28 de maio de 2009

Líder de rede de pedofilia era influente assessor de assuntos homossexuais e crianças do governo escocês

Líder de rede de pedofilia era influente assessor de assuntos homossexuais e crianças do governo escocês

Kathleen Gilbert

EDIMBURGO, Escócia, 14 de maio de 2009 (LifeSiteNews.com) — Um dos líderes de uma rede de pedofilia descoberta na Escócia era um dos mais importantes assessores do Executivo escocês em questões homossexuais de políticas públicas voltadas para as crianças, informa o jornal britânico Daily Mail.

LifeSiteNews.com noticiou que James Rennie, o diretor de 38 anos do grupo Juventude Escocesa LGBT, foi condenado neste mês por abusar sexualmente, durante quatro anos, de um menino — iniciando o abuso quando a criança tinha 3 meses de idade. Amigos deixavam o menino com Rennie, que era sua babá.

Rennie, que se demitiu de sua posição na Juventude Escocesa LGBT depois de sua prisão no ano passado, fez intensa campanha de pressão política no parlamento escocês, e visitou o primeiro ministro da Inglaterra como “o mais importante e influente assessor do Executivo em assuntos gays para políticas envolvendo crianças”, de acordo com o Daily Mail.

Entre outras questões, sob a liderança de Rennie o grupo fez campanha de pressão política para que os casais homossexuais pudessem adotar crianças.

Rennie e o colega ativista homossexual Neil Strachan, que foi condenado por atacar um menino de 18 meses que ele estava tomando conta na véspera de Ano Novo em 2005, está enfrentando sentenças máximas de vida na prisão como líder de uma extensa rede de pedofilia.

Os dois homens trocavam entre si suas vítimas e imagens do abuso com outros seis homens condenados no desmantelamento da rede de pedofilia. O grupo foi condenado na semana passada em mais de 50 acusações, inclusive ataques sexuais a crianças, conspiração para abusar de crianças e posse e distribuição de pornografia infantil.

Veja a cobertura relacionada de LifeSiteNews:

Diretor de grupo homossexual declarado culpado de envolvimento com rede de pedofilia
http://noticiasprofamilia.blogspot.com/2009/05/diretor-de-grupo-homossexual-declarado.html

Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com

Fonte: http://noticiasprofamilia.blogspot.com/2009/05/lider-de-rede-de-pedofilia-era.html

Veja o artigo em inglês: http://www.lifesitenews.com/ldn/2009/may/09051411.html

Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “LifeSiteNews”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de LifeSiteNews tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.

3 comentários :

Trindade disse...

É pessoal, temos lido que isso esta acontecendo no mundo todo e aqui no Brasil também é assim, mas aqui se chegarem até um lider desse nype e for um policial de baixa patente certamente o caso morre ali mesmo. Quando começou a CPI da pedofilia vários líderes do movimento GLBT brasileiro se recolheram e pouco se fala neles, antes todo dia eles estavam na grande mídia, mas de uns tempos para cá sumiram, eles sumiram mas suas idéias agora são defendidas por testas de ferro e usam Ongs e um partido politico, mas tenho esperança que logo logo um desses grandes irão cair, é só questão de tempo, porque em boa parte a prática homossexual esta diretamente ligada à pedofilia. É só questão de tempo, pois sei que eles já foram avisados, mas vício é vicio e o viciado não fica muito tempo longe da pratica imunda de qualquer vício.

Aprendiz disse...

É o que o Olavo de Carvalho e muitos outros estão advertindo a tempos: As leis de "defesa dos homossexuais" foram escritas de forma a abrir brechas contra os direitos das crianças. Era bastante evidente que a direção das principais organizações gays deveriam estar tomadas por pederastas. Não podia ser diferente, caso contrario as propostas de leis não seriam como são.

Então restam duas questões:

1. Por que os homossexuais não pederastas apoiam os projetos de lei da forma que estão escritos?

2. Quem deu poder, dentro das organizações gays, aos abusadores de crianças, acima de todos os outros?

Arrisco respostas para as duas questões:

1. Por serem bajulados.

2. As mesmas pessoas que dão tanto poder político a essas organizações.

Anônimo disse...

É preciso prestar atenção na diferença entre "gay" e "gayzista".

existem gays que não concordam com os gayzista, como o caso do Clodovil.

existem Gays que são pedófilos, creio que a maioria, e aqueles que não são.

existem gayzistas que não são gays(como já foi explicado aqui).

existem pedófilos que são gays esses, todos são gayzistas. Esses é que são o maior problema.

E pior; é o maior deles Luis Mott, que faz apologia na internet à pedofilia, e o relator da CPI da Pedofilia não manda prender ele.