25 de setembro de 2008

Supremo Tribunal Federal finaliza audiências inclinado a favorecer abortos eugênicos

Supremo Tribunal Federal finaliza audiências inclinado a favorecer abortos eugênicos

Matthew Cullinan Hoffman

BRASÍLIA, 23 de setembro de 2008 (LifeSiteNews.com) — A última audiência do Supremo Tribunal Federal acerca da questão de abortos eugênicos terminou terça da semana passada com os depoimentos mais polêmicos de testemunhas governamentais.

Como nas audiências anteriores, que estavam inclinadas a favor da posição pró-aborto, as testemunhas deram depoimentos que contradizem as declarações de organizações médicas sobre anencefalia, na qual bebês nascem sem parte da parte superior do cérebro e crânio. Alguns estão argumentando que deve haver permissão para abortar esses bebês.

Luís Roberto Barroso, advogado da pró-aborto Confederação Nacional dos Trabalhadores na Saúde, repetiu a alegação anterior do Ministro da Saúde, José Gomes Temporão, de que dá para se detectar a anencefalia no útero com 100% de exatidão, uma alegação que está em contradição com o Conselho de Assuntos Éticos e Judiciais da Associação Médica Americana, que diz que “os diagnósticos equivocados de bebês como anencefálicos têm sido documentados na literatura médica e detectados por programas de exames cuidadosos”.

Além disso, os médicos estão ainda debatendo se Marcela Ferreira, que morreu depois de um ano e meio de vida (caso que tem gerado muitas discussões sobre a questão do aborto), era realmente anencéfala (Veja: http://juliosevero.blogspot.com/2008/09/ministro-da-sade-d-falso-testemunho-no.html). O lado pró-aborto deu depoimento de que ela não era, o que por sua vez mina suas próprias declarações de que estão em condições de diagnosticar com facilidade a anencefalia no útero.

O subsecretário de justiça, depondo em favor do governo Lula, também afirmou que “100% dos casos” de anencefalia morrem “nas primeiras horas” de vida, apesar do fato de que bebês anencéfalos muitas vezes vivem dias ou semanas, e às vezes até mesmo anos, com sua deficiência.

Durante as quatro audiências, o STF ouviu depoimentos de um total de 26 testemunhas, 16 delas a favor de abortos eugênicos, e 10 contra. Embora o Ministro Marco Aurélio Mello, do STF, tivesse anteriormente predito que em votação o STF aprovaria sem demora esse tipo de aborto, na semana passada ele parecia estar voltando atrás em suas confiantes declarações anteriores, confessando que “só com muito otimismo eu manteria a esperança de novembro”.

O atual caso começou quatro anos atrás, iniciado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores na Saúde, mas foi arquivado depois que se tornou evidente que não havia votos suficientes para apoiá-lo. Mello trouxe o caso de novo logo depois da decisão do STF permitindo pesquisas com células-tronco embrionárias no começo deste ano, declarando que ele cria que o STF está agora pronto para fazer decisões a favor do aborto.

Com o término das audiências, o caso agora será analisado pelo Ministério Público Federal, cujo subsecretário, Mário Gise, já declarou sua opinião de que é “tortura” proibir as mulheres de fazer aborto no caso de gravidez anenefálica. O caso será também analisado pela Advocacia Geral da União, o órgão encarregado de lidar com questões legais para o governo.

Cobertura relacionada de LifeSiteNews:

Ministro da Saúde dá falso testemunho no caso de aborto eugênico

http://juliosevero.blogspot.com/2008/09/ministro-da-sade-d-falso-testemunho-no.html

Supremo Tribunal Federal ouve testemunho acerca de abortos eugênicos

http://juliosevero.blogspot.com/2008/08/supremo-tribunal-federal-ouve.html

Bebê anencefálico despedaça mitos pró-aborto

http://juliosevero.blogspot.com/2008/06/beb-anenceflico-despedaa-mitos-pr.html

Traduzido e adaptado por Julio Severo: www.juliosevero.com

Fonte: LifeSiteNews

Um comentário :

Anônimo disse...

E' nessa hora que voce ver a covardia dos li'deres religiosos. A aprovacao desse tipo de aborto e' so' a ponta do Iceberg que vira' depois. Sai' do Brasil longo tempo atra's, nao por nessecidade financeira, mas pela hipocrizia de nosso povo que so' se manisfestam em coisas fu'teis,banais, e imorais. Lutei em Pernambuco, por causas se'rias em meu estado.Mas ao inve's de apoio, fui flexado muitas veses. Cansei, so' vou la' a' passeio e rever meus entes queridos. Nao e' a' toa que Deus permite tantas aberracoes em nosso pai's. Por sermos medi'ocres e covardes. Betopernambuco