8 de fevereiro de 2009

“Pesquisa” no jornal O Globo indica: 99% dos brasileiros não aceitam o homossexualismo

“Pesquisa” no jornal O Globo indica: 99% dos brasileiros não aceitam o homossexualismo

Governo Lula usará “pesquisa” para elaborar novas políticas governamentais para combater a “homofobia” de 99% dos brasileiros

Julio Severo

De acordo com reportagem do jornal O Globo de 7 de fevereiro de 2009: “Só 1% dos brasileiros maiores de 16 anos não têm preconceito contra homossexuais”. O que essa “pesquisa” quer dizer? Que só 1% dos brasileiros não mata homossexuais? Que só 1% dos brasileiros não agride homossexuais?

Já que o termo “preconceito” muitas vezes é interpretado como abrangendo palavras e opiniões contrárias ao homossexualismo, quais as implicações dessa “pesquisa”?

A “pesquisa” foi realizada pelas fundações socialistas Perseu Abramo e Rosa Luxemburgo, que fizeram o levantamento de quantos brasileiros não aceitam o homossexualismo. A fundação Perseu Abramo tem ligação com o PT.

Usando o eco ideológico dessas fundações, o governo Lula agora utilizará os resultados dessa “pesquisa” para elaborar políticas mais enérgicas de combate à “homofobia”. A “pesquisa” apontou, nas próprias palavras de O Globo, que “a cada três dias de 2008, houve pelo menos um crime de ódio por orientação sexual no país, segundo o programa federal Brasil Sem Homofobia”.

Ocorrem no Brasil crimes contra quem pratica o homossexualismo? Claro que sim. Afirmando que a maioria dos homossexuais assassinados é de travestis, Oswaldo Braga, presidente do Movimento Gay de Minas, declarou: “São homossexuais que estão mais envolvidos com a criminalidade, como prostituição e tráfico de drogas, ficando mais expostos à violência”. (Tribuna de Minas, 09/03/2007, p. 3.)

Qualquer cidadão brasileiro, seja homossexual ou não, que se expõe em ambientes de drogas e prostituições corre sério risco de sofrer agressões e morte.

Mas assassinato, seja de quem for, não é nenhuma novidade no Brasil hiper-violento. Nos últimos 25 anos, enquanto 800 mil brasileiros foram assassinados, somente 2 mil homossexuais tiveram o mesmo destino, de acordo com o Grupo Gay da Bahia,

Contudo, a “pesquisa” não citou diretamente assassinatos de homossexuais, mas só “crimes”. Enquanto a cada três dias são assassinados 414 brasileiros — sem mencionar outros crimes —, a cada três dias 1 crime é cometido contra homossexuais.

Não, o governo Lula não está olhando para o número elevadíssimo de 414 assassinatos. Seus olhos estão nesse 1 crime contra homossexuais a cada três dias. Esse 1 crime pode ser qualquer “crime” — até mesmo a contrariedade típica e normal das pessoas a dois homens se beijando descaradamente em público.

Os olhos do governo Lula estão também no “preconceito” de 99% dos brasileiros. Erradicar a “intolerância” contra o homossexualismo, por mínima que seja, é muito mais importante do que trabalhar para literalmente salvar a vida de 50 mil brasileiros que são assassinados anualmente no Brasil hiper-violento.

Tanta violência no Brasil nem é de admirar. A vida perdeu o valor sob um governo que, em vez de proteger seus cidadãos, trabalha para legalizar o aborto e sacralizar o homossexualismo.

O que é de admirar é como uma população que é 99% contra o homossexualismo aceita de forma passiva e calada que um governo 100% a favor do homossexualismo eleve as práticas homossexuais a nível de sacralidade inviolável enquanto rebaixa 99% da população à categoria de “ralé ignorante” que deve ser sumariamente condenada a políticas estatais de reeducação.

Tal empreendimento socialista exige, como sempre, apoio da mídia comprada. Ninguém melhor do que a grande mídia brasileira para ajudar o governo a reeducar 99% da população. De acordo a BBC de Londres, as novelas da TV Globo — ligada ao jornal O Globo — aumentaram o número de divórcios no Brasil nos últimos 40 anos. Dá agora para aumentar o número de pessoas que aceitam o homossexualismo?

