteiros, símbolos do latrinário liberalismo teológico tapuia, como Ed René Kivitz e Caio Fábio, que ele garante que é uma pessoa extraordinária, Ariovaldo Ramos chama toda essa mistura abominável entre comunismo e falácias pseudobíblicas de “Missão Integral”.
Noutro texto, todo bicudo, dando indiretas receoso em citar o MSM, Ariovaldo resmunga:
Estou farto dessa gente que não sabe o que é debate intelectual, que toma tudo como pessoal, porque se vê como a medida para a verdade.
Ah, ele parece saber o que é debate intelectual. A dialética erística Ariovaldo usa sem parar. Já silogismos com um mínimo de rigor... aí é mais difícil. Mas ele quer falar em justiça, e beija Hugo Chávez. Quer falar no valor da vida humana, e defende o aborto. Quer falar em fé cristã, mas defende Lula, anda com Caio Fábio, Ed René Kivitz e toma as dores de Marina Silva, a melancia (verde por fora, vermelha por dentro) da “Bléia”, que chorou ao assistir Avatar, aquela celebração do panteísmo eco-chato.
Antes de falar em “debate intelectual”, Ariovaldo Ramos ainda precisa entender o que é o princípio epistemológico da não-contradição. Principalmente se quiser realmente ser considerado um cristão, que entende e obedece às Sagradas Escrituras.
Divulgação: www.juliosevero.com
Confissão Espontânea

31 comentários :

Anônimo disse...

Cleycianne!

José San Martín Caminã Neto disse...

A política partidária tem sido um embaraço a muitos laureados ministros do Evangelho que invariavelmente acabam tendo de fazer concessões desvirtuadoras do princípio "sim, sim e não, não" do Senhor Jesus. Em sua racionalização forçada eles encontram o meio termo incabível no Sermão do Monte e seguem suas vidas de abismo em abismo. Pastor, chamado e vocacionado, deve se ocupar com o rebanho de Deus, o zelo com a sã doutrina, a ministração da Verdade que liberta. Todos os que tentaram misturar a simplicidade do Evangelho com ideologias terrenas até bonitas, mas falidas, acabaram desmoralizados. Ariovaldo, ao que parece, como tantos outros empolgados, é apenas mais um que conheceu, mas não prosseguiu no verdadeiro conhecimento de Deus.

Conspiracao disse...

Julio,
Essa semana eu mesmo ouvi na radio musical fm de SP o pastor presidente da Assembleia de Deus do Bras afirmando que o Kassab era um traidor e que quem era bom era o Lula, que tinha feito muio pelos evangelicos do Brasil, aprovando o novo codigo civil que ajudou as igrejas (sic).
Veja como essas liderancas são vendidas. Esse senhor é ligado ao deputado apolinário, que tem a sua base nos evangelicos. So que essa turma toda já formou um verdadeiro SINEDRIO 2.0, se venderam e venderam seus ideais por promessas politicas de poder e riqueza. Me preocupa as ovelhas que estao sendo conduzidas para o precipicio. Gostaria da sua ajuda para fazer um manifesto de fé porque um cristão nao deve votar no PT e nem na Dilma. Algo simples que possa ser divulgado em blog ou por emails. Precisamos acordar esse povo! NA macha para Jesus em maio estou pensando em ir com alguma faixa nesse sentido. Com certeza os farisesu não vão gostar.

Felipe Costa disse...

Irmão Júlio.

Concordo com sua opinião sobre o aborto. Concordo com muitas de suas opiniões.

No entanto, noto que você é um militante com um nível altíssimo de despreparo teológico.

Missão Integral, não é assistencialismo. É bíblico. Vétero e neo-testamentário.

Leia um bom material sobre o assunto. Acredito que você irá "se encontrar" como cristão praticante da Missio Dei, na TMI.

Ao contrário do que você já postulou no seu site, Missão Integral, não é uma tentativa de se reproduzir o Reino de Deus. A igreja romana falho nisso, como pode ser visto em Agostinho. Se sabemos que Nosso Pai se importa com causas sociais - como se lê nos profetas - devemos nos empenhar para apresentar o Reino de Deus em nossas vidas. Reino, que foi inaugurado por Cristo, e por Ele será concluso.

