19 de agosto de 2008

Pastor que incentivou criminoso arrependido a se entregar para a polícia cai na teia das leis anti-discriminação

Pastor que incentivou criminoso arrependido a se entregar para a polícia cai na teia das leis anti-discriminação

Um pastor da Igreja Evangélica Assembléia de Deus Trabalhadores da Última Hora fez o que o governo, apesar de toda a carga de impostos que cobra, não faz: reabilitar um criminoso. O Pr. Isaías da Silva Andrade recebeu em sua igreja Rodrigo Carvalho Cruz, conhecido como “Tico”, acusado como autor de roubo e a morte do turista italiano George Morassi, em novembro de 2007. Ali, Tico recebeu o Evangelho e aceitou Jesus.

Em seguida, o pastor aconselhou o criminoso arrependido a se entregar para a polícia. Lá chegando, porém, o próprio pastor caiu vítima de acusações criminais — por causa das tendências politicamente corretas. Ele foi denunciado pelo MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) por prática de preconceito religioso contra as entidades do candomblé.

A denúncia, encaminhada para o juiz Flávio Marcelo Fernandes, da 37ª Vara Criminal da Comarca da capital, é de autoria da promotora Márcia Teixeira Velasco.

Citando a reportagem “Ladrão se entrega com Bíblia na mão” do jornal “Meia Hora” (edição de 27 de novembro de 2007), a denúncia do MP-RJ diz que o pastor Isaías da Silva Andrade “praticou, de forma livre e consciente, discriminação ou preconceito de religião”. Ao fazer uma declaração sobre Tico, o pastor disse:

“Ele estava possuído por uma legião de demônios, como o Exu Caveira e o Zé Pilintra. Fizemos uma libertação nele e o convencemos a se entregar hoje”.

O pastor disse isso nas dependências da DC-Polinter, onde acompanhava a apresentação de Tico à polícia.

Na opinião da promotora, o candomblé e seus praticantes “foram atingidos diretamente com a declaração racista e discriminatória, eis que o denunciado vilipendiou entidades espirituais da matriz africana, com a espúria finalidade de proteção de autor de nefasto crime”.

O processo foi auxiliado por Leonardo Chaves, subprocurador Geral de Justiça de Direitos humanos. As novas definições de direitos humanos incluem proteção às práticas de bruxaria e cada vez mais às práticas homossexuais, de modo que o mesmo governo que tem dificuldade de identificar e punir criminosos reais — estupradores, assassinos, etc. — encontra agora maior facilidade de identificar e punir pessoas que nunca cometeram crimes reais, mas que transpuseram os limites das categorias de crimes artificiais impostas pelo Estado.

Agora, o foco da atenção não mais são os crimes reais de Tico, mas os crimes imaginários do Pr. Isaias. Ele cometeu, na opinião do infalível Estado, o imperdoável pecado de ofender demônios do candomblé.

O caso, que está sendo acompanhado pela Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, é o primeiro onde um pastor é denunciado criminalmente por discriminar religiões afro-brasileiras como o candomblé. Se condenado, o pastor pode pegar de dois a cinco anos de detenção.

Fonte: www.juliosevero.com

Leia também:

Juiz brasileiro determina que livro de padre denunciando a bruxaria seja removido de livrarias

Lobo em pele de ovelha: O Estado policial e sua ameaça de leis antidiscriminação

A favor do preconceito seletivo: Quando as leis anti-discriminação tornam alguns mais sagrados do que Deus

13 comentários :

Ev.Luís de Portugal disse...

Satanás está se preparando para levantar o seu protegido-anticristo,se o pastor pegar cadeia por falar a verdade, então metam todos os evangélicos sinceros na cadeia, pois eu também não me calarei:O Candomblé,é uma religião satanista, e quem a praticar e não se arrepender dela, aceitando a Jesus, o destino que o espera na eternidade é o lago que arde com fogo e enxofre!

Daladier Lima disse...

