23 de novembro de 2009

O socialismo, o islamismo e o inferno

O socialismo, o islamismo e o inferno

Julio Severo

Atualmente, a ideologia politicamente correta (que é mais uma das muitas máscaras do socialismo) condena não os criminosos, mas os crimes. Quando um maometano entra num lugar, grita "Alá é grande" e mata com bomba ou arma de fogo muitas pessoas, os jornalistas PCs (politicamente corretos) se limitam a dizer que "uma bomba" matou várias pessoas… Ou que a violência matou várias pessoas… Ou então, de forma igualmente genérica, que o terrorismo matou várias pessoas…

Protegendo os islâmicos e tirando a proteção de cristãos

Aliás, o mesmo socialismo que condena os cristãos conservadores como "fundamentalistas" e "fanáticos", protege o islamismo chamando-o de "religião de paz" — enquanto seus adeptos persistentemente tiram a paz e a vida de centenas de milhares de pessoas inocentes todos os anos.

Essa proteção, em boa parte, é um efeito da luta de alguns judeus socialistas ocidentais, que conseguiram estabelecer leis de proteção às minorias. Essas leis são hoje usadas por ativistas homossexuais e islâmicos para proteger seus próprios interesses e impor sobre as sociedades ocidentais a ideologia homossexual e islâmica. Quem paga a conta de tudo isso são os cristãos, que acabam sofrendo pressões e opressões de grupos diametralmente opostos.

Em contraste, os cristãos são rotineiramente perseguidos em países islâmicos. Mas, por incrível que pareça, agora os maometanos exigem uma lei internacional contra a "islamofobia", pois eles dizem que o islamismo precisa ser protegido das pessoas que não gostam do terrorismo e de terroristas criados pela "religião da paz". Os maometanos, com o apoio dos socialistas, aprenderam a tirar proveito da paranóia ocidental contra a intolerância, preconceito e discriminação e estão conseguindo perseguir e oprimir cristãos e judeus em seu próprio território.

Em matéria de paranóia, a mente islâmica radical em nada deixa a desejar à mentalidade socialista.

Mahmoud Ahmadinejad, o presidente do Irã que nega o Holocausto e diz querer destruir Israel, tem um governo que não vê problema algum em torturar e matar homossexuais. Mas Ahmadinejad nunca foi incomodado pelos mesmos grupos socialistas de direitos humanos que rotineiramente acusam os cristãos de "crimes" contra os homossexuais. Esses "crimes" cristãos não se referem a atos de violência real, mas exclusivamente opiniões que refletem a condenação da Bíblia às práticas homossexuais. Essa é a realidade socialista: silêncio para com o que o Irã islâmico faz, e muitas mentiras covardes contra os cristãos.

A visita do presidente do Irã ao amigo Lula no Brasil

Por falar em Ahmadinejad, ele estará visitando o Brasil no final de novembro. Ele será recebido de braços abertos pelo amigo socialista Lula.

Ahmadinejad financia grupos terroristas contra Israel, porque desconhece e rejeita a aliança de Deus com Abraão, Isaque e Jacó. Lula mantém amizade com Ahmadinejad porque… Por que? Escolha você a razão:

Lula não se importa com a aliança de Deus com Abraão, Isaque e Jacó.

Lula não se importa com as violações de direitos humanos dos cristãos no Irã.

Lula não se importa com as violações de direitos humanos dos judeus no Irã.

Lula não se importa com a tortura e assassinatos de homossexuais no Irã.

Lula não se importa com o patrocínio iraniano aos grupos terroristas muçulmanos contra Israel.

Você poderia apresentar uma lista longa de problemas na Ditadura Islâmica do Irã, mas Lula não se importa. Os socialistas são assim: eles não se importam com Deus, com valores morais, com inferno e até com seus próprios amigos socialistas — a não ser que tenham grandes interesses pessoais envolvidos. Não há nada mais importante para um socialista ambicioso do que promover a glória de seu próprio umbigo.

Socialista Shimon Peres visita socialista Lula

Tentando talvez amenizar a visita de Ahmadinejad ao Brasil, o presidente de Israel, Shimon Peres, tomou a iniciativa de visitar o Brasil antes de Ahmadinejad, no dia 10 de novembro. Contudo, Lula também não se importa com o fato de que Peres tenha os mesmos sentimentos "democráticos" socialistas com relação ao aborto e o homossexualismo.