Com a ajuda da Globo e outros canais de TV liberais, o povo “ignorante” será reeducado a ver o homossexualismo conforme as tendências politicamente corretas. Sem mencionar que, usando as escolas públicas e outros meios, o programa federal “Brasil Sem Homofobia” não medirá esforços para eliminar o “preconceito” dos cidadãos brasileiros.

Enquanto o Ministério da Saúde gasta literalmente milhões em lubrificantes para que homossexuais se ocupem e se distraíam em suas relações anais, 99% da população ficarão “ocupados” sendo caçados e reeducados por causa de seu “preconceito”.

Esse “preconceito”, conforme o governo Lula e a mídia comprada definem, abrange qualquer opinião contrária ao homossexualismo. Não importa o que 99% da população pensem, não importa o que 99% dos cristãos creiam — o programa “Brasil Sem Homofobia” está determinado a “curá-los”, conforme as próprias palavras de Lula, de sua “doença perversa”.

Graças ao socialismo, o Brasil está hoje enfrentando uma ditadura ideológica monumental, onde 1% da população está determinada a impor sobre 99% não só censura às suas convicções e opiniões, mas também perseguição legal.

Alguém, muito sabiamente, disse:

“No passado, o homossexualismo era proibido no Brasil. Depois, passou a ser tolerado. Hoje é aceito como comportamento normal. Vou sair do Brasil antes que passe a ser obrigatório”.

Fonte: www.juliosevero.com

“Opor-se ao homossexualismo faz de você um doente”

Brasil Sem Homofobia: o que o governo Lula está fazendo para impor o homossexualismo no Brasil

Paira sobre os cristãos do Brasil perseguição por causa do homossexualismo

Você está pronto para ser perseguido por ativistas gays?

Ministério da Saúde investe em censura gay de livros e dicionários nas escolas

Lula: oposição ao homossexualismo é “doença perversa”

14 comentários:

Silvio Ricardo disse...

De um governo comunista não se pode esperar outro comportamento. O PT é perfeitamente coerente com os princípios socialistas que defende. Um deles, diga-se de passagem, é este: "Contribua para a derrocada dos valores morais...", ou este outro, "Corrompa a juventude e dê-lhe liberdade sexual", escrito por ninguém menos que Lênin, ídolo de toda a cúpula petista. Karl Marx, o pai do comunismo, foi quem inspirou, por sua vez, toda militância gayzista de Luiz Mott. Para saber mais sobre o decálogo de Lênin, ver em http://www.ternuma.com.br/decalogo.htm

Anônimo disse...

Não averigüei se o Decálogo de Lenin citado por Silvio Ricardo é o mesmo que o Decálogo de Stalin. Todavia gostaria de reforçar a recomendação da leitura do Decálogo de Stalin por Dom Aldo Di Cillo Pagotto:http://www.cleofas.com.br/virtual/texto.php?doc=OPINIAO&id=opi0428

Anônimo disse...

Gostaria de saber a opinião dos americanos sobre esse assunto ou sobre temas importantes como aborto, eutanásia e outros?

Anônimo disse...

Os brasileiros não poderão alegar não saber a razão de tanta desgraça que o país sofre(exp:crime,drogas,corrupção,etc),e muito mais males no futuro.
Ora ! Pelo que acontece de imoral no país tá explicado o motivo de tantos infórtunios que só aumentam no país.
Que brasileiro poderá alegar não saber o porque desgraças nos atingem ?

Anônimo disse...

Quando se diz que 99% dos brasileiros não aceitam o homossexulismo, isso significa que a maioria não o aceita para si e para os seus. Que pai ou mãe de família em sã consciência gostaria de ter um filho ou uma filha homessexual? Entretanto, isso não significa que há um repúdio pessoal aos homossexuais, ou que 99% dos brasileiros queiram matá-los. Como já disse, todo mundo busca o melhor para si, e o homossexualismo, por sua natureza intrínseca, é um estilo de vida que vai de encontro ao que se espera de uma sociedade.

