12 de fevereiro de 2010

“Sereis como deuses...”

“Sereis como deuses...”

a promessa do Presidente Lula no seu Programa Nacional de Direitos Humanos

Pe. Luiz Carlos Lodi da Cruz
Adão e Eva podiam comer de todas as árvores do jardim. A única proibição era que eles decidissem por si mesmos o que é bem e o que é mal (Gn 2,16-17).
A serpente enganou o primeiro casal dizendo que a felicidade deles estaria em desobedecer a Deus. Comendo do fruto proibido, eles estariam agindo “como deuses, versados no bem e no mal” (Gn 3,5). Ser livre para satisfazer os próprios caprichos, sem se importar com as leis que o Criador inscreveu na natureza: eis a libertação do homem!
Todos nós conhecemos as tristes consequências dessa rebelião contra Deus, dessa reivindicação de uma falsa autonomia diante do Criador.
* * *
No dia 21 de dezembro de 2009, às vésperas da Solenidade do Natal do Senhor, o presidente Lula presenteou os brasileiros com o Decreto 7037/2009[1], que aprovou o 3º Programa Nacional de Direitos Humanos (PNDH-3). Ao povo foi oferecido o direito de agir ignorando a Deus e não se importando com as leis naturais.

“Não matarás” (Ex 20,13)

Segundo Lula, seremos felizes não se respeitarmos a vida, mas se tivermos o direito de matar. Por isso o governo pretende “apoiar a aprovação do projeto de lei que descriminaliza o aborto, considerando a autonomia das mulheres para decidir sobre seus corpos” (Eixo orientador IV, diretriz 9, objetivo estratégico III ação programática g).
Usando a inverdade de que existem casos em que o aborto é “legal” no Brasil, o Estado já vem financiando sua prática em nossos hospitais. É desejo do governo “implementar mecanismos de monitoramento dos serviços de atendimento ao aborto legalmente autorizado (sic), garantindo seu cumprimento e facilidade de acesso” (Eixo Orientador IV, diretriz 17, objetivo estratégico II, ação programática g).

“Homem e mulher os criou” (Gn 1,27)

Segundo Lula, a complementaridade natural dos sexos não precisa ser respeitada. Essa lei, segundo a qual somente um homem e uma mulher podem casar-se entre si, é apelidada de “heteronormatividade”. O governo se propõe “desconstruir” essa regra, reconhecendo novas formas de família. Pretende “reconhecer e incluir nos sistemas de informação do serviço público todas as configurações familiares (sic) constituídas por lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais, com base na desconstrução da heteronormatividade (sic)” (Eixo orientador III, diretriz 10, objetivo estratégico V, ação programática d). Pretende ainda “apoiar projeto de lei que disponha sobre a união civil entre pessoas do mesmo sexo” e “promover ações voltadas à garantia do direito de adoção por casais homoafetivos” (Idem, ações programáticas b, c).
Tão grande é a autonomia proposta pelo governo, que ninguém deve ser obrigado sequer a aceitar o próprio sexo. Quem estiver insatisfeito, pode ir ao SUS a fim de fazer uma cirurgia “transexualizadora”. O decreto promete “garantir o acompanhamento multiprofissional a pessoas transexuais que fazem parte do processo transexualizador no Sistema Único de Saúde e de suas famílias” (Eixo orientador III, diretriz 7, objetivo estratégico IV, ação programática p).

“Não cometerás adultério” (Ex 20,14)

Em matéria sexual, o governo oferece a felicidade através da liberdade. Todos devem ter direito à “livre orientação sexual” (Eixo orientador III, diretriz 10, objetivo estratégico V). Não deve haver liberdade, porém, para se opor ao homossexualismo. Essa conduta, apelidada de “homofobia”, deve ser combatida pelo Estado. Para isso, o governo pretende “fomentar a criação de redes de proteção dos Direitos Humanos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT), principalmente a partir do apoio à implementação de Centros de Referência em Direitos Humanos de Prevenção e Combate à Homofobia (sic) e de núcleos de pesquisa e promoção da cidadania daquele segmento em universidades públicas” (Eixo orientador III, diretriz 10, objetivo estratégico V, ação programática g).
A prostituição não deve ser combatida, mas reconhecida como uma profissão. Segundo o governo, é preciso “garantir os direitos trabalhistas e previdenciários de profissionais do sexo por meio da regulamentação de sua profissão” (Eixo Orientador III, diretriz 7, objetivo estratégico VI, ação programática n). Pretende-se ainda quebrar a imagem negativa das mulheres prostitutas: “realizar campanhas e ações educativas para desconstruir os estereótipos relativos às profissionais do sexo” (Eixo orientador III, diretriz 9, objetivo estratégico III, ação programática h).

