14 de maio de 2009

Na mira anti-“homofóbica” da censura estatal

Na mira anti-“homofóbica” da censura estatal

Governo Lula quer “modernizar” conceito de censura classificando como impróprios para crianças e adolescentes programas de TV com conteúdo contrário ao homossexualismo

Julio Severo

Já viu o Pr. Silas Malafaia pregando pela televisão que homossexualismo é pecado? Ou então já teve oportunidade de ver R. R. Soares ou outro pregador explicando que a Bíblia condena o homossexualismo?

Aproveite para gravar esses programas e quando tiver chance, grave também o Papa Bento 16 em seus pronunciamentos condenando explicitamente os atos homossexuais, porque no que depender do governo Lula, programas de TV e rádio que transmitem posições contrárias à homossexualidade serão obrigados a levar a classificação de “impróprios para menores de 18 anos”.

Não, o que você está lendo não é delírio, nem deste autor, nem dos leitores. É puro delírio ideológico estatal se transformando em pesadelo político.

Hoje, 14 de maio, conforme informação do Blog Reinaldo Azevedo e do jornal esquerdista Folha de S. Paulo, a Secretaria dos Direitos Humanos da Presidência do Brasil estará lançando um plano de promoção da cidadania de LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais). É dentro desse plano que consta medida do governo Lula de “classificar como impróprios para crianças e adolescentes programas de TV com conteúdo homofóbico”.

Programa do Silas Malafaia? Classificação do governo Lula: “Programa com conteúdo homofóbico. Impróprio para crianças e adolescentes”.

Programa do R. R. Soares? Classificação do governo Lula: “Programa com conteúdo homofóbico. Impróprio para crianças e adolescentes”.

Pronunciamento televisivo do papa? Classificação do governo Lula: “Programa com conteúdo homofóbico. Impróprio para crianças e adolescentes”.

E se os cristãos se acovardarem, se submetendo a essa tirania fascista, muitos outros programas evangélicos e católicos serão classificados como “homofóbicos” e “impróprios para crianças e adolescentes”.

O que não será classificado como “impróprio para crianças e adolescentes” são os livros, cartilhas e aulas a favor do homossexualismo nas escolas públicas. Aliás, esses livros, cartilhas e aulas serão classificados como obrigatórios para crianças de todas as idades.

O Estado se sente à vontade para doutrinar crianças em todos os tipos de imoralidade, homossexual ou não. Não há censura para essa doutrinação imoral, pois quem faz a censura é o próprio Estado.

Se um homem da rua se aproximasse de seu filho e ensinasse a ele as mesmas obscenidades que o Estado ensina nas escolas, seria caso de polícia. Por que o Estado, quando comete os mesmos crimes, merece isenção quando estupra psicologicamente as crianças?

Não só as estupra, mas também quer classificar como criminosas todas as pessoas que tentem, mediante pregações ou alertas aos pais, proteger as crianças desse estupro.

As aulas de educação sexual pornográfica que louvam o homossexualismo não podem ser classificadas como “impróprias para crianças e adolescentes”, pois têm a aprovação do Estado socialista pró-homossexualismo.

Contudo, programas de TV e rádio evangélicos e católicos agora correm o risco de serem classificados como “moralmente nocivos”, “homofóbicos”, “impróprios para crianças e adolescentes” e outros títulos, até que o clima social esteja pronto para adotar medidas mais sérias, inclusive cadeia, para quem ousar violar os padrões estatais de comportamento.

Quando o assunto é dar de bandeja mimos e privilégios para os fascistas homossexuais, o coro estatal, fartamente pago com o dinheiro de nossos impostos, grita: “Tudo”.

Para os cristãos? “Nada”, “censura”, “cadeia”, etc.

Pesquisa recente de uma entidade ligada ao PT apurou que 99% da população do Brasil não aceitam o homossexualismo. Como é que esses 99% aceitam passivamente que o governo Lula implante e proteja suas imorais políticas pró-homossexualismo e trabalhe para criminalizar a posição de 99% da população?