Antonio Ahmed

Anônimo disse...

Julio,

Então, 99% dos brasileiros são heterossexuais, ou seja, a politica de 'saude' deve ser orientada no sentido oposto ao 'combate' a homofobia, educando os homossexuais a se tornarem heterossexuais.

O principio do homossexualismo é conhecido na psicologia como 'a recusa da criança em se idenficar com os pais'. As causas dessa recusa baseam-se no modelo inadequado de homem ou mulher que a criança tem como pais. Pais violentos ou sujeitos à mãe; Mães violentas ou com posturas inadequadas são um exemplo que a criança se recusa a seguir, fazedno com que o menino se identifique com a mães e com que a menina se identifique com o pai, como modelo a imitar.

Porem, o mais interessante, e que desmonta a teoria porno-marxista pro homossexualismo, é que, o menino ao procurar o pai como modelo já sabe que é homem, e a menina ao procurar a mãe como modelo já sabe que é mulher, comprovando que não existe o 'terceiro' sexo.

Alfredo

Trindade disse...

É uma pena que a grande maioria dos Brasileiros não saibam o que significa a palavra corrupção, pois pensam que a corrupção é só quando algum politíco ou funcionário público se apropria de bens do erário público, e ignoram que na excência a corrupção maior é quando a moral e a natureza humana é violada, pois à partir dai toda corrupção se torna comum e o pior passa a ser aceita e depois vira padrão moral nessa sociedade, Como escreveu Júlio Severo "vou fugir do Brasil antes que se torne obrigatório ser homossexual. Também vou se sobrar algum pais livre dessa lei, pois vejo que o Brasil só cumpri a cartilha da ONU; Iremos para a PÁTRIA CELESTIAL, lá sim.

Erasmo disse...

Bom, uma coisa de bom essa pesquisa tem, ela quebra a afirmação dos gayzistas de que 15% da população brasileira é homossexual, pois apenas 1% tolera, e dentre os tolerantes ainda temos que tirar o percentual que são heteros metidos a modernos.
Chega desta palhaçada de movimento homossexual, não podemos aceitar que a perversão de uns vire lei, daqui a pouco se aprova sob o mesmo argumento a pedofilia, zoofilia, e outras perversões da mente sem Cristo.

Anônimo disse...

Prezado Júlio,

recomendo o link abaixo:

http://blog.cancaonova.com/felipeaquino/2009/01/16/mulher-criada-por-homossexual-da-seu-testemunho/

Jorge Victor disse...

Sobre essa história de assassinatos de homossexuais, não ouço no noticiário tantos casos de assassinatos de homossexuais, se houvessem tais crimes existissem acontecendo a grande mídia, simpatizante do movimento gay, anunciaria com destaque. os casos de assassinatos que eu já ouvi ,em um caso o assassino era o "namorado" do homossexual e em outro caso uma lésbica foi assassinada pela própria "companheira" por ciúme.

Ismael disse...