Meu amigo Júlio (permita-me chamar assim), não é brincadeira o que está acontecendo. Tenho reiterado em meu blog que as igrejas em geral precisam de uma atuação institucional mais forte, apesar de sabermos que isto é cumprimento da Palavra de Deus.
A CGADB, por exemplo, representa milhões de assembleianos, e se cala diante de fatos desta natureza. Mais dia, menos dia, todos seremos presos.

Maristela disse...

Sr. Júlio o que está claro é que o mais importante é que as pessoas que deveriam estar preocupadas com os crimes e talvez, a recuperação de seres humanos que estão á margem da sociedade, esqueceram seu papel e mergulharam de cabeça no mundo da cegueira espiritual, pois, agem de forma impensada e arbitrária. Uma coisa é ter uma reeligião, outra é usá-la para perseguir, punir, vingar.Se não aceito sua religião não posso agir demoniacamente em relação aos meus semelhantas. Estamos no final dos tempos e quem deveria ser instituido de poder de justiça, pratica a parcialidade, o preconceito, a vingança e até crimes como fez o promotor em SP. Daqui a pouco vão pedir a condençao de quem "pensa".

Oswaldo disse...

É terrível mesmo. Porém, se o pastor não tivesse explicitado os nomes das entidades ("Exu Caveira e Zé Pilintra"), citando apenas genericamente "demônios", talvez ele não estivesse sendo processado. Como disse Jesus, "sede simples como as pombas, e prudentes como as serpentes".

A propósito: não consta que Cristo vivesse perguntando os nomes dos demônios que expulsava, exceto uma vez, no episódio do gadareno.

bebeto_maya disse...

Esse promotor é um covarde. Ele, o pastor, só estava professando a fé dele em não aceitar entidades africanas como salvadoras. Olha, não sou evangélico, mas essas picuinhas e mesquinharias desseas calhordas dos "direitos humanos" me atiçam à gastrite.

telmo disse...

Entendo que o mundo jaz no maligno. Há anos atrás, eu era petista doente. Nesta época sonhei com a estrela do PT invertida. Caminhava no centro com muitas pessoas (todas gays). Não entendi o que estava acontecendo. Ouvi uma voz forte que dizia: "Nós te amamos, ó Estrela da Noite". Não entendi antes, mas agora compreendo perfeitamente o que está acontecendo. A agenda satânica está sendo posta em prática. Os evangélicos desanimaram ou passaram para o outro lado, amando o mundo, e sendo amado por ele. Realmente é terrível. Vamos orar e vigiar. Não tem outro jeito. Abração.

Anônimo disse...

O BRASIL 'E ASSIM: PRENDE O LADRAO DE GALINHA QUE PASSA FOME POR NECESSIDADE, E SOLTA O POLITICO CORRUPTO QUE ROUBA MILHOES DE PRATOS DE COMIDA DAS FAMILIAS CARENTES.....
INFELISMENTE,
ENQUANTO O POVO BRASILEIRO NAO CRIAR ATITUDE E CONSCIENCIA,E SE UNIR PARA MANIFESTAR NAS RUAS.....IGUAL NOS PAISES COMO A FRANCA, ARGENTINA, ITALIA, EUA....
O BRASIL VAI CONTINUAR NESSA BAGUNCA...
CORRUPCAO DE POLITICOS, MA DISTRIBUICAO DE RENDAS, MISERIA, ANALFABETISMO, FOME, CRIMES, ETC...
FALTA CULTURA, EDUCACAO, TRABALHO, SAUDE, ETC....
PORQUE NAO CRIA-SE UM SISTEMA PENITENCIARO ONDE OS PRESOS EXECUTEM SERVICO DIARIO PARA CUSTEAR SEUS GASTOS...?
RESPOSTA: PORQUE O ATUAL SISTEMA E UMA FORMA DE DESVIAR RECURSOS PUBLICOS PARA FAVORECER UMA MINORIA DE CORRUPTOS E CRIMINOSOS QUE FINGEM PROMOVER A SEGURANCA PUBLICA...
SERA QUE AS ARMAS E AS DROGAS NAS MAOS DOS CRIMINOSOS APARECERAM DO NADA OU SERA QUE E ATRAVES DA POLICIA..? PROCUREM SABER QUANTAS TONELADAS SAO CONSUMIDAS DE DROGAS NO BRASIL ANUALMENTE... DAVA PRA ENCHER UMA PISCINA OLIMPICA... SERA QUE TANTAS DROGAS APARECEM NO BRASIL NUM PASSE DE MAGICA, OU SAO ESQUEMATIZADAS DIARIAMENTE POR ORGANIZACOES CRIMINOSAS?
TODOS ESTAM CARECAS DE SABER MAS NINGUEM SE MANIFESTA E SE OMITE...
ESSE E O NOSSO BRASIL....
PRA FRENTE BRASIL ...
COITADO DO PASTOR TALVEZ SE ENTENDESSE DE LEIS NAO TERIA SIDO DETIDO...AFINAL ELE NAO E POLITICO E NEM RICO.... (PRE- REQUISITOS PARA NAO SER PRESO NO BRASIL!!!!

