29 de dezembro de 2009

Esquerda evangélica quer unificação de evangélicos do Brasil

Esquerda evangélica quer unificação de evangélicos do Brasil

Julio Severo
Aí vamos nós de novo. Com a aproximação da eleição presidencial de 2010, os evangélicos marxistas — que detestam ficar de fora das eleições — ressurgem. Como sempre, com as propostas mais elegantes e enfeitadas para unir os evangélicos.
De acordo com a revista Ultimato, umas das mais antigas publicações evangélicas esquerdistas do Brasil, “no dia 14 de dezembro, cerca de 90 líderes de diversos movimentos, associações, organizações e redes evangélicas reuniram-se na Igreja Batista de Água Branca, em São Paulo, SP. Na pauta estava a proposta de formação de uma aliança que agregue organizações, movimentos, denominações e redes evangélicas no Brasil”.
A igreja do encontro é dirigida por Ed René Kiviz, considerado por Ariovaldo Ramos um dos principais desbravadores socialistas evangélicos do Brasil. Aliás, ao citar sua própria participação na comemoração dos 25 anos de MST, Ramos também mencionou outros socialistas evangélicos importantes: Geter Borges, Robinson Cavalcanti, Caio Fábio, Marina Silva, Valdir Steuernagel e tantos outros.
O “espírito” do evento pode ser percebido vendo-se o autor da carta-convite: Valdir Steuernagel, durante anos articulista da revista Ultimato.
Esse “espírito” pode também ser percebido vendo-se os autores das principais palavras da reunião: Ed René Kivitz e Paul Freston.
Kivitz dirigiu a primeira palavra, lembrando aos pastores presentes: “Precisamos de uma rede que se articule para chamar a igreja para o serviço. E não para representatividade. Não é para trabalharmos ‘por nós’, mas sim mobilizarmos as igrejas para esta bem-aventurança [compaixão e solidariedade]”.
No entanto, não se sabe se ele se lembrou de mencionar aos pastores suas ligações pessoais com a ideologia marxista, conforme está exposto neste artigo: http://juliosevero.blogspot.com/2009/06/evangelicos-progressistas-evangelicais.html
Freston, que deu a segunda palavra, já foi militante do PT e também tem ligações com a Ultimato, sendo autor de matérias de capa nela.
E, como não poderia deixar de ser, lá estava também o bispo anglicano Dom Robinson Cavalcanti, igualmente ligado à revista Ultimato, ex-militante do PT e um dos fundadores do Movimento Evangélico Progressista (MEP), que trabalhou intensamente pela eleição de Lula em anos passados. Ele também deu sua palavra.
Por algum motivo que desconheço, a matéria da Ultimato não mencionou a presença no evento de outro evangélico progressista também ligado a Ultimato: Ricardo Gondim. Será que Steuernagel se esqueceu de mandar uma carta-convite para seu irmão-kamarada? Pobre Gondim! Deve ser terrivelmente deprimente ficar de fora de uma genuína trama marxista com disfarce evangélico.
Ultimato, porém, faz questão de citar a participação de Silas Tostes, presidente da AMTB (Associação de Missões Transculturais Brasileiras) e Débora Fahur, da RENAS (Rede Evangélica Nacional de Ação Social). Inocentes úteis?
Houve a participação de muitos pastores e líderes que, sabendo ou não, estavam ali sendo direcionados por um time majoritariamente da Ultimato para a formação de algo que ninguém “sabe” o que é ou o que será.
O resultado final do encontro produziu uma “Carta de Princípios” — ao que tudo indica, a fim de incitar a algum tipo de aliança evangélica diante das eleições de 2010. O nome ainda não está definido, pois o objetivo primordial agora é atrair mais líderes para a visão dessa “aliança”.
Talvez não seja difícil, principalmente porque eles têm sempre uma grande mídia evangélica marxista a seu lado, financiada muitas vezes por recursos de origem duvidosa. Além disso, com muitos discursos de flores e rosas, pode ser possível vencer qualquer resistência e suspeita.
O que me preocupa é o que virá no final, depois de todas as melosidades iniciais.
Valdir Steuernagel admitiu que ainda será preciso caminhar um pouco mais quanto à fundação da aliança. “Fica definido que a próxima reunião ainda não será a assembleia fundadora. Reconhecemos a necessidade de continuarmos conversando e de aglutinar mais pessoas em torno da proposta”, concluiu Valdir, conforme matéria da Ultimato, que finalizou deixando claro: “A Editora Ultimato, que tem apoiado o Grupo de Trabalho, estava presente à reunião”.
Totalmente presente!
É preciso dizer mais?
Leia mais:
Pregando muito mais do que o Evangelho: a teimosia esquerdista da Ultimato

24 comentários :

Silvio Ricardo disse...

