15 de julho de 2008

Homossexual processa editoras de Bíblias por causa de versículos bíblicos contra o homossexualismo

Homossexual processa editoras de Bíblias por causa de versículos bíblicos contra o homossexualismo

Peter J. Smith

NASHVILLE, Tennessee, EUA, julho de 2008 (LifeSiteNews.com) — Um homem homossexual perturbado com versículos da Bíblia que condenam o homossexualismo como pecado decidiu — em vez de processar Deus ou exigir indenização do Espírito Santo — perseguir duas editoras cristãs por suas versões da Bíblia, as quais ele diz violam seus direitos constitucionais e lhe causam sofrimento emocional e instabilidade mental.

Bradley LaShawn Fowler de Canton, Michigan, entrou com uma ação num tribunal regional de Michigan em 7 de julho contra a Editora Zondervan buscando uma indenização de 60 milhões de dólares. Fowler também entrou com outra ação no começo de junho buscando uma indenização de 10 milhões de dólares da Editora Thomas Nelson, com sede em Nashville, Tennessee.

Fowler está representando a si mesmo em ambos os casos. O juiz Julian Abele Cook Jr. negou-se a aceitar o pedido de Fowler para que um advogado nomeado pelo tribunal o representasse no caso da Thomas Nelson, dizendo: “O tribunal tem algumas preocupações legítimas acerca da natureza e eficácia dessas queixas”.

Fowler, de 39 anos, culpa as referências ao homossexualismo como pecado na Bíblia da Zondervan por seu relacionamento precário com sua família, seus próprios períodos de “desmoralização, caos e confusão”, e até mesmo a morte do homossexual Matthew Shepard. Shepard foi brutalmente assassinado em 1998 num crime que foi amplamente noticiado como sendo motivado pela homossexualidade de Shepard, embora uma notícia da rede ABC em 2004 tenha mostrado evidência contrária a essa alegação.

Fowler disse que ele foi criado com uma educação religiosa que ensinou a ele que a homossexualidade é um estilo de vida de pecado.

“É por isso que fiquei completamente perturbado depois de descobrir que o termo homossexual foi adicionado à bíblia em 1982, e então removido em 1994 sem consideração alguma às muitas vítimas que cometeram suicídio ou foram assassinadas por causa de sua preferência sexual de homossexualidade”, escreveu ele em seu blog “Bradley-Almighty” [Bradley-Todopoderoso].

Ele continua: “Lamentavelmente, porém, a editora que iniciou a guerra mental contra os homossexuais jamais tentou pedir perdão a Matthew Shepard ou a ninguém mais que perdeu a vida, por causa de suas tendências maliciosas e rigorosas”.

Fowler diz que as editoras de Bíblias são parte de uma vasta conspiração que planeja documentos sagrados para fazer com que “eu e outros que são homossexuais soframos abusos verbais, discriminação, episódios de ódio e violência física, inclusive assassinatos”.

Fowler diz que ele está muitíssimo descontente porque a Editora Zondervan usa a palavra “homossexual” em vez de utilizar outras palavras que indicam a mesma coisa. Em seus blog, Fowler explica que na edição de 1964 da Bíblia, a palavra usada em 1 Coríntios 6, versículo 9, era “efeminados”, onde a passagem dizia:

Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus? Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas… (1Co 6:9-10)

Na edição de 1982 a palavra “efeminados” foi traduzida como “homossexuais”, enquanto na versão de 1987 foi traduzida “aqueles que participam de conduta homossexual”.

Mas a edição de 1994, diz Fowler, de novo denuncia “efeminados” e “sodomitas”.

Fowler então pergunta a seus leitores: “Qual dessas versões é verdadeira? Qual não é?” Ele então continua a dizer que a editora deveria ter publicado um aviso acerca da mudança de termos. Ele alega que a mudança está provocando violência contra os homossexuais.

