12 de outubro de 2009

Menina inglesa de 14 anos morre depois de vacinação do HPV

Menina inglesa de 14 anos morre depois de vacinação do HPV

Thaddeus M. Baklinski

COVENTRY, Inglaterra, 29 de setembro de 2009 (Notícias Pró-Família) — Natalie Morton, uma menina de 14 anos que freqüentava a Escola Blue Coat da Igreja da Inglaterra, morreu hoje, horas depois de receber Cervarix — a polêmica vacina contra o câncer cervical produzida para o mercado inglês pela Glaxo SmithKline.

Natalie recebeu a injeção como parte da campanha de vacinação do Ministério da Saúde da Inglaterra dirigida a adolescentes com o objetivo de protegê-las contra as variantes do papiloma vírus (HPV), que é uma doença sexualmente transmissível.

O MS começou a campanha de vacinação em abril do ano passado e registrou 2.137 casos de efeitos adversos depois da injeção.

As autoridades sanitárias disseram hoje que não estão certas se Natalie teve uma reação extrema a uma vacina padrão, ou se a dose particular que ela recebeu foi de um “lote vagabundo contaminado”.

Ambas as situações trazem sérios questionamentos acerca da segurança da vacina.

O Dr. Caron Grainger, diretor de saúde pública da câmara municipal de Coventry, disse que uma autópsia será conduzida para investigar se a vacina desempenhou um papel na morte de Natalie.

“Não dá para se fazer nenhuma ligação entre a morte e a vacina até que todos os fatos sejam conhecidos e ocorra uma autópsia”, Grainger disse para o jornal inglês Daily Mail.

Mike Attwood, porta-voz do Coventry Primary Care Trust, disse: “Uma investigação urgente foi lançada e enquanto aguardamos os resultados da autópsia todas as vacinas que utilizam a droga foram temporariamente suspensas”.

O Centro Nacional de Informações de Vacinas (CNIV), uma organização particular americana que monitora a segurança das vacinas, relatou que desde 2006 aproximadamente 11.900 meninas e moças relataram efeitos adversos depois de receber a vacina Gardasil, que é fabricada pela empresa farmacêutica Merck para uso nos EUA e no Canadá.

Esses efeitos adversos incluíram tais reações leves como dor, febre, náusea, vertigem e coceira, até efeitos sérios, tais como as síndromes de Bells Palsy e Guillain-Barre e ataques. O número de mortes associadas à vacina Gardasil pelo CNIV é entre 32 e 45 apenas nos EUA.

Veja artigos relacionados de LSN:

Deaths Associated with HPV Vaccine Start Rolling In, Over 3500 Adverse Affects Reported
http://www.lifesitenews.com/ldn/2007/sep/07092004.html

Controversial HPV Vaccine Causing One Death Per Month: FDA Report
http://www.lifesitenews.com/ldn/2008/jul/08070316.html

Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com

Fonte: http://noticiasprofamilia.blogspot.com

Veja também este artigo original em inglês: http://www.lifesitenews.com/ldn/2009/sep/09092914.html

Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família o LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.

Informações sobre vacinas infantis


3 comentários :

Anônimo disse...

E até hoje no Brasil, o governo Lula insiste na "vacinação contra a rubéola."
Ontem eu vi uma chamada na tv para "vacinação contra rubéola."
Como já foi comentado aqui essa campanha contra a rubéola é muito suspeita!

Anônimo disse...

Deveriam é educar os jovens para a castidade; e não tratá-los como animais que não são capazes de controlar seus instintos e, por isso, devem ser vacinados.

marcelo victor disse...

Srs,
Por alguns séculos, nós brasileiros (e muitos cidadãos do mundo) fomos mantidos cativos aos pensamentos deste ou daquele sacerdote de batina, os quais apregoavam abertamente que não era necessário ler as Escrituras Sagradas, pois eram perigosas e podiam trazer confusão às mentes das pobres ovelhas.

Isso nos custou anos de verdadeira sequidão e trevas espirituais, além da ignorância das delícias que o Senhor DEUS reservou aos fiéis (os dons, a comunhão com DEUS, a santidade...).

Pelo andar da carruagem, estamos voltando a passos largos para o mesmo deserto espiritual, agora debaixo de uma ditadura mundial da “abominação desoladora”, do pecado, da imoralidade, de Ninrode (o príncipe deste mundo).

Como a maioria dos governantes já se rendeu de vez ao poder das trevas (pois suas ações demonstram isso), tudo que eles empreendem tem cheiro de imundícia e de algo preparado para dominar as mentes e os corações dos homens, produzindo mais e mais alienação.

Conforme ocorre nas arenas dos rodeios, nas quais as pobres criaturas de DEUS são ultrajadas, maltratadas, castigadas, mutiladas covardemente e muitas vezes vitimadas (para o delírio de uma platéia dominada pelo espírito da violência, numa verdadeira afronta ao Criador), tudo indica que os projetos satânicos estão saindo do papel e conduzindo o homem de volta para o curral (como ovelhas sem pastor).

Para nós, cristãos, é importante não esqueçermos de que o Criador já enviou à terra o verdadeiro e único Pastor das almas, Jesus Cristo.

Aproveitando a oportunidade, sugiro ao BLOG que escreva uma matéria denunciando essa prática romana diabólica de tortura explícita de animais, que conta com o silêncio e o consentimento das chamadas autoridades. Refiro-me ao tal "rodeio", que move milhões de dólares, que é usado como propaganda eleitoeira e que levará muitas pessoas (cognominadas cristãos) para o lago de fogo, bem juntinho do diabo, pai delas.


"Porque éreis como ovelhas desgarradas; mas agora tendes voltado ao Pastor e Bispo das vossas almas" (1 Pe 2:23).