Política e religião não se harmonizam. A primeira procede de César, a segunda de Deus.

Jesus recomendou: "Dai a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus". Em outras palavras, não se misture o joio com o trigo.

Os evangélicos entraram pelo mesmo atalho dos católicos. É por isso que vemos tantas aberrações sempre, dizem os charlatões, "em nome de Jesus". Daí os auto-intitulados "apóstolos", "bispos", "missionários", etc..

foralula disse...

o fato de haver tanto antiamericanismo gratuito nas igrejas evangélicas brasileiras, e não se ouvir nenhum pio sobre Ariovaldo, Freston, Gondim e outros luminares socialistas/esquerdistas evangélicos, dá uma boa idéia de quais os objetivos dessa reunião.

e o pior é que a grande massa evangélica desconhece tudo isso.

em tempo: me lembro que, no programa que Gondim, Ariovaldo, Ed e outro do qual não me lembro o nome, tinham na TV alguns anos atrás, Gondim se referiu ao "mito do Éden". e não foi desdito por nenhum dos outros 3.
um crente e pastor que acha que o Éden foi um mito, enquanto que apóia as doutrinas esquerdistas, deveria ser honesto e apostatar de vez. entretanto, permanece em nosso meio. qual será o objetivo?

Jorge Fernandes Isah disse...

Júlio,

Os liberais, cada vez mais marxistas, se unem ideologicamente para, em nome da unidade cristã, difundirem e implementarem seus ideais socialistas e/ou existencialistas, numa cartilha que visa exclusivamente trazer uma salvação social e antropocêntrica, em que o Verbo encarnado é apenas uma isca, um subterfúgio ardioloso para enganar os incautos.

Em contrapartida, nós, os teologicamente unidos em nome do Senhor Jesus Cristo, observamos displicentes mais uma investida do mal contra as sãs doutrinas, e estamos cada vez mais distantes da unidade do Corpo, no sentido em que não fazemos muito por ele, e consequentemente, não fazemos nada por nós mesmos.

Enquanto acharmos que o mal não tem rosto ou apenas o rosto do "diabo-sem-face"; enquanto acharmos que os seus asseclas não passam de potestades espirituais, e de que não estão encarnados em muitos pretensos cristãos; enquanto acharmos que a luta não é nossa; eles se unirão, e não conseguiremos nada além do que manter a dissenção entre nós.

Que o Senhor nos desperte do marasmo, avive a Sua santa Igreja, e nos capacite a lutar com as armas do Espírito, sem nos esquecer de que a maior delas é a pregação pura e cristalina do Evangelho de Cristo, e, pelo qual, devemos rejeitar toda forma de corrupção e desvios humanos.

Cristo nos abençoe!

Grande abraço!

PS: Retransmiti o texto para a minha lista de contatos.

Herberti disse...

Este antiamericanismo, citado por Foralula, além de gratuíto é uma enorme demonstração de ingratidão com a igreja norte-americana, para com a qual a igreja brasileira tem uma dívida histórica devido aos inúmeros missionários e missionárias que de lá vieram, abandonando o "american way life" para gastarem suas vidas aqui no Brasil, então terra insalubre. Garanto que muitos destes militantes esquerdistas, ou seus pais, ouviram o evangelho de algum esquecido pastor norte-americano.
Agora eu pergunto: que benefício real e concreto o comunismo trouxe para a nação brasileira ou ao menos para a igreja brasileira? Que parte do nosso desenvolvimento como nação devemos à esta gente amante do vermelho mas que foge de medo quando se começa a falar no sangue de Jesus?
Alguém pode me dizer???

marcelo victor disse...

Como disse recentemente uma pessoa influente no Brazil: "Dá saudade do tempo em que os três poderes eram o Exércio a Marinha e a Aeronáutica".