Anônimo disse...

Vai ver que o promotor é participante do satanismo... ou, quem sabe, quer brilhar mais que colegas. Nada que um bom advogado não resolva. Isso é caso para os políticos evangélicos: melhores leis e garantias do cumprimento da constituição!! A liberdade de expressão não pode jamais ser confundida com questões religiosas; ja que os "demônios" evocados, perambulam por diversas e famosas igrejas e culturas, sendo assim, as cadeias não comportariam jamais os "transgressores" dessa "interpretação legal".

Anônimo disse...

E verdade que se pastor, só cogitasse ,que preso estava cheio de demonios estaria livre....,
mas não daria a entender que tais
entidades são malignas.

Isso e uma resposta ao
caro amigo...OSWALDO.

Simplicidade para ocultar,
já mais....

Netto disse...

O que o irmão Daladier Lima disse está correto, mas COMO a igreja vai agir sem parecer preconceituosa?
Nós já fomos chamados de "a minoria barulhenta", somos diariamente taxados como preconceituosos, temos políticos que além de não conseguir ficar fora da corrupção ainda nos trai.
Aqueles que deveriam nos proteger e nos defender ou se viram contra nós ou ficam omissos.
A coisa está mais ou menos assim: "se correr o bicho pega, se ficar o bicho come".
Começou a nossa luta, acho que agora só nos resta aguardar a vinda de Jesus, lutar pela verdade, sofrer pela verdade mas ser fiel e lutar, mesmo que isso nos custe a vida.
Não demora muito e a igreja terá que aceitar casais do mesmo sexo como membros na igreja... e já estamos vivendo um tipo de Big Brother, espiões do mundo prontos à nos denunciar pro preconceito religioso, enfim.
Acho que a melhor coisa é a igreja procurar a banda menos podre e se aliar à ela para que não sejamos massacrados pela intolerância que está se implantando no Brasil.

Stefano disse...

Cade a livre expressão nesse país?

elton pamplona disse...

QUEM NOS PROTEGE É DEUS E NÃO POLITICO,QUE TUDO ISSO JÁ FOI ALERTADO PELO SENHOR ATRAVÉS DOS PROFETAS É FATO,MAS NOSSA MISSÃO É FALAR AOS QUATROS CANTOS DA TERRA,A VERDADE É ESTA QUER GOSTEM OU NÃO,ENTENDAM COMO PRECONCEITO, INTOLERÂNCIA FALEM O QUE QUISER,MAS ESTA É A VERDADE SALVAÇÃO SÓ EM JESUS,RELIGIÃO VERDADEIRA ( SE BEM QUE NÃO GOSTO DO TERMO RELIGIÃO,PREFIRO CRISTIANISMO DE VERDADE) SÓ O QUE HÁ UM ÚNICO DEUS,UM ÚNICO,ESPIRITO E UM ÚNICO SENHOR E SALVADOR JESUS.

Anônimo disse...

Isto é incrível!!! Gostaria de propor aos leitores desta coluna o seguinte: Tirem uma cópia e remetam ao máximo possível de pessoas para que todos tomem conhecimento, já que este tipo de assunto não ganha notoriedade nos noticiários (ao menos não da forma correta)