Apesar da afinidade ideológica, moral, política e ética com Peres, Lula prefere a amizade de Ahmadinejad, que tem posições opostas a Lula e a Peres nas questões do aborto e homossexualismo. Lula deixaria de abraçar Ahmadinejad só porque o camarada socialista Peres não se sente bem com o desejo de Ahmadinejad de destruir Israel? Por algum motivo, Lula vê em Ahmadinejad mais um meio de promover sua própria glória.

Por sua vez, Shimon Peres pouco se importa com o fato de que, em quase oito anos de governo e tendo visitado vários países islâmicos vizinhos de Israel, Lula nunca tenha tido a menor disposição de visitar Israel. Em resposta ao descaso óbvio de Lula para com Israel, Peres disse: "Ele tem sua agenda e suas prioridades. Não tenho que lhe dar lições. Nós o consideramos um amigo. Nós nos conhecemos há muito tempo. Começamos na mesma trilha socialista. Então posso dizer que lembro dele 'desde a infância'. Ele tem seu próprio jeito de priorizar as coisas".

A mente socialista anda de mãos dadas com a paranóia — seja no Brasil, nos EUA e até mesmo em Israel. A mente socialista não se importa com o mal quando o vê. Quando um homossexual estupra um menino de 6 anos, o jornalismo socialista vê apenas um genérico "estupro contra uma criança", sem trazer identificações específicas comprometedoras para o movimento homossexual. Quando um terrorista islâmico mata inocentes, o jornalismo socialista aplica a mesma medida, noticiando apenas "a bomba que matou várias pessoas", ou o "terrorismo que matou várias pessoas", deixando o islamismo radical totalmente isento e protegido.

De forma oposta, qualquer crime contra um homossexual vira oportunidade para lançar sobre os cristãos uma culpa específica e detalhada pelo crime, mesmo que nenhum cristão esteja envolvido e mesmo que as circunstâncias do crime indiquem possibilidade de violência entre os próprios homossexuais. Isso faz parte da paranóia socialista.

A paranóia da ideologia da diversidade e tolerância

Em países em que o socialismo domina em plenitude, os inimigos do sistema são eliminados por qualquer e todo motivo. Veja Cuba, Coréia do Norte, etc. Em países em que a população está gradativamente sendo condicionada a abraçar o socialismo, a sociedade é primeiramente levada à paranóia. É pura paranóia aprovar leis que condenam cristãos pelo crime fictício de "homofobia", pois os cristãos não têm uma tradição de matar homossexuais. Mas assim agem Obama e Lula.

Nos EUA, o Ministério de Segurança Nacional de Obama diz que um terrorista verdadeiro se destaca por algumas características especiais: ele pode ser alguém que se opõe ao aborto e ao homossexualismo. A adesão ao islamismo não pode ser classificada como característica de terrorismo, pois os maometanos são minoria e merecem proteção. Portanto, embora todos os terroristas que atacaram os EUA em 11 de setembro de 2001 fossem islâmicos, e embora todos os terroristas que atacam Israel sejam islâmicos, a ética socialista manda ignorar esse fato, assim como manda esconder no noticiário a palavra "homossexual" ou "homossexualismo" em todos os crimes violentos em que meninos foram vítimas de um homossexual.

Proteger a diversidade e a tolerância à perversão no Brasil, EUA e Europa enquanto apoiando o Irã e outros países islâmicos que detestam a diversidade e a tolerância é marca registrada da paranóia socialista. Os socialistas podem criticar, condenar e xingar Deus e seus seguidores, mas para eles a diversidade e a tolerância são sagradas — apenas no Brasil, EUA e Europa, e jamais no Irã, Cuba, Arábia Saudita, etc. Sei disso por experiência, pois meu blog já esteve na mira do Ministério Público Federal (MPF) por críticas ao homossexualismo e ao islamismo. Em março de 2008, quatro jornalistas islâmicos de São Paulo entraram com queixa no MPF pedindo o fechamento do meu blog por preconceito ao islamismo, porque denunciei terroristas islâmicos.

Direito de livre expressão de criticar o homossexualismo e o islamismo? Isso é conversa de capitalista!

Em julho de 2007, na mesma época em que meu blog foi fechado por alguns dias por causa de acusações e calúnias dos ativistas homossexuais, denunciei que o site homossexual ParouTudo havia publicado um artigo defendendo abertamente a pedofilia. (Veja o texto pedófilo aqui: http://juliosevero.blogspot.com/2007/07/pedofilia-e-homossexualismo.html) Eu pedi que as autoridades investigassem e se mobilizassem, mas hoje, mais de dois anos depois, absolutamente nada foi feito. Esse é o vale-tudo da diversidade e tolerância onde até a pedofilia defendida por homossexuais é beneficiada?