O processo também pode servir como campanha publicitária para a sabedoria bíblica que o próprio Fowler afirma ter. Ele está estreando o livro “365 Razões para Estudar a Bíblia”. Um anúncio diz que o livro é “compilado com extensas pesquisas coletadas para um processo civil contra uma das maiores e mais respeitas editoras de Bíblias dos EUA”, e outro anúncio diz que o livro leva o leitor “numa viagem pelo tempo… lentamente expondo segredos escondidos que as editoras de Bíblias lutam febrilmente para manter ocultos do público geral há séculos. Uma avalanche de segredos que estão mantendo escravizados milhões de pessoas no mundo hoje”.

Um porta-voz da Editora Zondervan disse ao canal de TV WOOD em Grand Rapids que a editora não traduz Bíblias nem possui o direito autoral, mas confia na opinião acadêmica de confiáveis comitês de tradução.

Traduzido e adaptado por Julio Severo: www.juliosevero.com

Fonte: LifeSiteNews

14 comentários :

Vitor Grando disse...

Se ele ganhar... é o fim do mundo!

bebeto_maya disse...

Mentira...Matthew Shepard não foi assassinado por cristãos, e sim por caipiras machistas americanos. Os mesmos tipos que violentam catholic girls (pois segundo eles são as "virgens") e agridem os "crentes"...

A associação que o filme sobre Matthew Shepard faz ao cristianismo é ultrajante e facínora.

mauricio biano disse...

Esse cara é um maluco, sem luz na vida, coitado, está querendo vender o livro dele, é mais um enviado de Satanás para querer mexer nas questões doutrinárias da bíblia, será que ele não sabe que tudo se resume ao homossexualismo...!?pois quem eram os sodomitas, senão um povo perverso e que tinha práticas homossexual, tanto que queriam os anjos do Senhor e Deus destruiu aquela cidade por causa da sua iniqüidade; quem são os efeminados, senão homens tedenciosos a parecer com mulher não somente nos gestos mas até na pratica sexual, mudando o curso natural da vida. q Deus o abençoe e possa haver tempo de arrependimento para ele.
Um abraço Júlio, q Deus continue abençoando a tua vida e a dos que te ajudam a nos manter informado sobre as fatos que vem acontecendo no mundo, q vc continue firme nessa jornada aqui na terra. a nossa esperança está nos céus, de onde há de vir o nosso redentor, Cristo, o Salvador.

João Emiliano disse...

Olá Júlio, PAZ, tudo bem? Esse Bradley LaShawn Fowler só pensa em grana, por isso, o pecado dele não é nem tanto ele ser um gay, mas por ele ser um explorador das angústias humanas...

Rapaz, eu sou ex-gay e sei o quanto foi duro pra mim assumir minha homossexualidade e suportar toda crítica ao meu antigo comportamento, pq há um componente nazi-fascista na homossexalidade. O que fazer senão ter a VERDADEIRA FELICIDADE que é ser cristão e deixar de lado uma opção destrutiva, não tanto por ameaças externas, mas INFINITAMENTE mais por ser a homossexualidade em si um verdadeiro transtorno?

Jorge Fernandes disse...

Algo que me incomoda, e creio, deveria incomodar aos cristãos, é que, nem tanto o marketing, nem tanto a vida devasa do Bradley são os componentes principais do texto. Isso há as "pencas" no mundo. Mas, por que as comissões de tradução da Bíblia, cada vez mais, aderem ao politicamente correto, e diluem a mensagem Divina com termos "suaves", através dos quais os inconvertidos podem acomodar os seus pecados (E mesmo muitos evangélicos)? E assim, as edições são atualizadas e modernizadas como se a Palavra de Deus pudesse ser melhorada? No fundo, o que há é um interesse mercadológico de atender a todos os segmentos, independente da mensagem bíblica ser falsificada, enfraquecida, descaracterizada.
Ao que parece, Bradley quer uma retratação, porque tiraram das Escrituras o que não se deveria tirar; e se tiraram, é porque havia algo errado (no dizer do Bradley, uma inverdade); e se ela vier em dólares, quanto melhor será para ele.
A Zodervan e a Thomas Nelson podem pagar, exatamente, pelo que queriam evitar. Se tivessem mantido a fidelidade das Escrituras, talvez nada disso estivesse acontecendo... não dessa forma.
www.kalamo.blogspot.com

Julio Severo disse...

