16 de fevereiro de 2010

Juiz dá a Miller 30 dias para transferir filha para ex-amante lésbica ou enfrentar prisão

Juiz dá a Miller 30 dias para transferir filha para ex-amante lésbica ou enfrentar prisão

Matthew Cullinan Hoffman
RUTLAND, VERMONT, EUA, 28 de janeiro de 2010 (Notícias Pró-Família) — A ex-lésbica Lisa Miller recebeu 30 dias para transferir a custódia de sua filha para sua ex-parceira lésbica, ou possivelmente enfrentar penalidades criminais.
Embora Richard Cohen, juiz de Vermont, tenha até o momento se recusado a emitir um mandado de prisão para Miller, ele marcou como prazo final 23 de fevereiro para que ocorra a transferência.
Se Miller não aparecer durante esse tempo, Cohen disse em 22 de janeiro: “Considerarei todas as sanções possíveis sob a lei”, de acordo com o jornal local Rutland Herald.
Tais sanções poderão incluir até cinco anos de prisão, uma punição que vem sendo repetidamente requisitada por Janet Jenkins, que era a ex-amante de Miller.
Miller desapareceu depois que Cohen deu ordem em dezembro para que ela entregasse sua filha Isabella a Jenkins em 1 de janeiro.
Miller deu a luz Isabella por meio de inseminação artificial enquanto estava numa união civil com Jenkins em 2003. A filha dela não tem nenhuma ligação biológica com Jenkins.
Cohen ordenou a transferência de custódia depois de várias tentativas fracassadas de combinar visitas com Jenkins. Miller se opunha a essas visitas, afirmando que deixavam sua filha psicologicamente traumatizada. Miller declarou que sua filha falou de querer morrer depois de voltar de uma visita, e disse que ela havia sido forçada a tomar banho nua com Jenkins. Miller também afirma que foi abusada por Jenkins durante seu relacionamento.
A página de Miller no Facebook, bem como a página da Coalizão para Proteger Isabella, parecem ter sido removidas da internet.
Cobertura anterior em LifeSiteNews:
Ex-lésbica Lisa Miller “desaparece” antes da data final imposta por tribunal para ela entregar filha a ex-amante
Exclusive Interview with Lisa Miller, Ex-Lesbian Fighting for Custody of Own Child against "Civil Union" Partner
Lisa Miller recebe ordem de entregar custódia da filha para ex-amante lésbica
Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com
Veja também este artigo original em inglês: http://www.lifesitenews.com/ldn/2010/jan/10012901.html
Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família o LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.

Um comentário :

Anônimo disse...

Fica parecendo que o juiz quer entregar Isabella a Jenkins justamente por saber que ela é uma pessoa abusiva. Abusou da mãe, que tem lembranças horriveis do relacionamento e, agora, quer abusar da filha, que conforme declarou, odeia ficar com ela, mais do que a própria morte. O juiz não levou a vontade de Isabella em consideração, nem o seu bem estar. Esse juiz é um típico esquerdista.

Esse juiz é um homem torpe.