Direita e esquerda só no juízo daquele grande dia, em que os bodes salafrários, os mentirosos, as prostitutas (sociais ou não), os políticos, os traficantes, os donos de boca de fumo, os efeminados, as promotoras de aborto, os adúlteros, os juízes que autorizam casais homossexuais a adotarem cirnaças (pedofilia oficializada) e os falsos cristãos irão para o ABISMO (a esquerda).

obs: para visitar o morro do pavão, no RJ, Lula e Cia tiveram que fazer acordo com o chefe geral do tráfico (pedir autorização), pode?! Veja aonde chega a corrupção e o mar de lama em que estamos chafurdados.

Gays de Direita disse...

Estão querendo transformar o Espírito Santo em "Espírito Social"... Nem imaginava que existia uma esquerda evangélica, mas com certeza não deve ser algo muito diferente da versão "católica" denominada Teologia da "Libertação" (prefiro dizer Teologia do Cativeiro).

Faz-se necessário questionar se os deputados da Bancada Evangélica, omissos ao PLC 122, fazem ou não parte dessa empreitada pelo voto.

Me parece que hoje infelizmente o único valor moral considerado neste país é o valor do dinheiro.

Gabriel Nagib disse...

Publica aqui a resposta do Ariovaldo ao site MSM...

Adonias Soares disse...

Julio, hj eu posso considerar vc como a minha melhor fonte de informação. Aliás, esses posts sobre "esquerda evangélica" me será util daqui uns dias. Deus o abençoe muito.

incognitus - Pedro Henrique Bougleux disse...

Mas que coisa agora quer dizer que alem dos comunistas catolicos temos tbm os evangelicos contaminados?
O papa falando em descomunizar a sua igreja inquisicionista que abençoou os canhoes da 2@ guerra e criou aqui as pastorais ; carceraria, da terra (MST) etc etc ainda flando em canonizar o papa da 2@ guerra...........valha-me D~us todo-poderoso

Ariovaldo Ramos, em mensagem original publicada no Mídia Sem Máscara disse...

O irmão Severo está equivocado: a citação que fiz no meu artigo, publicado no site do EPJ, foi homenageando os que lutam pela justiça, o que, convenhamos é uma demanda bíblica. Muitos, dos que citei, não apoiam o MST, o que não significa que não lutem pela justiça. O uso do texto foi inadequado. A idéia de desbravador socialista não está no texto citado pelo irmão Severo. Todos os que conhecem o Pr Ed Rene, sabem que ele tem posição crítica tanto ao socialismo como ao capitalismo, de modo que o irmão foi injusto para com o Pr. Ed.

Fico impressionado, por ser citado no cabeçalho de um artigo que fala de uma reunião onde não falei, e onde fiquei 30 min, uma vez que tinha de viajar para o interior de SP, o que parece demonstrar que o irmão está eivado por questões não confessadas.

Apoio a unidade, como qualquer cristão que sonha por uma manifestação da Igreja, que represente a fé cristã bíblico-histórica, como o dizia Francis Schaeffer.

Lamento que o irmão Severo atribua à busca pela unidade, questões de fundo ideológico e político-partidário. Não os há.

E também lamento que o irmão Severo tenha transformado a sua escolha pessoal por um regime econômico, num libelo para acusar a todos os que, com este não concordem, em não cristãos.

Enfim, lamento que o irmão Severo não converse, apenas ataque.

Não sou pró aborto, não sou pró gayzismo, seja lá o que isso signifique.

Espero que o irmão Severo reconsidere. E que um dia possamos conversar como cristãos, sob a sombra da cruz.

Julio Severo disse...

Prezado Ariovaldo

Fico feliz com sua declaração de que você não é “pró-aborto nem pró-gayzismo”. Tenho também essa posição. E é justamente por tê-la que nunca apoiei Lula e a esquerda.

Mas você apoiou Lula na eleição de 20002, mesmo sabendo dos riscos. E depois que Lula lançou um governo agressivamente pró-homossexualismo e pró-aborto, você voltou a apoiá-lo na eleição seguinte.

Sem mencionar seu apoio declarado a Hugo Chavez da Venezuela, chegando ao ponto de viajar para a Venezuela para lamber as patas do ditador. Sem mencionar seu apoio ao MST. Se isso não é radicalismo, o que é então?

