21 de abril de 2009

Miss Califórnia: Deus estava me testando

Miss Califórnia: Deus estava me testando

Competidora perde coroa de cerimônia de Miss EUA depois de responder pergunta sobre “casamento” gay

Drew Zahn

© 2009 WorldNetDaily

Na cerimônia de Miss EUA no domingo a noite, a competidora Carrie Prejean teve de responder à pergunta que ela mais temia: “Vermont recentemente se tornou o quarto estado a legalizar o casamento de mesmo sexo. Você acha que todos os estados devem imitar?”

Prejean, já coroada Miss Califórnia, estava sendo considerada a candidata com as melhores chances de ganhar o concurso Miss EUA, mas ela sabia que sua resposta a essa única pergunta poderia não ficar bem para os jurados, principalmente o juiz que fez a pergunta, o blogueiro de fofocas de celebridades Perez Hilton, que é abertamente homossexual e que se considera “a rainha da mídia”.

“De todos os assuntos que estudei, temi esse. Orei para que não me fizessem uma pergunta sobre casamento gay”, disse Prejean para Courtney Friel do Canal de Notícias Fox numa entrevista exclusiva. “Se tivessem escolhido qualquer outra pergunta, sei que eu teria vencido”.

A resposta dela, que de repente a tornou o centro tanto de elogios quando de zombarias, incluiu as palavras: “Em meu país, em minha família, penso que creio que um casamento deve ser entre um homem e uma mulher. Sem ofensas a ninguém aí, mas é assim que fui criada e é assim que penso que deve ser — entre um homem e uma mulher”.

O vídeo da pergunta e a total resposta de Prejean, em inglês, pode ser visto aqui:

Em sua entrevista com Friel, Prejean explicou que, no final das contas, o maior juiz do caráter dela era não aquele que lhe fez a pergunta, mas aquele que não precisa de uma câmera de TV para assistir à resposta dela.

“Isso aconteceu por um motivo. Ao me fazer responder a essa pergunta na frente de uma audiência nacional, Deus estava testando meu caráter e fé”, Prejean disse. “Estou contente que permaneci fiel a mim mesma”.

Mais tarde na entrevista, Prejean acrescentou: “Não tenho lamentos sobre dar respostas com honestidade. Perez Hilton me perguntou sobre minha opinião e eu lhe dei. Não tenho nada contra os gays, e não tive intenção de ofender ninguém em minha resposta”.

Contudo, Hilton pareceu extremamente ofendido num vídeo de YouTube que ele fez logo depois do término do concurso, chamando-a de “burra” e um palavrão, e afirmando que ela deu “a pior resposta na história das cerimônias de Miss EUA”.

Prejean, que no final terminou como a candidata mais importante do concurso, perdendo a coroa para a Miss Carolina do Norte Kristen Dalton, confessa que ficou transtornada com o descontrole de Hilton, mas também diz que ela recebeu uma enchurrada de apoio.

“Obtive mais de 500 pedidos de amizade no Facebook, centenas de mensagens de pessoas que não conheço, dizendo que estão orgulhosas que eu fiquei firme”, disse ela. “Isso fez de mim a real vencedora da noite”.

O título da vencedora Kristen Dalton, noticiou o jornal londrino Daily Mail, vem com o uso durante um ano de um apartamento em Nova Iorque, uma equipe de relações públicas, uma bolsa de dois anos na Acadêmia Cinematográfica de Nova Iorque e um salário que não foi revelado. Dalton também competirá no concurso Miss Universo em agosto.

Se por algum motivo Dalton ficar incapacitada de cumprir seus deveres como Miss EUA, Prejean seria a primeira na fila para cumprir as resonsabilidades da vencedora do concurso Miss EUA.

Traduzido e adaptado por Julio Severo: www.juliosevero.com

Fonte: WND

17 comentários :

Rascunho Geo © disse...

Essa moça tem o que falta a muita gente hoje em dia e que infelizmente parece estar cada vez mais fora de moda: PERSONALIDADE.

Sapão - André Luís Oliveira disse...

em Gl 2:14, Paulo exorta a Pedro a seguir na verdade ("Quando vi que eles não estavam agindo direito, de acordo com a verdade do evangelho, eu disse a Pedro na presença de todos: 'Você é judeu, mas não está vivendo como judeu e sim como não-judeu. Então, como é que você quer obrigar os não-judeus a viverem como judeus?'") e esta é a mesma exortação que Deus nos faz hoje. Esta moça respondeu muito bem ao chamado do Pai

Sapão - André Luís Oliveira disse...

Olá, coloquei inclusive uma referência sobre essa matéria no meu blog: http://blog-do-sapao.blogspot.com/2009/04/miss-que-nao-se-curvou-pergunta-sobre.html

paoevinho disse...

Honestamente, pela imagem pré-concebida que tenho destes eventos, pensei que ela ia dizer alguma abobrinha. Estou admirado com a personalidade e convicção que esta moça demonstrou. Espero que o Rick Warren tenha assisto este programa.

Anônimo disse...

Todo mundo sabe que o mundo da moda é dominado por gays.

Ou é muita ingenuidade desta menininha - já que ela se meteu neste meio! - achando que ela iria tentar mudar a dominação dos gays neste meio, ou ela é como muitos que fecham os olhos e indiretamente colaboram com esse tipo de evento.

