27 de janeiro de 2010

Governo sueco toma criança de família que educa em casa

Governo sueco toma criança de família que educa em casa

GOTLAND, Suécia, 23 de dezembro de 2009 (Notícias Pró-Família) — Uma família cristã que educa em casa poderá permanentemente perder a guarda de seu único filho simplesmente porque educam em casa. Advogados do Fundo de Defesa Aliança (FDA) e da Associação Legal de Defesa da Educação Escolar em Casa (ALDEEC) estão juntando forças como consultores legais da família a fim de persuadir o governo sueco a devolver o menino de sete anos para seus pais.
“Os pais têm o direito e a autoridade de fazer decisões com relação à educação de seus filhos sem interferência governamental”, disse Roger Kiska, assessor jurídico do FDA, com sede na Europa. “Trata-se de um governo socialista tentando criar uma criança conforme um molde de produção de massa, conforme a imagem do Estado. Sem ajuda, os pais nesses casos ficam realmente impotentes, pois o sistema pende apenas para um lado”.
As autoridades suecas tiraram a força Dominic Johansson de seus pais, Christer e Annie Johansson, em junho do ano passado. O menino foi tomado de um avião em que seus pais haviam embarcado para mudar para o país natal de Annie, a Índia. As autoridades não tinham nenhum mandado nem haviam acusado os Johanssons de algum crime. As autoridades tomaram o menino porque crêem que a educação escolar em casa é um jeito impróprio de criar uma criança e insistem em que em vez disso o governo tem de criar Dominic.
“É um dos mais vergonhosos abusos de poder que já testemunhamos”, disse Mike Donnelly, advogado da ALDEEC. “O governo sueco diz que está exercendo sua autoridade sob a Convenção da ONU dos Direitos da Criança em seu desmantelamento desnecessário dessa família. Além disso, o Parlamento sueco está considerando uma proibição básica da educação escolar em casa. Estamos sabendo de outras famílias educadoras em casa na Suécia que estão tendo mais dificuldades com as autoridades locais. Tememos que todas as famílias que educam em casa nesse país estejam em risco”.
Os serviços sociais suecos inicialmente limitaram visitas ao menino para duas horas por semana, mas agora reduziram para uma hora a cada quinta semana, e nenhuma visita no Natal, pois os assistentes sociais estarão de férias.
Em 17 de dezembro, um tribunal sueco decidiu em Johansson versus Serviços Sociais de Gotland que o governo estava dentro de seu direito de tomar o menino. Eles citaram o fato de que Dominic não era vacinado como motivo para tomá-lo permanentemente de seus pais e também afirmaram que as crianças educadas em casa não têm bom desempenho acadêmico e não são bem sociabilizadas. A tribulação deixou o menino e seus pais traumatizados.
Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com
Veja também este artigo original em inglês: http://www.lifesitenews.com/ldn/2009/dec/09122304.html
Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família o LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.

7 comentários :

Anônimo disse...

É realmente vergongonhoso, revoltante e inaceitável. Sou cristão, mas se qualquer "autoridade" estatal ameaçasse me tomar um filho, cara... eu faria de tudo que estivesse ao meu alcance, até usaria de violência, se necessário. Vocês não fariam o mesmo? Existe limite para tudo aqui na Terra. O mesmo se aplica ao estado.

Docil 43 disse...

Eh por isso que todo socialista e satanista. Que Deus nos proteja destes satanistas. Ate Mais!

Anônimo disse...

Não poder ver os próprios filhos porque os assistentes sociais sairam de férias é inacreditavelmente grotesco.

Anônimo disse...

O Lula é socialista... e Dilma, idem.

Votem neles...

O Outro Anônimo disse...

Esta é a essência do gramcismo: tomar o poder através da democracia e, uma vez instalado nele, acabar com o sistema democrático, substituindo-o por um sistema autoritário, onde o cotidiano de milhões é totalmente controlado por grupo pequeno e fechado de auto-designados líderes.
Este fato na Suécia é um exemplo nítido e acabado deste processo em curso, com o Estado se intrometendo sem reservas dentro das próprias famílias, violando a privacidade do lar e o pátrio poder, enfim liquidando com qualquer resquício da cultura democrática sob a qual está(va) construída a sociedade ocidental.
Diante disto, a única conclusão a que podemos chegar é a de que as pessoas que apoiam a filosofia e as práticas esquerdistas ou são os idiotas úteis mais idiotas que existem, ou são as pessoas mais perversas e má-intencionadas que existem. Não há uma terceira opção!

Anônimo disse...

Estamos na era da incerteza desse mundo,e da certeza do Reino de DEUS.Vide Mt.24 e Lc.21:7 em diante
Breve o Senhor tomará em suas mãos o destino desse mundo.
¨Vi outro anjo voando pelo meio do céu,tendo um evangelho eterno para pregar aos que se assentam sôbre a Terra,e a cada nação,e tribo,e língua e povo,dizendo em grande voz:Temei a DEUS e dai-Lhe glória,pois é chegada a hora de Seu juízo;e adorai Aquêle que fêz o céu,e a Tera e o mar,a as fontes das águas¨(Ap.14:6e7).

Anônimo disse...

Um verdadeiro absurdo!