1 de maio de 2009

Presidente Lula buscará “criminalizar palavras e atos ofensivos à homossexualidade”

Presidente Lula buscará “criminalizar palavras e atos ofensivos à homossexualidade”

Líder homosexual Luiz Mott exorta homossxuais a “matar em legítima defesa”

Matthew Cullinan Hoffman

Belém, 30 de abril de 2009 (LifeSiteNews.com) — O presidente Lula está prometendo aos líderes homossexuais que ele continuará a buscar a criminalização de expressões verbais que critiquem o homossexualismo.

Num discurso escrito para o 3º Congresso da Associação de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT), Lula denunciou os grupos — a maioria cristãos — que se opõem a planos de criminalizar tais expressões, chamando esses grupos de “hipócritas”.

“Alguns setores atrasados e ao mesmo tempo hipócritas… têm criticado nosso governo por apoiar iniciativas que criminalizam palavras e atos ofensivos à homossexualidade”, escreveu ele. “Isso não tem importância. Continuarei — com o apoio de todo o Governo — a manter essa atitude”.

Conforme LifeSiteNews noticiou no passado, há vários anos Lula vem tentando aprovar uma “lei anti-homofobia” que transformaria em crime criticar a conduta homossexual.

Embora ele não tenha até o momento conseguido alcançar sua meta, em muitos casos os tribunais brasileiros já usam as leis existentes como se proibissem tal expressão. Grupos e indivíduos religiosos estão sendo censurados e multados por criticarem a conduta homossexual, inclusive com um caso onde uma organização teve sua campanha pró-família cancelada por ordem judicial.

Julio Severo, um dos ativistas pró-vida e pró-família mais famosos do Brasil, fugiu do país recentemente depois que investigadores buscaram seu endereço depois que uma queixa de “homofobia” foi feita contra ele. Ele vive agora no exílio num lugar não revelado (veja a cobertura completa aqui: http://juliosevero.blogspot.com/2009/04/proeminente-ativista-pro-familia-julio.html)

Na mesma conferência, o líder homossexual mais influente do Brasil, Luiz Mott, exortou os homossexuais a matar agressores em “legítima defesa”, de acordo com o site homossexual A Capa.

Citando estatísticas que indicam um aumento no número de assassinatos de homossexuais durante o ano anterior, Mott declarou que “se na próxima pesquisa esse numero aumentar, nós temos que radicalizar. E para isso vamos fazer uma campanha onde diremos ‘Mate em legitima defesa, se proteja’”.

Embora a organização de Mott, o Grupo Gay da Bahia, afirme que os assassinatos “homofóbicos” sejam elevados, suas contas definem todos os assassinatos de todos os homossexuais como atos de “homofobia”, mesmo quando envolvem prostitutos evidentemente mortos por um cliente dos próprios prostitutos.

Além disso, o índice total de assassinatos de homossexuais documentado por Mott é significativamente mais baixo do que o índice de todas as mortes, per capita, no Brasil, conforme LifeSiteNews noticiou anteriormente. Embora o índice total seja 28 por 100 mil pessoas, o índice de assassinatos de homossexuais no Brasil é 1.31 por 100 mil, de acordo com as estatísticas de Mott.

Líderes homossexuais reagiram com espanto às declarações de Mott, conforme A Capa.

Caio Varela, assessor da Senadora Fátima Cleide, se queixou de que “ele não entende que amanhã uma bicha lá do fim do mundo pode ler isso em algum site ou jornal e cometer um crime”.

Veja cobertura relacionada de LifeSiteNews:

Proeminente ativista pró-família Julio Severo foge do Brasil para escapar de acusações de “homofobia”
http://juliosevero.blogspot.com/2009/04/proeminente-ativista-pro-familia-julio.html

Líder do movimento homossexual brasileiro sob investigação por pedofilia (em inglês)
http://www.lifesitenews.com/ldn/2007/jul/07073011.html

Homossexuais brasileiros acusados de manipular estatísticas para promover sua agenda política (em inglês)
http://www.lifesitenews.com/ldn/2008/jun/08062510.html

Traduzido e adaptado por Julio Severo: www.juliosevero.com

Fonte: http://www.lifesitenews.com/ldn/2009/apr/09043008.html

Leia também:

Luiz Mott: Pedofilia já!
http://juliosevero.blogspot.com/2007/08/luiz-mott-pedofilia-j.html

8 comentários :

Anônimo disse...

Caro Júlio:

Lembro-me de minha juventude e dos limites a mim impostos pela minha educação familiar e posso garantir de certa forma que estes mesmos limites foram responsáveis pelo meu bem-estar atual pois tive motivos mais do que suficientes para me disciplinar dentro dos paradigmas de meus pais, mesmo sentindo-me desajustado socialmente.

Enganam-se os jovens de hoje quando acreditam que o sucesso na vida virá através da conquista do mundo.

Todos os jovens acreditam que tem essa capacidade mas a realidade nem sempre é plástica e elástica aos nossos anseios de poder e domínio.

Daí a necessidade de se culpar alguém por essa oposição da realidade às nossas sedes de conquista.

A vida é chata para todo mundo mas o mundo nunca foi chato. Sempre temos algo para fazer se assim quisermos.

O problema é que passamos muitos anos na escola aprendendo teorias e conceitos que não nos fazem muito sentido a não ser aquele de agradarmos nossos pais e professores diante do dever cumprido que nos impuseram.

Dependendo do sistema de prêmios e recompensas por parte de nossos pais e professores o aprendizado escolar será agradável e gratificante para nós.

