4 de setembro de 2009

Feliz aniversário, William Wilberforce — o legado de um herói

Feliz aniversário, William Wilberforce — o legado de um herói

Chuck Colson

24 de agosto de 2009 (Notícias Pró-Família) — Hoje marca o aniversário de 250 anos de William Wilberforce, estadista cristão que, durante 18 árduos anos, liderou a cruzada contra o abominável comércio de escravos da Inglaterra. Não consigo pensar num presente melhor que eu pudesse dar a meus ouvintes do que lhes dizer sobre algumas das características que tornaram Wilberforce um homem que mudou profundamente a história — e cujo legado de forma tão profunda moldou minha vida.

Falar de Wilberforce é falar de cosmovisão bíblica em ação. Quando Wilberforce, um dos membros mais jovens do Parlamento, veio a Cristo, ele pensou em abandonar seu cargo político e se tornar pastor.

Graças a Deus, William Pitt, que se tornou mais tarde o mais jovem primeiro-ministro da Grã-Bretanha, o convenceu do contrário. Numa carta a seu estimado amigo, Pitt escreveu: “Certamente os princípios e as práticas do Cristianismo são simples e levam não só à meditação, mas também à ação”.

E aliás, para Wilberforce, a fé cristã significava ação. Ele não conseguia ficar de braços cruzados e ver a imago Dei de cada pessoa, a imagem de Deus, abusada. Sua cruzada muito impopular contra o comércio de escravos arruinou sua saúde e custou-lhe um elevado preço político. Ele agüentou agressões verbais e até foi desafiado a um duelo por um irado capitão de navio negreiro.

E quando a Revolução Francesa começou, o que havia sido uma posição impopular se tornou perigosa. À medida que clamores de liberdade, igualdade e fraternidade irromperam da França para a Inglaterra, Wilberforce e seus colegas abolicionistas que criam tão fortemente na igualdade humana foram de repente vistos com suspeita pelo povo britânico.

Apesar disso, Wilberforce perseverou ano após ano. Escrevendo sobre se desistir da luta, Wilberforce comenta, “um homem que teme a Deus não tem liberdade” de fazer isso.

Mas a cosmovisão de Wilberforce o conduziu a se envolver em mais do que apenas a questão da escravidão. Ele lutou pela reforma do sistema prisional. Ele fundou ou participou de 60 instituições de caridade. Ele convenceu o Rei George III a decretar uma proclamação incentivando a moralidade e restabeleceu a Sociedade da Proclamação para assegurar a promoção da moralidade. Ele cuidava da criação de Deus, fundando a Sociedade para a Prevenção de Crueldade contra os Animais. E ele promoveu iniciativas missionárias, como fundar a Sociedade Bíblica Britânica e Estrangeira.

Creio que à medida que vamos entendendo a profundidade de nossa própria cosmovisão cristã, ela não nos forçará a uma vida meramente de contemplação, mas de ação. Só podemos conhecer mais a Deus sendo movidos a amar mais os outros— e ter interesse ardente na justiça, misericórdia e verdade.

Leia o resto desse comentário em inglês aqui.

Veja a cobertura relacionada de LifeSiteNews.com:

William Wilberforce’s Great Grandson Says if Alive Today Wilberforce Would Fight Abortion
http://www.lifesitenews.com/ldn/2008/mar/08033106.html

Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com

Fonte: http://noticiasprofamilia.blogspot.com/2009/09/feliz-aniversario-william-wilberforce-o.html

Veja também este artigo original em inglês: http://www.lifesitenews.com/ldn/2009/aug/09082415.html

Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família o LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.


15 comentários :

Anônimo disse...

Julio, não entendi?

William Wilberforce foi à favor da Revolução Francesa?!

Julio Severo disse...

Não, Wilberforce nada tinha a ver com tal revolução, mas sua causa podia ter sido confundida com ela.

Anônimo disse...

Julio, e por que a causa de William Wilberforce poderia ser confundida com a Revolução Francesa?!

Julio Severo disse...

A Revolução Francesa só trouxe morte e destruição. Na ânsia de deter Wilberforce, o governo britânico poderia taxar a causa de Wilberforce como um movimento semelhante, que provoca destruição e morticínio. Mas os dois movimentos nada tinham em comum. Wilberforce era um evangélico muito fiel que trabalhava com outros evangélicos. A Revolução Francesa era composta por um bando de palhaços ateus anarquistas, e o resultado foi um banho de sangue. O resultado do movimento de Wilberforce foi liberdade e paz.

