21 de julho de 2008

Juiz brasileiro determina que livro de padre denunciando a bruxaria seja removido de livrarias

Juiz brasileiro determina que livro de padre denunciando a bruxaria seja removido de livrarias

Declara que o governo estadual tem a obrigação de preservar a “respeitabilidade” e “permanência” de tais práticas

Matthew Cullinan Hoffman

BAHIA, Brasil, julho de 2008 (LifeSiteNews.com) — Um juiz do estado da Bahia, Brasil, ordenou o confisco de um livro escrito pelo padre Jonas Abib, no qual ele condena a feitiçaria como imoral.

O livro — “Sim, Sim! Não, Não! Reflexões de Cura e Libertação” — adverte os leitores contra os perigos do ocultismo, inclusive as religiões afro-brasileiras conhecidas como “espiritualismo”. De acordo com o site do Pe. Abib, o livro já teve 81 reimpressões e vendeu mais de 400 mil exemplares.

“Pe. Jonas, assim como Paulo, ousadamente denuncia as obras das trevas, levando o leitor a se conscientizar sobre o controle da mente, a ioga, a astrologia, a magia e a evocação dos mortos, revelando a verdade sobre as obras das trevas, com as quais é preciso romper urgentemente”, diz um resumo do livro postado no site dele.

O promotor público Almiro Sena, porém, acusa Abib de “fazer declarações falsas e discriminatórias sobre o espiritismo e sobre as religiões da África, como a Umbanda e o Candomblé, assim como incitação flagrante à destruição e desrespeito a seus objetos de culto”.

Ele acrescentou que a violação é mais grave porque “a Constituição estadual [da Bahia] diz que é obrigação do Estado preservar e garantir a integridade, respeitabilidade e permanência dos valores das religiões afro-brasileiras”.

Ricardo Augusto Schmitt, juiz de direito da cidade de Salvador, Bahia, decidiu em favor do processo em maio, e ordenou o confisco de todos os exemplares do livro das livrarias do estado.

A decisão ocorre depois de outras ações que foram tomadas contra os cristãos no Brasil por expressarem publicamente suas opiniões com relação a formas de conduta que são atualmente favorecidas pelo governo. A organização evangélica Visão Nacional para a Consciência Cristã (VINACC) foi censurada por um juiz no ano passado quando iniciou uma campanha para defender o casamento heterossexual e condenar o comportamento homossexual.

O Dep. Miguel Martini denunciou, a partir da Câmara dos Deputados em Brasília, essa decisão e expressou preocupação de que o Brasil está começando a censurar as convicções dos cristãos.

“Aonde estamos chegando neste País?”, perguntou ele. “Há um projeto de lei tramitando no Senado que quer limitar a manifestação, por parte dos cristãos, das suas convicções bíblicas e evangélicas. E agora há uma decisão judicial, da qual, é claro, cabe recurso. Tenho certeza de que ela será derrubada, pois o corpo jurídico da editora já está entrando com ação”.

O jornal Folha da Bahia também noticia que o Pe. Abib será intimado a aparecer no tribunal para ser informado do veredicto, embora não haja relatos de audiências subseqüentes. A editora do livro, Canção Nova, negou publicamente a legitimidade das acusações, e diz que não foi informada do julgamento.

Traduzido e adaptado por Julio Severo: www.juliosevero.com

Fonte: LifeSiteNews

Grupos gays brasileiros lançam múltiplas ações legais para silenciar a oposição cristã

http://juliosevero.blogspot.com/2007/08/grupos-gays-brasileiros-lanam-mltiplas.html

Em busca dos altares antigos: Rejeitando as raízes de Israel e acolhendo as raízes afros

http://juliosevero.blogspot.com/2008/03/em-busca-dos-altares-antigos-rejeitando.html

11 comentários :

bebeto_maya disse...

E há quem diga que não estamos numa ditadura comunista...

Anônimo disse...

Tudo bem que o Padre Jonas Abib não é lá muito referência teológica...
Enfim, Então é preciso tirar mais da metade de livros de circulação uma vez que massacram imperdoavelmente o cristianismo.

Anônimo disse...

Antes eu achava que guerra espiritual era coisa que acontecia lá nas esferas celestiais, e que o que acontecia cá na Terra, para o bem ou para o mal, era mais culpa dos homens mesmo.

Percebi agora que eu estava apenas meio certo: muito do que ocorre é culpa dos homens, mas existem outras inteligências por trás disso, que sabem se aproveitar à perfeição da nossa própria estupidez.

Mas acho interessante acontecer isso; como diz o provérbio, ninguém chuta cachorro morto: mas, onde há vida, há esperança.

Se eu fosse você, não desistiria.

"Tudo podemos naquele que nos fortalece".