Possivelmente, com tantos absurdos inacreditáveis, o povo brasileiro ache que isso tudo é irreal e não pode estar acontecendo. Enquanto o povo delira em fantasias sobre seu governo, achando que é impossível que um governo possa ser tão maligno assim, o delírio ideológico do governo Lula — e suas medidas para implantá-lo — não tem limites.

Versão em inglês deste artigo: Anti-“homophobic” state censorship in Brazil

Fonte: www.juliosevero.com

Presidente Lula buscará “criminalizar palavras e atos ofensivos à homossexualidade”

Governo brasileiro diz que 99% de seus cidadãos são “homofóbicos” e precisam ser reeducados

Lula: oposição ao homossexualismo é “doença perversa”

O presidente que o inferno pediu

“Pesquisa” no jornal O Globo indica: 99% dos brasileiros não aceitam o homossexualismo

Veja aqui como Silas Malafaia e representante de R. R. Soares assinaram documento de apoio a Lula para presidente

13 comentários :

Teóphilo disse...

O incentivo à homossexualidade está se tornando tão comum que decidiram "apimentar" as coisas: estão prestes a lançar um filme que junta ainda incesto e pedofilia ao tema e vai se chamar "Do Começo ao Fim".

Apresento o trailer e alguns comentários em meu blog:

http://teophilo.blogspot.com/2009/05/incesto-pedofilia-e-homossexualismo.html

Mas a reconstrução da Babilônia está ocorrendo a passos largos!

Deus continue te protegendo e abençoando, Júlio!

Anônimo disse...

Irmãos,

No último domingo li (na Revista Época) uma entrevista com a ex-atriz, autora teatral, etc, etc (Maria Mariana) que resolveu abandonar a fama e ser mãe e esposa .... fiquei surpresa com a reação dos "leitores" .... Estes são os pais e mães qua apoiam estas medidas, que dão camisinhas aos seus filhos adolescentes e talvez um dia chorem pelas consequências que isto poderá trazer. Se puderem, leiam :
"Deus quer o homem no leme"
Link :
http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI71872-15228,00-MARIA+MARIANA+DEUS+QUER+O+HOMEM+NO+LEME.html

Mayalu disse...

Veja só isso:

http://mayafelix.blogspot.com/2009/05/pedofilia-incesto-e-homossexualismo.html

E o pior é que todos estão vendo essa anormalidade como "muito natural". Mas acho que é apologia da pedofilia, estou tentando contatar o senado.

Laurindo Neto disse...

Eu não sabia o quanto o Lula é pevertido. Me arrependo de ter votado neste comunista anti-cristão.
Deus te abençoe Julio Severo.

MILICO.MILICO@GMAIL.COM disse...

VEJA QUE ABSURDO BRASIL:
VÃO COLOCAR NOS LIVROS DIDÁTICOS
PARA GAY, ETC...
ESSE É O GOVERNO LULA,NÃO VOTE MAIS NO PARTIDO DO LULA (PT).
" EU DIGO NÃO PARA Á DILMA PTRALHA."




Governo lança plano nacional para garantir direitos de homossexuais


Redação CORREIO
Até 2011, livros didáticos deverão incluir a temática das famílias compostas por lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais. Essa é uma das 50 ações e diretrizes previstas no Plano Nacional da Cidadania dos Direitos Humanos de LGBT, lançado nesta quinta-feira (14) pelo governo federal, que irá garantir o direito do movimento.

O Plano foi elaborado por representantes de 18 pastas a partir de demandas da sociedade civil, e orientará a elaboração de políticas públicas de curto e médio prazo voltadas à inclusão social e combate às desigualdades.

“O dia de hoje é o dia de início de uma caminhada. Como tudo em direitos humanos, demanda tempo, é a construção de uma nova cultura, superando uma cultura de séculos de violência, discriminação e preconceito”, afirmou o ministro da Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República, Paulo Vannuchi.

As ações incluem, ainda, outras importantes reivindicações, como o reconhecimento dos direitos civis de casais homossexuais, a criação de dispositivos legais e jurídicos que garantam o direito do casal homossexual de adotar filhos, o encaminhamento de mulheres transexuais e travestis condenadas a presídios femininos e até mesmo a modificação da legislação do imposto de renda para que parceiros do mesmo sexo possam ser incluídos como dependentes.

