11 de fevereiro de 2010

Prefeito de Moscou chama parada do “orgulho gay” de “satânica”

Prefeito de Moscou chama parada do “orgulho gay” de “satânica”

Matthew Cullinan Hoffman
MOSCOU, Rússia, 27 de janeiro de 2010 (Notícias Pró-Família) — Yury Luzhkov, prefeito de Moscou, diz que as paradas do “orgulho gay” são “satânicas” e promete continuar proibindo-as, de acordo com informações das agências de notícias internacionais.
“Durante anos, Moscou vem se confrontando com pressões sem precedentes para ter uma parada gay, que só pode ser descrita como um ato satânico”, Luzhkov disse para a agência noticiosa Interfax ontem.
“Não estamos de forma alguma autorizando tal parada e não vamos autorizá-la no futuro. Não deveríamos desperdiçar tempo com todas essas bobagens de direitos humanos. O que temos de fazer é reprimi-la com a total força da lei”.
As marchas mundiais de “orgulho gay” são caracterizadas por exibições descaradas de nudez, gestos obscenos e até atos sexuais em público por parte dos participantes. Os ativistas homossexuais tipicamente usam tais paradas para insensibilizar o público para sua conduta perigosa, que está ligada a muitos transtornos médicos e psicológicos.
No passado, a prefeitura de Moscou buscou combater os organizadores da “parada gay” prendendo e multando os participantes. Os ativistas homossexuais responderam apresentando queixas no Tribunal Europeu de Direitos Humanos, que até agora recusou dar sua decisão sobre os casos.
Luzhkov fez comentários semelhantes em 2007, depois da fracassada “parada gay” de 2006, em que ele também chamou a parada de “satânica”. Ele recebeu apoio do Patriarca Ortodoxo de Moscou e os líderes islâmicos e judeus russos têm também as mesmas opiniões dele.
Cobertura relacionada de LifeSiteNews:
“March for Russia” Will Protest Abortion, Homosexuality in Face of Plummeting Population
http://www.lifesitenews.com/ldn/2008/oct/08103116.html
Russian Homosexual Activists Complain of Pride Ban to European Court of Human Rights
http://www.lifesitenews.com/ldn/2008/feb/08022006.html
Moscow Mayor Luzhkov Says “No” to Gay Pride Parade
Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com
Veja também este artigo original em inglês: http://www.lifesitenews.com/ldn/2010/jan/10012702.html
Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família o LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.

4 comentários :

Anônimo disse...

Nunca tinha parado para pensar que uma parada do orgulho gay pode ser qualificada de satânica. De fato uma tal qualificação causa um certo susto. Mas tendo se em vista a rebeldia que é contra Deus uma parada gay, os inumeros pecados que se cometem em tais paradas (como foi citado no texto, "exibições descaradas de nudez, gestos obscenos e até atos sexuais em público por parte dos participantes", entre outros), as paradas gays podem ser chamadas de satânicas.

Conspiracao disse...

Julio, precisamos desde já preparar um material (eu pensei numa cartilha, mas pode ser só um email ou um site) mostrando a enorme lista de motivos pelo qual um cristão verdadeiro não deve votar no PT e na sua candidata.
Sou funcionario publico e vejo muita gente já querendo se vender diante de promessas de promoção e tempo de vacas gordas. Mas antes de qualquer coisa, sou cristão e a ideologia do PT é uma afronta aos nossos valores. Muita gente nao sabe da militancia gay e abortista desse partido.

Anônimo disse...

Parabens a Москва e a Servia também, irmãos eslavos. No leste europeu a historia é outra.
A igreja ortodoxa nao é como a romana, que muda a cada decada, anos ou até mesmo dias risos devido a pressões, lobbies, etc.
Na Russia o lobby gay não teve fez, um ativista pr´-gayzismo britanico levou uma bifa na cara por se atrever ir em um pais que nem é dele fazer isto.
Aqui no Brasil, nos temos o sr. Luiz Mott que acha pedofilia lindo e é um dos cabeças do movimento gay baiano.

Anônimo disse...

Vontade de me mudar para a Rússia... No entanto, lembro que lá, à semelhança do que ocorre em alguns pontos da Alemanha, os jovens vislumbram o recrudescimento do antigo império (o comunista) que, por sua vez, também não era muito simpático aos cristãos... Melhor ficar por aqui mesmo.