“Não roubarás” (Ex 20,15)

Um dos grandes entraves do governo petista em seu apoio às invasões de terra é a ação de reintegração de posse. Por esse meio processual, o proprietário tem restituído o direito à posse de que havia sido privado pelo invasor. O decreto do presidente Lula dá a entender que se pretende dificultar o cumprimento dessas ordens judiciais: “propor projeto de lei voltado a regulamentar o cumprimento de mandados de reintegração de posse ou correlatos, garantindo a observância do respeito aos Direitos Humanos” (Eixo orientador IV, diretriz 17, objetivo estratégico VI, ação programática b). De fato, se invadir propriedade privada é um direito humano, é lógico que o governo queira mudar a lei para garantir o exercício desse direito.

“Amarás o Senhor teu Deus” (Dt 6,4)

Se, conforme pensa o governo, Deus é inimigo do homem por cercear sua liberdade, é necessário expulsar a Deus. Por isso o decreto prevê “desenvolver mecanismos para impedir a ostentação de símbolos religiosos em estabelecimentos públicos da União” (Eixo orientador III, diretriz 10, objetivo estratégico VI ,ação programática c). A preocupação de Lula é compreensível: a presença de um crucifixo nos prédios dos Ministérios, do Congresso Nacional e dos Tribunais é incômoda para os que pretendem condenar inocentes à morte.
* * *
Como ocorreu no jardim do Éden, as promessas de Lula são ilusórias. O convite à liberdade esconde uma dura escravidão.
Se, por exemplo, são direitos humanos o aborto, o homossexualismo e a prostituição, o governo pretende punir os que ousarem falar contra esses “direitos”. O decreto prevê diversas penalidades para os meios de comunicação social que contrariarem sua ideologia: “propor a criação de marco legal regulamentando o art. 221 da Constituição, estabelecendo o respeito aos Direitos Humanos nos serviços de radiodifusão (rádio e televisão) concedidos, permitidos ou autorizados, como condição para sua outorga e renovação, prevendo penalidades administrativas como advertência, multa, suspensão da programação e cassação, de acordo com a gravidade das violações praticadas” (Eixo Orientador V, diretriz 22, objetivo estratégico I, ação programática a).
Como se vê, estamos às portas de uma ditadura.

Quem assinou o decreto?

O decreto 7037/2009 traz a assinatura do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de seus ministros. Entre eles figura Dilma Rousseff, pré-candidata do PT à presidência da República. Conclusão de tudo isso: um cristão não pode votar no Partido dos Trabalhadores.  
Anápolis, 11 de fevereiro de 2010
Pe. Luiz Carlos Lodi da Cruz
Presidente do Pró-Vida de Anápolis
[1] Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2009/Decreto/D7037.htm. O decreto foi publicado no Diário Oficial da União em 22/12/2009.
Divulgação: www.juliosevero.com
Leia mais:
Presidente do Brasil busca garantir aborto como “direito” e proibir crucifixos em prédios governamentais

7 comentários :

Marcello de Oliveira disse...

Shalom!

Amado Julio, parabéns por sua coragem e ousadia. O Eterno seja contigo e resplandeça o rosto Dele sobre ti e toda a sua família.

Prossiga, meu irmão. Nossa voz não pode ser calada. Nossa tribuna não tem limites. Avante, pois.

Para a nossa meditação

Mq 6.8

Am 5.24

um abraço, Pr Marcelo

daniela timótea disse...

Amado de Jesus Lindão e Rei Grandão, Julio Severo,

Gostaria de pegar algumas postagens suas. Gostaria de saber se poderei fazê-lo. Leia as minhas impressões e veja se posso postar umas suas pastagens( afinal aqui é um pasto verdinho demais). É tempo de tudo ou nada.

Uma hora te mando um email falando umpouco sobre meu chamado... é meio louco, mas creia é cheio de Jesus e do Espírito Santo.

Um abraço, amigo-irmão. Continuemos que a vitória já é ganha.
Em Jesus Lindão, o Rei Grandão andando em nosso meio com cetro de equidade e manto de santidade.