O governo federal também se compromete a apoiar iniciativas legislativas que tramitam no Congresso Nacional e tratam dos direitos da população LGBT e a criar e implementar, por meio de lei, um fundo nacional de combate à discriminação homofóbica.

Todas as ações têm prazo previsto para execução entre 2009 e 2011, e o monitoramento deverá ser feito por um grupo de trabalho interministerial permanente, que ainda será criado, coordenado pela Secretaria Especial de Direitos Humanos.

(com informações da Agência Brasil)

Anônimo disse...

Caro Júlio, a paz de Jesus Cristo.
Assisto, horrorizado, as loucuras e perversões de Lula "calígula". Não é possível que a nação ficará de braços cruzados enquanto um homem ímpio, profano, mentiroso, ébrio, desonesto, destrói as famílias de cristãos evangélicos, católicos e de todos aqueles que têm uma moral religiosa. A igreja de Cristo, que tem o poder único no mundo espiritual, de oferecer resistência contínua a tamanha malignidade vinda do inferno, se preocupa só com os "louvores gospels" e pregadores famosos, "de fogo" . Pelo amor de Deus, nosso Pai! Temos de despertar igreja, dizer não a tudo que querem fazer conosco e com nossas famílias.Lutar, lutar muito usando de todas as armas lícitas para obstruir este maldito governo anticristão socialista.
Marco(mafs95@bol.com.br)

Maria disse...

Fiquei apavorada quando vi no portal terra essa notícia. se a lei da mordaça gay não passa, eles dão um jeito de implementar a tirania por outros caminhos. Acho que você terá muita companhia no seu exílio, Júlio.. e as prisões ficarão ainda mais cheias do que já estão.
e pensar que ainda não estamos nem no início das dores..
Vinde Senhor Jesus!!!

Mayalu Moreira Felix disse...

Achei essa notícia num Blog de Portugal: http://obscenidadesocial.blogspot.com/2007/08/casal-gay-viola-rapaz-de-13-anos.html

Que absurdo.

Anônimo disse...

""Como inapropriadas para crianças e adolescentes, as atrações terão que exibir selo com a mensagem "não recomendado para menores de 18 anos" -portanto, "inadequados" para exibição entre 6h e 23h, segundo o secretário Nacional de Justiça, Romeu Tuma Jr. "O ideal é que não fossem exibidas em horário nenhum." ""'
.
Eu tenho outra sugestão ao secretário Romeu Tuma Jr. Ele deve entender que o problema não está propriamente nos programas "homofóbicos", estes são apenas a consequência de uma causa anterior muito pior. O problema maior está nas pessoas que fazem os programas, ou que escrevem os livros e artigos "homofóbicos", estes sim são o verdadeiro perigo, muito mais perigosos do que os programas. Estes sim são a verdadeira causa dessa terrível doença que é a "homofobia", este cancer que se espalha corroendo o tecido saldável da nobre sociedade dos cidadãos super-bonzinhos.
.
Assim, o que proponho é que não apenas os programas classificados pela referida comissão como sendo "homofobicos" levem um selo de advertência. Mas que também as pessoas classificadas como "homofobicas" também levem este mesmo selo. Talvez... não sei... talvez na forma de uma braçadeira a ser usada no braço com o referido selo impresso ou bordado, e de uso obrigatório. Assim todos saberiamos quem são os "homofóbicos", e poderiamos nos proteger deles.
.
Dessa forma todos saberiam o perigo que estes individuos representam para a nossa maravilhosa nova sociedade 100% auto-sustentável. Seriam estas pessoas cidadãos de segunda classe, impedidos de circular pelas áreas destinadas apenas aos cidadão super-bonzinhos, e de ter acesso a cargos no governo e em empresas beneficiadas pelo Estado.
.
Dessa forma sim, se estaria protegendo os cidadãos super-bonzinhos e a nova sociedade do perigo representado pela "homofobia".
.
Classificar programas, francamente, isto é pouco.