Eu não sabia que você havia também ido ao evento e sua citação no meu texto foi apenas como referência. Mas, seja como for, toda a esquerda evangélica, na qual você está incluído com destaque, tem uma visão de justiça que difere radicalmente do Evangelho. Assim, naturalmente, sua luta pela justiça está dentro da sua visão e experiência esquerdista. Tenho certeza de que você apoiou o ditador Chavez e o MST porque essa é a sua visão de “justiça”.

E isso não é tudo. No evento comemorando os 25 anos do MST, você representou oficialmente a Igreja Batista da Água Branca, do Kivitz, e a entidade esquerdista “Evangélicos pela Justiça”, o mesmo movimento denunciado no meu blog como dizendo que na América Latina só Cuba, Venezuela e Bolívia acabaram com o analfabetismo, sendo que a realidade mostra que os que essas ditaduras vermelhas fizeram foi domesticar e doutrinar suas populações. Essa é a justiça sem vergonha crida, pregada, adorada e promovida pelos esquerdopatas evangélicos.

O que acho mais digno de nota é que você é mais explicito em seu radicalismo esquerdista, enquanto outros como Kivitz são mais astutos. Lidei com a astúcia esquerdista do Kivitz aqui: http://juliosevero.blogspot.com/2009/06/evangelicos-progressistas-evangelicais.html

Em menor ou maior grau, boa parte dos líderes no evento ocorrido na igreja do Kiviz vive nessa astúcia, por amor à sua ideologia. Querer negar isso é ridículo.

A maioria deles apoiou Lula para a presidência e alguns só pararam de apoiá-lo, como Robinson Cavalcanti, porque acham que Lula “traiu” o socialismo. É gente mais radical do que Lula. E você quer que eu lide na base da conversa?

Na minha humilde opinião, essa maldita ideologia esquerdista, que enganou os cristãos do Brasil a eleger um governo que trouxe um dilúvio de fanatismo pró-aborto e pró-homossexualismo, merece ser atacada dia e noite.

Mas agora preciso ser um pouco explícito também:

À sombra da cruz, a teologia da libertação e suas variantes protestantes não sobrevivem. Ali, também não sobrevive a incoerência, onde um cristão diz que é contra o aborto, o homossexualismo e outros pecados mas apóia políticos que promovem ativamente essas aberrações.

À sombra da cruz há libertação para todos.

Tenho certeza de que estando à sombra da cruz, você não precisará conversar com o humano Julio Severo, pois a conversa mais importante ali tem de ser com Jesus Cristo.

Nós sempre precisamos de Jesus Cristo para nos salvar. Há tantas loucuras e vãs filosofias — dentro e fora das igrejas — que só Ele pode nos salvar.

Mas não culpe o Evangelho se até agora gente como Kivitz, Gondim, Cavalcanti, Freston e o restante da turma da Ultimato não foram libertos de suas vãs sutilezas e ideologias. E jamais pense que pessoas portadoras do título de pastor vão automaticamente para o céu.

foralula disse...

herberti,
sem falar no dollar.
os brasileiros até hoje colhem os frutos do dollar, o cascalho, as verdinhas enviadas para cá pelas juntas missionárias americanas.
o Gondim, se não me engano, é um dos que batalham pela substituição da teologia "americanizada", como ele chama, por uma brasileira.

amaury disse...

já há algum tempo tomei a decisão de não participar nem assistir a qualquer coisa na qual o Ariovaldo esteja envolvido.

creio que há grande chance de que ele ou outros podem ser tomados pelo vitimismo, ao saber dessa minha atitude. tipo "nossa, como o amaury é radical, não precisava disso, somos irmãos, quem perde com isso é o amaury, etc. etc.".

paciência. não quero me envolver com alguém que apóia Lula e o MST e que diz que Chavez está seguindo os passos de Jesus Cristo.

Anônimo disse...