Um abraço,
Rosângela, daniela timótea... ( geração Daniel Timóteo, da qual tenho certeza que você faz parte.
Todas às vezes que venho aqui o Espírito Santo me fala e muito).

Julio, como Deus é misericordioso com este "povim",né? Ele fala de todas as maneiras... vamos ver quem tem ouvidos...
Eu quero ter ouvidos.
Quero muito ter ouvidos.

Herberti disse...

Raramente (para evitar dizer nunca!) tenho ouvido dos púlpitos evangélicos uma defesa tão bíblica, clara e incisiva dos valores bíblicos e sua relevância para a atualidade brasileira.
Pe. Luiz Carlos Loide da Cruz está de parabens pela iniciativa e sabedoria. Que a graça do Eterno seja com ele, agora e sempre.
O que tenho visto e ouvido são "pastores" liberais (para não dizer covardes), simpatizantes e praticantes de um suposto evangelho "contextualizado e inclusivo", atravéz do qual eles tentam justificar as ações de um governo ateu-ocultista, que tem como propósito estabelecido erradicar o cristianismo da nossa cultura.
Que o SENHOR nos perdõe pela nossa timidez.

Jin May disse...

O padre Luiz Lodi é uma pessoa bastante educada para chamar Lula de "presidente", pois tudo que esse cara quer é instalar aqui a infame ditadura comunista.

Presidentes são para regimes democráticos, o que, definitivamente, não é o caso do Brasil mais.

Lula segue a mesma linha de Fidel, Chávez e Ahmadnejad (amigos de Lula), e só ainda não conseguiu o que quer por conta da tradição cristã que está na base da Nação brasileira.

Fiquemos alerta, o PT é nosso inimigo.

Lula é um ditador comunista, ou aspira muito a chegar a ser.

Anônimo disse...

Pois sim! Mas este padre falou e disse! E foi bela a conclusão: um cristão não deveria votar no PT, assim como também, qualquer cidadão inteligente e com um pouco de juízo, amor próprio e consideração aos outros e mais um pingo de bom senso, NÃO DEVERIA VOTAR NO PT!!!

daniela timótea disse...

Eu não vejo o cristão como aquele que "deve ou não deve", mas como aquele que fora do mundo e com o mundo fora dele possa influenciar sendo sal e luz nas trevas amargas.

Mas entendo o conflito dentro daqueles que vêem tanta abominação em tudo quanto é lado.

Nenhum partido é justo. NEM UM. Justo só tem UM: JESUS, QUE FOI PARTIDO POR NÓS.

Se a Igreja se levantar fazendo a sua parte como muitos tem feito ( e Jesus está juntando a Noiva), seja aqui ou ali, em qualquer ambiente, as trevas serão confrontadas. Agora, se o cristão se macomunar com as trevas e não tiver o espírito de Daniel e de Timóteo...
iiiiiiiiiiiiiiiiii nem quero pensar.

É hora, Brasil!É hora...

Ou seguimos os "fundamentos" ( sem nos importarmos com os apelidos que nos dão de fundamentalistas... ( nada a ver com Jesus0) de Jesus Cristo com todas as implicações devidas ou seremos consumidos...

Haja Graça em meio ao Povo de Deus Vivo.

Jesus é Lindo!!!! Muito Lindo!!!
Avante, Julio... pois o seu Severo é cheio da mansidão de Jesus rsrs..
Avancemos...

Tem algo na Biblia Plenitude que me vem ao coração agora...
"O Espírito sem a Esposa não emite o convite. A Esposa sem o Espírito não pode."

Do texto de Apocalipse 22.17:"O Espírito e a Esposa dizem: Vem! E quem ouve diga: Vem! E quem tem sede venha; e quem quiser tome de graça da Água da Vida".

É isso, amado!

irmã Rosângela

Anônimo disse...

Parabéns ao Pe. Lodi

Temos que enfrentar a ideologia Petista , que é a pior coisa que temos no Brasil, tais pessoas são dotadas de sentimentos cristofóbicos.
Aqueles que reconhecem Cristo como senhor independentemente de religião seja católico, evangélico, protestante, testemunhas de Jeóva tem que esquecer as diferenças e lutar juntos contra o mal maior que assumiu a cadeira de mandatário do país.

Carlão