Elio disse...

A nós, cabe pressionar a classe política para que não compactue com esse desgoverno.
Uma coisa me deixa feliz: A volta de Cristo está muito, mas, muito, próxima.
Maranata. Ora, vem, Senhor Jesus.

Danilo Fernandes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ismael Pio Elias disse...

A imbecilização da população brasileira já está tão avançada que Lulla e seus cumpanheros não tem vergonha de mostrar suas intenções satânicas. Ao tomar tal medida, certamente influenciada por um espírito demoníaco, o Partido das Trevas deixa claro qual é sua real intenção de desenvolvimento para o Brasil.

Mas, assim como acontece com a PL 122, ninguém vai ouvir falar disso na Globo, Record, ou qualquer outra emissora de televisão ou rádio, e nem nos jornais impressos. A técnica utilizada pelos comissários do povo, também conhecidos como jornalistas, é a mesma utilizada por traficantes e qualquer outro bandido: "não divulgar nada, fingir que nada aconteceu".

Big Brother? Pode. Cartilhas e aulas pornográficas para crianças de 10 anos, inclusive com temas de conteúso sodomita, de forma a entregar meninos bobos nas mãos de pederastas? Pode. Shows de teatro com atores nus? Pode. Homens praticamente nus e imitando que se sodomizam em plena luz do dia e ao ar livre (num claro e evidente crime de atendado ao pudor, passível portanto de prisão)? Pode. O que não pode é a pregação da palavra de Deus.
Como diriam os mais velhos: "os aPeTelhados fogem da presença de Deus como o Diabo foge da Cruz". Lulla, o bêbado, afixará por todo o Brasil: "nesta joça de país está proibido o Cristianismo, converta-se ao Lullismo ou arcará com as consequências".

Silas Malafaia, um pregador que eu respeito, mas que foi tomado por um espírito de engano ao apoiar o Diablo de barba para presidente em 2002, deveria pregar contra esse homem do pecado e seu governo ímpio por onde quer que fosse, e pedir a Yahwé todos os dias que lhe perdoe pela atrocidade que ajudou a implantar no Brasil.

Ao pai do secretário do desgoverno Lulla Romeu Tuma Jr., o senador Romeu Tuma, coordenador da CPI da Pedofilia, recomendo que dê umas boas palmadas em seu filho pervertido primeiro, ou não terá autoridade para tratar de assunto tão sério, e correrá o risco de ter seu trabalho no combate a estes criminosos pederastas proibido, pois, segundo seu filho alucinado (ou seria encaPeTado?), qualquer palavra contra os sodomitas, os maiores abusadores de crianças per capita, deve ser silenciada.

"Senador Romeu Tuma, se for um homem com um mínimo de temor a Deus – ou se ao menos tiver alguma vergonha na cara e respeito pelo Brasil – use o palanque do Senado para repreender publicamente seu filho, e confesse que falhou em sua educação. Toda a reputação que o senhor tem, senador Romeu Tuma, depende disso. Tome esta atitude agora, ou peça baixa da CPI da Pedofilia."

Leonardo Pereira Araujo disse...

Senhor Júlio Severo, programas e assim sucessivamente impróprios a anteoctodécimos (menores de 18 anos) são aqueles que contêm cenas de nudezes, sexos e assim sucessivamente explícitos, violências extremas e assim sucessivamente. Estes programas não podem ser exibidos antes das 22 horas, nem depois das sete do dia seguinte, segundo o Ministério da Justiça diz. O Estado que comete estes abusos sexuais pédicos e efébicos tem de pagar por seus crimes como qualquer outro cidadão que comete qualquer outro crime. HOMOFOBIA, na Psiquiatria, seria um nome dum medo irracional e mórbido de homossexuais e/ou da homossexualidade. HOMOFÓBICO seria um nome dum portador desse medo. Sexos precoces geram muitos problemas e as conseqüências deles podem ser muito graves. Essas educações sexuais do Governo são criminosas e imorais. É por isso que a corrupção aumenta a cada dia. Obrigado, Senhor Júlio Severo.