Meu Deus!!!!! Domingo passado um "missionário" vindo do Brasil da Igreja do Ed René pregou aqui na nossa igreja. Sua pregação foi bem centrada e fundamentalista. Uma ferramenta usada pela esposa dele, a psicologia bem como a área a qual eles querem ministrar na nossa Igreja já me deixava pensativo. Durante a apresentação dos mesmos pelo nosso pastor, ficou claro que eles querem ministrar para famílias, e que a experiência como psicóloga da esposa dele, e também a experiência deles nesta área familiar seria de grande valia para resolver, problemas de casais, de filhos, que viessem a ocorrer na nossa Igreja e outras tantas que quiserem também o ministério dos missionários recém chegados do brasil. Só o fato de falarem em psicologia já me entristeceu. O Evangelho de Jesus Cristo é poderoso e suficiente para governar a vida de todos os cristãos. Esta doutrina humana é excelente para fazer o "mundo" se sentir bem com o pecado, uma tentativa humana de aliviar a consciência sem o arrependimento, por isso não vejo em que valia pode ter a psicologia para lidar com o povo de Deus. O Evangelho de Cristo é suficiente, ...a sua graça é suficiente". A ferramenta que eles querem usar, e a origem de onde vêm me entristece, de verdade. Não sei se o nosso pastor conhece a trajetória socialista e petista do líder da Igreja deles, o Ed René. Mas só o fato da psicologia já ter as portas da nossa Igreja aberta para que ela entre, é preocupante. Minha oração que o pastor acorde, minha oração é que o Senhor Jesus, os afastem de nós ou que também se arrependam e preguem somente o Evangelho da vida, da liberdade(que o socialismo do Rene nunca proveu) do arrependimento, da edificação das famílias, da graça, o Evangelho de Cristo.

Edinei

Zenobio Fonseca disse...

Caro Julio, muito claro as suas colocações sobre líderes esquerdistas evangélicos no Brasil. O que me entristece é a falta de conhecimento dos irmãos em Cristo sobre essas ideologias que destroem e corrompem os valores cristãos, sob o pálio da compaixão e assistencialismo cristão. Homens com muita cultura, mas com pouca unção... Unção para curar, unção para perdoar, unção para pregar o evangelho genuíno, unção para viver uma vida normal sem os carrões, aviões, mansões, roupas e grifes próprias... Enfim unção para orar pelos governantes e eles se converterem dos seus pecados e mudarem as políticas que tentam doutrinar o povo com migalhas e com isso eternizarem-se no poder, apagando os conceitos e valores pregados por JESUS.
Estou ficando cansado de homens de boa eloquência, boa escrita midiática (com livros e autoajuda), mas sem unção do alto.
Estou cansado de ver homens públicos "cristãos" arrumando desculpas para apoiar o atual governo, quando este governo aniquila via programas expressos os nosso valores. Mas esses homens recebem as "verbas", as indicações de cargos públicos, as concessões de TVs e rádio para falar bem do cara.

Anônimo disse...

É uma tristeza ver a que ponto chegou o Pr Kivitz, que já foi um homem que, quando pregava, as pessoas diziam "falou direto para mim, respondeu as questões nas quais eu estava pensando essa semana, como se Deus tivesse ouvido e respondido através dele". Com o tempo, as pregações de Kivitz se tornaram cada vez menos inspiradas, como se ele tivesse perdido sua capacidade de ouvir a voz do Espirito Santo. Quando saí da IBAB, ele parecia oco. Falava como qualquer ateu.

Socialismo seca a alma.

Anônimo disse...

Prezado Julio


Gostaria de saber que denominações são esquerdistas e apoiam o governo Lula atualmente.
Impressionante o que ocorre hoje no Brasil. É triste de ver e a reação tem que ser imediata.
Tenho acompanhado seus textos e informações, são valiosas e procuro passar adiante.
Parabéns pelo seu blog. Que Jesus o cubra de bênções e o proteja sempre.


Maria Cristina SP

João disse...

CONHEÇO UMA MEIA DUZIA DE "PASTORES, BISPOS, APÓSTOLOS" QUE VENDERIAM A ALMA AO DIABO PARA SE DAREM BEM... ATÉ QUANDO DEUS VAI DEIXAR O EVANGELHO CONTINUAR A SER MANCHADO E SUA IGREJA CADA VEZ MAIS ELAMEDA?

IGREJA EVANGELICA BRASILEIRA: ISTO É UMA VERGONHA!!!!

Anônimo disse...

Olá Julio Severo. Td bem?