O site ParouTudo continua no ar, sem nenhum problema, mas paira sobre meu blog o risco de ser fechado pelo MPF. Não é vergonhoso o Blog Julio Severo ser alvo de ações do MPF enquanto ativistas homossexuais defendem a pedofilia bem debaixo do nariz da "justiça" literalmente cega? É ou não é paranóico tirar o direito de livre expressão do Blog Julio Severo e manter o direito de livre expressão de sites homossexuais que defendem abertamente a pedofilia?

Por isso, se você acha paranóico Lula abraçar Ahmadinejad (cujo governo odeia cristãos, Israel e homossexuais), isso é socialismo. Se você acha paranóico Obama mirar com exclusividade cristãos conservadores que se opõem ao aborto e ao homossexualismo e isentar terroristas cuja identificação comum é a "religião da paz", isso é socialismo. Se você acha paranóico Shimon Peres se humilhar diante de um Lula que se alia a Ahmadinejad, isso é socialismo.

O Israel moderno, dominado pelo socialismo, tem paradas gays e aborto legalizado. Mas com toda essa incrível afinidade ideológica, Lula prefere Ahmadinejad, que não permite nem aborto nem homossexualismo na ditadura islâmica do Irã. Por amor à sua própria glória, um socialista — seja ateu, católico, islâmico ou evangélico — poderia entregar a própria mãe e a própria pátria ao diabo.

Os judeus rebeldes de Israel no passado, cujo testemunho de apostasia se encontra no Antigo Testamento, faziam pouco caso do inferno, para onde acabaram indo. Hoje, mesmo conhecendo em menor ou maior grau esse testemunho, Lula, Obama e Shimon Peres igualmente fazem pouco caso do inferno e se prostram diante do mesmo socialismo que está vendendo suas nações aos enganos mortais da ideologia homossexual, abortista e islâmica.

Fonte: www.juliosevero.com

Muçulmanos suicidas perdem para evangélicos e judeus suicidas

Paranóia esquerdista: Governo de Obama classifica de "potenciais terroristas" pessoas que são contra o aborto

Lula, o amigo de Ahmadinejad do Irã

Irã, ódio aos judeus e o esquizofrênico governo Lula

Lula surpreende o mundo com seu discurso sem precedentes sobre direitos humanos na ONU

O preço da elevada popularidade de Lula

7 comentários :

Silvio Ricardo disse...

Excelente artigo!

Tudo verdade!

A calhordice dos socialistas é infinita. E pra ser sincero, duvido muito que gente dessa laia (gayzistas, abortistas, terroristas...a grande e trevosa família infernal) se arrependa do que faz.

E o que dizer do Ministério Público Federal que deveria tomar todas as suas decisões pautadas no mais elementar bom senso? Simples! São um monte de engomadinhos idiotas e covardes (e creio que ali dentro esteja trabalhando um bom número de militantes destas causas satânicas).

Leonardo disse...

É lamentavel um presidente que apoia um terrorista eu mesmo tenho vergonha de ser governado por um presidente de esquerda que alem de apoiar terroristas ainda é contra a extradição de um assassino italiano (que agora não lembro o nome) e ainda mais o ministro da justiça que é a favor do asilo politico para esse assassino esse ministro devia tomar vergonha na cara em dizer uma coisa dessa em rede nacional. julio essa sua materia é muito bem elaborada continue assim metendo pau nesses escravos do diabo.

Peregrino disse...

As cuecas do Julio Severo tem mais valor e decoro do que as togas dos procuradores do MPF.
.
Procurador Federal virou apenas um nababo que serve para decorar a arvore de natal da "democrácia" brasileira.
.
São literalmente uns traidores do próprio povo sustentados em berço de ouro pela população, que servem apenas para viajar para a Europa e fazer lindos discursos sobre diversidade e direitos humanos em congressos promovidos pela imunda ONU.
.
Dentro de 20 anos está mesma Europa será muçulmana, onde então estes engomadinhos laureados farão os seus discursos sobre respeito a diversidade?

Tiago Fernandes disse...