Indico-lhe livros do René Padilla.

Julio Severo disse...

Caro Felipe, o texto não é meu. Quanto a René Padillha, ele está afundado até o pescoço com ideias marxistas. Preciso dizer mais?

Ricardo disse...

Julio, esses marxistas são mesmo perigosos, e devem ser denunciados incansavelmente.

Eles vão se infliltrando, infiltrando (a lição é de Antonio Gramsci) e quando atentamos bem lá estão eles se autodenominando "católicos", "evangélicos", "pastores", e por aí vai.

Você deve conhecer o blog marxista "Evangélicos pela justiça".

Olha essa frase que tem na apresentação.

"Evangélicos pela Justiça
(EpJ) é um grupo de evangélicos/protestantes que objetiva dialogar, propor melhorias e realizar atividades que contribuam para a redução dos problemas políticos e sociais existentes em nosso país. Dentre os citados, destacamos os referentes à pobreza, educação, saúde, violência, meio ambiente, juventude, intervenção política dos evangélicos/protestantes".

Entretanto, esses "evangélicos" adotaram a cartilha vermelha do MST.

http://evangelicospelajustica.blogspot.com/2009/03/25-anos-de-mst.html

Anônimo disse...

SOU SUA LEITORA,ADMIRO SUA LUTA,POREM NAO GOSTEI DA FORMA JOCOSA QUE O SENHOR FALOU SOBRE assembleia de deus,chamando-a bleia.fica aqui o meu protesto.

dinah

Henrique Lima disse...

Júlio, vc conhece o trabalho do Pr. Cappellette?

http://www.youtube.com/watch?v=wSvcIK9tnGk

Achei muito bom trabalho missionário.

Felipe Costa disse...

Eu sei que o texto, não é seu. No entanto você ao postar em seu Blog, repete o discurso, fazendo cora a ele.

Vamos refletir sobre dois pontos do marxismo:

- Ele quer remover da mente das pessoas a existência de Deus. "A religião é o ópio do povo" Karl Marx

- Ele quer que todos vivamos em igualdade social, ou seja, justiça social. Não foi isso que pregou Jeremias, Amós, Joel, Oséias e o próprio Cristo? Não era isso que a Lei de Moisés dizia que devemos fazer, dividindo com os necessitados e cuidando das viúvas e órfãos?

Não acredito que Marx seja um profeta. É apenas um "jumentinho" usado por Deus, para falar aquilo que nós como cristãos deveríamos falar (Nm 22; Lc 19.40).

Não acho que a religião seja uma droga que ilude ao povo. Acredito que em certos ninchos ela é utilizada para cegar ao povo. Vemos isso na igreja brasileira, que vive o hedonismo em busca de "prosperidade". Substituíram Jesus por Mamón.

Acredito que uma verdade dita na boca de um mentiroso, não vira necessariamente uma mentira. Antes continua a ser verdade.

Sendo assim, acredito que podemos extrair algo (desde que seja bíblico!) da filosofia destrutiva de Marx. Afinal de contas, verdades são verdades.

Caso, não queira postar no seu blog a conversa (acho até melhor, para não parecer uma discussão, rs.) disponho meu messenger para uma conversa saudável entre irmãos em Cristo Jesus. fel1pecosta@hotmail.com

Julio Severo disse...

Felipe Costa: Ele quer remover da mente das pessoas a existência de Deus. "A religião é o ópio do povo" Karl Marx

Julio Severo: O marxismo não só quer remover da mente das pessoas a existência de Deus. Quando não pode fazer isso, simplesmente convence as pessoas a olharem o governo como Supremo Provedor, como se fosse o próprio Deus. Com um governo que dá tudo, quem precisa de Deus? O socialismo torna Deus irrelevante.

Felipe Costa: Ele quer que todos vivamos em igualdade social, ou seja, justiça social. Não foi isso que pregou Jeremias, Amós, Joel, Oséias e o próprio Cristo? Não era isso que a Lei de Moisés dizia que devemos fazer, dividindo com os necessitados e cuidando das viúvas e órfãos?