Caro Jorge, eu não vejo nada de errado na tradução, por exemplo, que a NVI faz dessa passagem. Onde a Versão João Ferreira de Almeida ACF menciona "efeminados" e "sodomitas", a NVI usa "homossexuais passivos e ativos". Cada texto em seu contexto e sua época. O efeminado de ontem é o homossexual passivo de hoje. O sodomita de ontem é o homossexual ativo de hoje. Contudo, penso que todos esses termos podem e devem ser usados: quem pratica o homossexualismo é pervertido, pecador, sodomita, ou homossexual ativo, ou efeminado, ou homossexual passivo.

Efraim GF disse...

Caro Júlio,

Paz!

O filósofo Olavo de Carvalho comentou no último programa (True Outspeak)sobre esse factóide. É uma antevisão do que pode vir a ocorrer em nosso país, caso a PLC 122/06 seja aprovada.
Temos que combater essa lei que quer calar a voz do Cristianismo no Brasil.
Parabéns pela sua coragem e pelo bom combate que você vem exercendo até aqui.

Efraim

Jorge Fernandes disse...

Júlio,
o irmão sabe que certas "sutilezas" são mascaradas em prol do ambiente cultural, da tradição, da interpretação, e, mesmo, da erudição.
Não conheço adequadamente o caso "Bradley", nem as versões a que ele se refere, mas existem "bíblias" para todos os gostos, e em muitas delas, uma porção é retirada ou mudada de acordo com a conveniência do tradutor ou da editora. Chegará o tempo (se é que já não chegou) em que, para se vender, por exemplo, ao segmento gay, suprime-se as referências homo ou acrescenta-se uma palavra ou tira-se outra para mudar o texto, e o contexto vai para o brejo (e o homossexualismo passa de pecado a glória cristã).
Creio que muitos problemas com os quais os cristãos se deparam hoje são oriundos deles mesmos, pela fragilidade doutrinária, pela falta de amor para com Deus e a igreja, pelo egoismo com que vê a própria vida; o que afinal de contas tem um nome: idolatria.
A Palavra de Deus é única, tanto hoje como há dois mil anos atrás. O homem não mudou em sua essência pecaminosa e corrompida, e em seus ideais de substituir a glória de Cristo pela glórificação humana; portanto, a mesma palavra proferida aos ouvintes de Paulo é a mesma que o homem atual tem de ouvir.
Sei que o assunto é outro, e este não é o tema da sua postagem, mas é que, não consigo ver todos esses absurdos repetidos pela nossa sociedade sem nos ver como co-participantes, pois, em algum momento, negligenciamos as Escrituras e fomos omissos.
O seu trabalho é chamar as pessoas à realidade (tanto crentes como não crentes), e mostrar-lhes como a verdade está sendo mascarada por uma névoa de ardis com o objetivo de enganar os incautos.
Louvo a Deus pelo que você faz; sem esquecer de que, se cada cristão cumprisse o chamado de defender o Evangelho de Cristo, não passaríamos por tantos vexames.
Como Paulo disse à igreja de Roma: "O nome de Deus é blasfemado entre os gentios por causa de vós" (Rm 2.24).
Abraços.
www.kalamo.blogspot.com

Quéren disse...