Quando o aprendizado escolar não é agradável o jovem tenta usar esses conhecimentos para criar em sua mente um mundo de fantasias subsidiado pelos seus supostos conhecimentos matemáticos e científicos da realidade.

É aí que entra o comunismo como uma coisa inteligente pois o comunismo é a ideologia dos frustrados e desiludidos.

Frustrado porque não conseguiu sentir aquilo que todo mundo sente ou que acha que todo mundo sente, ou seja, bem-estar e satisfação com a vida.

Desiludido porque achava que sabia tudo sobre a vida e que daqui para a frente nada mais lhe causaria medo e insegurança.

Como a auto-crítica é um mecanismo mental que se desenvolve apenas depois dos 40 anos estes jovens precisam ser criticados por terceiros de alguma forma para que não se percam de si mesmos nessas armadilhas que a vida lhes coloca.

Por esse motivo, tenho notado que a maioria dos jovens sem juízo que encontro por aí são oriundos de famílias desestruturadas onde ou falta a mãe ou falta o pai.

Eles se acham tão cheios de verdade mas não olham para si mesmos para ver a própria indigência moral e social em que vivem pois nem pai eles tem. E ainda querem ser aceitos na base do grito pela sociedade que luta para se dar dignidade e bem-estar na vida.

Culpam a sociedade mas cada um está mais preocupado com seus problemas do que com os alheios, afinal, precisamos manter nossas conquistas na vida pois se as abandonamos elas se deterioram e perdem o sentido para nós.

Para estas pessoas existem as igrejas que lhes dão um grande alívio para a sua sensação de desamparo e falta de um pai para obedecer e seguir os conselhos.

O problema é quando o jovem transforma essa sensação de desamparo e falta de paternidade em revolta e ódio contra o mundo e os outros, os felizes.

Aí as chances de recuperação são mínimas fazendo com que até mesmo as igrejas desistam deles pois a raiva e o ódio que as boas palavras despertam nesse jovem evocando a sua inveja inconsciente são perigosíssimos até mesmo para a integridade física das pessoas que tentam lhes ajudar.

Como pode ver, caro Júlio Severo, estou lhe mostrando que tipo de pessoa se torna abortista, gay, militante do PT, militante do MST, etc.

Num momento político e social em que as pessoas mais precisam de Deus e das igrejas para se reestruturarem na vida a mídia tanto política como jornalística fazem o contrário: demonizam as igrejas e a família para santificarem a libertinagem e o caos.

Abraços.

Peregrina disse...

É a novilíngua chegando. Igual em 1984 o livro. Penso, quais serão as outras palavras a serem destruidas, e as novas a serem criadas?

Anônimo disse...

Comprem para Luiz Mott e seu companheiro uma passagem de ida sem volta para o Irã. Lá, eles terão muito que se queixar de homofobia e crimes contra homossexuais.

Roger Santos disse...

Estarei orando por você caro irmão em Cristo.
Deus é contigo... lendo esse post eu me pergunto... será que nós (cristãos) estamos preparado para ir para a cadeia?

Minha resposta é SIM. Eu pelo menos.

Marcos Dutra disse...

Júlio
Parabéns por estar criando impacto até na mídia internacional. Como pai de dois meninos, minha admiração e respeito vão para você.
Nunca na minha vida vi um homosexual ser desrespeitado ou abusado. Na verdade, como você sabe, este ativismo gay é político e visa engenharia social para a destruição de modelos tradicionais da cultura, para a implantação de uma estrutura autoritária fasci-marxista. Não tem nada a ver com direitos.
Sugiro que você visite o site de meu amigo www.henrymakow.com , que aborda temas parecidos com os seus.
Um grande abraço,
Marcos

Luiz disse...

Acabo de conhecer seu trabalho na internet e o primeiro adjetivo que me ocorre para ele é "heróico".
A jornada do herói é marcada pela solidão, mas é nesta mesma que você encontra, na profundidade de si mesmo, a inspiração de Deus para continuar.
Na solidão, você está com Deus, enquanto seus adversários estão na força do bando, trabalhando com o efeito manada para avançar sobre a família.
Do lado de fora eles podem mais, enquanto o seu poder está do lado de dentro.
Estar com a Virtude faz você combater com honra, usando argumentos para acusar comportamentos.
Estando eles do lado contrário, lógico, fazem o oposto: respondem aos seus argumentos com acusações para desonrar sua pessoa.
Identificamos aí um padrão: estando eles do lado errado, não têm bons argumentos, restando-lhes desqualificar aquele que argumenta respeitosamente, tentando estigmatizá-lo como doente (com o estigma pré-fabricado de homofobia) ou mau (movido por ódio).

Luiz

bebeto_maya disse...

Isso me lembra a juventude maoísta, naquele filme o Último Imperador, onde um funcionário público é taxado de reaciońario e é linchado pela milícia comunista. Pra Lula, a oposição civilizada e não violenta a doutrinação homossexual, deve ser punida com 2 ou 5 anos de cadeia.

O uso de determinadas palavras, fica proíbido no idioma, e quem ousar, xadrez...

Isso é pior que fascismo. Nem Cuba chegou a este ponto. O ódio do presidente aos opositores toma agora a proporção delirante de prender, para que lá dentro, o "criminoso" seja devidamente sodomizado a aprenda a não falar mais a palavra "v*ado".

Raniere disse...

Os gays ativistas vão desmoralizar e desestabilizar o Brasil!