O Senhor Jesus está as portas,então essa corja terá o seu pago;Mas enquanto isso não acontece.Veremos os cumprimentos da profecia,especialmente essas

"E foi-lhe permitido fazer guerra aos santos, e vencê-los; e deu-se-lhe poder sobre toda a tribo, e língua, e nação."Apoc 13:7

"E pelo seu entendimento também fará prosperar o engano na sua mão; e no seu coração se engrandecerá, e destruirá a muitos que vivem em segurança; e se levantará contra o Príncipe dos príncipes, mas sem mão será quebrado."Daniel 8:25

"E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará."Mat 24:12
É o Senhor purificando o seu povo,antes que venha.MARANATA

marcelo victor disse...

No endereço eletrônico http://www.novae.inf.br/site/modules.php?name=Conteudo&pid=1112 encontramos uma análise a respeito da esforço maligno dos yankes para criar um INIMIGO e justificar suas ações criminosas, levada a efeito contra seus semelhantes (como repetição da passagem de Abel e Caim).
Como gado, o povo assimila as idéias pregadas maçiçamente nos meios de comunicação e segue amaldiçoando os mulçumanos (os INIMIGOS), como se eles não tivessem sentimentos e não fossem nossos irmãos, inclusive de sangue, pois todos temos a mesma origem.
O mais curioso é que muitos ignoram que eles sempre existiram e nunca representaram uma ameaça para a paz e para a perpetuação da espécie...
Enquanto assistimos e concordamos com tudo isso, corremos o risco de que as profecias se cumpram por completo e um "ventinho" do Senhor espalhe por todo o planeta uma enxurrada de partículas atômicas desenvolvidas pelos filhos do dono do mundo (o príncipe das trevas), dando ao homem o que ele merece, pois prefere ouvir a voz do diabo e blasfemar do único e soberano Criador (exatamente como Adão e Eva, nossos pais biológicos).
Tais blasfêmias estão bem explicitadas, entre outras, pelas seguintes razões:
1 - Pela conduta homossexual apoiada pelos governos (cujos membros são praticantes ativos e/ou passivos);
2 - Pela legalização do homicídio de crianças inocentes e indefesas através do aborto;
3 - Pelo aumento da violência entre semelhantes (isso gera lucro);
4 - Pelo endeusamento e apologia à nudez feminina (destruindo os valores da santidade e pureza das mães, nelas próprias);
5 - Pelos filmes abomináveis apresentados pela mídia com mensagens subliminares diabolicamente engendradas para destruir os valores cristãos;
6 - Pela luta entre os sexos, em contraposição à determinação divina de que a esposa deve ser submissa ao esposo e favorecendo à inversão dos papéis sociais, tidos como ultrapassados.

Os homens estão cada vez mais efeminados e as mulheres estão cada vez mais donas de si (masculinizadas e infelizes), gerando em seus ventres seres anômalos que ainda são chamados de "filhos".
Todavia, pode ser que em breve inventem uma nova denominação para esses "sereszinhos" que, segundo as mulheres, "dão muito trabalho e atrapalham suas vidas" libertinas.
O mais curioso disso tudo (e abominável) é presenciar as mulheres quererem transferir o papel e o sentimento materno para casais homossexuais masculinos que, vejam só, agora cismaram em se tornarem MÃES (era só o que faltava!).
Surge uma pequena pergunta que os juízes, que aprovam e autorizam essa abominação, deveriam fazer a si próprios: o que um sodomita e um efeminado ensinarão para uma criança inocente?
A resposta parece ser lógica: SODOMIA ativa e passiva (valores que defendem e praticam), inclusive se os homossexuais forem os filhos desses mesmos juízes.

Peregrino disse...

Apenas um adicional, eu não sou contra a criminalização da prática homossexual em paises islãmicos, eu a acho correta e justa, já que é prevista no próprio Alcorão, e se alguém discorda que critique então o próprio Alcorão.

E apesar do texto do Julio, eu admiro Armadnejad, e jamais iria a uma passeata protestar contra uma suposta ditadura ao lado justamente de gays. Seria a mesma coisa que ir a uma passeata contra a monarquia ao lado de um rei.

Justhiceiro disse...

Parabéns marcelo victor!

Parabéns pelas sábias palavras e parabéns também ao Julio Severo pela visão do regime Islã entre Mulçumanos, Judeus e Cristãos.

A verdade tem que ser dita mesmo que nos custe as nossas vidas.

http://www.youtube.com/user/justhiceiro

Abraço do irmão - Justhieiro