Julio Severo: A Lei de Moisés estipulava que cada pessoa individualmente tinha de exercer misericórdia. Isso era feito por livre vontade, sem nenhuma imposição do governo. Nem mesmo Deus violava a vontade do individuo. Jeremias e outros profetas, que tanto denunciavam vários pecados dos governos e DO POVO, nunca tiveram a idéia de defender que o governo tem a autoridade de tirar dos trabalhadores com a desculpa de dar para pobres e viúvas. Não tente pois encaixar os profetas em sua ideologia. Se Jeremias estivesse aqui hoje, estaria dizendo a mesma coisa. O papel da misericórdia é para cada cidadão, e o governo não tem autoridade de roubar de ninguém, seja lá qual for a desculpa dele. Ariovaldo, bastante perfidamente, apoiou o governo Lula, um governo que apóia publicamente a matança de bebês em gestação e o homossexualismo, dois elementos do culto de Baal, que era denunciado pelos profetas.

Não se esqueça que quando Jeremias e outros profetas condenavam o governo, havia os falsos profetas para atrapalhá-los. Com certeza, eles condenariam o governo Lula. A grande pergunta é: se o governo Lula ofende violentamente os padrões de justiça de Deus, o que Ariovaldo está fazendo apoiando o baalista moderno?

Eles, que eram verdadeiros profetas de Deus, simplesmente chamariam Ariovaldo de profeta de Marx, que enfeita as bolotas de satanás com versículos bíblicos.

A Lei de Moisés, que não estipulava que o governo forçasse as pessoas a pagar mais impostos para sustentar as políticas assistencialistas do governo, era considerada dura. Mas as leis atuais, violando as leis de Deus, são infinitamente mais duras, dando ao governo a posição privilegiada de roubar descaradamente, sem que os cidadãos possam reagir.

Julio Severo disse...

Felipe Costa: Não acredito que Marx seja um profeta. É apenas um "jumentinho" usado por Deus, para falar aquilo que nós como cristãos deveríamos falar (Nm 22; Lc 19.40).

Julio Severo: Você apenas se revelou um marxista. Deus usar um “jumentinho” criador de uma ideologia que assassinou mais de 100 milhões de homens, mulheres e crianças? Em tempos passados, diriam para lavar sua boca com sabão, mas eu o aconselho a lavar a alma. Indiretamente, você atribuiu a Deus o assassinato desses 100 milhões. Só um cérebro de jumento faria uma coisa dessas.

Felipe Costa: Não acho que a religião seja uma droga que ilude ao povo. Acredito que em certos ninchos ela é utilizada para cegar ao povo. Vemos isso na igreja brasileira, que vive o hedonismo em busca de "prosperidade". Substituíram Jesus por Mamón.

Julio Severo: E onde Jesus não foi substituído por Mamom, foi substituído pelo barbudo do Marx...

Felipe Costa: Acredito que uma verdade dita na boca de um mentiroso, não vira necessariamente uma mentira. Antes continua a *ser verdade.

Julio Severo: O diabo tem de ser rejeitado mesmo quando chega como um anjo de luz. Mas no caso de Marx, é bem fácil ver que um anjo de luz não produz 100 milhões de assassinados! Mesmo quando não produz tanta matança, um anjo das trevas é um anjo das trevas. Recomendo-lhe ler o livro “Era Karl Marx um Satanista?”, escrito pelo Pr. Richard Wumbrant, um pastor luterano judeu que sofreu torturas e muitos outros horrores em prisões comunistas.

Felipe Costa: Sendo assim, acredito que podemos extrair algo (desde que seja bíblico!) da filosofia destrutiva de Marx. Afinal de contas, verdades são verdades.

Julio Severo: Parabéns! Você é mais uma estatística no elevado número de indivíduos (sejam cristãos ou não) doutrinados a gostar dos ensinos de Marx. Eu estou com a Bíblia e não abro mão. Não preciso me espelhar em satanistas, ou forçar perfidamente uma semelhança entre Karl Marx e seus ensinos com os profetas ou até mesmo Jesus.