A sodomia, hoje conhecida por homossexualismo, sempre foi descrita como algo nocivo à uma sociedade. Quando tolerada, fazia-se isso por consideração aos seus praticantes, sempre dentro de certos limites. Antes que existisse qualquer estado ou nação, ou mesmo alguma aldeia organizada, a primeira instituição da humanidade foi a família, formada por um homem e uma mulher, juntamente com seus filhos. Quase a totalidade das sociedades humanas entendiam que o casamento era sagrado e dele dependia o futuro destas sociedades, através dos filhos que esta união entre homem e mulher geraria. Relações sexuais extra-conjugais sempre foram consideradas contrárias ao bem-estar da sociedade, e por isto mesmo reprovadas. À relação sexual ocorrida fora do casamento dá-se o nome de fornicação. Deus alertou o homem acerca da fornicação, declarando-lhe o mal que ela trazia, por ser uma porta de entrada para grandes males à afligirem a sociedade. Quando o casamento deixou de ser sagrado (em fins do século XVIII com os pensadores iluministas) o mundo entrou em uma espiral de violência sem fim. A Revolução Francesa (completamente diferente da Revolução de Independência dos Estados Unidos) pretendia abolir o casamento. Os homens passaram a cobiçar a mulher do próximo.
A moral foi decaindo cada vez mais e, não contente com a fornicação pura e simples - seja com relações pré-nupciais, prostituição ou adultério - a mente humana, já enebriada com tanta perversão, começou a se render à pior de todas as formas de fornicação: a sodomia.
Apesar de todos os esforços dos engenheiros sociais esquerdopatas o mundo ainda resiste, de forma cambaleante, às pretensões totalitárias do movimento sodomita (o movimento "gay"), apesar da imensa corrupção moral que permeia a sociedade. Mas, em uma guerra ganha o lado mais determinado e que tenha melhores armamentos. O movimento sodomita dispõe de uma imensa provisão de armamentos legais (decretos, resoluções,etc.) por meio da ONU, movimentos comunistas e satanistas, e uma determinação ferrenha (provavelmente guiados por Baal e Azmodan, demônios da escravidão homossexual). Os que se opoem não têm um discurso coerente, haja visto defenderem outras formas de fornicação, faltando-lhes portanto o armamento necessário, e, por estarem tão perto do abismo da perversão sexual, falta-lhes determinação para defenderem sua causa.
Não é preciso ser nenhum especialista em estratégia militar para saber de antemão quem ganhará esta guerra: o movimento sodomita.
De todos os mandamentos e ordens de Deus apenas 1 diz respeito à salvação: "adorar à Deus, teu criador"; complementado por outro: "não terás outros deuses e/ou ídolos (seres sobrenaturais ou homens) além de mim [de Deus]", ordenando-se portanto à não idolatrar nada nem ninguém que não seja o seu divino criador, não importando a beleza, a inteligência ou mesmo a sabedoria de determinada pessoa, só Deus é perfeito.
Tudo o mais que Deus ordena é para o bem da própria humanidade na sua trajetória neste mundo (e igualmente necessários para a salvação), sendo por isto mesmo tais ordens seguidas, em grande parte, em todo o mundo durante milhares de anos, até o advento do Movimento Comunista/Revolucionário, irmão menor do Satanismo, desejoso de escravizar a humanidade.
Se o mundo quiser vencer a guerra contra o movimento sodomita precisa arrepender-se de seus maus caminhos e deixar de lado suas perversões, redescobrir "a origem das sociedades [humanas]" e estar determinado a proteger a sociedade da influência maléfica que o movimento sodomita tem sobre ela, preservando esta sociedade para as futuras gerações, que, como diz Joseph Ratzinger (o papa Bento XVI), é mais importante do que preservar as florestas.
Esta é uma guerra espiritual, e por isto o melhor armamento para vencê-la é a presença do Cristianismo na sociedade, mostrando que Yahvé, não Baal, está no comando.

*Ps: uso o termo sodomia por ser este o termo usado tradicionalmente para se referir a relações sexuais entre pessoas do mesmo sexo (principalmente homens) assim como movimento sodomita, em contraposição à homossexuais e movimento gay, por serem estes termos politicamente corretos inventandos para confundir a mente humana, fazendo com que ela não associe a palavra ao objeto a que se refere mas à invenções da mente de engenheiros sociais perversos - a "Novilíngua" do livro "1984" de George Orwell.

Steve disse...

O pessoal precisa sair da internet e ir para as ruas, fazer protestos, passeatas, debates, etc. Se não, a situação só vai piorar cada vez mais.

Anônimo disse...

O buscar sinceramente a verdade é uma valorosa ação!

gustavo henrique disse...

Saudações Julio Severo. Já escrevi isso antes, mas repito: o PT usou catolicos da "Teologia da Libertação", cristãos "progressistas" de todas as denominações para alcançar o poder. Agora que as pesquisas apontam um continuísmo, quer usar a PLC 122 para se livrar dos políticos evangélicos ou convertê-los aos seus "ideais".