Queridos irmãos, li o que cada um escreveu e concordo com o ponto de vista de cada um. Infelizmente nossa sociedade está doente devido à nossa negligência sim, em pregarmos o evangelho a todos. Algo interessante aconteceu comigo esta semana, ontem para ser mais exata, tenho um amigo de trabalho que é homossexual e que já frequentou igreja evangélica por muitos anos, chegou a ficar noivo de uma moça, mas ela poucos dias antes do casamento, resolveu terminar tudo. Este rapaz por muito tempo continuou gostando dela, e ficou durante meses "correndo" atrás dela tentando uma reconciliação, porém não obteve êxito. Passaram-se alguns meses e ele começou a namorar um rapaz, ou seja, virou gay. Ele e este rapaz ficaram "juntos" durante 3 anos,e e por motivo de traição se separaram. Ele hoje sofre muito por causa desta separação, e como sou evangélica e ele sabe disso, ele veio chorar pra mim dizendo que pede pra Deus todos os dias tirar esse sentimento que ele têm pelo outro rapaz de seu coração. Olha o absurdo!!! Foi qdo eu fui mto sincera com ele e disse o seguinte: "Deus não irá fazer nada se vc não mudar, vc está contra os propósitos de Deus para a sua vida! A opção q vc fez é condenada por Deus!" Enfim conversamos durante algum tempo e espero q tenha feito algum efeito na vida dele. Mas o q eu quero salientar é isto, nós mesmos as vezes vimos este tipo d situação e deixamos tudo passar, não mostramos a verdade para as pessoas. Os pastores de "certas" igrejas preferem ter suas igrejas cheias de sodomitas do que pregar e falar a verdade. A verdade é uma só: cada um compareçá perante Cristo e dará contas do que fez, e os pastores mto mais ainda, pq suas ovelhas são de sua responsabilidade. Não importa o que a Bíblia diz em versão antiga ou atuala, a verdade é uma só, tanto que este rapaz, o Fowler, sabe disso e quer meter um processo nas editoras. A Bíblia caros irmãos, ela já se auto explica, não precisa de versões mais atuais, lembrem-se de seus avós e pais que com certeza não tiveram acesso a um grau de escolaridade como o nosso e mesmo assim entendiam e muito bem as versões mais antigas da Bíblia, nem gosto deste termo antiga, prefiro o termo fidedigna, pois ele é o correto, a Bíblia naõ deve ser alterada, pois é a Palavra de Deus, quem tem ouvidos para ouvir, ouça!

Anônimo disse...

Hoje as pessoas estao fazendo de tudo para se sentirem justificadas de seus erros.Eles podem pecar o tanto que quiser aqui na Terra,mas as coisas de Deus sao diferentes la no ceu nao vai entrar nada que contamine,vc ja parou para imaginar como seria um gay no ceu?rsrs acho que soaria melhor ficar com o cao pq ele adora safadeza e tudo que nao presta rsrs

Rose disse...

Em Genisis, esta bem claro que Deus fez o homem, e depois a mulher para serem UMA SÓ CARNE. Não preciso dizer mais nada.

HENRIQUE LEAL disse...

CARA AMIGA QUÉREN : A HOMOSEXUALIDADE É UM CONDICIONAMENTO , UM COMP0RTAMENTO APRENDIDO, AS VEZES DE FORMA TÃO SUTÍL E CONSTANTE , QUE A PESSOA O TRAZ DESDE A MAIS TENRA IDADE , SENDO CONDICIONADA DE FORMA SUTIL E GRADUAL PARA ISSO. É UM COMPORTAMENTO AUTO - DESTRUTIVO , E POR ISSO CONDENADO POR DEUS , QUE QUER O MELHOR PARA NÓS. AQUÍ MESMO , NESTE BLOG , O JÚLIO DISPÕE DE MATERIAL DE AJUDA PARA QUEM QUER SAIR DISSO . ACESSE ESTE MATERIAL , MINHA AMIGA E PASSE PARA ESTE SEU AMIGO PARA QUE ELE VENHA A SE BENEFICIAR DISTO. COM CERTEZA ELE IRÁ MUDAR SE ASSIM O QUISER. ABRAÇOS. DEUS TE ABENÇOE , HENRIQUE.

Anônimo disse...

TONGO! Qual a diferença de homossexual e efeminado? Quer interferir num livro escrito há mais de dois milênios. Há vai trabalhar desocupado!

Kadosh Ben Yehuda disse...

Paz... este deveria também processar editoras do Alcorão, já que também lá há grande representatividade islamica... Certamente seria sua sentença de morte...