Minha posição sobre o socialismo de Marx está aqui: http://juliosevero.blogspot.com/2010/01/por-que-nao-sou-socialista.html

marcia disse...

Bem...agora penso que o sr. Felipe
Costa tenha entendido.
obrigada Júlio foi elucidador para tds nós.

Anônimo disse...

Comparar comunismo,socialismo,que
são idéias humanas totalitárias, portanto humanismo,com o cristianis mo é o supra sumo da ignorância e má
fé.São idéias malígnas que querem
pegar carona e se passar por bem,
quando na realidade é maligna em sua
essência.
Tolos úteis são os seus propagadores

Carlos HB de Castro Magalhães disse...

É Julio, Ariovaldo é um picareta intelectual. Uma vez disse a uma revista que "livre interpretação da Escritura" era um princípio protestante - para justificar subjetividades. Bem, ele na verdade buscou descaracterizar - fingindo confusão - o principio do livre exame, esse sim protestante. Mas é isso aí, esses picaretas em sua obra desconstrucional são assim mesmo. Vou fazer esse texto de hoje rodar bastante. Abraços, continue assim!

Anônimo disse...

Caro Julio Severo, queria expressar aqui a infelicidade que estou tendo em ler esse texto, que diga-se de passagem não é seu, já que é uma política sua, colocar textos de outras pessoas no seu blog.

Se colocastes estes como outros textos, é porque você tem total afinidade com eles e suas idéias, mesmo você não sendo o autor.

Sobre como você pensa o assunto já ficou claro nas suas respostas aos comentários. Sua opinião já esta formada e ninguém vai mudar, só Deus.

Agora peço que você seja um cristão sábio, não apenas um apólogeta de plantão, se fazes isso como um chamado real do mestre Jesus que te ensina a ser um discípulo humilde e tens convicção que estas gorificando a Deus e o seu Reino, segue em paz, quem te julga é Deus, e muito mais naquele dia do julgamento final em que muitos dirão que fizeram muitas coisas, mas não conheceram nem se relacionaram com a essência que é Jesus Cristo.

Vai uma dica, reproduzir opiniões que denigrem pessoas e instituições, sejam de Deus ou não, Ele sabe, não é biblico. Proverbios 6:16 e 19. Seis coisas o Senhor aborrece e a sétima a sua alma abomina; Testemunha falsa que profere mentiras e o que semeia contendas entre os irmãos.

Sobre quem fez o texto eu nem vou comentar, pq ele tem que ler mais livros pr embasar teoricamente a idéia dele.

E ore por tudo isso que está no texto, não fique só falando, quer dizer, reproduzindo o que os outros falam, faça alguma coisa para mudar nosso país. Se você tem convicção profunda no seu coração que fala em nome de Deus, siga em paz e que Ele te abençoe!

Abraços,

Emanuel Rodrigues
Recife-PE

Julio Severo disse...

Caro Emanuel

Postei o texto do jornalista Edson Camargo porque penso que, independente de quem seja, é muitíssimo grave um líder evangélico participar oficialmente do aniversário do grupo MST, ligado ao terrorismo do campo.

É muito grave um líder evangélico ir a Venezuela para apoiar Hugo Chavez.

Ariovaldo fez ambas as coisas!

Se alguém assim estivesse numa igreja presidida por mim, não tenha a menor dúvida de que eu o sentaria no banco, para que pudesse aprender.

Eu não tenho medo se me convidarem para ir a uma reunião do MST, contanto que eu tenha oportunidade de falar de Jesus para eles, não para lhes dizer que eles estão fazendo a coisa certa, pois não estão mesmo.

Eu não tenho medo também se me convidarem para visitar Lula, Fidel Castro ou Hugo Chavez, contanto que eu tenha oportunidade de falar de Jesus para eles, não para lhes dizer que eles estão fazendo a coisa certa, pois não estão mesmo.