Se for mesmo o fim dos tempos, a gente se encontra lá no Paraíso, amigo.

A propósito, acho que Deus está me dando o salmo 49:15-20 para te passar.

Boa sorte e a Paz do Senhor.

Anônimo disse...

Engraçado.

Richard Dawkins e Dan Brown têm direito de publicar, inclusive em mais de um idioma, a suas críticas e zombarias a respeito da religião cristã, mas basta um sacerdote católico publicar um livro prevenindo seu rebanho contra as seitas e ele, imediatamente, é censurado sob o pretexto de se estar protegendo um 'elemento da cultura'.

Só no governo Lula, mesmo...

bebeto_maya disse...

Bem citado. Dawkins pública, todo mundo pode falar mal...Mas falem mal dos gaysistas, de Dawkins e aí o bicho pega...A principal característica do coitadista é esta. Ele bate, bate, bate...mas na hora de apanhar, pousa de vítima.

Hans Bonfá disse...

Irmãos,

Sou Umbandsita praticante e não me sinto atingido por qualquer publicação de quém quer que seja.
Acho um absurdo proibir que um padre expresse a sua opinião sobre a feitiçaria. Lembro que a umbanda não faz feitiçaria e o padre não tem como saber sobre tudo. Que ele coloque todas as religiões de matiz espiritualistas no mesmo balaio, é direito seu e inalienável. Em se tratando de religião a condenação virá do alto e não de mim ou qualquer outro religioso. Deus condenará o ímpio e não o ignorante. Se o padre estiver errado prestará contas a Deus e não ao homen. Se os religiosos quiserem mostrar que sua crença é boa, que o façam pelas obras e não pela proibição da opinião contrária. A Umbanda proibe os seus adeptos de praticar o mal, como qualquer outra religião o faz, mas ainda irá demorar para dissociar o cristão Umbandista dos praticantes de rituais suspeitos e desiquilibrados, travestidos de pura religião e mesmo assim ainda devemos conviver com a critica, pois ela nos fará melhores, pela evolução pessoal e religiosa.
Agradeço a todos aqueles que criticam atitudes suspeitas, para que todos fiquemos vigilantes acerca de nossa conduta pessoal.
Deus nosso Pai há de nos provar justos em nossas atitudes, apenas Ele.
Com amor Cristão.

Anônimo disse...

é logico q umbanda, e candomble sao cultos ao demonio, e nao é preconceito contra os negros dizer isso nao, pq os brancos antes de Jesus tbm se dedicavam a rituais pagaos de culto ao demonio. ninguem é idiota, nao venha me dizer q oferecer cachaca a um santo é para deus. estamos em uma democracia, quem quiser pode ate cultuar o demonio desde que saiba o que esta fazendo.

Cleo Andrade disse...

Olá, 'topei' com a discussão por acaso, mas foi oportuno pela Graça de Deus! Enfim... concordo com Bebeto... O fato é que muitos leigos são prejudicados por expressarem sua fé. E, muitos julgam os cristãos e nem por isso são punidos. Entendemos que os mandamentos de Deus é único e claro!

...

EDU BAURU disse...

BOM DIA MEUS QUERIDOS IRMÃOS... CATOLICOS COMO EU, OU NÃO...
OQUE O QUERIDO PADRE JONAS ESTÁ FAZENDO COM O ALERTA QUE ESTA NO LIVRO,,, NAO É DELE... E SIM OQUE DEUS ALERTA NA PALAVRA DE DEUS... LEIAM EM DEUTERONOMIO 18.10 E EM VARIAS OUTRAS PASSAGENS SOBRE O ESPIRITISMO... E CHEGUEM A CONCLUSÃO... OQUE ENTENDEM SOBRE ABOMINAÇÃO? É OQUE DEUS FALA ... ABOMINA O ESPIRITISMO, A BRUXARIA, A MAGIA, A ADVINHAÇÃO ETC...
PORTANTO... TIREM SUAS PROPRIAS CONCLUSÕES...

ABRAÇOS

E QUE DEUS OS ABENÇOE!!!

Sidi & Mari - Igreja Batista Filadélfia - Cunha Porã disse...

Olá queridos,

É importante que este acontecimentos cheguem até nós, mas isto só vem a provar que de fato estamos vivendo os últimos dias antes da vinda de Jesus. A perseguição irá aumentar e temos que estar preparados, firmados na palavra de Deus, pregando a Jesus Cristo sempre. ...é mister que estas coisas aconteçam.

Anônimo disse...

Crentes do Brasil!!! Católicos ou evangélicos!! Aja, reaja, lute em Nome de Jesus!!! dispare e-mails, se for necessário! Comente!!! vamos lutar por nossa nação!!! Pelas nossas leis!!!