Anônimo disse...

Faço a pergunta Julio por causa dessa parte no texto - e que é bem estranha:

''...Wilberforce e seus colegas abolicionistas que criam TÃO FORTEMENTE NA IGUALDADE HUMANA foram de repente vistos com suspeita pelo povo britânico.''

Quem crê FORTEMENTE nessa ''igualdade humana'' são iluministas, comunistas, nazistas,...

Que é bem esquisito é!

Julio Severo disse...

A igualdade crida por Wilberforce era dentro dos parâmetros da Palavra de Deus. Todos foram criados iguais pelo mesmo Deus.

Anônimo disse...

'' Todos foram criados iguais pelo mesmo Deus.''

Em que parte das Sagradas Escrituras diz isso Julio?

Julio Severo disse...

Isso não está na Bíblia explicitamente, assim como não está na Bíblia explicitamente a palavra Trindade. Você não acredita que Deus tenha igualmente criado TODOS os seres humanos? Você não crê que ele é o Criador? Você não crê na Trindade? Se quiser que eu continue postando seus comentários estranhos, favor identificar-se, com nome e procedência.

Carla disse...

Anônimo: me desculpa palavra, mas você é um pentelho!!! Quando vi que havia 8 comentários não imaginava que fossem todos relacionados a você. Ufa, cansei!

Tiago Fernandes disse...

Que chato esse anônimo.Deve ser um esquerdista querendo tumultuar.Júlio,aceite a minha sugestão por favor e não publique nenhum cometário de quém é anônimo ou fake ou quém vc não possa identificar.Pessoa que não tem coragem de mostrar a cara boa coisa não deve ser.

Anônimo disse...

''Deve ser um esquerdista querendo tumultuar...''

Senhor Tiago, no meu terceiro comentário mostrei a minha ''simpatia'' pelo socialismo!

Não sei como você (que deve ter lido os meus comentários) me acusa falsamente de ser socialista!!!!

Levantar falso testemunho é pecado!

Mas para não deixar nenhuma dúvida: SOU ANTI-COMUNISTA.

Jorge Fernandes disse...

Júlio,
creio que há um erro no texto. No primeiro parágrafo se diz: "Hoje marca o aniversário de 25 anos de William Wilberforce". 25 anos de quê? Não seriam 250 anos do nascimento do cristão calvinista e estadista inglês?
Infelizmente, exemplos como o de Wilberforce estão cada vez mais raros. Numa pesquisa rápida em qualquer igreja provavelmente menos de 1% saberá quem foi Wilberforce, Kuyper ou Cromwell; cristãos que influenciaram seus paises, defenderam a fé bíblica e não se corromperam pelo poder, ainda que o exerceram como líderes máximos.
Hoje, os nossos exemplos no congresso e governo são capazes de enrubecer a mais desavergonhada meretriz, tal o elevado grau de patifarias realizam.
Excelente lembrança que nos traz à memória um grande servo do Senhor.
Cristo o abençoe!

Julio Severo disse...

Você tem toda a razão, Jorge fernandes. São 250 anos, e eu não sei onde foi parar o zero. A digitação é tanta aqui que às vezes uma letra ou número é decepado sem se perceber. Muito obrigado por me alertar. Forte abraço!

Giovanna disse...

Penso que precisamos conhecer um pouco de história, porque o fato de algumas bandeiras cristãs serem usadas em movimentos revolucionários, não devem sair de nossa agenda, de nosso compromisso com nossa fé, afinal fomos criados para as boas obras( que de antemão Deus já nos preparou).O que não suporto é nossa omissão e nosso comodismo, porque aquele que sabe fazer o bem e não faz, comete pecado.Nosso irmão usou de oportunidades para interagir com seu momento histórico e foi um boa testemunha de Jesus.Sou historiadora e temente a Deus, amo sua Palavra e quero fazer diferença neste mundo mal, que ele nos conceda sua graça.

ocristaorevoltado disse...

Podemos começar a fazer a diferença repelindo toda forma de comunismo de dentro das igrejas, publicando textos que falem sobre os crimes que o comunismo praticou contra a humanidade e contra os cristãos em particular, resistindo a pregadores, apologistas, teólogos e reverendos famosos que fazem apologia ao comunismo, não votando em esquerdistas, isto é, votando nos menos de esquerda, pois no Brasil hoje não há opções à direita e muitas outras coisas.

O nosso silêncio é uma das coisas mais preciosas para eles.