Note, porém, que o jornalista Edson não apontou somente os dois fatos gravíssimos com relação ao Ari. Outras questões também estão à tona, que preocupam. Edson só não mencionou que Ari apoiou Lula até com manifestos pró-Lula durante campanhas eleitorais passadas.

São questões extremamente preocupantes, indignas do bom testemunho de um verdadeiro cristão. Por isso, estão no meu blog e aí permanecerão, pois o povo evangélico merece conhecer os líderes que tem.

Adonias Soares disse...

Julio...

Tá chegando a hora dos lobos perderem a pele de cordeiro e mostrarem as garras...
As eleições vem aí e nela, surge a oportunidade de sabermos quem é quem no meio evangélico...
Paz meu irmão
Ah, me aceita lá no orkut por favor, te mandei o convite há tempos, não tenha receio. rsrs

Deus seja contigo

Adonias Reis

Julio Severo disse...

Olá, Adonias! Obrigado pelo apreço! Informo que não recebi seu pedido de adição no Orkut.

Leandro disse...

Ao "anônimo"-Emanuel Rodrigues
Recife-PE:
Se colocastes estes como outros textos, é porque você tem total afinidade com eles e suas idéias,"
O autor do texto é meu amigo pessoal e tem total afinidade com as ideias de |Julio Severo

"Vai uma dica, reproduzir opiniões que denigrem pessoas e instituições, sejam de Deus ou não, Ele sabe, não é biblico."
Ou seja, os profetas estariam todos em pecado?

"
pq ele tem que ler mais livros pr embasar teoricamente a idéia dele. "

Definitivamente falou besteira por desconhecer o nível cultural do meu amigo, que é um jornalista(sério , diga-se de passagem) especializado em marketing e conhece bem esses "marketeiros da fé".

Guilherme Paz disse...

Oi Júlio Severo,
leitor do blog, acredito que a preocupação de alguns, como a minha, é apenas para que se mantenha a mansidão na hora de apontar falhas dos outros, como propõe Gal 6:1.
Sim, concordo definitivamente que a opinião do Ariovaldo Ramos foi muito equivocada em relação ao aborto, como também se percebe alguns desvios e pequenas falhas na condução das idéias da missão integral da igreja. Mas também é evidente que o mesmo é, de fato, um cristão.
Então que se ataque as idéias erradas, mas não as pessoas.
Imagino que se Davi estivesse na era dos blogs e twitters da vida, haveria muitos e muitos condenando-o, chamando-o de assassino, pevertido e etc.
E essas pessoas não seriam ouvidas por Davi. É preciso ter amor pelos que são de Deus e erram (não pelas idéias erradas), assim como sabedoria para corrigir, como o profeta Natã, que se fez ouvir por Davi, e ainda foi canal que o levou ao arrependimento.(II Sam 12).

Que Deus abençoe!. E que todos nós que erramos, tenhamos a oportunidade de corrigir nossos erros.

Fabio Souza Santos disse...

há ainda que falasse a língua dos anjos e dos homens sem amor eu nada séria.

Julio Severo disse...

Fábio, não sei se no caso do Ariovaldo é conveniente usar o termo língua dos anjos, pois a língua dele é a língua do socialismo, a língua de Karl Marx. O amor dele também nada tem a ver com amor a Jesus Cristo. É amor a uma ideologia: o socialismo.

Quem tem essa língua e esse amor, nada é aos olhos de Deus.

Tiago Scaffo disse...

Percebe-se que o autor desse texto está completamente equivocado em suas posições em relação a ideologia comunista. E tenta se prevalecer de seu equívoco para atacar pastores que tem posturas contrárias a sua ideologia. O povo evangélico deveria antes de sair criticando "a" ou "b", ter mais e procurar maiores informações sobre as questões que estão em evidência na política-social do Brasil. Leitura e uma boa informação nunca são demais, pois senão a possibilidade se vc se tornar um ignorante e intolerante é imensa!

Toni Cesar disse...