Interesante que ela mesma confirma que estava esperando por uma pergunta como aquela (???).

Existem vários meios de derrotar o mal, e um deles é: Não colaborando com ele.

Eu como católico não concordo com este tipo de comportamento como o desta menininha.

Edmar disse...

Esta jovem não é somente bonita por fora, é linda por dentro. Seu posicionamento deveria ser considerado como é: LIBERDADE DE EXPRESSÃO. Ninguém deve ser obrigado a nada nem mesmo a receber a Cristo Jesus como Senhor. No entanto, todos devemos ter o direito de dizer o que pensamos e cremos, dentro dos limites do bom senso e respeito ao próximo. Parabéns Miss Califórnia. Deus não abandona seus fiéis, Aleluia!

José Carlos Nobre disse...

Olhem só, pode ser parónia minha, mas o link de um matéria sobre esse assunta estava na primeira página do UOL até o fim da tarde de 21/04/2009; o problema é que não se conseguia acesso, uma vez que após o click a página da matéria não era carregada. Mas tarde, já de noite, o link simplesmente foi retirado. Sei que estou chutando, mas, como todos sabem, o UOL tem uma editoria voltada para homossexuais...

Beta disse...

Esta moça está de PARABÉNS. Acima de tudo, ela foi corajosa em dizer o que pensa e em dar um bom testemunho, colocando Deus acima de tudo e todos, como sempre deve ser feito.

Postarei essa materia em meu Twitter.

Anônimo disse...

De fato o mundo da moda é dominado pelos gay, mas é sustentado pelo desejo de consumo das mulheres. No dia em que as mulheres pararem de entregar seus corpos, seus cabelos, sua imagem nas mãos dessa gente, eles morrem de fome.

As mulheres com a sua vaidade são quem mais contribui para a ascensão social gay, depois são exatamente quem paga o preço por conta disso.

Um recado as mulheres. Parem de frequentar cabelereiros gays, parem de contratar organizadores de festas gays, parem de desejar roupas feitas por gays, parem de dar dinheiro para gays. Até porque podem ter absoluta certeza eles não deixam vocês bonitas, muito pelo contrário, vocês ficam parecendo travestis nas mãoes deles, eles destroem a imagem de vocês. Ou vocês acham que algum homem gosta de pele e osso? Acha que nós gostamos das modelos de passarelas?

E se você é homem e sustenta a sua mulher, não dê dinheiro para cabelereiro, mas apenas para cabelereira.

Boicote mesmo, boicote, porque pode ter certeza de que eles lhe boicotam. A prova está ai. Eles boicotam, faça o mesmo com eles.

Anônimo disse...

Continuando, quando sua esposa lhe pedir dinheiro para ir ao cabelereiro gay diga assim: "amor, só se for em uma cabelereira, uma que tenha família para sustentar, ou que pretenda um dia ter uma. Se não o dinheiro para o seu cabelo, este aqui ó, vai para conta do Julio Severo."

E se você for mulher dona do próprio nariz peço humildemente que faça isto por conta própria. Você esta alimentando a criatura que vai te destruir.

Verei se hoje deposito alguma coisa para você caro Julio. Deposito pouco, mas é o que posso fazer.

Anônimo disse...

Há uma frase que resume o meu desejo: God Save America, ever, forever. Sou grato a Deus pela existência do povo (cristão) americano pelas muitas bênçãos que tenho recebido do Senhor através dele. Honestidade, caráter e temor ao Senhor deveriam permear nossa conduta, como é o caso da Miss Califórnia, Carrie Prejean.

Luciano Santos disse...

Descobri seu blog a pouco tempo, e é uma grata surpresa saber que tem bons cristãos criando bons blogs aqui na blogosfera.

Gostei muito da matéria, e gostaria de lhe desejar perseverança na batalha contra a maldade humana, já que é uma batalha que todos participamos, mas nem todos tem a coragem de fazer como vocês e realmente estar na linha de frente.

Que Deus o abençoe e o capacite para as batalhas vindouras, pois com certeza o inimigo se desagrada como pessoas como você. Já para nós cristãos deveria servir como exemplo que realmente devemos ter uma posição clara de definida sobre TUDO em relação a nossa sociedade, nossa vida. Mais uma vez, parabéns pelo blog!

Carlos Latorre disse...

Se nada for feito a tempo. Não tardará o dia em que o homossexualismo se tornará obrigatório.
Esta menina está de parabéns. Serve de exemplo para todos nós.

Um grande abraço a todos

Roger disse...

Não fiquei adimirado, mas fiquei orgulhoso de tal ato. Fico a imaginar como essa moça gostaria deste título... Deus tem observado que ela negou tudo o que ela queria por Amor a palavra dEle. Eu (não) aposto com vocês que ela irá assumir, por algum motivo a ganhadora não poderá assumir. Esperem...

Anônimo disse...

Não quero nem pensar nas represálias que essa menina irá sofrer... Vão no mínimo depredar e pichar a casa dela...
Deus a proteja... Que nada de mau a aconteça.

Anônimo disse...

Pode ser que ela não receba coroas, flores e prêmios de uma miss, mas receberá galardão e a coroa da vida!

Isabela Dourado disse...

Esse video vale a pena ser legendado...por favor alguem faça essa graça...!!!