Acompanho seu blog há um bom tempo e finalmente decidi te escrever. Há muitos artigos que confesso me surpreenderem e alguns que não vejo muita relevância devido a exaustão de artigos lidos e relacionados ao mesmo tema.

O motivo que me leva a escrever na verdade é sobre o artigo "Esquerda evangélica quer unificação de evangélicos do Brasil" que cita a revista Ultimato, não sou defensor de nenhum tipo de revista mas sou assinate da Ultimato há uns 3 anos pelo menos e inicialmente achei uma boa revista com artigos bem embasados, opinioes de bom senso e bem diferente dos sermoes neo pentecostais que eu ouvia na época, de certa forma os artigos da revista traziam um certo refrigerio diante da extorsao mental que recebia na igreja. Tirando a sessao de cartas da revista que me dá certo nojo devido a discussao teologica imbecil que se trava sem nenhum enriquecimento em minha opiniao.

Ao ler seus artigos junto de alguns amigos de mesma fé, tenho percebido que muitos articulista da revista nao sao tao cristaos como deveriam, não que esteja dando todos os créditos a você ou a revista mas depois do artigo da Braulia Ribeiro e este ultimo que citei, sinceramente, já estava como pé atrás em renovar minha assinatura agora entao, não sei de vez.

Detesto a ligaçao que fazem entre a figura de Jesus e socialismo, por uma epoca de minha vida fui defensor de ideias desse tipo, li livros esquerdistas, "herois" revolucionários e quando ouvi na igreja que Jesus tinha um pezinho com as bases solialistas me apaixoi pela politica e tantas ideologias de grupos de direitos, enfim, passados alguns anos e principalmente das lambaças do governo Lula, repensei minha fé e algumas ideias e vejo que Cristo veio senao para salvar nossa alma, apenas isso, nada de ligaçoes politicas ou outras interpretaçoes financeiras para suas obras.

Preocupo-me em ler uma revista que agregue bons valores e como muitos crentes ando bem descepcionado com o cenario evangelico nacional, dp de Garotinho e Cia, Carlos Rodrigues e outros.

Penso em comprar alguns números da Christianity Today para ver se pelo menos não são os mesmos articulistas tendenciosos da Ultimato e ler algo que sei que irá criar distorçoes em minha fé, pergunto para você, qual ou quais publicaçoes cristas vc vê imparcialidade e qualidade no Brasil?

Forte abraço, que Deus te abençoe e te livre de todas as perseguiçoes que tem sofrido.

Rodolfo

Julio Severo disse...

Estimado irmão Rodolfo

Na minha humilde opinião, a melhor revista evangélica é a Impacto: http://www.revistaimpacto.com.br/

Anônimo disse...

A Reunião de fato http://alexfajardo.wordpress.com/2010/01/08/lideres-evangelicos-discutem-formacao-de-uma-rede-nacional/

Charles Fernando disse...

Por mais que eles sejam espirituosos, falta-lhes o dom da política...

Não sei, mas eles estão cometendo o mesmo erro do conservador Von Papen, que deixou Hitler subir ao poder porque achou que podia dominá-lo. Deu no que deu. Hitler teve bastante apoio de cristãos que foram enganados infelizmente.

Como você disse, são mais radicais que o Lula, Deus tenha piedade dos que acham que a solidariedade de Jesus é a solidariedade estatal. Ora, a solidariedade estatal é para os que não praticam a solidariedade de Jesus!

Vejo sim, que em maior ou menor grau, boa parte do que você cita é de esquerda, e você está correto nas suas admoestações.

Anônimo disse...

O Ariovaldo deveria se calar, ele ainda convence há muitos, mas há um bom grupo que sabe quem ele é: envolvido com mulheres com quem não poderia se envolver, sendo uma delas da Visão Mundial - organização que ajudou na construção dessa ecumenica esquerda evangelica. Assim como os socialistas que ele admira, tem uma postura na pregação e outra na vida, é esbanjador e vaidoso, o que não combina em nada com esse papo de justiça.

ideraldo disse...

Politica, podridão dos evangelicos!!Crentes renascidos jamais se misturam com esta podridão...nunca nasceram da água e do espírito...com uma multidão incauta e estúpida sem conhecimento bíblico...