Tem pessoas que veem, mas não enxergam.
Vejo esta teologia da missão integral como laço e engano.
Vejo a serpente enganando novamente como enganou a Eva e vejo também o Espirito Santo não permitindo serem enganados pelo diabo aqueles que andam na sinceridade e no temor de Deus.
Como o diabo não conseguiu enganar o Senhor Jesus no deserto, assim será também com aqueles que andam no espirito.
Vejo pessoas cheias de argumentos e conhecimento, mas não vejo discernimento e sabedoria em suas colocações...
Lembro-me dos fariseus...cheios de conhecimento, doutores e mestres, porém longe da verdade....

Clayton Cabral disse...

Caro Julio, li sua matéria e pude perceber sua indignação. Quando cita nomes, penso estar fraldando a lei do direito de ser respeitado. O mesmo acontece quando cita (ou tenta) o nome de uma instituição usando o termo pejorativo "bleia", penso que quis dizer Assembléia. Acho que deveria ter um pouco mais de respeito com os milhares assembleianos que não tem nada a ver com essa ferocidade nas divergências de opiniões. As vezes até temos razões, mas também as vezes a perdemos por não saber respeitar limites e valores.
Um forte abc!

Julio Severo disse...

Clayton, o texto não é meu. É do blog Profeta Urbano, que é o único resonsável por tudo o que está neste texto. O que eu assino, eu assumo. O que outros escrevem é de responsabilidade deles apenas.

Vida Na Palavra - Life In The Word disse...

ELE FOI...ELE FEZ...TUDO NO PASSADO

O QUE IMPORTA É O QUE ELE É

fielcomunista disse...

Pingos nos "is"! Cada coisa no seu lugar.

TMI é um problema! E olha que sou Metodista, ao menos enquanto me permitirem sê-lo ou enquanto eu ainda acreditar que há espaço para o Metodismo Wesleyano.

A cada vez que a Igreja se abre para "teólogos" de outras confissões e bebem sem ser BEREANOS somos contaminados pela cultura idólatra/gospel/mundana.

Mas, Júlio e Felipe, quando Marx escreve que "...a religião é o ópio do povo." ele estava dizendo o mesmo que dizemos hoje como Cristãos autênticos!

Ele analisava uma religiosidade atrelada ao governo da época, que vendia indulgências, que pregava um outro evangelho que não o de Jesus, que anunciava a prosperidade (ainda que vindoura) se a sociedade se curvasse ao CLERO, a infalibilidade de Reis e Papas.

Essa religião e toda "religiosidade" afasta o povo da verdade e nessa analogia torna-se, realmente, "...O ÓPIO DO POVO".

Graça e Paz!

Dominga Santos Zefeld disse...

Blá, Blá, Blá precpnceitu

Rafael Massoni disse...

É inacreditável que tenha (pseudo)cristão que ainda defende essa corja da TMI!! O Ariovaldo ASSUME que usa das análises marxistas, e que a TMI é uma variante da teologia da libertação!
Para os ignorantes que simplesmente não sabem o que o marxismo de fato é, o marxismo só é quase um antítese ao cristianismo, que coloca a religião (principalmente a cristã) como o maior fundamento para o sistema capitalista, que seria então a causa de todos os problemas do mundo, e propõe a abolição não só da religião, mas também da moral, da família e do casamento!! Tudo o que esse lobo disse foram abominações e mentiras!!
E se tem gente que acha que suas teorias "economicas" possam ter algum valor, saibam que essas teorias já foram refutadas e detonadas por diversos economistas de verdade, como mises, hayek, bohm-bayer, carl merger. Então na pratica, não existe absolutamente nada aproveitável nem do marxismo, nem da TMI.

ZULMIRA GENECY TRINDADE PEREIRA DA COSTA disse...

Há três pastores que ouço todas as manhãs, qualquer um deles, e também à noite, quando pego no sono: Ed Rene Kivitz, Neil Barreto e Ariovaldo Ramos. Me fazem um bem tremendo porque com eles descubro que estou do lado certo. Sou metodista de nascimento, mas isso não impede que eu esteja do lado mais a "gauche", digamos assim...Lamentável é ler um amontoado de palavras tão ingênuas (não importa de quem são tais palavras). Deus tá vendo tudo! Eu creio e eu confio.